Disney+ Hotstar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disney+ Hotstar
Página inicial do Disney+ Hotstar.
Nomes anteriores Hotstar (2015—2020)
Tipo de sítio Over the top (OTT)
Proprietário(s) Star India
Empresa-mãe The Walt Disney Company India
Presidente Sunil Rayan
Indústria
Serviço
  • Produções cinematográficas e televisivas
  • distribuição de filmes
Requer pagamento? Sim
Cadastro Obrigatório[a]
País de origem Índia
Idioma(s)
Usuários 300 milhões de usuários ativos (maio de 2020)[1]
Lançamento 11 de fevereiro de 2015; há 7 anos
Sede Bombaim, Índia
Área(s) servida(s) Índia, Reino Unido, Mundo árabe, América do Norte e partes do Sudeste Asiático
(a versão pode ser diferente)
(veja lista completa)
Endereço eletrônico hotstar.com
Estado atual Em atividade

O Disney+ Hotstar (pronunciado como Disney Plus Hotstar) é um serviço de streaming de vídeo sob demanda por assinatura de propriedade da Star India, uma subsidiária da The Walt Disney Company India. O serviço oferece dois planos — o "VIP", com programas nacionais e conteúdos esportivos e o "Premium" com filmes e séries de televisão internacionais de grandes produtoras como HBO, Showtime,[b] Disney+ e FX, além de conter um plano anual. Até março de 2020, conta com mais de 300 milhões de usuários ativos.[2]

Após a compra da 21st Century Fox pela Disney, que incluí a Star India, o Disney+ passou a integrar seu produto ao Hotstar, e em 3 de abril de 2020, a plataforma foi fundida com o Disney+.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Logotipo da Hotstar utilizado entre 2015 a 2020.

A Star India lançou oficialmente o Hotstar em 11 de fevereiro de 2015 após quinze meses de desenvolvimento, coincidindo com a Copa do Mundo de Críquete de 2015 e a futura Indian Premier League de 2015 (para a qual a Star adquiriu os direitos de streaming). O serviço patrocinado por anúncios apresentava inicialmente uma biblioteca com mais de 35.000 horas de conteúdo em sete idiomas regionais, bem como cobertura ao vivo de esportes como futebol e kabaddi, e críquete com atraso. O CEO da Star, Sanjay Gupta, sentiu que "[não] havia muitas plataformas disponíveis para os consumidores indianos oferecendo conteúdo de alta qualidade com curadoria além, digamos, do YouTube", e explicou que o serviço atrairia mais proeminentemente o crescimento demográfico de jovens adultos, e apresentam publicidade "muito direcionada". Ele estimou que até 2020, o serviço poderia representar quase um quarto da receita anual da Star.[4][5]

Em abril de 2016, o Hotstar lançou uma camada de assinatura voltada principalmente para conteúdo internacional e a possibilidade de conteúdo esportivo premium. O serviço foi lançado junto com um novo acordo para transportar conteúdo da HBO sem cortes na plataforma, com sua introdução coincidindo com a estreia da 6ª temporada de Game of Thrones.[6]

O lançamento em 2016 da operadora sem fio somente LTE, Jio, estimulou o crescimento da banda larga móvel na Índia e foi creditado por sua vez por ter impulsionado o crescimento do streaming de vídeo no país. Enquanto os serviços de origem nos Estados Unidos, como Amazon Prime Video e Netflix, tiveram algum crescimento no mercado indiano, o Hotstar permaneceu como o serviço de streaming dominante.[7] Em julho de 2017, os aplicativos do Hotstar atingiram 300 milhões de downloads e foi relatado como o melhor aplicativo de streaming de vídeo do país.[8][9]

