Disney+ Hotstar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disney+ Hotstar
Página inicial do Disney+ Hotstar.
Nomes anteriores Hotstar (2015—2020)
Tipo de sítio Over the top (OTT)
Proprietário(s) Star India
Empresa-mãe The Walt Disney Company India
Presidente Sunil Rayan
Indústria
Serviço
  • Produções cinematográficas e televisivas
  • distribuição de filmes
Requer pagamento? Sim
Cadastro Obrigatório[a]
País de origem Índia
Idioma(s)
Usuários 300 milhões de usuários ativos (maio de 2020)[1]
Lançamento 11 de fevereiro de 2015; há 6 anos
Sede Bombaim, Índia
Área(s) servida(s) Como Disney+ Hotstar:
Índia e Indonésia
Como Hotstar:
Canadá, Singapura, Reino Unido e Estados Unidos
Endereço eletrônico hotstar.com
Estado atual Em atividade

O Disney+ Hotstar (pronunciado como Disney Plus Hotstar) é um serviço de streaming de vídeo sob demanda por assinatura de propriedade da Star India, uma subsidiária da The Walt Disney Company India. O serviço oferece dois planos — o "VIP", com programas nacionais e conteúdos esportivos e o "Premium" com filmes e séries de televisão internacionais de grandes produtoras como HBO, Showtime,[b] Disney+ e FX, além de conter um plano anual. Até março de 2020, conta com mais de 300 milhões de usuários ativos.[2]

Após a compra da 21st Century Fox pela Disney, que incluí a Star India, o Disney+ passou a integrar seu produto ao Hotstar, e em 3 de abril de 2020, a plataforma foi fundida com o Disney+.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Logotipo da Hotstar utilizado entre 2015 a 2020.

A Star India lançou oficialmente a Hotstar em 11 de fevereiro de 2015, após quinze meses de desenvolvimento, o serviço inicialmente contava com anúncios e com uma biblioteca de 35 mil horas de conteúdos, disponíveis em sete idiomas regionais.[4][5] Em 2016, a empresa de telecomunicações Jio, estimulou o crescimento da banda larga móvel na Índia creditado que a Hotstar impulsionou o crescimento de vídeo sob demanda no país, embora serviços estrangeiros como Prime Video e Netflix conseguisse um crescimento no mercado indiano, a Hotstar permanece como o serviço de streaming dominante.[6] Em julho de 2017, o aplicativo da Hotstar em lojas digitais, atingiu a marca de 300 milhões de downloads e destacando-se como o principal aplicativo de transmissão de vídeo do país.[7][8]

Em maio de 2018, foi relatado que a Hotstar tinha entre 75 a 100 milhões de usuários ativos por mês.[9] Em 4 de janeiro de 2019, a Star descontinuou seus canais internacionais de televisão por assinatura linear nos Estados Unidos (como o StarPlus), mantendo o seu foco na região para a Hotstar.[10]

Aquisição pela Disney e integração com o Disney+[editar | editar código-fonte]

A Star, e por sua vez a Hotstar, foram adquiridas pela The Walt Disney Company em 2019, como parte da aquisição de sua empresa matriz nos EUA, a 21st Century Fox.[11] Durante uma reunião sobre lucros, em fevereiro de 2020, Iger anunciou que a marca de streaming Disney+ e sua programação original seriam integradas ao Hotstar em um relançamento em 29 de março do mesmo ano.[12][13]

Um lançamento suave foi feito para o serviço, e em 20 de março de 2020, devido à pandemia da COVID-19 o lançamento oficial foi adiado para 3 de abril.[14][15] Em junho de 2020, a Hotstar nomeou Sunil Rayan, anteriormente do Google, como o novo presidente da plataforma.[16][17][18]

Conteúdos[editar | editar código-fonte]

Alguns dos primeiros conteúdos originais do Disney+ Hotstar foram os programa On Air With AIB e CinePlay. Em março de 2019, o serviço lançou sua primeira produção fictícia, Roar of the Lion, uma minissérie de seis episódios, foi confirmado que as produções do serviço estariam disponíveis em sete idiomas regionais, entre eles o bengali, hindi, canarim, malaiala, marata, tâmil e telugo.[19] A Hotstar fez uma parceria com um grande número de cineastas indianos para produzir séries para a marca.[20][21][22]

Em dezembro de 2015, a Hotstar conseguiu os direitos de transmissão das séries originais (atuais e antigas) da HBO,[23] chegando a um acordo semelhante com a Showtime em julho de 2017.[b][24]

