Discussão:São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estrela de artigo destacado São Paulo é um artigo destacado; o que significa que ele (ou uma versão anterior) foi identificado como um dos melhores artigos produzidos pela comunidade da Wikipédia. Apesar disso, se puder actualizar ou melhorá-lo, por favor, faça-o.
Etapas passadas por este artigo
Data Processo Resultado
5 de novembro de 2007 Candidato a artigo destacado Não promovido
7 de abril de 2008 Candidato a artigo destacado Não promovido
21 de junho de 2008 Candidato a artigo destacado Não promovido
22 de outubro de 2009 Candidato a artigo destacado Promovido
24 de setembro de 2011 Candidato a artigo destacado Promovido
Estatuto actual: Artigo destacado
Stop hand nuvola.svg A Wikipédia não é um fórum para expor ideias, conceitos, crenças ou críticas variadas.
A página de discussão serve apenas para discussões sobre o conteúdo da página em questão. Mensagens fora desse propósito poderão ser removidas da página.
Archive
Arquivos
  1. Até 2007
  2. 2008-2010

Educação Superior[editar código-fonte]

Seria interessante incluir a Universidade Presbiteriana Mackenzie, afinal é uma das mais importantes e antigas instiuições do País.Faço a sugestão que seja mencionada conjuntamente à Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, já que partilham do mesmo prestígio.

Desconcentração econômica[editar código-fonte]

Dando continuidade ao tópico arquivado. Reportagem de Valor Econônico:

