Disney+

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Current event marker.png
Este artigo ou seção é sobre um produto que ainda não foi lançado.
A informação apresentada pode mudar com frequência. Não adicione especulações, nem texto sem referência a fontes confiáveis.
Gnome-fs-desktop.svg
Disney+
Fundação 12 de novembro de 2019 (-1 anos)
Sede Estados Unidos
Área(s) servida(s) Estados Unidos
Proprietário(s) Disney Streaming Services, LLC (Walt Disney Direct-to-Consumer and International)
Pessoas-chave
  • Ricky Strauss (presidente de conteúdo e marketing)
  • Kevin Swint
  • (vice-presidente sênior e gerente geral)
  • Agnes Chu
  • (vice-presidente sênior de conteúdo)
Serviços Vídeo e streaming
Empresa-mãe The Walt Disney Company
Website oficial preview.disneyplus.com

Disney+ é um serviço de assinatura de streaming de vídeo on-line de propriedade e operado pela Walt Disney Direct-to-Consumer e International, uma subsidiária da The Walt Disney Company.

Será lançado nos Estados Unidos no dia 12 de novembro de 2019 e deverá concorrer com outros serviços de assinatura de streaming de vídeo, como o Netflix, e se concentrar no conteúdo de filmes e televisão das principais marcas de entretenimento da Disney, incluindo Walt Disney Studios, Pixar, Marvel Studios, Lucasfilm, National Geographic e 20th Century Fox. A Disney+ também contará com novas séries e filmes originais, com a Disney tendo anunciado novos conteúdos relacionados a Marvel e Star Wars e outros em produção para o serviço, bem como outros conteúdos relacionados a propriedades atuais e passadas. A Disney planeja lançar a Disney+ para outros mercados internacionais em um futuro próximo após o lançamento do dia 12 de novembro de 2019 nos Estados Unidos.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2016, a Disney adquiriu uma participação minoritária na BAMTech (uma empresa derivada do negócio de tecnologia de streaming da MLB Advanced Media) por US$ 1 bilhão, com a opção de adquirir uma participação majoritária no futuro. Após a compra, a ESPN anunciou planos para um "projeto exploratório [over-the-top]" baseado em sua tecnologia (ESPN+) para suplantar seus serviços de televisão linear existentes.[2][3] Em 8 de agosto de 2017, a Disney invocou sua opção de adquirir uma participação majoritária na BAMTech por US$ 1,58 bilhão, aumentando sua participação para 75%. Juntamente com a aquisição, a empresa também anunciou planos para um segundo serviço de marca direta da Disney, retirado de seu conteúdo de entretenimento, que seria lançado depois que a empresa terminasse seu acordo de distribuição com a Netflix em 2019.[4][5]

Em dezembro de 2017, a Disney anunciou sua intenção de adquirir os principais ativos de entretenimento da 21st Century Fox, em um negócio avaliado em mais de US$ 50 bilhões. A aquisição tem o objetivo de reforçar o portfólio de conteúdo da Disney para seus produtos de streaming.[6][7]

Em janeiro de 2018, foi relatado que o ex-executivo da Apple e da Samsung, Kevin Swint, havia sido nomeado vice-presidente sênior e gerente geral do novo serviço.[8][9] Em junho de 2018, o ex-presidente de marketing da Walt Disney Studios Motion Pictures, Ricky Strauss, foi nomeado presidente de conteúdo e marketing para o serviço.[10][11] Em 8 de novembro de 2018, o CEO da Disney, Bob Iger, anunciou que o serviço seria chamado de Disney+ e que a empresa estava visando um lançamento no final de 2019.[12]

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

O serviço será construído em torno das principais marcas de entretenimento da Disney, incluindo Walt Disney Studios e, consequentemente, o National Geographic. O serviço funcionará em paralelo com o Hulu — um serviço que a Disney deterá 60% da propriedade após a compra da 21st Century Fox. Bob Iger afirmou que a Disney+ seria focada especificamente em entretenimento voltado para a família (o serviço não levará nenhum filme para adultos), e que o Hulu permaneceria voltado para o entretenimento "geral".[13][12][14]

Espera-se que o serviço tenha aproximadamente 7500 episódios de série televisão e 500 filmes.[15] O Disney+ contará com as animações da Disney e da Pixar, os filmes de live-action da Disney, os filmes do Universo Cinematográfico Marvel, os filmes da Lucasfilm e os documentários da Disneynature.[16] O conteúdo do National Geographic Channel da Fox também será incluído no serviço.[17][18] Os primeiros seis filmes da franquia de filmes de Star Wars não estarão disponíveis no lançamento do serviço, já que os direitos de transmissão dos EUA são mantidos pela Turner Broadcasting System até 2024.[19]

