Discussão:Rede Bandeirantes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Alefher[editar código-fonte]

Gente, desculpa aí por aquela retirada de texto que eu fiz. Usei o UC Mini para android para editar o artigo e ele não agueitou o tanto de texto do artigo.comentário não assinado de Alefher! (discussão • contrib) 10h06min de 13 de março de 2017‎ (UTC)

Alterações na página[editar código-fonte]

Em primeiro lugar: Conforme WP:NAOINFO, "Ícones de bandeiras em geral não devem ser usados nas infocaixas de biografias, mesmo para um país, nacionalidade ou campo equivalente, bem como nas infocaixas de times e clubes desportivos". Logo, não há nada que as proíba aqui, e elas estão sim inclusas na maioria dos artigos sobre televisão, a menos que você queira mentir pra si mesmo. Segundo: Os slogans podem ser encontrados nas diversas campanhas publicitárias que a emissora fez, em jornais, vídeos do YouTube e até mesmo em algumas fontes que já estão no próprio artigo. Vale lembrar também, que listas não são proibidas. Terceiro: A seção "Controvérsia", que na verdade é uma crítica, foi removida pois, além de estar aleatoriamente inserida no corpo pra tratar apenas daquele assunto específico, a questão das verbas públicas em emissoras sempre foi recorrente não apenas com a Band, mas com qualquer canal de televisão, em diferentes governos. Logo, não há motivo pra ela estar ali sem ser de fato uma controvérsia de grande repercussão. E por último, como eu já disse, você está ignorando completamente toda uma série de modificações que nada tem a ver com isso, incluindo reais atos de vandalismo que aconteceram antes da sua limpeza no artigo. João Justiceiro (disccont) 05h49min de 14 de março de 2020 (UTC)

