Discussão:Pelotas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ex-artigo destacado Pelotas é um artigo anteriormente destacado. Por favor veja as ligações nos marcos alcançados para a página original de nomeação (para artigos mais antigos, pode não haver arquivo) e veja por que foi removido dos artigos destacados.
Etapas passadas por este artigo
Data Processo Resultado
(data não inserida) Candidato a artigo destacado Promovido
(data não inserida) Revalidação de artigo destacado Despromovido
Estatuto atual: Ex-artigo destacado



Clima[editar código-fonte]

A razão porque tenho revertido frequentemente contribuições que mudam o texto sobre clima, que assim está:

"O clima de Pelotas é subtropical ou temperado, com invernos relativamente frios, geadas ocasionais e ocorrência de nevoeiros, verões tépidos e precipitações regularmente distribuidas durante o ano. O mês mais quente é janeiro, com temperatura média de 23,3°C, e o mês mais frio é julho, com média de 12,2°C. O mês mais chuvoso é fevereiro, com 144mm de precipitação. A temperatura média anual da cidade é de 17,6°C e a precipitação média anual é de 1200 mm."

é baseada em informação que me foi fornecida pelo diretor do CPMet da Universidade Federal de Pelotas, meteorologista que é autoridade no assunto.

Campani 12:42, 20 Fev 2005 (UTC)

Quem criou o ítem "Clima, Relevo e Vegetação" de Pelotas fui eu, a parir de dados do livro Geografia de Pelotas, de Mário Rosa (Editora UFPel, 1985). Estudei por dois anos na faculdade de Meteorologia na UFPel, e conheço as pessoas de lá. O erro mais grosseiro é dizer que fevereiro é o mês mais chuvoso, pois todos os meses mais chuvosos do ano são os do inverno.

Roger A. Scheridon de Moraes

Não necessariamente. Veja [1] que afirma que na Bacia do Prata o mês mais chuvoso é janeiro. O Prof. Gilberto Diniz afirma que dados de temperatura variam ao longo do tempo, e corrigiu-me com o dado que coloquei lá. Você esté referenciando um livro de 20 anos atraz. Campani 19:42, 20 Fev 2005 (UTC)

Mas dados climatológicos são colhidos ao longo de décadas e não variam, desta forma, de uma hora para a outra. E a Bacia do Prata abrange uma área muito extensa para se estabelecer uma unidade climatológica. Para terminar, a ocorrência de chuvas em Pelotas depende quase que totalmente do avanço das frentes frias, que passam pela região com mais freqüência no inverno, e as estiagens, ainda que atípicas, costumam ocorrer mais no verão.

Roger de Moraes.

Sinto muito, mas você não me convenceu. Você afirma que dados como temperatura média não variam. O Prof. Gilberto Diniz afirma que variam, e o senso comum confirma isto. Campani 12:20, 21 Fev 2005 (UTC)

Nossa discussão tola não irá terminar até que alguém ceda. Neste caso, eu cedo. Mas gostaria de manifestar que não vejo com bons olhos este sistema anárquico de construção de Wikipédia, no qual alguém constrói um verbete e qualquer pessoa pode alterá-lo, baseando-se por dados pessoais. Isto não acrescenta veracidade ao que foi escrito.

Roger A. Scheridon de Moraes.