Em maio de 2018, foi relatado que a Hotstar tinha entre 75 a 100 milhões de usuários ativos por mês.[10] Em setembro de 2018, o CEO da Hotstar, Ajit Mohan, deixou o cargo para se tornar o vice-presidente e diretor administrativo do Facebook Índia.[11] Naquele mês, foi relatado que o serviço havia começado a reestruturar sua liderança para ter executivos separados para seus serviços premium e apoiados por anúncios e, auxiliado por um novo financiamento da Star US Holdings, planejava aumentar sua produção de conteúdo original premium para melhor competir com a Amazon e Netflix, em meio a preocupações de que o serviço estava começando a perder dinheiro.[12]

Em 2019, o serviço tinha mais de 150 milhões de usuários ativos por mês. Em março de 2019, antes da Indian Premier League de 2019, a Hotstar migrou os assinantes existentes de seu plano All Annual Sports para um novo plano básico conhecido como Hotstar VIP. Com a intenção de ser uma opção introdutória, inclui acesso a conteúdo esportivo (incluindo IPL, Copa do Mundo de Críquete 2019 e futebol da Premier League inglesa), acesso antecipado a seriados antes de sua transmissão pela televisão e séries originais do novo banner Hotstar Specials. Também pode ser pago em dinheiro. O diretor de produtos, Varun Narang, descreveu a oferta como "uma proposta de valor construída com o público indiano no centro dela".[13]

Aquisição pela Disney e integração com o Disney+[editar | editar código-fonte]

A Star, e por sua vez a Hotstar, foram adquiridas pela The Walt Disney Company em 2019, como parte da aquisição de sua empresa matriz nos EUA, a 21st Century Fox.[14][15][16]

Durante uma teleconferência sobre lucros em fevereiro de 2020, Iger anunciou que sua marca de streaming internacional recém-lançada Disney+ e sua programação original seriam integrados ao Hotstar como parte de um relançamento em 29 de março de 2020. Iger afirmou que o lançamento do serviço, originalmente programado para coincidir com a abertura da Indian Premier League de 2020, aproveitaria a "plataforma comprovada" do Hotstar e a base de clientes existente. O The Motley Fool descreveu a Hotstar como a "arma secreta" da Disney no mercado, devido à sua posição já dominante.[17][15][16]

A Hotstar começou o lançamento suave do serviço expandido para alguns usuários em março. Em 20 de março de 2020, em reconhecimento da pandemia de COVID-19 e adiamento associado da temporada de IPL, a Disney anunciou que tinha adiado o lançamento para 3 de abril.[18][19] O serviço foi lançado oficialmente com uma "estreia no tapete vermelho virtual" de O Rei Leão e da série do Disney+, The Mandalorian, apresentando os atores Rana Daggubati, Katrina Kaif, Shraddha Kapoor, Hrithik Roshan e Tiger Shroff participando de interações ao vivo.[20] O preço do serviço Hotstar Premium também aumentou com o lançamento.[21]

Em 2 de maio, a Star anunciou que distribuiria o serviço gratuitamente para trabalhadores migrantes em Singapura até 21 de julho, para melhorar o moral em meio ao impacto da COVID-19.[22] Em junho de 2020, a Hotstar nomeou Sunil Rayan, anteriormente do Google, como o novo presidente da plataforma.[23][24][25]

Integração com o The Disney Bundle nos Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

Em 31 de agosto de 2021, a Disney anunciou que o serviço Hotstar autônomo original nos Estados Unidos será encerrado em 2022. A empresa também anunciou que vai migrar o conteúdo de entretenimento geral, como Hotstar Specials, programação da Star India e filmes de sucesso para seu serviço irmão Hulu a partir de 1º de setembro de 2021. Os direitos esportivos que a Hotstar detém no país, incluindo a Indian Premier League, o Conselho de Controle de Críquete na Índia, o Conselho Internacional de Críquete e a Pro Kabaddi League serão migrados para o ESPN+.[26]

Conteúdos[editar | editar código-fonte]

