Discussão:Torneio Octogonal Rivadávia Corrêa Meyer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

POR QUE NAO COLOCAR QUE O HIBERNIAN ERA O ATUAL CAMPEAO ESCOCES, O SPORTING ERA CAMPEAO PORTUGUES, O FLUMINENSE CAMPEAO DA COPA RIO , O SAO PAULO CAMPEAO PAULISTA, O CORINTHIANS CAMPEAO DO RIO-SAO PAULO E DA PEQUENA TACA DO MUNDO, O OLIMPIA O MELHOR TIME PARAGUAIO E O NACIONAL QUE NAO VEIO ERA CAMPEAO URUGUAIO.

Sinta-se a vontade para adicionar tais infomações, mas não insira informações falsas como as feitas por um anônimo, que igualava em importância esse torneio com as edições da Copa Rio. SEP discussão 20:38, 28 Novembro 2006 (UTC)
Amigo não pode colocar somente que o Fluminense foi o atual campeão da Taça Rio 1952, pois pela proibição da Associação Uruguai de Futebol ao Club Nacional de Football de disputar a Copa Rivadavia, a CBD pediu a Federação Metropolitana do Rio de Janeiro indicasse um Time para entrar no lugar do Nacional, pois não teria tempo hábil de convidar outro Time estrangeiro. Na Reunião, a disputa era entre o Fluminense e o Flamengo, informação no jornal do brasil do dia 10 de junho de 1953, e por critério tomando naquela ocassião foi que o Fluminense, 3º colocado no Rio-São Paulo de 1952 seria o representante da Federação, onde o Flamengo teve que aceitar calado, pois se fosse outro critério o Fluminense ainda seria o escolhido. Todas as informações foi achado no acervo do Jornal do Brasil disponível no site: http://news.google.com/newspapers?nid=0qX8s2k1IRwC Getuliogfc discussão 16:45, 22 julho 2011 (UTC)


Vasco não é campeão mundial porque torneio rivadavia não é copa rio, são compeições diferentes. no caso da Copa Rio, a FIFA reconhece como mundial, mas só no caso da copa rio. Muita gente pensa que a FIFA deu e depois tirou reconhecimento da copa Rio, mas a verdade é que ela nunca tirou reconhecimento, pois mandou um fax pro Palmeiras dizendo que a copa rio foi a primeira copa do mundo de clubes oficial, e nunca enviou outro fax pro Palmeiras para tirar o reconhecimento dado. A única coisa que falta é colocar a competição na lista de campeões mundiais o site da FIFA, mas esse pedido vai ser feito pelo Palmeiras (http://pt.fifa.com/tournaments/archive/tournament=107/awards/index.html). Quando a FIFA mandou o fax pro Palmeiras, escreveu que a Copa Rio tinha sido a primeira copa do mundo de clubes oficial, e depois disse apenas a que Copa Rio não foi um evento oficial da FIFA, nunca retirando o que disse sobre a Copa Rio ser copa do mundo de clubes e sobre ser oficial.


Torneio Rivadavia X Copa Rio

Não entendo esse "preconceito" de palmeirenses e tricolores contra o Torneio Rivadavia, em querer dissociar, a todo custo, o Torneio Rivadavia da Copa Rio.

De fato, foram duas competições diferentes, mas que tinham em comum: a mesma organizadora (CBD) e o mesmo objetivo (ter um torneio internacional de bom nível no Rio de Janeiro- e só, pois nem Copa Rio nem Torneio Rivadavia tencionavam indicar o campeão mundial). Foram diferentes do ponto de vista do nível técnico dos participantes, mas tal diferença foi também perceptível na Copa Rio de 1952 em relação a de 1951. E, de qualquer forma, as três foram competições amistosas (CBD é limitado a Brasil e não pode oficializar "mundial" nem "intercontinental") e sem critérios classificatórios objetivos, baseadas em convites subjetivos (é só ver como variaram os países que tiveram times convidados ao longo das competições em 1951, 1952 e 1953).

