Domenico Losurdo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gnome globe current event.svg
Este artigo ou seção se refere ou tem relação com alguém que morreu recentemente.
A informação apresentada pode mudar com frequência. Não adicione especulações, nem texto sem referência a fontes confiáveis. (Editado pela última vez em 29 de junho de 2018.)
Twemoji 1f464.svg
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde junho de 2014).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Domenico Losurdo
Fotografia de Domenico Losurdo, em 2011
Nascimento 1941
Sannicandro di Bari
Morte 28 de junho de 2018 (77 anos)[1]
Itália
Nacionalidade Italiano
Alma mater Universidade de Urbino
Ocupação filósofo
Influências
Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia

Domenico Losurdo (Sannicandro di Bari, 1941 — Itália, 28 de junho de 2018) foi um filósofo marxista italiano que lecionou na Universidade de Urbino, na Itália. Estudou em Tubinga (Alemanha) e em Urbino. Doutorou-se com uma tese sobre Karl Rosenkranz.

Losurdo foi um dos maiores pensadores dos estudos marxistas e da obra de Gramsci. Dedicou sua carreira acadêmica à produção política em defesa de um pensamento plural e libertador. Em seus últimos anos, lecionou na Universidade de Urbino, na Itália. Sempre coerente, a filosofia política de Losurdo e sua contextualização cuidadosa do pensamento filosófico em seu tempo histórico foi impulsionada principalmente pela crítica radical ao liberalismo, ao capitalismo e ao colonialismo[2].

Obras publicadas em português[editar | editar código-fonte]

  • Hegel, Marx e a Tradição Liberal. Editora Unesp, 1998.
  • Democracia ou bonapartismo. Editora Unesp, 2004.
  • Fuga da História?. Editora Revan, 2004.
  • Liberalismo. Entre civilização e barbárie. Editora Anita Garibaldi, 2006.
  • Contra-História do Liberalismo. Editora Ideias & Letras, 2006.
  • Antonio Gramsci - Do Liberalismo ao Comunismo Crítico. Editora Revan, 2006.
  • Nietzsche - O Rebelde Aristocrata. Editora Revan, 2009.
  • A Linguagem do Império. Editora Boitempo, 2010.
  • Stalin - História crítica de uma lenda negra. Editora Revan, 2010.
  • A Não Violência - Uma história fora do mito. Editora Revan, 2012.
  • O pecado original do século XX. Editora Anita Garibaldi, 2013.
  • A Hipocondria do Antipolítico. Editora Revan, 2014.
  • Autocensura e Compromisso no pensamento de Kant. Editora Ideias & Letras, 2015.
  • A luta de classes: uma história política e filosófica. Editora Boitempo, 2015.
  • Marx e o balanço histórico do século 20. Editora Anita Garibaldi, 2015.
  • Nietzsche e a crítica da Modernidade. Editora Ideias & Letras, 2016.
  • A Esquerda Ausente. Editora Anita Garibaldi, 2016.
  • O Marxismo Ocidental. Editora Boitempo, 2018.

Artigos[editar | editar código-fonte]

  • Per una critica della categoria di totalitarismo na Hermeneutica, 2002, pp. 131-166.
  • Para uma crítica da categoria de totalitarismo[3], tradução de Maryse Farhi para a revista "Crítica marxista" 17, 2003. Uma análise das origens históricas das práticas nazi-fascistas.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.