É verdade que o modelo de desenvolvimento da Wikipedia é anárquico, e este é seu mérito pois o modelo permite um crescimento muito rápido da enciclopédia. Mais que isto, todos os leitores se sentem "donos" da enciclopédia, pois ela é oferecida pelo GNU FDL, que garante que ela é livre e sempre será. Assim, não se pode dizer, como você fez, que "não vê com bons olhos" esta possibilidade, pois este modelo é que diferencia a Wikipedia das outras. Isto é que lhe dá o direito de defender a sua edição, como fiz com a minha. Para isto existem estas páginas de discussão. Na verdade todas as enciclopédias são construidas com "dados pessoais", como você diz, não só a Wikipedia. A diferença é que as outras baseiam-se em equipes pequenas de consultores, que colocam as suas "opiniões". Agora, a edição que você está fazendo é muito mais "pessoal" que a minha, pois você insiste em editar segundo um livro desatualizado de 20 anos atraz, enquanto eu fui atraz da informação do diretor do Centro de Pesquisas Meteorológicas da Universidade Federal de Pelotas, Prof. Gilberto Diniz, o que garante algum grau de correção e atualização maior que o seu livro. Campani 14:30, 24 Fev 2005 (UTC)

o modelo da Wikipedia é bastante interessante!

Eu não afirmei que dados de temperatura e pluviosidade não variam com o tempo, eu afirmei que estes dados não variam com diferença tão gritante ao longo do tempo. Eles podem variar sensivelmente. Como a temperatura, por exemplo (de 22,9 a 23,3 graus Célcius é algo que eu aceito, vá lá), mas dados sobre a pluviosidade mensal não poderiam mudar de forma tão acentuada nos últimos anos. Insisto que julho seja o mês mais chuvoso. Como fevereiro passou, em vinte anos, a ser o mês mais chuvoso, quando neste livro, de 1985, consta que os meses mais chuvosos são julho, agosto e junho. E nos últimos anos, já observou que grandes estiagens, ainda que atípicas, estão ocorrendo no verão? Quanto a liberdade a respeito de alterações nos dados, apesar de anárquica, considero que esta tem seus prós e contras.

Roger de Moraes.

Caro Roger:

Bom que você concorde comigo que alguns parâmetros variam, como temperatura média. Quanto ao mês mais chuvoso, concordo que não poderia variar tanto nem em 20 anos. Assim, enviei novamente msg ao Prof. Gilberto Diniz e estou aguardando resposta da dúvida. Esperemos.

Um abraço,

Campani 11:52, 1 Mar 2005 (UTC)

Caro Roger:

Transcrevo a resposta do Prof. Gilberto Diniz, diretor do Centro de Pesquisas Meteorológicas da Universidade Federal de Pelotas sobre a dúvida em relação ao clima de Pelotas:

Campani,

Eu tenho dados climáticos, com um período de 90 anos, não só de Pelotas mas de 40 estações meteorológicas no RS; dados esses que foram usados em várias Teses de Doutorado, inclusive a minha, são informações meteorológicas de estações oficiais de coletas de dados, tratados e preenchidas suas falhas com apropriadas técnicas estatísticas para tal. Existem dois picos de máxima de chuva em Pelotas: um é outubro (por sinal, nesse mês é o único que chove mais de 100mm em todas as regiões do Estado) e o outro (maior) é fevereiro.Nos meses de junho-julho, em alguns anos, são chuvosos. Por exemplo, se não me engano, em 1995 choveu mais de 500mm no mês de junho mas isso é numa anomalia climática como a ocorrida em maio do ano passado que choveu 216mm em 12h quando o normal é 94 em um mês.

Saudações Meteorológicas

Gilberto Diniz

Citando campani@ufpel.tche.br:

> Oi Gilberto! > > Tudo bem? Desculpe te incomodar novamente, mas causou polêmica no artigo > sobre > Pelotas a afirmação de que o mês mais chuvoso é fevereiro. Segundo alguns > não > pode ser no verão, teria que ser junho-julho. Isto tem fundamento? > > Um abraço, > > Campani > >

Um abraço,

Campani 23:25, 1 Mar 2005 (UTC)

Personalidades pelotenses?[editar código-fonte]

Caros: A minha questão é com relação a lista de personalidades pelotenses que consta no artigo. Será que vale a pena citar todo mundo? E ainda com links vermelhos para serem editados? Acho que não. Meu palpite é que Antônio Caringi, o maior escultor gaúcho de todos os tempos, e que era pelotense merece o link, mas quem é esta tal poetisa Noêmia Coelho da Costa? Pretendo tirar os menos conhecidos, pois estão apenas "inchando" o artigo e são de menor importância. Campani discusssão 18:40, 22 Dezembro 2005 (UTC)

Temperatura máxima[editar código-fonte]

Nesta página consta:

 A temperatura mais alta registrada em Pelotas ocorreu em dezembro de 1999 e 8 de janeiro de 2006, com 39,8°C.