Alguns dos primeiros conteúdos originais do Disney+ Hotstar foram os programa On Air With AIB e CinePlay. Em março de 2019, o serviço lançou sua primeira produção fictícia, Roar of the Lion, uma minissérie de seis episódios, foi confirmado que as produções do serviço estariam disponíveis em sete idiomas regionais, entre eles o bengali, hindi, canarim, malaiala, marata, tâmil e telugo.[27] A Hotstar fez uma parceria com um grande número de cineastas indianos para produzir séries para a marca.[28][29][30]

Em dezembro de 2015, a Hotstar conseguiu os direitos de transmissão das séries originais (atuais e antigas) da HBO,[31] chegando a um acordo semelhante com a Showtime em julho de 2017.[b][32]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Em 4 de setembro de 2017, a Star Sports adquiriu a totalidade dos direitos de mídia da Indian Premier League, com o Hotstar atuando como o detentor dos direitos digitais internacionais. O serviço serviu em todo o mundo até que a Hotstar lançou um serviço de assinatura internacional no Canadá e nos Estados Unidos, com o objetivo de fornecer seu conteúdo indiano doméstico e esportes.[33][34] O Hotstar foi lançado no Reino Unido em 13 de setembro de 2018, para coincidir com a Asia Cup de 2018.[35] Em 4 de janeiro de 2019, a Star descontinuou seus canais internacionais de televisão por assinatura linear nos Estados Unidos (como o StarPlus), mantendo o seu foco na região para a Hotstar.[36]

Em agosto de 2019, o CEO da Disney, Bob Iger, declarou que havia planos para a expansão do Hotstar no Sudeste Asiático.[37] Em agosto de 2020, foi anunciado que o Disney+ Hotstar seria lançado na Indonésia em 5 de setembro de 2020, marcando a primeira expansão do serviço unificado fora da Índia.[38] Em 19 de outubro de 2020, a Star India anunciou o lançamento do Hotstar em Singapura, que ocorreu em 1 de novembro de 2020.[39] Em 25 de fevereiro de 2021, foi relatado que o Disney+ Hotstar seria lançado na Malásia e Tailândia em 2021.[40] O serviço foi lançado na Malásia em 1 de junho de 2021,[41] e na Tailândia em 30 de junho.[42]

Em 27 de julho de 2021, foi relatado que o conteúdo original do Hotstar provavelmente seria licenciado para os serviços irmãos Hulu nos Estados Unidos, Star no Canadá, Europa, Mundo árabe, África, Oriente Médio e partes da Ásia-Pacífico e Star+ na América Latina no futuro.[43] Em 31 de agosto, a Disney anunciou que eliminará o Hotstar nos Estados Unidos e incluirá a programação no Hulu e ESPN+. Ela espera que o Hotstar seja fechado nos Estados Unidos no final de 2022.[44]

Lançado como Disney+ Hotstar
Data de Lançamento País/Território Parceiro(s) de Lançamento
  • 11 de fevereiro de 2015 (2015-02-11)[c][4]
  • 3 de abril de 2020 (2020-04-03)[d]
 Índia Nennhum
5 de setembro de 2020 (2020-09-05)[38] Indonésia Telkomsel
1 de junho de 2021 (2021-06-01)[41]  Malásia Astro
30 de junho de 2021 (2021-06-30)[42]  Tailândia AIS[45]
2022 (2022)[40]  Vietname
Lançado como Hotstar
Data de Lançamento País/Território Parceiro de Lançamento
4 de setembro de 2017 (2017-09-04)[34]  Canadá Nenhum
 Estados Unidos [e]
13 de setembro de 2018 (2018-09-13)[35]  Reino Unido Nenhum
1 de novembro de 2020 (2020-11-01)[39] Singapura Singapura StarHub

Audiência[editar | editar código-fonte]

A Hotstar conseguiu uma audiência de 340 milhões durante a Copa do Mundo de Críquete de 2015, e mais de 200 milhões durante a temporada da Indian Premier League de 2015.[46][47]

