Diverticulite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diverticulite
Múltiplos divertículos no colón sigmoide
Classificação e recursos externos
CID-10 K57
CID-9 562
DiseasesDB 3876
MedlinePlus 000257
eMedicine med/578
Star of life caution.svg Aviso médico

Diverticulite é uma inflamação dos divertículos (bolsas) presentes no intestino grosso. Cerca de 95% dos diverticulos encontram-se no cólon sigmoide. É mais frequente em obesos e 40% dos casos é genético.

Causas[editar | editar código-fonte]

Os divertículos são saculações que surgem na parede do intestino grosso no decorrer da vida, devido principalmente a pressão exercida pelo conteúdo intestinal contra esta parede. Quando há a obstrução de algum divertículo por fezes ou alimentos não digeridos, inicia-se um processo inflamatório no divertículo, que em seguida evolui para um processo infeccioso denominado diverticulite.[1]

Sinais e sintomas[editar | editar código-fonte]

O quadro clínico se caracteriza por dor abdominal, alteração do hábito intestinal e febre. Nos quadros mais severos pode ocorrer a obstrução intestinal ou até mesmo a perfuração do divertículo.[1]

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Os casos mais brandos podem ser tratados de forma clínica, ou seja, com antibióticos, orientação alimentar e analgésicos. Nos casos mais severos, o tratamento cirúrgico pode ser a melhor opção.[1]

Complicações[editar | editar código-fonte]

Uma complicação bastante frequente é a hemorragia intestinal provocada por um divertículo sangrante. Esses casos são em sua maioria autolimitados, alguns requerem tratamento com vasopressores esplâncnicos e os mais severos podem ir à cirurgia. Recomenda-se localizar o ponto exato do sangramento antes de submeter o paciente ao procedimento cirúrgico. Isso pode ser feito por meio de arteriografia seletiva dos vasos mesentéricos ou por cintilografia com hemácias marcadas (mais sensível).[1]

História[editar | editar código-fonte]

A doença ficou famosa no Brasil depois da versão oficial de que foi a causadora da internação hospitalar, na véspera da posse, do presidente Tancredo Neves, em 1985.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.