Dom Aquino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Dom Aquino
  Município do Brasil  
Praca Emanuel Pinheiro - Centro da Cidade
Praca Emanuel Pinheiro - Centro da Cidade
Símbolos
Bandeira de Dom Aquino
[[1]]
Brasão de armas de Dom Aquino
[de armas]
Hino
Gentílico dom-aquinense
Localização
Localização de Dom Aquino em Mato Grosso
Localização de Dom Aquino em Mato Grosso
Dom Aquino está localizado em: Brasil
Dom Aquino
Localização de Dom Aquino no Brasil
Mapa de Dom Aquino
Coordenadas 15° 48' 39" S 54° 55' 04" O
País Brasil
Unidade federativa Mato Grosso
Municípios limítrofes Norte: e Primavera do Leste, Oeste: Jaciara, Sul: São Pedro da Cipa, Leste:
Distância até a capital 172 km
História
Fundação 24 de setembro de 1965 (54 anos)
Aniversário 14 de Abril
Administração
Prefeito(a) Valdécio Luiz da Costa (PSB)
Características geográficas
Área total 2,212 km²
População total (estimativa IBGE/2017[1]) 8,199 hab.
 • Posição MT: 87º
Densidade 3,71 hab./km²
Clima Tropical (Aw)
Altitude 283 m
Fuso horário Hora do Amazonas (UTC−4)
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [2]) 19,10394982 muito alto
PIB (IBGE/2008[3]) R$ 193 180,908 mil
Outras informações
Padroeiro(a) são sebastião

Dom Aquino é um município do estado de Mato Grosso Localiza-se a uma latitude 15º48'38" sul e a uma longitude 54º 55' 04" oeste, estando a uma altitude de 283 metros. Sua população estimada no começo de 2017 era de 7.977 habitantes segundo dados do IBGE. Localizada no Vale do Rio São Lourenço o município de Dom Aquino, (172 Km de Cuiabá, capital de MT) conta com diversas fontes de águas cristalinas e é conhecida como a Capital Estadual da Água Mineral. Mas também possui potencial para ser uma cidade turística, em seus domínios são encontrados cânions, cavernas e cachoeiras que oferece ótimas condições para a prática de diversas modalidades de turismo entre eles o de aventura, como rapel, escalada, trilhas e outros. Além de possuir dezenas de belezas naturais, Dom Aquino ainda detém o título de maior reserva de água mineral do planeta. De acordo com pesquisas, a água mineral encontrada no município de Dom Aquino, possui características únicas, como leveza e suavidade, qualidades que faz dela, uma das melhores águas mineral do Estado de Mato Grosso.

Atividades econômicas: extrativismo palmito, água mineral, produção agrícola de cana de açúcar, soja, algodão, milho, arroz, banana, coco da bahia; atividade pecuária leiteira, indústria alimentícia e outras atividades em menor escala,venda de cabral e ovelhas .

História[editar | editar código-fonte]

Por volta de 1920, garimpeiros procedentes de Poxoréu abriram garimpos em Pombas, Cel. Ponce e iniciaram a povoação do atual município de Dom Aquino. A primeira denominação da localidade foi Mutum. O nome é derivado da grande quantidade de pássaros galiformes da família dos cracídeos, os mutuns. O nome foi primeiramente dado a um córrego e depois ao povoado.

O município de Mutum foi criado pela Lei Estadual nº 1.196, de 22 de dezembro de 1958. Com esta denominação passou à história mato-grossense. A Lei Estadual nº 2.492, de 24 de setembro de 1965, de autoria do deputado Walderson Coelho, determinou a alteração do nome do município de Mutum para Dom Aquino. Alguns segmentos da sociedade local relutaram na troca do nome. Afinal, desde o surgimento do primeiro núcleo de povoamento, a localidade teve o nome de Mutum. Com o tempo a comunidade passou a aceitar o novo termo.

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

O nome da cidade é homenagem a Dom Francisco de Aquino Correia, que foi Arcebispo de Cuiabá. Aos 32 anos conquistou o governo do Estado de Mato Grosso - então província, na qual dirigiu de 1918 a 1922. Dom Aquino nasceu em Cuiabá em 1885 e faleceu em 1956, e foi o único mato-grossense a compor o quadro da Academia Brasileira de Letras, graças aos inúmeros livros que escreveu. Foi também um dos principais incentivadores à fundação da Academia Mato-grossense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso. Leia mais sobre Dom Aquino Corrêa, sua bibliografia. Ao homenagear Dom Aquino com o nome do município, Walderson Coelho levou em consideração o currículo do religioso, e também fundamentou sua propositura no fato de haver em Minas Gerais, na região do Vale do Rio Doce, cidade com o nome de Mutum.

Peculiaridades[editar | editar código-fonte]

O primeiro telégrafo do Estado de Mato Grosso foi edificado pelo Marechal Cândido Rondon na cidade de Dom Aquino, mais precisamente no Distrito de Coronel Ponce. Em 2012, a cidade de Dom Aquino através do Projeto de Lei n. 398/11, de sua autoria, que denomina Dom Aquino como a Capital da Água Mineral. Agora falta apenas a sanção governamental. “Sem dúvida é uma homenagem à cidade que tem uma das maiores fontes de água mineral do mundo. Razão da sua importância para a exploração dessa atividade econômica, que também contribui para o avanço social da região do Vale do São Lourenço e para Mato Grosso”,relata deputado José Riva, autor do projeto.

No município existem duas indústrias a Puríssima e Fluente. A fonte Puríssima possui uma vazão de pouco mais de um milhão de litros de água mineral por hora, sendo que apenas 2% são utilizados pela empresa, que também investe no social e ambiental. Tanto que nos últimos três anos consecutivos recebeu o Certificado de Responsabilidade Social da AL/MT. Um dos projetos que o deputado Riva conheceu nesta segunda foi o “Puríssima com a Corda Toda”, em que 120 jovens têm a oportunidade de aprender a tocar violão, viola, cavaco ou contrabaixo. O projeto existe há cinco anos. [2] Na década de 60 e 70 o município possuiu forte crescimento comercial, grandes lojas com Riachuelo, a Revolução e Casa Glória, dentre outras; agentes financeiros como Banco Itau, Banco do Estado do MT, Banco da Amazônia e Banco do Brasil colaboravam com o progresso da região.

Imagens[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. «Estimativas da população 2017». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 30 de agosto de 2017. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  2. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  3. «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.