@João Justiceiro: Citação: João Justiceiro escreveu: «Em primeiro lugar: Conforme WP:NAOINFO, "Ícones de bandeiras em geral não devem ser usados nas infocaixas de biografias, mesmo para um país, nacionalidade ou campo equivalente, bem como nas infocaixas de times e clubes desportivos". Logo, não há nada que as proíba aqui, e elas estão sim inclusas na maioria dos artigos sobre televisão, a menos que você queira mentir pra si mesmo.» Engraçado que WP:NAOINFO também não me proíbe de retirá-las. A propósito, elas não estão presentes nos verbetes sobre Rede Globo, SBT, RedeTV!, RecordTV, etc. Então, me diga, quem está "mentindo para si mesmo" aqui? Citação: «Segundo: Os slogans podem ser encontrados nas diversas campanhas publicitárias que a emissora fez, em jornais, vídeos do YouTube e até mesmo em algumas fontes que já estão no próprio artigo. Vale lembrar também, que listas não são proibidas.» Vou transcrever aqui um dos pilares do nosso projeto, que um editor com os seus anos de casa já deveria saber de cabeça: "a obrigação de providenciar uma fonte reputada cabe ao editor que deseja introduzir novo material e não aos editores que desejem remover esse mesmo material." Em suma, o ônus é de quem quer que o conteúdo sem fontes fique, não de quem quer retirá-lo e, muito menos, do leitor do verbete. No mais, não disse que a sua lista é "proibida". Disse sim que ela é inútil e sem fontes. Citação: João Justiceiro escreveu: «Terceiro: A seção "Controvérsia", que na verdade é uma crítica, foi removida pois, além de estar aleatoriamente inserida no corpo pra tratar apenas daquele assunto específico, a questão das verbas públicas em emissoras sempre foi recorrente não apenas com a Band, mas com qualquer canal de televisão, em diferentes governos. Logo, não há motivo pra ela estar ali sem ser de fato uma controvérsia de grande repercussão.» Sim, é uma crítica e o nome do autor dela está bem explícito no texto. Ou seja, nada de errado. E ela não estava "aleatoriamente inserida no corpo", mas sim no local comumente usado para conter uma seção sobre controvérsias: o final da página. Ademais, o conteúdo está presente no artigo desde o dia 26 de fevereiro, portanto está lá há mais de duas semanas, o que já considerado conteúdo estável. Citação: João Justiceiro escreveu: «E por último, como eu já disse, você está ignorando completamente toda uma série de modificações que nada tem a ver com isso, incluindo reais atos de vandalismo que aconteceram antes da sua limpeza no artigo.» Não vi nada de tão importante na sua edição que justifique a eliminação de conteúdo válido, a inserção de material sem fontes e o desrespeito ao status quo. Sugiro que se controle. Chronus (discussão) 06h34min de 14 de março de 2020 (UTC)
É a lógica, não te impede de retirar, como também não impede a mim de recolocar lá. E dos artigos que você citou, você não só viu, como também removeu, alguns com salvamentos sucessivos (mas não se preocupe, existem outras centenas de artigos): 1, 2, 3, 4. Assim fica fácil, mas você não pode mentir pra mim, pros outros e principalmente pro histórico, só pra si mesmo. Agora, sua alegação de "conteúdo estável" é bem dúbia, pois, ao mesmo tempo que fala que não devo remover a seção "Controvérsia" (que fiz questão de responder o motivo ali embaixo pro Theys York), esquece que a seção "Slogans" já está por lá HÁ ANOS. Dois pesos e duas medidas?! Bom, já que você também não vê as falsas emissoras próprias adicionadas por um IP, as seções sem conteúdo que você adicionou tendo apenas um link interno para um anexo, e outras coisas menores, eu não posso fazer nada. Mas posso sugerir que você revise melhor o que anda escrevendo, ou quem sabe, use um par de óculos. Ah, e não abuse do espaço público. João Justiceiro (disccont) 15h08min de 14 de março de 2020 (UTC)
Sim, verbas públicas sempre foram distribuídas para veículos de mídia. Mas, o que é questionado na seção é o fato destes recursos serem enviados (magicamente?) em maior valor para os próximos do governo. Theys Y☺rk (discussão) 06h32min de 14 de março de 2020 (UTC)
@João Justiceiro: Que "lógica" é essa que você está falando? O que existe são regras claras, como WP:V e WP:STATUS, que você simplesmente tem obrigação de respeitar. A inútil seção "Slogans" pode estar lá por quantos anos você quiser, mas WP:V me permite retirar qualquer conteúdo sem fontes há qualquer momento. Você já deveria saber disso. A propósito, sugiro que se informe melhor antes de citar políticas que aparentemente desconhece. "Salvamentos sucessivos", de acordo com a nossa política de bloqueio, apenas se aplica a edição "com pouco conteúdo", o que evidentemente não é o caso da extensa faxina que promovi nesse verbete. Citação: João Justiceiro escreveu: «as seções sem conteúdo que você adicionou tendo apenas um link interno para um anexo» Não sei do que você está a falar. As duas "seções sem conteúdo" já existiam antes da minha intervenção. Eu apenas as reuni como subseções de uma seção maior. E que "outras coisas menores" são essas? Diga, se elas realmente existem. Por fim, eu sempre reviso o que ando escrevendo e não preciso de conselhos oftalmológicos de uma pessoa que claramente não é um especialista. No mais, como já disse, controle-se. Chronus (discussão) 04h39min de 16 de março de 2020 (UTC)
York, para tomarmos como exemplo, a mesma matéria cita o SBT como uma das emissoras próximas ao atual ao governo. Num passado não muito distante, o SBT foi ameaçado por outro governo com corte de verbas comerciais se não censurasse as opiniões de uma jornalista. Isso é um fato controverso, como também são controversas, desde o surgimento da rede, as relações de apoio que seu proprietário Silvio Santos tem com todos os presidentes que já passaram pelo Palácio do Planalto desde 1981. O que estou querendo dizer é que, esses fatos tem muito mais importância histórica e reputada por fontes do que um artigo de opinião de um jornalista sobre algo que sempre aconteceu em todas as emissoras. Logo, incluir apenas isso acaba fazendo peso indevido de proporção em função da importância. João Justiceiro (disccont) 15h08min de 14 de março de 2020 (UTC)
@João Justiceiro: Citação: João Justiceiro escreveu: «Num passado não muito distante, o SBT foi ameaçado por outro governo com corte de verbas comerciais se não censurasse as opiniões de uma jornalista. Isso é um fato controverso, como também são controversas, desde o surgimento da rede, as relações de apoio que seu proprietário Silvio Santos tem com todos os presidentes que já passaram pelo Palácio do Planalto desde 1981. » Oras, pois então arregace as mangas e adicione o conteúdo que você mencionou (com fontes). Mas, desculpe, isso não justifica a eliminação de conteúdo estável e referenciado. A propósito, sugiro que leia direito o que diz WP:PESO. A seção sobre controvérsias e minúscula e está no final da página, bastante discreta. E você ainda vem invocar "peso indevido"? Faça-me o favor. Chronus (discussão) 04h39min de 16 de março de 2020 (UTC)
@João Justiceiro:, mas o artigo em questão não é só uma opinião, pois o jornalista, com uso de dados e "ligações de pontos", analisa e questiona um fato. Citação: João Justiceiro escreveu: «O que estou querendo dizer é que, esses fatos tem muito mais importância histórica e reputada por fontes do que um artigo de opinião de um jornalista sobre algo que sempre aconteceu em todas as emissoras.» Isso sempre aconteceu com todas as emissoras? Sim, mas deste modo, não. Eu não entendo onde você quer chegar.Theys Y☺rk (discussão) 07h42min de 16 de março de 2020 (UTC)

Editorial da Band se pronuncia sobre o governo[editar código-fonte]

Eu não sei se eles falaram só sobre o deputado, ou o presidente também. De toda forma, parece ser um posicionamento sobre um caso isolado. FonteTheys Y☺rk (discussão) 00h52min de 21 de março de 2020 (UTC)