Domésticas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Domésticas
 Brasil
2000 •  cor •  90 min 
Direção Fernando Meirelles
Nando Olival
Produção Andrea Barata Ribeiro
Ana Soares
Produção executiva Bel Berlinck
Andrea Barata Ribeiro
Roteiro Cecília Homem de Mello
Fernando Meirelles
Renata Melo
Nando Olival
Elenco Cláudia Missura
Graziela Moretto
Lena Roque
Olívia Araújo
Renata Melo
Robson Nunes
Tiago Moraes
Gênero comédia
Música André Abujamra
Mano Bap
Marcos Bowie
Direção de fotografia Lauro Escorel
Direção de arte Frederico Pinto
Tulé Peake
Figurino Cristina Camargo
Companhia(s) produtora(s) O2 Filmes
Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo
TV Cultura
Distribuição Pandora
Idioma português
Orçamento R$ 1,2 milhão[1]
Receita 422.675[2]

Domésticas é um filme brasileiro, do gênero cômico, de 2000, dirigido por Nando Olival e Fernando Meirelles. É baseado na peça homônima de Renata Melo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Trilha-Sonora[editar | editar código-fonte]

[3]
01.Eu vou rifar meu coração - Lindomar Castilho
02.Não Se Vá - Jane e Herondy
03.Domingo feliz - Angelo Máximo
04.Eu não sou cachorro, não - Waldick Soriano
05.A namorada que sonhei - Nilton César
06.Filho - Amado Batista
07.Ama-me - Jane e Herondy
08.Você é tudo para mim - Angelo Máximo
09.Você É Doida Demais - Lindomar Castilho
10.Estrada do sol - Perla
11.Me deixe te esquecer - Gilliard
12.Tenho - Sidney Magal

Recepção[editar | editar código-fonte]

O Estado de S. Paulo elogiou o filme dizendo que ele consegue fugir o rumo da peça original, conseguindo assim ser engraçado sem ofender as domésticas. Os diálogos foram elogiados e o crítico do jornal gostou do fato dos diretores terem feito "um filme popular" ao invés de "uma abordagem sociológica".[1]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

O filme foi premiado no Festival de Cinema de Recife, em 2001, nas categorias melhor fotografia e melhor atriz coadjuvante, este último concedido pelo trabalho conjunto das atrizes Cláudia Missura, Graziella Moretto, Lena Roque, Olivia Araújo e Renata Melo. No Cine Ceará, as cinco também foram premiadas, porém desta vez na categoria "melhor atriz". Thiago Moraes ganhou o prêmio de melhor ator, Eduardo Estrela ganhou o de melhor ator coadjuvante e André Abujamra ganhou o de melhor música no Festnatal. Domésticas ganhou o Prix de la Jeunesse no Fim Festival Brugge e foi selecionado para o Tiger Awards no Festival de Cinema de Roterdã.[4] Foi eleito o melhor filme no Festival de Cinema e Vídeo de Cuiabá, onde também ganhou o nas categorias melhor roteiro e melhor atriz revelação (Graziella Moretto).[5]

Referências

  1. a b «"Dométicas" consegue ser divertido». O Estado de S. Paulo. 19 de abril de 2001. Consultado em 11 de julho de 2013 
  2. «Filmes Brasileiros Lançados - 1995 a 2012» (PDF). Ancine. p. 29. Consultado em 11 de julho de 2013 
  3. cliquemusic.uol.com.br/
  4. «Domésticas, o Filme». Cinemateca Brasileira. Consultado em 11 de julho de 2013 
  5. Carlini, Paola (9 de outubro de 2001). «"Domésticas" leva prêmio de melhor filme». Diário de Cuiabá (10090). Consultado em 11 de julho de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]