Há muito mais em comum entre Copa Rio e Torneio Rivadavia do que entre Copa Rio e Copa Intercontinental. Não há nenhuma equivalência entre Copa Rio e Copa Intercontinental, equivalência essa sutilmente sugerida nos artigos da Wikipedia sobre Copa Rio. A Copa Rio e o Torneio Rivadavia foram organizadas pelo CBD, entidade limitada a Brasil e que não poderia oficializar "mundial" nem "intercontinental", sem nenhuma "autorização" ou "endosso" da FIFA (até autorizar, em 1955, a UEFA a criar a Champions a Cup, a FIFA não se metia com futebol de clubes: ver http://www.uefa.com/newsfiles/240459.pdf , página 7). E jamais foram reconhecidas pela FIFA a posteriori, nem como "precursoras" do seu Mundial. São consideradas eventos amistosos inclusive por fonte independente e influente: http://www.rsssf.com/intclub-friend.html .

A Copa Intercontinental sempre foi oficial por UEFA e CONMEBOL (mesmo nos anos em que foi jogada no Japão), duas entidades com poder conjunto sobre Europa e América do Sul, após o endosso da FIFA em 1955 à criação da Champions Cup pela UEFA (ver http://www.uefa.com/newsfiles/240459.pdf , página 9), endosso que significava, por igualdade de direitos óbvia, endosso a que a CONMEBOL criasse uma competição de clubes na América do Sul, e por lógica, endosso a que CONMEBOL e UEFA pudessem criar competições intercontinentais de clubes entre Europa e América do Sul. E a Copa Intercontinental foi reconhecida pela FIFA como "precursora" do seu atual Mundial (http://www.fifa.com/clubworldcup/organisation/documents/index.html , ver o Statistical Kit).

Não igualo competições diferentes, nenhum das 3 (Rio, Rivadavia Correa Meyer, Intercontinental). Apenas assinalo que os que mais se preocupam em diferenciar Copa Rio e Torneio Rivadavia são, aparentemente, os mesmos que tentam igualar ou equiparar Copa Rio e Copa Intercontinental, que guardam entre si diferenças gritantemente maiores que as diferenças entre Copa Rio e Torneio Rivadavia. Igualar Copa Rio e Intercontinental é algo que não existe em fonte séria, só aqui na Wikipedia e em sites tricolores e palmeirenses.


AndreVascaino (discussão) 21h38min de 10 de abril de 2012 (UTC)


Vasco não é campeão mundial porque torneio rivadavia não é copa rio, são compeições diferentes. no caso da Copa Rio, a FIFA reconhece como mundial, mas só no caso da copa rio. Muita gente pensa que a FIFA deu e depois tirou reconhecimento da copa Rio, mas a verdade é que ela nunca tirou reconhecimento, pois mandou um fax pro Palmeiras dizendo que a copa rio foi a primeira copa do mundo de clubes oficial, e nunca enviou outro fax pro Palmeiras para tirar o reconhecimento dado. A única coisa que falta é colocar a competição na lista de campeões mundiais o site da FIFA, mas esse pedido vai ser feito pelo Palmeiras (http://pt.fifa.com/tournaments/archive/tournament=107/awards/index.html). Quando a FIFA mandou o fax pro Palmeiras, escreveu que a Copa Rio tinha sido a primeira copa do mundo de clubes oficial, e depois disse apenas a que Copa Rio não foi um evento oficial da FIFA, nunca retirando o que disse sobre a Copa Rio ser copa do mundo de clubes e sobre ser oficial.

torneio octogonal rivadavia correa meyer[editar código-fonte]

O VASCO ERA O CAMPEAO CARIOCA DE 1952


aonde esta a bandeira de cada clube participante assim como em 1952 e 1951
      
     A BANDEIRA DE CADA PAIS PARTICIPANTE DEVERIA SER COLOCADA. ASSIM COMO OS 2 TORNEIOS ANTERIORES. A BANDEIRA DO BRASIL COM O VASCO CAMPEAO TB.

TORNEIO INTERNACIONAL MAIS IMPORTANTE EM 1953[editar código-fonte]

ESSE FOI O TORNEIO INTERNACIONAL MAIS IMPORTANTE DE 1953. VASCO TRI-MUNDIAL (49/53/57)

sem dúvida, tenho 64 anos e esse foi o mundial de clubes daquele ano VASCÃO

  • campeão mundial em 49 - o campeão sul-americano venceu o campeão europeu (Arsenal)
  • campeão mundial em 53 (torneio internacional rivadavia corrêa meyer)
  • campeão mundial em 57 - torneio internacional de paris

DÁ-LHE VASCÃO!