A meta inicial do conteúdo original do serviço foi planejada para incluir de quatro a cinco filmes originais e cinco programas de televisão com orçamentos de US$ 25 a US$ 100 milhões. Em agosto de 2018, foi relatado que a série de live-action planejada para Star Wars custaria US$ 100 milhões.[20] Captain Marvel será o primeiro filme da Disney a ser lançado exclusivamente pela Disney.[21]

Próxima programação original[editar | editar código-fonte]

Filme[editar | editar código-fonte]

Título Gênero
Pós-produção
Magic Camp[22] Comédia
Noelle[22] Fantasia/Aventura/Comédia
Timmy Failure[22] Fantasia
Filmando
Lady and the Tramp[23] Romance
Stargirl[24][25] Romance
Togo[26] Aventura
Em desenvolvimento
3 Men and a Baby[22] Comédia
Don Quixote[27] Fantasia/Aventura
Father of the Bride[28] Comédia dramática
Flora & Ulysses[29] Família
Honey, I Shrunk the Kids[28] Aventura/Comédia
The Paper Magician[30] Fantasia
The Parent Trap[28] Comédia
Peter Pan[31] Aventura/Fantasia
The Sword in the Stone[32] Fantasia

Série[editar | editar código-fonte]

Título Gênero
Ordenado
High Fidelity[33] Comédia dramática
High School Musical: The Musical[34] Musical
Ink & Paint[35] Documentário
Star Wars: The Clone Wars (7 temporada)[36] Animação/Ficção científica militar
The Mandalorian[37] Space opera
Sequência do filme Rogue One[38]
Loki Ação
WandaVision (série da Feiticeira Escarlate e do Visão)
The Falcon and The Winter Soldier
Série sem-título do Gavião Arqueiro