Mas essa semana mesmo, eu vi no canal do tempo e outros diversos lugares que a temperatura chegou próximo a 41C conforme tb está neste site, inclusive no 8 de janeiro acima referido.

8 De Janeiro de 2006

  • Tempo(BRST) | Temperatura | Ponto de orvalho | umidade
  • 2:00 PM | 41.0 °C | 21.0 °C | 31%

27 de dezembro de 1999

  • 3:00 PM 40.0 °C 13.0 °C 20%

Ou seja, o dia mais quente deve ter sido provalvelmente o 8 de janeiro último e não o dia de 99.

Bom, espero que tenha ajudado. --RTCiquelero 04:02, 12 Janeiro 2006 (UTC)

Caro Squibb: Obrigado pela dica. Já corrigi o artigo. Campani Baphomet.pngdiscusssão 09:39, 12 Janeiro 2006 (UTC)

Proteção[editar código-fonte]

Devido a vandalismos de ips o artigo está protegido. GRS73 msg 04:36, 21 Abril 2007 (UTC)

Cidade antípoda[editar código-fonte]

Curiosidade: como foi feito o cálculo da "cidade antípoda"? Dantadd 01h37min de 7 de Julho de 2007 (UTC)

Pela latitude e longitude opostas às de Pelotas. Havia feito um cálculo incorreto ao colocar Miyazaki (a latitude era a mesma de Pelotas, mas Miyazaki está um pouco mais a leste do real ponto). Satsumasendai é a cidade mais próxima deste ponto. A cidade de Pelotas está exatamente oposta, na Terra, às proximidades do litoral desta cidade, e ilhas próximas pertencentes ao mesmo município japonês. Scheridon 01h56min de 7 de Julho de 2007 (UTC)
Temos que talvez o cálculo não esteja correto. Segundo este mapa antipodal: Image:WorldMapWithAntipodes.png todo Rio Grande do Sul está em situação de antípoda com o mar da China, não havendo intersecção com nenhum pedaço de terra. É possível verificar de forma interativa em http://www.antipodemap.com/ . Dantadd 02h16min de 7 de Julho de 2007 (UTC)
Já coloquei a posição exata do ponto antípoda. Esta cidade japonesa é o local habitado mais próximo do real ponto antípoda de Pelotas. E ainda há comparações mais grosseiramente errôneas, como a que diz que Buenos Aires e Xangai são antípodas, no artigo Antípoda. Veja a diferença, observando latitude e longitude das mesmas, abaixo:
31°10′N 121°28′E (Xangai)
34°36′S 58°22′W (Buenos Aires)
Outras comparações do mesmo artigo também me parecem estar erradas. Scheridon 03h18min de 7 de Julho de 2007 (UTC)

Eu não me refiro ao artigo desta ou da Wikipédia em inglês, mas ao mapa que faz um cálculo exato. O site http://www.antipodemap.com/ é ainda mais preciso e, como você poderá ver, o antípoda exato de Pelotas é o mar e não o território do Japão. Se formos considerar "lugar habitado mais próximo" dá pra apontar antípodas em qualquer caso. Acho uma "forçação de barra". Dantadd 12h37min de 7 de Julho de 2007 (UTC)

Brasão[editar código-fonte]

O brasão da cidade de Pelotas foi excluído, imagino que seja pelo fato de não haver sido corretamente cadastrado. Peço, para alguém que o tenha, que tente recolocá-lo novamente, preenchendo os requisitos necessários. Scheridon 00h48min de 22 de Agosto de 2007 (UTC)