O Vasco pode ser declarar TRI, pois todos são competições (tirando o MUNDIAL DA FIFA) Oficiosos, ou seja, não tem caráter oficial mas emana de fontes oficiais. Quem não lembra da Carta Aberta do Presidente do Vasco ao Jornalista Milton Neves:

O apresentador de esportes Milton Neves por intermédio de seu twitter, e em entrevista à Rádio Manchete, fez comentários desrespeitosos e absolutamente distanciados da realidade em relação à história centenária do Club de Regatas Vasco da Gama e à sua imensa torcida que merecem ser respondidos.

Suas palavras causaram no mínimo, estranheza, não somente pelo tom sarcástico e agressivo, como também pela insistência em qualificar o Vasco de time pequeno e seus torcedores de "trouxas e imbecis". Tanto um quanto o outro (clube e torcedores vascaíno), são merecedores do máximo respeito por parte de qualquer pessoa e, principalmente, dos profissionais de imprensa. E você Milton, não é exceção.
Para avivar a sua memória, saiba que o Vasco é pioneiro no combate a todo tipo de preconceito e isso vem de muito tempo. Talvez, por essa razão, você tenha esquecido da contribuição dada pelo nosso clube à História (assim mesmo, com "H" maiúsculo) do Brasil, não só no esporte, como também a várias causas políticas e sociais em nosso país. Como pode menosprezar os grandes feitos do Vasco em todo tipo de modalidade esportiva que deu ao clube até agora, 116 títulos só no futebol e sem contabilizar os amistosos? Posso destacar entre eles, três sul-americanos, e quatro nacionais. Não podemos esquecer o mais recente Campeonato Mundial de Beach Soccer. Vale lembrar o Torneio de Paris (França): 1957 (2° campeonato Mundial);Taça Tereza Herrera (Espanha): 1957 ;Torneio de Santiago (Chile): 1957 e 1963; Torneio Pentagonal do México (México): 1963; Torneio Cidade de Elche (Espanha): 1979; Torneio Cidade de Sevilha (Espanha): 1979; Troféu Colombino (Espanha): 1980; Torneio Fest D'Eix (Franca): 1980; Torneio Ilha de Funchal (Portugal): 1981; Torneio de Verão (Uruguai): 1982; Copa de Ouro (Los Angeles, EUA): 1987; Copa Tap (Newark, EUA): 1987; Torneio; Ramon de Carranza (Espanha): 1987/88/89;Torneio da Lorena (França): 1989; Torneio da Amizade (África): 1991; Troféu Cidade de Barcelona (ESP): 1993; Troféu Cidade de Zaragoza (ESP): 1993; Torneio de Palma de Mallorca (Espanha): 1995; Troféu Bortolotti (Itália): 1997 entre outros.
O jornalista diz que o Vasco "outrora exemplar, líder e ganhador", hoje, não passa de um clube com restinho de grife. Repudio a sua tentativa em reduzir o Vasco a uma grife (marca que caracteriza objetos de luxo). O nosso clube é de massa; é do povo sem acepção de pessoa. É isso que torna o Cruz-Maltino um clube diferenciado dos demais. O Vasco é único, apesar dos pesares.
Voltando às causas sociais, Milton, anote aí, para não esquecer: o Vasco foi o único clube carioca a manter em suas dependências uma Escola de Instrução Militar, formando mais de 10 mil recrutas para o Exército Brasileiro que integraram a Força Expedicionária Brasileira (FEB) . O Vasco foi também o único clube de futebol a doar dois aviões para a FEB, na campanha da II Guerra Mundial. Estes fatos podem não ter nenhum significado para você, mas eles são orgulho dos torcedores vascaínos, a quem você chama de "trouxas e imbecis".
Foi justamente o Vasco, jornalista Milton Neves, o primeiro clube brasileiro a se insurgir contra o preconceito racial e social no esporte. Não sei se você, Milton Neves, conhece a fundo a história do esporte nacional, porque se a conhecesse, não poderia jamais tentar apequenar o Vasco, este gigante, que foi o primeiro clube brasileiro a conquistar um título internacional, fora de casa: o Sul-Americano de 1948.
Outro fato que surpreende pelo seu ineditismo e que é único na história cultural de nosso país é que o Vasco foi o único clube de futebol a abrigar nas dependências de sua sede em São Januário em 1943 e 1945, um desfile oficial de escolas de samba. Esse é ou não é um clube diferente dos outros? Essa é ou não é uma história como a de nenhum outro clube de futebol em todo o mundo? Dá ou não dá orgulho ser vascaíno?
Todos sabem, à exceção de você, que o Vasco é um gigante. Além do mais, temos um futuro ainda mais brilhante, que precisa ser construído no dia a dia, mesmo que isso incomode a alguns. E, para terminar, de modo a mostrar nossa grandeza não só no futebol, mas também nas relações cívicas, o convido, apesar das suas críticas, a nos visitar e conhecer a nossa história mais de perto, inclusive a nossa Sala de Troféus, que surpreende pela sua beleza e riqueza.
Saudações vascaínas,
ROBERTO DINAMITE
Presidente do Club de Regatas Vasco da Gama
Fonte: http://www.fanaticosporfutebol.com.br/clubes/vasco/noticia/2011/04/08/indignado-roberto-dinamite-escreve-carta-resposta-a-milton-neves