Disponibilidade internacional[editar | editar código-fonte]

Em 4 de setembro de 2017, a Star Sports adquiriu a totalidade dos direitos de mídia da Indian Premier League, com a Hotstar atuando como o detentor dos direitos digitais internacionais. Posteriormente, a Hotstar lançou um serviço de assinatura internacional no Canadá e nos Estados Unidos, com o objetivo de oferecer o seu conteúdo indiano.[25] A Hotstar foi lançado no Reino Unido em 13 de setembro de 2018, para coincidir com a Copa da Ásia de 2018.[26]

Em agosto de 2019, o CEO da Disney, Bob Iger, revelou que havia planos para a expansão da Hotstar para o Sudeste Asiático.[27] Em abril de 2020, a Star India anunciou que o serviço estará disponível para migrantes indianos em Singapura, funcionamento somente em "modo de convite" para ajudá-los a lidar com a pandemia da COVID-19.[28] No mesmo ano, a Disney anunciou que lançaria o serviço de streaming para a Indonésia em 5 de setembro de 2020.[29] Em 1º de novembro de 2020, a Hotstar foi lançada oficialmente em Singapura.[30]

Data de lançamento País (ou território) Parceiro(s) Notas
11 de fevereiro de 2015; há 6 anos  Índia Renomeado como Disney+ Hotstar em 3 de abril de 2020[3]
4 de setembro de 2017; há 3 anos[25]  Canadá Lançando como Hotstar
 Estados Unidos
13 de setembro de 2018; há 2 anos[26]  Reino Unido
5 de setembro de 2020; há 9 meses[29] Indonésia Telkomsel Lançando como Disney+ Hotstar
1 de novembro de 2020; há 7 meses[30] [c]  Singapura StarHub Lançando como Hotstar
A ser anunciado[31]  Malásia Lançado como Disney+ Hotstar

Audiência[editar | editar código-fonte]

A Hotstar conseguiu uma audiência de 340 milhões durante a Copa do Mundo de Críquete de 2015, e mais de 200 milhões durante a temporada da Indian Premier League de 2015.[32][33]

O Indian Premier League de 2019, bateu repetidamente recordes de audiência simultâneo na Hotstar, com a final de 2019 estabelecendo um novo "recorde global" com uma audiência de 18,6 milhões.[34] O recorde foi superado durante a semifinal da Copa do Mundo de Críquete de 2019, entre a Índia e Nova Zelândia, com 25,3 milhões, spós a partida Índia-Paquistão no início do jogo, a Hotstar ultrapassou a marca de 100 milhões de usuários.[35]

Censuras[editar | editar código-fonte]

O progama estadunidense Last Week Tonight, da rede HBO, sofreu uma grande censura na Hotstar, em dois episódios foram removidos piadas referentes aos personagens da Disney.[36][37][38] Em fevereiro de 2020, a Hotstar também recusou-se a transmitir um episódio que continha críticas ao primeiro-ministro indiano Narendra Modi, que havia alegado que sua política de nacionalismo hindu era uma ameaça crescente à democracia na Índia.[39][40][41] No desenho animado Duck Tales (2017), a palavra "presunto" no hambúrguer foi removida por motivos desconhecidos.[42]

Notas

  1. Opcional na Índia.
  2. a b Somente progamas roteirizados e lançandos até setembro de 2020.
  3. O serviço foi lançado em 30 de abril de 2020, em modo convite para os migrantes indianos.