Personalidades ilustres de Pelotas[editar código-fonte]

Prezados: sugerimos incluir nas personalidades ilustres de Pelotas/RS, alguns nomes que constatamos faltar: Heloisa Assumpção Nascimento, primeira aluna a formar-se na Faculdade de Direito no Brasil, historiadora e escritora; Zola Amaro, soprano pelotense; Sinhá Costinha, pintora destacada inclusive na Europa; Felipe Assumpção Gertum, único escritor pelotense com Prêmio de Melhor Livro Estrangeiro, na Itália. Sempre ao seu dispor. Instituto Senador Joaquim Augusto de Assumpção www.museuhelenaassumpcao.com.br o comentário precedente não foi assinado por 201.3.160.200 (discussão • contrib.) Conteúdo movido da linha direta Lechatjaune msg 20h34min de 2 de Outubro de 2007 (UTC)

Foto do (?) Jockey Club de Pelotas (?)[editar código-fonte]

Há uma foto de crepúsculo, informando duas coisas que não são verdadeiras;

  1. A foto seria do Jockey Club de Pelotas. Bem, a foto na verdade é de uma árvore vista no final do dia. Se alguma coisa houver atrás dela, pode ser o Hipódromo da Tablada, que é a praça de coorridas do Jockey Club de Pelotas. O Jockey Club de Pelotas tinha uma belíssima sede no centro de pElotas.
  2. A arvore seria uma araucária . E até pode ser. Mas não é , como afirma o texto, árvore comum na região. A araucária é muito rara no litoral sul. O lugar dela são os campos de cima da serra , osete de Santa Catarina e Paraná. Aí ela só existe, quando trazida e plantada por mão humana.

Poristo Mudei o texto da foto para Hipodromo da Tablada, e retirarei a alusão a ser a araucaria uma árvore da região. Isto detona todo o trabalho do artigo. 201.15.155.232 (discussão) 05h30min de 2 de Maio de 2008 (UTC)

  • Certo. Obrigado por justificar sua edição e desculpe o incômodo. -- Fernando | (0) 11h25min de 2 de Maio de 2008 (UTC)


Quanto ao seu comentário sobre Pelotas, eu posso concordar com a questão do Jockey Club, mas a araucária (araucaria angustifolia) é uma árvore que ocorre naturalmente em Pelotas sim. Em Rio Grande, mais próxima do mar, realmente ela é bem rara (e talvez exista lá só por ter sido plantada), mas ela é nativa em Pelotas, e principalmente no interior do município. Scheridon (discussão) 15h47min de 2 de Maio de 2008 (UTC)
Também já fui à Serra Gaúcha, e não me pareceu haver mais araucárias em Vacaria do que no interior do município de Pelotas (acho que até menos, talvez por conta do desmatamento). Mesmo na área urbana do município, situada em baixa altitude e próxima à Lagoa dos Patos e ao oceano, as araucárias são muito vistas (não se vê três quarteirões seguidos na cidade sem uma, ainda que sejam "plantadas"), mas no interior de Pelotas (e cidades da região), há em mais quantidade, e com certeza, não apenas plantadas. Scheridon (discussão) 16h33min de 2 de Maio de 2008 (UTC)
  1. BEM, vamos concordar que na areia a araucaria não ocorre de modo natural, e o bairro do hipódromo da Tablada (por sinal, o vocabulo foi por mim editado, com outro IP, se chama areal.200.102.141.169 (discussão) 23h10min de 7 de Maio de 2008 (UTC)não sou pelotense mas admiro a cidade
O bairro onde está o hipódromo da Tablada é o bairro Três Vendas, e não o bairro do Areal. E o nome Areal não significa nada, pois só há areia mesmo no bairro "balneário" do Laranjal.
Realmente, a araucária não ocorre de forma natural nas áreas litorâneas (como o Laranjal), mas até lá se vê algumas (mesmo que plantadas). Pelotas está numa área de transição entre o litoral e a área das Serras de Sudeste, sendo que nesta área as araucárias ocorrem naturalmente. À medida que se vai em direção a este raso planalto, a ocorrência dessa árvore aumenta e, no interior do município de Pelotas (também em Canguçu, Piratini etc.) há a ocorrência natural da araucária, claro que não na mesma quantidade dos Campos de Cima da Serra (originalmente, pois atualmente há poucas lá). Scheridon (discussão) 01h38min de 8 de Maio de 2008 (UTC)