Vasco não é campeão mundial porque torneio rivadavia não é copa rio, são compeições diferentes. no caso da Copa Rio, a FIFA reconhece como mundial, mas só no caso da copa rio. Muita gente pensa que a FIFA deu e depois tirou reconhecimento da copa Rio, mas a verdade é que ela nunca tirou reconhecimento, pois mandou um fax pro Palmeiras dizendo que a copa rio foi a primeira copa do mundo de clubes oficial, e nunca enviou outro fax pro Palmeiras para tirar o reconhecimento dado. A única coisa que falta é colocar a competição na lista de campeões mundiais o site da FIFA, mas esse pedido vai ser feito pelo Palmeiras (http://pt.fifa.com/tournaments/archive/tournament=107/awards/index.html). Quando a FIFA mandou o fax pro Palmeiras, escreveu que a Copa Rio tinha sido a primeira copa do mundo de clubes oficial, e depois disse apenas a que Copa Rio não foi um evento oficial da FIFA, nunca retirando o que disse sobre a Copa Rio ser copa do mundo de clubes e sobre ser oficial.

(Supostas) desistências[editar código-fonte]

No artigo consta a suposta desistência de Real Madrid e Millionarios. Gostaria de pedir aos autores que indiquem a fonte dessas informações. Obrigado

Copa Rivadavia X Copa Rio[editar código-fonte]

No excerto, "O clubes italianos disputam o título nacional da Itália, e, o vencedor teria que tomar parte da Copa Latina, vindo então, aqui, o Vice-campeão. O Sporting deverá participar mais uma vez do certame, embora haja posibilidade de vir o Benfica.", na parte "O Sporting deverá participar mais uma vez do certame", está explícito que "mais uma vez do certame" faz referência às participações do Sporting Lisboa na Copa Rio. Se o jornal diz "mais uma vez do certame", no singular, colocando todos como "o certame" (singular=um só), então está EXPLÍCITO que o jornal está tratando a Copa Rio e o Torneio Rivadavia como a mesma competição.

No excerto "que irá ao Brasil participar do torneio em disputa da "Taça Rivadavia Corrêa Meyer"(Copa Rio)", está mais uma vez EXPLÍCITO que a fonte está chamando as duas como a mesma Taça.

No excerto "só o nome da competição foi mudado, continuando tudo como dantes" , está EXPlÍCITO que "continuando tudo como dantes" faz referência à Copa Rio, que é o que veio antes da Taça Rivadavia.