O Indian Premier League de 2019, bateu repetidamente recordes de audiência simultâneo na Hotstar, com a final de 2019 estabelecendo um novo "recorde global" com uma audiência de 18,6 milhões.[48] O recorde foi superado durante a semifinal da Copa do Mundo de Críquete de 2019, entre a Índia e Nova Zelândia, com 25,3 milhões, spós a partida Índia-Paquistão no início do jogo, a Hotstar ultrapassou a marca de 100 milhões de usuários.[49]

Censuras[editar | editar código-fonte]

O programa estadunidense Last Week Tonight, da rede HBO, sofreu uma grande censura na Hotstar, em dois episódios foram removidos piadas referentes aos personagens da Disney.[50][51][52] Em fevereiro de 2020, a Hotstar também recusou-se a transmitir um episódio que continha críticas ao primeiro-ministro indiano Narendra Modi, que havia alegado que sua política de nacionalismo hindu era uma ameaça crescente à democracia na Índia.[53][54][55] No desenho animado Duck Tales (2017), a palavra "presunto" no hambúrguer foi removida por motivos desconhecidos.[56]

Notas

  1. Opcional na Índia, mas a assinatura de membro é necessária para acessar conteúdo adicional.
  2. a b Somente progamas roteirizados e lançandos até setembro de 2020.
  3. como Hotstar
  4. Renomeado como Disney+ Hotstar
  5. Transição para o acordo de distribuição com Hulu para a programação original da Hotstar no final de 2022

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Hulu, um serviço de streaming irmão pertencente e operado pela Disney para conteúdo de entretenimento geral nos mercados dos Estados Unidos.
  • Star, uma marca de streaming semelhante usada pela Disney para conteúdo de entretenimento geral em outros mercados, que é oferecido dentro da infraestrutura do Disney+.
  • Star+, uma serviço de streaming irmão e semelhante de propriedade e operado pela Disney para conteúdo de entretenimento em geral nos mercados da América Latina.

