Dom Pedrito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Dom Pedrito
"Capital da Paz"
Bandeira de Dom Pedrito
Brasão de Dom Pedrito
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 30 de outubro de 1872 (146 anos)
Gentílico pedritense
CEP 96450-000
Prefeito(a) Mario Augusto de Freire Gonçalves (PP)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Dom Pedrito
Localização de Dom Pedrito no Rio Grande do Sul
Dom Pedrito está localizado em: Brasil
Dom Pedrito
Localização de Dom Pedrito no Brasil
30° 58' 58" S 54° 40' 22" O30° 58' 58" S 54° 40' 22" O
Unidade federativa Rio Grande do Sul
Mesorregião Sudoeste Rio-grandense IBGE/2008[1]
Microrregião Campanha Meridional IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Rosário do Sul, São Gabriel, Lavras do Sul, Bagé , Santana do Livramento e República Oriental do Uruguai
Distância até a capital 441 km
Características geográficas
Área 5 192,105 km² [2]
População 38 589 hab. est. IBGE/2018[3]
Densidade 7,43 hab./km²
Clima Subtropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,708 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 602 521,780 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 15 468,31 IBGE/2008[5]

Dom Pedrito é um município do estado do Rio Grande do Sul, no extremo Sul do Brasil.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

O município de Dom Pedrito se limita ao sul, em curta fronteira, com o Departamento de Rivera, Uruguai . No estado, se limita a oeste com Santana do Livramento, ao norte com Rosário do Sul, com São Gabriel (limite municipal bem curto) e com Lavras do Sul. A leste o limite é com Bagé.

O município é servido pelas bacias hidrográficas dos rios Rio Camaquã e Rio Santa Maria. Este último nasce no nordeste do município.

A população estimada em 2018, foi de 38 589 habitantes, conforme estimativa do IBGE.

A distância rodoviária até Porto Alegre, capital administrativa estadual, é de 441 km.

História[editar | editar código-fonte]

Desmembrado de Bagé, o povoamento surgiu com o contrabando. Um espanhol, Pedro Ansuateguy,[6] apelidado de Dom Pedrito, organizava esta atividade ilegal, abrindo picadas que deram origem a estradas, de onde surgiu seu nome.

O povoamento da região sede iniciou em 1800, emancipando-se em 1872. Inicialmente, denominou-se N. Sra. do Patrocínio de Dom Pedrito. Posteriormente, passou a chamar-se somente Dom Pedrito. A partir de 1888, a sede foi elevada à categoria de município.

Esta região foi duramente atingida por três conflitos armados, Revolução Farroupilha, Revolução Federalista de 1893 e pela Revolução de 1923. O Tratado de Paz da Revolução Farroupilha ocorreu em Ponche Verde, distrito de Dom Pedrito, o que lhe deu o apelido de Capital da Paz.[7]

Após a Revolução de 1923, o progresso tomou grande impulso na zona, principalmente nos setores de criação de gado e triticultura. Dom Pedrito mantém sua área geográfica desde sua emancipação, não tendo dado origem a nenhum outro município.

No final do século XX, houve grande impulso na orizicultura. No início do século XXI, iniciou-se o plantio de uvas para a elaboração industrial de vinho. Também se produz outras frutas, como o melão.

Transporte[editar | editar código-fonte]

A rodovia BR-293 liga o município a Bagé e a Santana do Livramento.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rs/dom-pedrito
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. A cidade de Dom Pedrito - autor: José Antônio Vargas Dias Lopes; Livraria do Globo - Porto Alegre RS - 1972
  7. «Cópia arquivada». Consultado em 11 de abril de 2009. Arquivado do original em 6 de janeiro de 2009 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]