Domingos Crescêncio de Carvalho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Domingos Crescêncio de Carvalho (1780 - 1840) foi um militar brasileiro.

Natural da fronteira, participou da Guerra Cisplatina, de 1801 a 1828, alistando-se como soldado e terminando como capitão.

Amigo e parente de Bento Gonçalves da Silva, ficou responsável pelo comando de cavalaria de Jaguarão. Logo foi promovido a comandante da 4a Brigada do Exército da República, abrangendo a região desde o rio Jaguarão até o rio Camaquã.

Participou de vários combates, sempreà testa de sua cavalaria junto ao general Davi Canabarro. Derrotou o general Pedro Labatut, veterano oficial de Napoleão, que servia como mercenário do Império quando este invadiu a República por terra, comandando a Divisão Paulista.

Lutou na Revolução farroupilha como coronel e quando estava prevista sua nomeação para o posto de general por esta campanha contra Pedro Labatut, mas ficou doente, vindo a falecer, aos 60 anos de idade, quando retornava para a fronteira.

Domingos Crescêncio morreu durante a marcha do exército farroupilha de Viamão para a campanha, depois do fracasso da tomada de São José do Norte, alvejado por atirador escondido [1].

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Bento, Cláudio Moreira. O exército farrapo e seus chefes - vol. 1. ISBN 857011165-7
  • SILVA, Juremir Machado (2012). História Regional da Infâmia. Porto Alegre: LPM. pp. p. 42  Verifique data em: |acessodata= (ajuda);