Referências

  1. «Disney+ Hotstar has about 8 million subscribers» (em inglês). TechCrunch. 9 de abril de 2020. Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  2. «Disney+ goes live for 'small number' of Hotstar users in India». Digital TV Europe (em inglês). 12 de março de 2020. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  3. «Disney debuts its streaming service in India for $20 a year» (em inglês). TechCrunch. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  4. a b Dina, Arzoo (11 de fevereiro de 2015). «With Hotstar, Star India aims to change the way content is consumed in India». Livemint (em inglês). Consultado em 29 de maio de 2019. Cópia arquivada em 29 de maio de 2019 
  5. «Star India's Novi Digital Entertainment bags IPL media rights for whopping Rs 302 crore». Firstpost (em inglês). 11 de fevereiro de 2015. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 26 de março de 2018 
  6. Sn, Vikas. «Hotstar launches monthly subscriptions to offer US TV shows & movies». The Economic Times (em inglês). Consultado em 29 de maio de 2019. Cópia arquivada em 29 de maio de 2019 
  7. Singh, Manish (6 de julho de 2018). «Netflix and Amazon are struggling to win over the world's second-largest internet market». CNBC (em inglês). Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  8. Choudhary, Vidhi (16 de julho de 2017). «Hotstar retains No. 1 spot among video streaming apps in January-June, shows data». mint (em inglês). Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  9. Laghate, Gaurav. «Fall in data prices, new users reason for rise in video consumption». The Economic Times (em inglês). Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  10. Ramachandran, Naman (4 de maio de 2018). «Fox Streaming Service Hotstar Breaks Out in Burgeoning India Market». Variety (em inglês). Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  11. «Who is Ajit Mohan, the new Facebook India head- Business News» (em inglês). Consultado em 11 de abril de 2019. Cópia arquivada em 11 de abril de 2019 
  12. Laghate, Gaurav. «Star India rejigs Hotstar service to drive growth». Economic Times (em inglês). Consultado em 13 de maio de 2019. Cópia arquivada em 13 de maio de 2019 
  13. «Star India launches Hotstar VIP OTT featuring premium sport». SportsPro Media (em inglês). Consultado em 13 de maio de 2019. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2021 
  14. «Disney conclui compra da 21st Century Fox por US$ 71 bilhões». G1. Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  15. a b «Disney+ to launch in India through Hotstar on March 29». TechCrunch (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2020. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2021 
  16. a b Vena, Danny (10 de fevereiro de 2020). «Disney+ Has a Secret Weapon in India». The Motley Fool (em inglês). Consultado em 9 de março de 2020. Cópia arquivada em 16 de abril de 2020 
  17. Frater, Patrick (5 de fevereiro de 2020). «Disney Plus To Launch on India's Hotstar». Variety (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2020. Cópia arquivada em 5 de fevereiro de 2020 
  18. Jha, Lata (20 de março de 2020). «Disney+ Hotstar launch deferred in India». mint (em inglês). Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  19. «Disney+ India launch postponed». TechCrunch (em inglês). Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  20. Bhushan, Nyay (3 de abril de 2020). «Disney+ Launched in India with "Virtual Red Carpet Premiere" Amid Coronavirus Lockdown». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 3 de abril de 2020. Cópia arquivada em 4 de abril de 2020 
  21. «Disney+ Hotstar Subscription Costs More Than Hotstar Premium: Here's Why». News18 (em inglês). 2 de abril de 2020. Consultado em 11 de março de 2021. Cópia arquivada em 27 de fevereiro de 2021 
  22. «Walt Disney Company bringing streaming service to migrant workers in Singapore». Channel NewsAsia (em inglês). MediaCorp. 4 de maio de 2020. Consultado em 19 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 21 de outubro de 2020 
  23. Ramachandran, Naman (20 de junho de 2020). «India's Disney Plus Hotstar Taps Google's Sunil Rayan as President». Variety (em inglês). Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  24. «Google's Sunil Rayan to head Disney+Hotstar - ET BrandEquity». ETBrandEquity.com (em inglês). Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  25. «Disney+ Hotstar India appoints Sunil Rayan as president». Deccan Herald (em inglês). 20 de junho de 2020. Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  26. Ramachandran, Naman (20 de junho de 2020). «India's Disney Plus Hotstar Taps Google's Sunil Rayan as President». Variety (em inglês). Consultado em 23 de junho de 2020. Cópia arquivada em 22 de junho de 2020 
