Discussão:Videoensaio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Criada a página do artigo Vídeo-ensaio, tradução da wiki em inglês video essay.

Grafia correta - Uso do hífen e plural[editar código-fonte]

Ao traduzir o artigo da versão inglesa "Video essay", utilizei do hífen, escrevendo "vídeo-ensaio", sem muito pesquisar sobre qual seria a forma correta, porém depois alteraram para "videoensaio". Após pesquisar sobre substantivos compostos, neologismos, uso do hífen e composição por justaposição, concluo que a grafia correta segundo a norma culta seria, sim, "vídeo-ensaio". Peguemos as palavras "vídeo" e "ensaio". Ambas são substantivos. Uma das regras da norma culta prevê que usa-se hífen nos substantivos compostos sem elementos de ligação ("de", "a", etc), quando o primeiro termo, por extenso ou reduzido, está representado por forma substantiva, adjetiva, numeral ou verbal. Nesse sentido, o correto seria o uso do hífen, pois trata-se de um neologismo e de um substantivo composto por aglutinação. Há uma regra segundo a qual, a partir do Novo Acordo Ortográfico, palavras formadas por PREFIXAÇÃO em que o prefixo e a segunda palavra, respectivamente, termina e começa com vogais diferentes, não devem levar hífen, e sim se aglutinarem sem sinal diacrítico, como em "autoaprendizagem" ou "infraestrutura". Porém, no caso de "vídeo-ensaio", esta regra não se aplica, já que a palvra não é formada por prefixação, e sim pela composição por aglutinação de dois substantivos. Já o plural de "vídeo-ensaio" seria "vídeos-ensaio", pois trata-se de um substantivo composto no qual o segundo substantivo especifica o primeiro. Exemplos de palavras que seguiriam essa mesma regra seriam "bananas-prata", "canetas-tinteiro" e "arcos-íris" (sim, este seria o plural de arco-íris, segundo o VOLP). Neste sentido, também faria sentido usar as palavras separadamente ("vídeo ensaio" / "vídeos ensaio"), mas por uma razão estilística, vejo como mais interessante o uso do hífen. --Guttitto (discussão) 20h05min de 16 de janeiro de 2021 (UTC)

@Guttitto: Em primeiro lugar, antes de desfazer minhas edições, seria ético o senhor me "pingar", chamando-me para a discussão. Bom, vamos em frente: Videoensaio é, sim, um substantivo composto por prefixação, não tem nada a ver com, por exemplo, "caneta-tinteiro" (!). O dicionário Houaiss apresenta videoaula, videocassete, videoclipe, videoarte, videoblogue e outros — como vê, os lexicógrafos do maior dicionário brasileiro discordam de sua teoria da aglutinação. O VOLP apresenta mais de exemplos do uso de video- (nesse link, digite a palavra seguida de asterisco e verá a lista), confirmando, portanto, que é um elemento de composição. Claro que qualquer dicionário só lista os casos mais frequentes, sendo inexequível transpor toda a infinitude de combinações possível. Quanto à analogia que fez com a língua inglesa, nem vou considerar — regras do inglês não se aplicam ao português. Yanguas diz!-fiz 23h26min de 16 de janeiro de 2021 (UTC)
@Yanguas: Em nenhum momento fiz analogia com o inglês, só citei que fui eu quem traduziu primeiramente o artigo do inglês para o português. Agora, é a primeira vez que uso a ferramenta de Discussão, então perdão se talvez você achou que fui "desrespeitoso" em desfazer sua edição e não te pingar, mas agora voê desfez a minha sendo que eu tinha adicionado OUTRAS coisas no artigo além de apenas voltar para como estava antes... Mas enfim. Sobre prefixação, eu já expliquei ali. Não se trata de prefixação não, é simples de entender isso, porque "VÍDEO" NÃO É UM PREFIXO. Vídeo é um substantivo assim como Ensaio. E prefixação trata, como o próprio nome diz, de um processo de formação de palavras em que se adiciona um prefixo a uma palavra já existente, como "desalento" (des+alento), "refazer" (re+fazer), e assim por diante. O seu argumento de que a maioria das palavras iniciadas com "video" aglutinam sem hífen faz sentido, porém é importante lembrar o que eu mencionei anteriormente, que "videoensaio", "vídeo-ensaio" ou "vídeo ensaio" é um NEOLOGISMO. Não é uma palavra dicionarizada ou vocabularizada, então de qualquer forma é arbitrário discutirmos qual a grafia mais correta. Aliás, já que você gosta de comparar com palavras já usadas, "filme-ensaio" e "poema-ensaio" são outros substantivos compostos nos quais muitos trabalhos e páginas utilizam o hífen, acho importante destacar. Nesse sentido, a Clara Matheus, do canal mimimidias, autora de vídeos-ensaio e doutoranda em Letras pela UFMG, mandou uma mensagem ontem (16/01/2021) para a Academia Brasileira de Letras (ABL), na qual ela pergunta: "O gênero audiovisual a qual se refere em inglês 'video essay', em português deve ser grafado por 'videoensaio', 'vídeo-ensaio' ou ainda 'vídeo ensaio'?". Enfim, quando a Clara obtiver uma resposta, eu retorno aqui. --Guttitto (discussão) 01h20min de 18 de janeiro de 2021 (UTC)
@Yanguas: Aliás, há um artigo acadêmico brasileiro que usa a forma "vídeo-ensaio" também. Se quiser pesquisar aí, o nome dele é "Estilo e autoria no Vídeo-Ensaio: um voo rasante sobre o canal Every Frame a Painting". --Guttitto (discussão) 01h37min de 18 de janeiro de 2021 (UTC)
@Yanguas: Outro exemplo: DE BARROS, LM. O ENSAIO AUDIOVISUAL COMO JOGO DISCURSIVO, NARRATIVA EXPANDIDA E EXPERIÊNCIA ESTÉTICA INTERACIONAL. (Aqui ele utiliza tanto "vídeo-ensaio" quanto "ensaio audiovisual"). --Guttitto (discussão) 02h19min de 18 de janeiro de 2021 (UTC)
@Yanguas: Perdoe pela "noobice", vou deixar aqui as referências sistematizadas. [1] [2] --Guttitto (discussão) 02h52min de 18 de janeiro de 2021 (UTC)
E para fechar, se formos pela forma "vídeo-ensaio", o que aparentemente Yanguas não está muito afim, a forma com que os artigos usam o plural varia entre "vídeo-ensaios", "vídeos-ensaio" ou até "vídeos-ensaios". Porém, pela pesquisa que eu fiz, creio que o correto seria "vídeos-ensaio", pelas razões que apresentei no início do tópico. --Guttitto (discussão) 03h07min de 18 de janeiro de 2021 (UTC)
@Yanguas: estava certo, realmente a grafia correta, segundo a Academia Brasileira de Letras, é "videoensaio", assim como em "videoconferência", "videoaula", etc. Continuo discordando que se trate de um processo de prefixação, mas peço perdão pela insistência na outra grafia. Posteriormente irei adicionar novamente o que eu havia adicionado antes no artigo e foi retirado, mas deixando a forma "videoensaio". --Guttitto (discussão) 14h10min de 22 de janeiro de 2021 (UTC)