São Paulo perde e Rio de Janeiro ganha participação na economia brasileira [1]
"A economia de São Paulo seguiu perdendo participação no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2008. As Contas Regionais, divulgadas ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que a participação do Estado na economia nacional passou de 37,3% em 1995 para 33,1% em 2008uma queda contínua, depois de 34,6% em 2002 e 33,9% em 2007.
Há uma desconcentração econômica notória em função de uma perda da indústria por conta da guerra fiscal e dos incentivos dados por outros Estados”, explica Frederico Cunha, gerente da coordenação de contas nacionais do IBGE.
O resultado de 2008 mostra que, pela primeira vez desde 1995, a participação somada dos PIBs de Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná fica igual à de São Paulo. Também foi a primeira vez que a participação dos demais 22 Estados, com 33,8% do total, supera a de São Paulo. Entre 2007 e 2008, o PIB paulista perdeu 0,8 ponto percentual de participação no bolo nacional, mas Cunha evita creditar essa baixa inteiramente à crise internacional.
[...]
A queda entre 1995 e 2008 foi mais pronunciada na indústria, uma vez que São Paulo passou de 44,4% do total do setor em 1995 para 33,9% em 2008. O Rio passou de 8% para 12,7% e ultrapassou Minas Gerais no segundo lugar. A indústria mineira cresceu menos e passou de 9,1% do total do país para 11% entre 1995 e 2008.
O setor de serviços mostrou um nível de concentração mais próximo ao PIB nacional e São Paulo, que representava 35,6% do total em 1995, passou para 33,4% em 2008. O Rio também perdeu participação e foi de 13,4% para 11,6% no período. A administração pública contribuiu para que os 19 Estados com menor peso no setor de serviços vissem a sua fatia no bolo ir de 17,9% em 1995 para 21,3% em 2008. Na agropecuária, a participação dos Estados no PIB do setor mostra desconcentração. O Estado líder, Minas, tinha 17,3% de participação no PIB do setor em 1995 e passou para 15,3% em 2008."
São Paulo perdeu participação nos setores primário, secundário e terciário. Quando propus da última vez acrescentar um tópico sobre a desconcentração econômica, o usuário Heitor se limitou a negar a evidência (Citação: Heitor escreveu: «A queda de participação de certos setores econômicos no PIB não quer dizer que eles não cresceram, apenas quer dizer que o setor agrícola cresceu mais do que os outros, portanto não há decadência alguma.»)
Diante dessa reportagem, fica evidente que essa afirmação não faz o menor sentido. Volto a propor, dessa forma, a inclusão da informação. Dornicke (discussão) 00h49min de 12 de janeiro de 2011 (UTC)
Symbol declined.svg Discordo da inclusão da informação, visto que queda na participação do PIB nacional não significa, necessariamente, encolhimento econômico. O PIB paulista continua a crescer como sempre cresceu e deixar em negrito o trechos que mais lhe apetecem, Dornicke, mostra a tua parcialidade nesse assunto. Gosto muito de você, sabe disso, mas sua constante tendência em exaltar os suspostos problemas que o nosso estado enfrenta em detrimento dos avanços que conquistamos, me cansa. Não sou contra termos uma visão crítica do lugar em que vivemos e das pessoas que nos governam, mas desde que essa crítica seja feita de forma parcial e realista. Deixo-lhe uma pergunta: se o atual governo paulista fosse do PT, você seria tão crítico como é hoje em relação ao nosso estado? Heitor diz aí! 01h04min de 12 de janeiro de 2011 (UTC)
Desculpe... qual é exatamente a sua justificativa para censurar a informação sobre o processo de desconcentração econômica em São Paulo? Há uma tendência de diminuição da participação do estado no PIB brasileiro. Por que essa informação não deveria ser incluída? Explique-me isso, por favor.
Citação: Heitor escreveu: «se o atual governo paulista fosse do PT, você seria tão crítico como é hoje em relação ao nosso estado?»
Se a São Paulo de hoje fosse o triste resultado de uma eventual sucessão de governos petistas, sim, eu seria tão crítico quanto sou hoje. Eu não manteria empregado um funcionário incompetente apenas por ir com a cara dele. Criticar legendas é perder tempo, minha crítica é ao modelo administrativo no qual o PSDB de São Paulo insiste e que há 16 anos se mostra equivocado, ultrapassado, ineficiente. É um governo velho, um governo de ideologias datadas, congelado no tempo, que ignora o pragmatismo que tem dado certo em tantos lugares. De toda forma, a incompetência do atual governo não é a única responsável pela decadência econômica de São Paulo. Existe ainda a competência de outros governos (incluindo o governo psdbista de Minas Gerais) e uma tendência histórica de desconcentração econômica e de diminuição das desigualdades regionais. Dornicke (discussão) 16h29min de 12 de janeiro de 2011 (UTC)
Me expressei mal mais acima. Não vejo problemas em adicionar a notícia, desde que ela não seja adicionada de forma tendenciosa, exaltando essa hipotética "decadência econômica" do nosso estado. Repito: não há decadência econômica, o PIB paulista continua a crescer como sempre cresceu. O que está acontecendo, como você mesmo disse, Dornicke, é uma "tendência histórica de desconcentração econômica e de diminuição das desigualdades regionais." Afinal, não tem o menor sentido um único estado ser responsável por 33% do PIB de uma federação composta por 26 unidades federativas, não é? Até mesmo a Califórnia, o mais rico estado dos Estados Unidos, representa "apenas" 13% do PIB daquele país. Vejo o atual processo de desconcentração econômica como algo extremamente benéfico para o país e não como um sinal de decadência do estado de São Paulo. Heitor diz aí! 06h19min de 13 de janeiro de 2011 (UTC)
Se São Paulo cresceu 10% e os outros estados cresceram 50%, a participação do PIB de São Paulo em relação ao resto do país cai, mas São Paulo não está em decadência econômica. E o país inteiro cresceu. Ou seja, todos ganharam, está tudo indo muito bem. Matemática pura e simples. Não seja enganado pelas propagandas políticas que usam de terrorismo psicológico dizendo que está tudo ruim e que alguém é culpado disso... 189.106.52.81 (discussão) 11h59min de 13 de janeiro de 2011 (UTC)
Adicionei a notícia. Heitor diz aí! 06h02min de 15 de fevereiro de 2011 (UTC)

Censo 2010[editar código-fonte]

A população do Estado de São Paulo no Censo de 2010 ficou na casa de 41 milhões. Os 39 milhões eram apenas dados preliminares. o comentário precedente deveria ter sido assinado por 201.43.192.141 (discussão • contrib) Marcos discussão 18h32min de 20 de janeiro de 2011 (UTC)

E então, não vai ser corrigido??? É só pesquisar sobre os dados definitivos do Censo 2010.