  27. Laghate, Gaurav. «Hotstar: Hotstar to invest Rs 120 crore in generating original content». The Economic Times (em inglês). Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  28. «MS Dhoni bared his soul in Roar of the Lion: Kabir Khan». The Indian Express (em inglês). 12 de março de 2019. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  29. «MS Dhoni to feature in Hotstar's docu-drama Roar of the Lion». The Indian Express (em inglês). 5 de março de 2019. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  30. Ramachandran, Naman (14 de janeiro de 2019). «Hotstar, Fox's Indian Streaming Service, Moves Into Original Content With Big-Name Talent». Variety (em inglês). Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  31. «Fox's Star India in HBO Content Deal». The Hollywood Reporter (em inglês). 2 de dezembro de 2015. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  32. Choudhary, Vidhi (12 de julho de 2017). «Hotstar to stream shows from CBS's Showtime». mint (em inglês). Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  33. «Star India bags IPL media rights for next 5 years». The Economic Times (em inglês). 4 de setembro de 2017. Consultado em 9 de julho de 2018 
  34. a b «Hotstar Launches Its Premium Service in US and Canada». Gadgets 360 (em inglês). NDTV. Consultado em 13 de maio de 2019. Cópia arquivada em 9 de julho de 2018 
  35. a b «Star India's Hotstar launches in United Kingdom». The Economic Times (em inglês). Consultado em 13 de maio de 2019. Cópia arquivada em 13 de maio de 2019 
  36. Baddhan, Raj (5 de dezembro de 2018). «Star TV to shutdown television operations in USA». BizAsia (em inglês). Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  37. «Disney Plans Southeast Asia Expansion for Hotstar». Gadgets 360 (em inglês). NDTV. Consultado em 7 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 7 de agosto de 2019 
  38. a b Frater, Patrick (5 de agosto de 2020). «Disney Plus Hotstar to Launch in Indonesia in September». Variety (em inglês). Consultado em 5 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2020 
  39. a b Ramachandran, Naman (19 de outubro de 2020). «Disney Streaming Platform Hotstar Set For Singapore Launch on StarHub». Variety (em inglês). Consultado em 19 de junho de 2021. Cópia arquivada em 28 de junho de 2021 
  40. a b «Disney+Hotstar expected to end 2021 with 50 million subscribers». indiantelevision.com (em inglês). 25 de fevereiro de 2021. Consultado em 25 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 25 de fevereiro de 2021 
  41. a b Frater, Patrick (3 de maio de 2021). «Disney Plus Hotstar to Launch in Malaysia With Local Content Component». Variety (em inglês). Consultado em 4 de maio de 2021. Cópia arquivada em 4 de maio de 2021 
  42. a b Datta, Lisa Richwine, Tiyashi (13 de maio de 2021). «Disney's streaming growth slows as pandemic lift fades, shares fall». Reuters (em inglês). Consultado em 14 de maio de 2021. Cópia arquivada em 14 de maio de 2021 
  43. Ramachandran, Naman (27 de julho de 2021). «Disney Plus Hotstar Reveals Ambitious India Growth Plans (Exclusive)». Variety (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2021. Cópia arquivada em 28 de julho de 2021 
  44. Hayes, Dade (31 de agosto de 2021). «Disney Shifts Hotstar Programming To ESPN+ And Hulu; Stand-Alone Hotstar U.S. Service To Sunset In 2022». Deadline Hollywood (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2021. Cópia arquivada em 1 de setembro de 2021 
  45. Frater, Patrick (8 de junho de 2021). «Disney Plus Hotstar Thailand Launch Plans Confirmed». Variety (em inglês). Consultado em 8 de junho de 2021. Cópia arquivada em 8 de junho de 2021 
  46. Choudhary, Vidhi (5 de junho de 2015). «Hotstar notches up 200 million views in IPL 8». mint (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  47. «Amazon Prime Video vs Netflix vs Hotstar: From price to content, which is the best video streaming site in India». The Financial Express (em inglês). 12 de julho de 2017. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  48. «Hotstar, Disney's Indian streaming service, sets new global record for live viewership». TechCrunch (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  49. «Hotstar sets global streaming record during India-New Zealand semi-final - SportsPro Media». Sportspromedia.com (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  50. «Hotstar Censors Disney Jokes in Last Week Tonight with John Oliver». NDTV Gadgets 360 (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  51. «John Oliver slams Disney for censoring his show in India». TechCrunch (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  52. «John Oliver Slams Disney-Owned Hotstar for Removing Jokes About Disney». The Hollywood Reporter (em inglês). 8 de março de 2020. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  53. «Disney India Blocks John Oliver Show Critical of Narendra Modi». BloombergQuint (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  54. Reporter, Staff (26 de fevereiro de 2020). «Hotstar blocks John Oliver's 'Last Week Tonight' episode criticising Narendra Modi». The Hindu (em inglês). ISSN 0971-751X. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  55. «Disney India blocks John Oliver's show critical of Narendra Modi». The Indian Express (em inglês). 26 de fevereiro de 2020. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  56. «Disney+ Hotstar Censors Beef Mentions on DuckTales». NDTV Gadgets 360 (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]