Dogue canário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dogue canário
dogo canário adulto da cor fulvo
Nome original Presa canario
Outros nomes Dogo canário

Presa canário

País de origem Flag of Spain.svg Espanha
Características
Peso macho 50-65 kg
Peso fêmea 40-55 kg
Altura macho 60-66 cm na cernelha
Altura fêmea 56-62 cm na cernelha
Pelo curto
Cor variações de tigrado e de fulvo
Expectativa de vida 9-11 anos
Classificação e padrões
Federação Cinológica Internacional
Grupo 2 - Cães de tipo Pinscher e Schnauzer, Molossóides e Cães de Montanha, e Boieiros Suiços
Seção 2 - Molossóides
Estalão #346 - 04 de junho de 2011

Dogue canário ou dogo canário,[Nota] (em espanhol: Presa canario) também conhecido como presa canário, é uma raça canina oriunda das Ilhas Canárias, na Espanha. Utilizado originalmente como cão de boiadeiro, a raça é agora conhecida como um ótimo cão de guarda.[1]

História[editar | editar código-fonte]

De origem acidental, é o resultado dos cruzamentos de diversas raças molossóides, cuja a principal foi a nativa da área, o perro de ganado majorero. Com a chegada de diversos outros molossos à ilha, levados com o objetivo de ajudar nos trabalhos com o gado bravo, os cruzamentos foram possíveis e o dogue canário desenvolveu-se praticamente em isolamento nas ilhas por quase 500 anos. Sendo muito utilizado na lida com o gado, a raça foi depois introduzida nos combates tão populares da época. Com os melhoramentos da pecuária e a proibição dos combates, estes caninos foram praticamente extintos, tendo sua criação retomada em meados do século XX.[2] [3]

Características[editar | editar código-fonte]

Dogo canário em treinamento de guarda.

O dogo canário é um cão de grande porte, forte, de cabeça pesada e mandíbula grande. Os exemplares machos medem entre 60 e 66 cm na altura da cernelha, e as fêmeas entre 56 e 62 cm na altura da cernelha; os machos pesam entre 50 e 65 kg, e as fêmeas entre 40 e 55 kg.[4]

presa canário, cor tigrado

São aceitas todas as varições de tigrado, do mais claro até o tigrado invertido que se assemelha ao preto; e todas as variações de fulvo; sempre conservando a máscara preta.

São ótimos cães de guarda e é bom, desde sua origem, em cuidar e conduzir o gado. É manso e nobre em família, com grande apego ao dono e desconfiado com estranhos.

Costuma-se realizar o corte de orelhas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Dogue canário

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre cães, integrado ao Projeto Cães é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.