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Katiúscia Vianna (12 de abril de 2019). «Streaming da Disney ganha data de lançamento». AdoroCinema. Consultado em 12 de abril de 2019 
  2. «What's Behind Disney's $1 Billion Investment in Major League Baseball's Digital Arm». Variety. Consultado em 18 de dezembro de 2016 
  3. Miller, Daniel (9 de agosto de 2016). «Walt Disney Co. buys stake in video streaming service BAMTech». Los Angeles Times. Tronc. Consultado em 17 de agosto de 2016 
  4. «Marvel and Star Wars films will ditch Netflix for Disney's own service». CNET (em inglês). CBS Interactive. Consultado em 7 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 7 de setembro de 2017 
  5. Kastrenakes, Jacob (8 de agosto de 2017). «Disney to end Netflix deal and launch its own streaming service». The Verge. Consultado em 5 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 6 de abril de 2018 
  6. Littleton, Cynthia; Steinberg, Brian (14 de dezembro de 2017). «Disney to Buy 21st Century Fox Assets for $52.4 Billion in Historic Hollywood Merger». Variety. Consultado em 15 de dezembro de 2017 
  7. Sakoui, Anousha (14 de dezembro de 2017). «Disney Buys Fox Assets in $52 Billion Split of Murdoch Realm». Bloomberg. Consultado em 15 de dezembro de 2017 
  8. Roettgers, Janko (19 de janeiro de 2018). «Disney Hires Apple Veteran to Launch Its Netflix Killer (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 9 de novembro de 2018 
  9. Jarvey, Natalie (19 de janeiro de 2018). «BAMTech Taps Apple Veteran to Lead Disney OTT». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 9 de março de 2018. Cópia arquivada em 10 de março de 2018 
  10. Busch, Anita (28 de junho de 2018). «Disney Exec Reorg: Asad Ayaz Named President Of Marketing As Ricky Strauss Moves To President For Studio's New SVOD Service». Deadline Hollywood. Consultado em 2 de julho de 2018 
  11. Barnes, Brooks (5 de agosto de 2018). «Disney's Streaming Service Starts to Come Into Focus». The New York Times (em inglês). Consultado em 9 de novembro de 2018 
  12. a b Littleton, Cynthia (8 de novembro de 2018). «Bob Iger Talks Disney+, Hulu Plans and His Vision for Enlarged TV Studio». Variety. Consultado em 9 de novembro de 2018 
  13. Goldman, David (14 de dezembro de 2017). «Disney buys 21st Century Fox: Who gets what». CNNMoney. Consultado em 14 de dezembro de 2017 
  14. Mike Fleming Jr (8 de fevereiro de 2018). «Disney Unveils Inaugural Streaming Service Launch Slate To Town; No R-Rated Fare». Deadline Hollywood. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 26 de novembro de 2018 
  15. Libbey, Dirk (10 de novembro de 2017). «How Much Will Disney's Streaming Service Cost? Here's What Bob Iger Says». Cinemablend. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 24 de dezembro de 2017 
  16. Schedeen, Jesse (16 de agosto de 2018). «Everything Coming to Disney's Streaming Service (So Far)». IGN. Ziff Davis. Consultado em 31 de outubro de 2018 
  17. Faughnder, Ryan. «Disney pulls back the curtain on its streaming service — a little bit — announcing new 'Star Wars' and Marvel shows». Los Angeles Times. Consultado em 9 de novembro de 2018 
  18. Chmielewski, Dawn C.; Hipes, Patrick (8 de novembro de 2018). «'Rogue One' Prequel Series In Works For Disney's Streaming Service, Now Named Disney+». Deadline Hollywood. Consultado em 9 de novembro de 2018 
  19. «Original Star Wars movies blocked from Disney streaming until 2024». Ars Technica (em inglês). Consultado em 3 de agosto de 2018 
  20. Murphy, Mike (7 de agosto de 2018). «Disney's upcoming Star Wars streaming series expected to cost $100 million». MarketWatch. Consultado em 8 de agosto de 2018 
  21. Barnes, Brooks (5 de agosto de 2018). «Disney's Streaming Service Starts to Come Into Focus». The New York Times. Consultado em 13 de agosto de 2018. Arquivado do original em 8 de março de 2018 
  22. a b c d Fleming Jr, Mike (8 de fevereiro de 2018). «Disney Unveils Inaugural Streaming Service Launch Slate To Town; No R-Rated Fare». Deadline Hollywood. Consultado em 3 de maio de 2018 
  23. N'Duka, Amanda (19 de maio de 2018). «Charlie Bean To Helm Disney's Live-Action 'Lady And The Tramp' Adaptation». Deadline Hollywood. Consultado em 3 de maio de 2018 
  24. Busch, Anita (2 de março de 2018). «Female Directors Scorecard: Six Helmers Grace Disney's Upcoming Slate». Deadline Hollywood. Consultado em 3 de maio de 2018 
  25. Busch, Anita (5 de junho de 2018). «Grace VanderWaal, America's Got Talent Champion, Is Disney's Stargirl». Deadline Hollywood. Consultado em 21 de julho de 2018 
  26. McNary, Dave (28 de outubro de 2015). «Disney Developing Sled Dog Movie 'Togo and Seppala'». Variety. Consultado em 3 de maio de 2018 
  27. Kit, Borys (13 de outubro de 2016). «Don Quixote Movie in the Works at Disney (Exclusive)». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 3 de maio de 2018 
  28. a b c Goldberg, Lesley (21 de fevereiro de 2018). «Disney Planning Another 'Muppets' Reboot for Its Streaming Service (Exclusive)». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 3 de maio de 2018 
  29. McNary, Dave (31 de maio de 2018). «Film News Roundup: Disney Developing 'Flora and Ulysses' for Streaming Service (EXCLUSIVE)». Variety. Consultado em 31 de maio de 2018 
  30. Kit, Borys; Ford, Rebecca (31 de maio de 2016). «Disney Nabs Movie Rights to 'The Paper Magician' Trilogy (Exclusive)». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 3 de maio de 2018 
  31. Cares, Who (31 de julho de 2018). «Peter Pan may be headed to Disney's streaming service». DisInsider. Consultado em 27 de setembro de 2018 
  32. Kit, Borys (19 de janeiro de 2018). «Disney's 'Sword in the Stone' Live-Action Remake Finds Director (Exclusive)». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 3 de maio de 2018 
  33. Andreeva, Nellie (5 de abril de 2018). «'High Fidelity' TV Series With Female Lead In Works For Disney's Streaming Service From Midnight Radio & 'Bull' Writing Duo». Deadline Hollywood. Consultado em 3 de maio de 2018 
  34. Otterson, Joe (30 de maio de 2018). «'High School Musical' Series at Disney Streaming Service Enlists 'Ferdinand' Writer (EXCLUSIVE)». Variety. Consultado em 10 de novembro de 2018 
  35. Andreeva, Nellie (2 de outubro de 2018). «ABC Studios Ramps Up Alternative Division, Sets Cooking Pilot At ABC & Series 'Ink & Paint' At Disney OTT Service». Deadline Hollywood. Consultado em 2 de outubro de 2018 
  36. Breznican, Anthony (19 de julho de 2018). «'The Clone Wars' animated 'Star Wars' series will return for 12 new episodes». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 19 de julho de 2018 
  37. D'Alessandro, Anthony (8 de março de 2018). «Jon Favreau To EP & Write Star Wars Series For Disney Streaming Service». Deadline Hollywood. Consultado em 3 de maio de 2018 
  38. Littleton, Cynthia (8 de outubro de 2018). «Bob Iger Talks Disney+, Hulu Plans and His Vision for Enlarged TV Studio». Variety. Consultado em 9 de outubro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]