Domínio de Kakegawa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Domínio de Kakegawa ( 挂川藩 , Kakegawa-han?) foi um Han do Período Edo da História do Japão . Estava localizado na Província de Tōtōmi na atual Shizuoka[1]

História[editar | editar código-fonte]

Durante o Período Sengoku , Kakegawa foi um povoado fortificado do Clã Imagawa . Após a derrota dos Imagawa pelas mãos de Oda Nobunaga na Batalha de Okehazama , Kakegawa, junto com o resto da Província de Tōtōmi passou ao controle de Takeda Shingen. O vassalo dos Imagawa Asahina Yasutomo se rendeu a Takeda aliado de Tokugawa Ieyasu . Após a morte de Takeda Shingen, Ieyasu assumiu o controle de toda a Província de Tōtōmi, Kakegawa foi atribuído ao vassalo de Ishikawa Ienari. No entanto, após o Cerco de Odawara em 1590[2] , Ieyasu foi forçado a entregar seus domínios na Região de Tōkai a Toyotomi Hideyoshi em troca das províncias da Região de Kanto. Yamauchi Kazutoyo vassalo de Toyotomi ficou com Kakegawa, e melhorou consideravelmente na estrutura do castelo e seu sistema de fosso.

Após a Batalha de Sekigahara , Tokugawa Ieyasu recuperou o controle sobre Tokai, e Kazutoyo lhe devolveu Kakegawa indo para o Domínio de Tosa na província de mesmo nome em Shikoku .

Em fevereiro de 1601, Hisamitsu Sadakatsu , meio-irmão de Ieyasu, se tornou Daimyō de Kakegawa com renda de 35.000 koku . Em abril de 1607, foi transferido para o recém-criado Domínio de Fushimi , e entregou Kakegawa para seu filho Sadayuki, que governou até ser transferido para Domínio de Kuwana em 1617.

Ando Naotsugu passou a ser daimyō com receita reduzida para 28.000 koku entre 1617 e 1619, quando foi transferido para Domínio de Tanabe como assessor Tokugawa Yorinobu . Kakegawa foi brevemente devolvida para um ramo do Clã Matsudaira (Hisamitsu) com a transferência de Matsudaira Sadatsuna do Domínio de Shimotsuma na Província de Shimosa com faturamento de 30.000 koku . Mas logo foi transferido para o Domínio de Yodo na Província de Yamashiro em 1623.

O próximo Daimyō de Kakegawa foi Asakura Nobumasa, um conselheiro próximo ao malfadado Tokugawa Tadanaga. Depois do seppuku de Tadanaga, Asakura foi destituído e exilado para Kōriyama na Província de Yamato .

Aoyama Yoshinari foi o próximo Daimyō de Kakegawa e as suas receitas foram fixadas em 33 mil koku . Foi transferido para o Domínio de Amagasaki em 1635, e substituído por Matsudaira Tadashige, anteriormente daimyō de Tanaka na Província de Suruga . As receitas de domínio foram aumentados para 40 mil koku , e depois de sua morte, em 1639, ele foi sucedido por seu filho Tadamoto, que foi então transferido para o Domínio de Iiyama na Província de Shinano apenas um mês depois. Honda Tadayoshi, neto de Tadakatsu passa a ser o próximo Daimyō de Kakegawa e as receitas aumentaram para 70.000 koku . No entanto, em 1644, Tadayoshi foi transferido para o Domínio de Murakami na Província de Echigo .

Matsudaira Tadaharu, torna-se Daimyō de Kakegawa mas com sua renda rebaixada para 25.000 koku masa em 1648, foi transferido para Domínio de Kameyama na Província de Tamba . Foi a vez de Hōjō Ujishige se tornar Daimyō até a sua morte sem herdeiro em 1658.

Em fevereiro do ano seguinte, Ii Naoyoshi foi trazido do Domínio de Nishio na vizinha Província de Mikawa , e governou Kakegawa até sua morte em 1672. Seu ramo do Clã Ii continuou a governar Kakegawa até 1706.

Depois de um breve período sob direção de Matsudaira Tadataka transferido para Domínio de Amagasaki , Kakegawa ficou sob o controle do Clã Ogasawara de 1711 até a sua transferência para o Domínio de Tanakura em 1746.

Finalmente, em 1746, Ōta Suketoshi tornou-se Daimyō de Kakegawa e 7 gerações de seu ramo do Clã Ōta governou até a Restauração Meiji, trazendo um período de estabilidade muito necessária e dando continuidade às políticas do governo.

Lista de Daimyōs[editar | editar código-fonte]

  1. Hisamitsu Sadakatsu ( 久松定勝?)[3] , 1601–1607
  2. Matsudaira Sadayuki ( 松平定行?)[3] , 1607–1624
  1. Ando Naotsugu ( 安藤直次?)[4] ,1617–1619
  1. Matsudaira Sadatsuna (松平定綱?), 1616–1618
  1. Asakura Nobumasa ( 朝倉宣正?)[5] , 1624–1631
  1. Aoyama Yukinari ( 青山幸成?), 1633–1635
  1. Matsudaira Tadashige ( 松平忠重?), 1635–1639
  2. Matsudaira Tadatomo ( 松平忠倶?), 1639
  1. Honda Tadayoshi ( 本多忠義?), 1639–1644
  1. Matsudaira Tadaharu ( 松平忠晴?), 1644–1648
  1. Hōjō Ujishige ( 北条氏重?), 1648–1658
  1. Ii Naoyoshi (井伊直好?), 1659–1672
  2. Ii Naotake (井伊直武?), 1672–1694
  3. Ii Naotomo (井伊直朝?), 1694–1705
  4. Ii Naomori (井伊直矩?), 1705–1706
  1. Matsudaira Tadataka ( 松平忠喬?), 1706–1711
  1. Ogasawara Nagahiro ( 小笠原長煕?), 1711–1734
  2. Ogasawara Nagatsune ( 小笠原長庸?), 1739–1744
  3. Ogasawara Nagayuki ( 小笠原長恭?), 1744–1746
  1. Ōta Suketoshi ( 太田資俊?). 1746–1763
  2. Ōta Sukeyoshi ( 太田資愛?), 1763–1805
  3. Ōta Sukenobu ( 太田資順?), 1805–1808
  4. Ōta Suketoki ( 太田資言?), 1808–1810
  5. Ōta Sukemoto ( 太田資始?), 1810–1841 Rōjū
  6. Ōta Sukekatsu ( 太田資功?), 1841–1862
  7. Ōta Sukeyoshi ( 太田資美?), 1862–1868

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m Kakegawa-han em Edo 300 (em japonês) página visitada em 9/9/2013
  2. Stephen Turnbull "Toyotomi Hideyoshi" Osprey Publishing, 2011 p. 50 ISBN 9781780961361
  3. a b c Jacques Edmond Joseph Papinot. (1906). "Hisamitsu" em Nobiliare du Japon, p. 9 (em francês)
  4. a b Jacques Edmond Joseph Papinot. (1906). "Ando" em Nobiliare du Japon, p. 2 (em francês)
  5. a b Jacques Edmond Joseph Papinot. (1906). "Asakura" em Nobiliare du Japon, p. 3 (em francês)
Ícone de esboço Este artigo sobre História do Japão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.