Descendentes de Italianos no estado.[editar código-fonte]

Incluí os italianos como grupo de descendentes tão numeroso quanto o de portugueses. São 32% do estado com raízes italianas. Se vê no artigo "Descendentes de italianos" os dados. O site do Senado Brasileiro (http://www.senado.gov.br/noticias/jornal/noticia.asp?codEditoria=41&dataEdicaoVer=20100621&dataEdicaoAtual=20100621&nomeEditoria=Especial) mostra 10 milhões de descendentes para a população de 33 milhões de paulistas, no ano 2000.

Aeroporto Campo de Marte[editar código-fonte]

Sugiro acrescentar o Aeroporto Campo de Marte na lista dos aeroportos mais importantes, pois lá se abriga uma das maiores frotas de helicóptero do planeta. o comentário precedente deveria ter sido assinado por 187.75.18.211 (discussão • contrib) --Marcos fala! 19h40min de 13 de março de 2011 (UTC)

Futebol[editar código-fonte]

Sugiro que vocês analisem o quadro da porcentagem da distribuição de torcedores por time, pois ali é constatado a presença do Flamengo, time que é carioca e não paulista.

Não podemos no momento

Victor.Gustavo. (discussão) 02h46min de 21 de novembro de 2016 (UTC)

Local do Poder Judiciário Paulista[editar código-fonte]

A sede do Judiciário Paulista está constando como o Palácio 9 de Julho, o que é incorreto. A sede do Judiciário Paulista é o Palácio da Justiça, na Praça da Sé, na Capital. Fonte: http://www.tj.sp.gov.br/Institucional/ConhecaOTJ/Default.aspx?f=2 comentário não assinado de Coelholei (discussão • contrib)

Corrigido! Heitor diz aí! 09h16min de 27 de maio de 2012 (UTC)

Formatação das datas nas referências[editar código-fonte]

O artigo conta agora com 178.754 bytes, o que excede os 150.000 bytes ideiais para um artigo. Sugiro que a formatação das datas nas referências passe do formato "23 de janeiro de 2012" para "23/01/20112". Isso já deve dar uma economia boa de uns 5 mil bytes, deixando a página mais leve para carregar sem ter prejuízo algum ao conteúdo. Se os principais mantenedores do artigo concordarem, eu mesmo posso fazer o trabalho de alteração do formato das datas. W.SE (discussão) 14h42min de 9 de julho de 2012 (UTC)

Comparação territorial com outros estados e países[editar código-fonte]

Prezados,

Poderiam ser acrescentadas algumas informações de comparação territorial entre o estado de SP e outros estados e países.

Pelo que pesquisei na wiki, os valores em m² seriam próximos ao estado do Piauí, e aos países: Guiné, Gabão e Reino Unido*.


Destacando que Reino Unido corresponderia somente à parte europeia

"Essa área, corresponde aos 4 países que formam o Reino Unido; Inglaterra, 130 395 km²; Escócia, 78 772 km² ; País de Gales, 20 779 km² e Irlanda do Norte, 13 843 km²."

Como visto em http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_pa%C3%ADses_e_territ%C3%B3rios_por_%C3%A1rea#De_100.C2.A0000_km2_a_500.C2.A0000_km2

Atenciosamente,

--Jml3msg 13h49min de 27 de julho de 2012 (UTC)

Estrangeiros em SP[editar código-fonte]

Acredito que os dados sobre strangeiros no estado estejam errados. Essa tabela do IBGE [2] acredito que mostra as pessoas que moraram em outros países em 2010 e retornaram para o Brasil, ou seja, na maior parte dos casos são imigrantes brasileiros que retornaram para São Paulo. Por isso aparece tanta gente vindo dos Estados Unidos. É óbvio que, em São Paulo, não existem mais norte-americanos do que japoneses, bolivianos, portugueses ou italianos. Essa tabela fala que vivem em todo o estado de SP somente 7.704 portugueses e míseros 971 bolivianos. Isso está obviamente errado, pois são os retornados, e não imigrantes. Xuxo (discussão) 17h09min de 26 de fevereiro de 2014 (UTC)

12.000 a.C.[editar código-fonte]