Cidades-irmãs de Pelotas[editar código-fonte]

Visitei hoje à noite a Fenadoce, a festa do doce de Pelotas, e vi na feira um estande sobre as cidades-irmãs de Pelotas. Lá constavam apenas quatro: Suzu (Japão), Aracati (Ceará, Brasil), Aveiro (Portugal) e Colônia do Sacramanto (Uruguai). Encontrei referências na Internet para três cidades (o usuário Giro720 colocou uma delas), menos para Colônia (contudo, esta é cidade-irmã de Pelotas, algo confirmado por mim). O usuário Giro720 também colocou, agora, a cidade uruguaia de Maldonado (que não constava no estande da feira), mas cuja geminação foi comprovada por ele através da referência - uma lei municipal).

Entrarei em contato com o pessoal do estande (que estava vazio no momento em que eu estava na feira) para saber mais sobre as cidades-irmãs de Pelotas. Scheridon (discussão) 02h34min de 8 de Junho de 2008 (UTC)

Sobre a cidade uruguaia de Maldonado, fui informado de que a geminação desta cidade com Pelotas foi proposta por lei municipal de Pelotas que demonstrava esta intenção (mostrada na referência), mas a administração de Maldonado não a levou adiante, sem interesse. Não sei se devemos deixá-la na lista. Espero opiniões. Scheridon (discussão) 22h49min de 14 de Junho de 2008 (UTC)

Está sendo discutida na Secretaria de Cultura a inclusão da cidade de Langeais, na França, como cidade-irmã de Pelotas. --Victor.albaini (discussão) 12h49min de 23 de setembro de 2009 (UTC)

Posso colaborar?[editar código-fonte]

Queria colaborar com algumas fotos de Pelotas, inclusive da Fenadoce. Gostei muito da cidade quando vim aí em 2010. Tirei bastante fotos de pontos como o Centro e o Museu da Baronesa, e queria até acrescentar alguns dados, se permitido for. Obrigado pela atenção! o comentário precedente deveria ter sido assinado por Blogcadernosete (discussão • contrib)

Pode e é encorajado a isso, desde que siga nossa política de imagens e de direitos autorais. E não se esqueça de assinar seus comentários. Cordialmente, Yanguas diz!-fiz 17h00min de 27 de março de 2011 (UTC)

Economia[editar código-fonte]

A seccao sobre a economia está muito fraca, cada sector individualmente também. Alguns pelotenses por aqui que podem dar uma incrementada? Grato, Rui Gabriel Correia (discussão) 13h25min de 17 de agosto de 2015 (UTC)

Fonte das três meninas - Nereidas[editar código-fonte]

"Um exemplo de monumento do acervo do município é o Chafariz "As Três Meninas", vindo de Escócia em 1873, e localizado no centro do município. Até o ano de 2007 acreditava-se que ela era proveniente da França"

Alguém tem a fonte disto? Edimburgo tem sim uma fonte, a Ross Fountain, que parece ter sido fabricada pelo mesmo produtor de Paris que fez a Nereidas - porém, a fonte não teria vindo da Escócia, mas diretamente de Paris. comentário não assinado de Mcmarcondes (discussão • contrib) (data/hora não informada)