Referências

  1. «Disney+ Hotstar has about 8 million subscribers» (em inglês). TechCrunch. 9 de abril de 2020. Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  2. «Disney+ goes live for 'small number' of Hotstar users in India». Digital TV Europe (em inglês). 12 de março de 2020. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  3. a b «Disney debuts its streaming service in India for $20 a year» (em inglês). TechCrunch. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  4. Dina, Arzoo (11 de fevereiro de 2015). «With Hotstar, Star India aims to change the way content is consumed in India». mint (em inglês). Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  5. «Star India's Novi Digital Entertainment bags IPL media rights for whopping Rs 302 crore». Firstpost (em inglês). 11 de fevereiro de 2015. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  6. Singh, Manish (6 de julho de 2018). «Netflix and Amazon are struggling to win over the world's second-largest internet market». CNBC (em inglês). Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  7. Choudhary, Vidhi (16 de julho de 2017). «Hotstar retains No. 1 spot among video streaming apps in January-June, shows data». mint (em inglês). Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  8. Laghate, Gaurav. «Fall in data prices, new users reason for rise in video consumption». The Economic Times (em inglês). Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  9. Ramachandran, Naman (4 de maio de 2018). «Fox Streaming Service Hotstar Breaks Out in Burgeoning India Market». Variety (em inglês). Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  10. Baddhan, Raj (5 de dezembro de 2018). «Star TV to shutdown television operations in USA». BizAsia (em inglês). Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  11. «Disney conclui compra da 21st Century Fox por US$ 71 bilhões». G1. Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  12. Frater, Patrick (5 de fevereiro de 2020). «Disney Plus To Launch on India's Hotstar». Variety (em inglês). Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  13. «Disney+ to launch in India through Hotstar on March 29». TechCrunch (em inglês). Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  14. Jha, Lata (20 de março de 2020). «Disney+ Hotstar launch deferred in India». mint (em inglês). Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  15. «Disney+ India launch postponed». TechCrunch (em inglês). Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  16. Ramachandran, Naman (20 de junho de 2020). «India's Disney Plus Hotstar Taps Google's Sunil Rayan as President». Variety (em inglês). Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  17. «Google's Sunil Rayan to head Disney+Hotstar - ET BrandEquity». ETBrandEquity.com (em inglês). Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  18. «Disney+ Hotstar India appoints Sunil Rayan as president». Deccan Herald (em inglês). 20 de junho de 2020. Consultado em 10 de fevereiro de 2021 
  19. Laghate, Gaurav. «Hotstar: Hotstar to invest Rs 120 crore in generating original content». The Economic Times (em inglês). Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  20. «MS Dhoni bared his soul in Roar of the Lion: Kabir Khan». The Indian Express (em inglês). 12 de março de 2019. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  21. «MS Dhoni to feature in Hotstar's docu-drama Roar of the Lion». The Indian Express (em inglês). 5 de março de 2019. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  22. Ramachandran, Naman (14 de janeiro de 2019). «Hotstar, Fox's Indian Streaming Service, Moves Into Original Content With Big-Name Talent». Variety (em inglês). Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  23. «Fox's Star India in HBO Content Deal». The Hollywood Reporter (em inglês). 2 de dezembro de 2015. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  24. Choudhary, Vidhi (12 de julho de 2017). «Hotstar to stream shows from CBS's Showtime». mint (em inglês). Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  25. a b «Hotstar Launches Its Premium Service in US and Canada». NDTV Gadgets 360 (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  26. a b SN, Vikas. «Star India's Hotstar launches in United Kingdom». The Economic Times (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  27. «Disney Plans Southeast Asia Expansion for Hotstar». NDTV Gadgets 360 (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  28. «Walt Disney Company bringing streaming service to migrant workers in Singapore». CNA Lifestyle (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  29. a b Frater, Patrick (5 de agosto de 2020). «Disney Plus Hotstar to Launch in Indonesia in September». Variety (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  30. a b «Star India to launch Hotstar in Singapore on November 1». OnlyTech (em inglês). 19 de outubro de 2020. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  31. «Disney+ Malaysia Telah Hadir Dengan Laman Facebook Dan Instagram Rasmi» (em inglês). Aksiz. 24 de janeiro de 2021. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  32. Choudhary, Vidhi (5 de junho de 2015). «Hotstar notches up 200 million views in IPL 8». mint (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  33. «Amazon Prime Video vs Netflix vs Hotstar: From price to content, which is the best video streaming site in India». The Financial Express (em inglês). 12 de julho de 2017. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  34. «Hotstar, Disney's Indian streaming service, sets new global record for live viewership». TechCrunch (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  35. «Hotstar sets global streaming record during India-New Zealand semi-final - SportsPro Media». Sportspromedia.com (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  36. «Hotstar Censors Disney Jokes in Last Week Tonight with John Oliver». NDTV Gadgets 360 (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  37. «John Oliver slams Disney for censoring his show in India». TechCrunch (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  38. «John Oliver Slams Disney-Owned Hotstar for Removing Jokes About Disney». The Hollywood Reporter (em inglês). 8 de março de 2020. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  39. «Disney India Blocks John Oliver Show Critical of Narendra Modi». BloombergQuint (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  40. Reporter, Staff (26 de fevereiro de 2020). «Hotstar blocks John Oliver's 'Last Week Tonight' episode criticising Narendra Modi». The Hindu (em inglês). ISSN 0971-751X. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  41. «Disney India blocks John Oliver's show critical of Narendra Modi». The Indian Express (em inglês). 26 de fevereiro de 2020. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  42. «Disney+ Hotstar Censors Beef Mentions on DuckTales». NDTV Gadgets 360 (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]