Ninguém está inventando opinião nenhuma. O que ocorre aqui simplesmente é o seguinte: os torcedores do Palmeiras só dão valor ao Torneio de 1951, enquanto os torcedores do Fluminense só dão valor aos torneios de 1951 e 1952. Acontece que o torneio de 1952 foi um fiasco de público, organização e crítica, assim como o de 1953, o Torneio de 1952 tá bem mais próximo em impacto ao de 1953 que ao de 1951. E a imprensa da época registrou isso, fazendo críticas ao torneio de 1953 comparando-o ao de 1952, que recebeu mesmas críticas da mesma natureza sobre a qualidade dos quadros participantes. O que ocorre é que as páginas da Copa Rio e da Rivadavia são policiadas por 2 notórios torcedores do Fluminense, que tentam diminuir o Torneio de 1953 em relação ao de 1952.

Interpretação de texto equivocada, deixa claro que a participação dos clubes campeões italianos, portugueses com vaga garantida na Copa Latina, poderia fazer com que no Octogonal o vice-campeão nacional(Benfica) fosse o escolhido. Na Copa Rio houve essa concorrência com a Copa Latina também.
Vê-se a sua má-fé. O ponto que você ressaltou não é o centro da disputa, nem é o que estamos debatendo. Provavelmente, vc é um dos tricolores que policia essas páginas e "deu chilique" ao ver que certos veículos de imprensa da época colocaram as duas competições no mesmo saco (1952, 1953), pois por seu clubismo você quer de qualquer jeito diminuir o título do Vasco perante o do Fluminense. Veja que você fica revertendo dizendo POV !, POV!, POV!, mas ao vir para a PD, não contestou nenhum dos argumentos que coloquei. Acha que é POV? OK, peça mediação/moderação, se vc é de boa-fé mesmo, e não apenas um torcedor querendo você sim fazer POV para ocultar fontes que igualaram título do clube rival ao título do seu clube. Aliás: as fontes são citadas, deixando claro que os veículos de imprensa citados são os responsáveis das afirmações mencionadas. Só se está dizendo: "segundo jornal X publicou em data tal, ele tratou a Copa Rio e Rivadavia como a mesma competição". Ninguém está escrevendo categoricamente que ambas foram a mesma competição. Só por isso fica claro que não há POV nenhuma. Quem tá fazendo POV é você.
O Sr. me acusar de torcedor de outro time, já chega. Não coloco a minha paixão em 1º lugar para editar aqui na Wiki.
Se acusei, escrevi "Provavelmente", não fazendo acusação taxativa. Bem, refiz a edição, me atendo friamente ao disposto pelas fontes. Quero ver se o sr. aceitará.

Desconvite ao Reims da França[editar código-fonte]

A edição B00599 de 1953 do jornal Última Hora diz que, assim como o Rot Weiss Essen, o Reims campeão francês foi convidado pelo CBD mas foi retirado de cogitações após ser derrotado pelo América do RJ. Podem incluir a informação no tópico sobre o Rot Weiss Essen? link: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=386030&pasta=ano%20195&pesq=Reims

COPA RIVADAVIA CORREA MEIER É MUNDIAL INTERCLUBES SIM AUTORIZADO PELA FIFA[editar código-fonte]

VASCO É CAMPEÃO MUNDIAL SIM SENHOR!!! A COPA RIO E A RIVADAVIA CORREA MEIER É A MESMA COISA, SÓ MUDOU DE NOME! VASCO TRICAMPEAO MUNDIAL 49-53-57.

Personalidade jurídica própria[editar código-fonte]

Para não entrar em debate jurídico com IP, vou mudar o termo "personalidade jurídica própria', para alguma coisa que não gere debates desgastantes, mas que mostre claramente que as duas competições, Copa Rio e o TORCM, são competições diferentes, até porque o texto já mostra que a Copa Rio acabou em 1952 e surgiu um novo torneio, que tem os seus méritos próprios.

Atenciosamente, Alexandre M. B. Berwanger (discussão) 20h21min de 23 de janeiro de 2015 (UTC)

Conforme explicado, instituições organizadoras/patrocinadoras de torneios têm personalidade jurídica própria , mas os torneios em si não têm. O artigo já deixa muito claro que a competição de 1953 não é a mesma que as de 1951 e 1952, nem no nome nem no número de representantes brasileiros e estrangeiros. O artigo não induz o leitor a achar que são a mesma competição. Isso já consta do verbete, sem necessidade de inventar que torneio de futebol teria personalidade jurídica.