Disenteria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disenteria
Pessoa com disenteria num hospital birmanês em 1943
Sinónimos Diarreia inflamatória
Especialidade Infectologia
Sintomas Diarreia com sangue, dor abdominal, febre[1][2]
Complicações Desidratação[3]
Duração Menos de uma semana[4]
Causas Geralmente Shigella ou Entamoeba histolytica[1]
Fatores de risco Contaminação de alimentos ou água com fezes devido a más condições de higiene[5]
Prevenção Lavagem das mães, segurança alimentar[4]
Tratamento Beber água em quantidade suficiente, antibióticos nos casos graves[4]
Frequência Comum nos países em vias de desenvolvimento[6]
Mortes > 1 milhão por ano[6]
Classificação e recursos externos
CID-9 009.2
MeSH D004403
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Disenteria é um tipo de gastroenterite que causa diarreia com sangue.[1][7] Entre outros possíveis sintomas estão febre, dor abdominal e sensação de defecação incompleta.[2][8][5] Entre as possíveis complicações está a desidratação.[3]

A causa mais comum de disenteria são infeções por bactérias do género Shigella, sendo nesse caso denominada shigelose, ou pelo protozoário Entamoeba histolytica.[1] Entre outras causas menos comuns estão a exposição a alguns produtos químicos, outros tipos de bactérias, outros tipos de protozoários ou vermes parasitas.[2] A doença é contagiosa de pessoa para pessoa.[4] Entre os fatores de risco está a contaminação da água ou alimentos com fezes devido a más condições de higiene.[5] O mecanismo subjacente consiste na inflamação do intestino, sobretudo na região do cólon.[2]

Entre as medidas de prevenção estão lavar as mãos com frequência e medidas de segurança alimentar em áreas de elevado risco.[4] Embora a doença geralmente se resolva por si própria no prazo de uma semana, é importante beber líquidos em quantidade suficiente ou uma solução de reidratação oral.[4] Em alguns casos podem ser administrados antibióticos como a azitromicina.[8] Embora os medicamentos para diminuir a diarreia, como a loperamida, não estejam recomendados de forma isolada, podem ser usados em conjunto com antibióticos.[8][4]

Todos os anos a Shigella é responsável por cerca de 165 milhões de casos de diarreia e 1,1 milhões de mortes, ocorrendo quase todos os casos nos países em vias de desenvolvimento.[6] Nos casos com más condições de higiene e saneamento, praticamente metade dos casos de diarreia são causados por Entamoeba histolytica.[5] A Entamoeba histolytica afeta milhões de pessoas e é responsável por mais de 55 000 mortes por ano.[9] É mais comum nas áreas menos desenvolvidas da América Central e do Sul, África e Ásia.[9] A disenteria tem sido descrita desde pelo menos o tempo de Hipócrates.[10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d «Dysentery». who.int. Consultado em 28 de novembro de 2014. Cópia arquivada em 5 de dezembro de 2014 
  2. a b c d Dysentery em Dicionário Médico de Dorland
  3. a b «WHO EMRO | Dysentery | Health topics». www.emro.who.int. Consultado em 15 de novembro de 2019 
  4. a b c d e f g «Dysentery». nhs.uk (em inglês). 18 de outubro de 2017. Consultado em 15 de novembro de 2019 
  5. a b c d Marie, C; Petri WA, Jr (30 de agosto de 2013). «Amoebic dysentery.». BMJ clinical evidence. 2013. PMID 23991750 
  6. a b c «Dysentery (Shigellosis)» (PDF). WHO. Novembro de 2016. p. 2. Consultado em 15 de novembro de 2019 
  7. «Controlling the Spread of Infections|Health and Safety Concerns». www.cdc.gov. Consultado em 15 de novembro de 2019 
  8. a b c Tribble, DR (setembro de 2017). «Antibiotic Therapy for Acute Watery Diarrhea and Dysentery.». Military medicine. 182 (S2): 17-25. PMID 28885920. doi:10.7205/MILMED-D-17-00068 
  9. a b Shirley, DT; Farr, L; Watanabe, K; Moonah, S (julho de 2018). «A Review of the Global Burden, New Diagnostics, and Current Therapeutics for Amebiasis.». Open forum infectious diseases. 5 (7): ofy161. PMID 30046644 Verifique |pmid= (ajuda). doi:10.1093/ofid/ofy161 
  10. Grove, David (2013). Tapeworms, Lice, and Prions: A compendium of unpleasant infections (em inglês). [S.l.]: OUP Oxford. p. PT517. ISBN 9780191653452 
Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.