Não encontrei na referência [3] o dado que indígenas ocuparam o território paulista desde aproximadamente 12.000 a.C.; está certo esse dado ou foi um erro? Abraços, 179.110.37.240 (discussão) 17h15min de 1 de dezembro de 2015 (UTC)

por favor acrescentem dados mais relevantes, e maiores[editar código-fonte]

Eu fiz algumas modificações (todas, todas reais e verdadeiras). Reverteram tudo. Pena. Agora me deparo que aceitaram essas seguintes modificações toscas, o texto anterior era mais instrutivo. E modificaram. Concordo que sim o Estado de São Paulo tem uma população pouco menor que a Colômbia, e maior que a Argentina. Mas o texto anterior colocava que São Paulo é a terceira maior população de uma unidade administrativa da América do Sul. Ficando atrás da soma dda população dos outros estados Brasileiros e da Colômbia (ressalta-se, que ao comparar um estado de uma federação com outro país, deve´se primeiro dar a informação dos outros estados da federação...e só após se referir a outros países) . Salientar que São Paulo tem população maior que a Argentina, sabendo que existe uma "rivalidade" entre os países, acho incorreto. Só salienta essa disputa boba. São Paulo tem população maior que mais de uma centena de países. Se referir especificamente a Argentina é errado.
comentário não assinado de Sergioorf (discussão • contrib) 01h36min de 25 de dezembro de 2015‎ (UTC)

Está vendo rivalidade onde ? Se fosse um pouco mais observador, saberia que o motivo de citar a Colômbia e Argentina é o fato de serem, respectivamente, 2ª e 3ª posição em população na América do Sul. Também não sei se percebeu, mas afirmar que "a população de São Paulo é apenas superada pela soma da população dos demais estados do Brasil" é redundância de "estado mais populoso do Brasil". E "tosca" foi a sua edição, em só 30% do verbete. Na verdade, se quisesse mesmo fazer o trabalho completo, iria atualizar também este artigo e esta predefinição Trabalho pela metade e "nada" é a mesma coisa.
PauloMSimoes (discussão) 02h44min de 25 de dezembro de 2015 (UTC)

Caro Paulo

Eu quero entender. A Wikipédia como proposta é uma base de informação e pesquisa, ok. Não de adivinhação. Entenda, vc colocou como redundância "estado mais populoso do Brasil", alegando essa tal redundÂncia sobre a outra informação: "a população de São Paulo é apenas superada pela soma da população dos demais estados do Brasil". Pessoas do mundo inteiro visitam as páginas do Wikipédia, milhões não sabem, nem tÊm a mínima idéia, de que os outros estados que compôem o Brasil, somando suas populações, é maior que a do estado de São Paulo. Ser o mais populoso, não significa que os todos os outros somados são maiores. Dizer que ele é o mais populoso, para nós do Brasil e conhecendo a dimensão dos outros estados, fica óbvio, mas dizer que é o mais populoso, e não informar que os outros estados que compõe o Brasil, somados, são maiores ou menores, populacionalmente que São Paulo, ao resto do mundo, tá errado, concorda. O mundo acessa o Wikipédia, só porque escrevemos para usuários "Brasil" em termos, mas não informamos corretamente para o resto do mundo, e não informar que a soma dos outros é maior, ou menor, não é redundância, é informação, milhões não sabem disso. Aqui é para informar, não deixar a pessoa com meia informação, deixar ela divagar na imaginação. Se temos a informação que esclarece, não é redundância, até porque não é, é informar. Abraços Sergioorf 03h42min de 25 de dezembro de 2015 (UTC)

Essa rivalidade só é observada hoje em dia em esportes e o dado não está citando a Argentina por causa de esportes e sim pela sua população concordo Paulo

Victor.Gustavo. (discussão) 02h50min de 21 de novembro de 2016 (UTC)

Lembrete sobre a 16ª região administrativa de Itapeva[editar código-fonte]

Já faz algum tempo (10/02/2014) desde que o governador Geraldo Alckimin assinou o decreto 60135 sobre a criação desta região e até agora nenhuma menção da mesma no Artigo, inclusive com o mapa desatualizado. [1]

Endoedgar (discussão) 21h01min de 20 de maio de 2016 (UTC)

  1. http://www.fundap.sp.gov.br/itapeva-e-16a-regiao-administrativa-estado-de-sao-paulo/