Don Roberto Costa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Don Roberto Costa
Don_Roberto_Prêmio_ACEESP.jpg
Prêmio de Melhor Apresentador de Rádio em 2016
Nome completo Roberto Moutinho Costa
Nascimento 2 de maio de 1986 (33 anos)
São Paulo,SP
 Brasil

Don Roberto Costa (São Paulo, 02 de maio de 1986) é um apresentador e jornalista esportivo brasileiro. Atualmente co-apresenta o programa Paixão Lusa, na Rádio Trianon AM de São Paulo e comanda as jornadas esportivas da Rádio Nova Difusora AM de Osasco.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou a trabalhar ao lado do jornalista Reinaldo Gottino em 2007, quando passou a incorporar a nomenclatura Don ao seu nome profissional. Junto ao apresentador, passou por programas esportivos na Rádio Record e na Rádio USP.

Em 2008 iniciou sua trajetória no futebol, sendo repórter na Web Rádio Lusa. Fez parte da equipe que conquistou o primeiro Troféu Ford ACEESP [1]. Em 2012 assumiu a assessoria de imprensa da Associação Portuguesa de Desportos e permaneceu no Clube até meados de 2013. Seu desligamento aconteceu meses antes do fatídico "Caso Héverton[2]"

Após as passagens pela Portuguesa, aventurou-se nos Estados Unidos, onde comandou por três meses o Nosso Esporte. Um programa esportivo diário nos Estados da Flórida e Nova Inglaterra para a rádio brasileira Nossa Rádio USA. De volta ao Brasil, assumiu a apresentação do diário Paixão Lusa e do semanal Aquecimento Trianon, ambos na Rádio Trianon.

Em 2016 foi eleito o melhor apresentador do rádio esportivo de São Paulo, recebendo seu primeiro Troféu ACEESP, em categoria individual [3] [4] [5]. Em 2017, aliou-se à Fundação Pró-Sangue e divulga em seus programas as Campanhas para doação de sangue em São Paulo [6]. No mesmo ano, após o término dos estaduais, ele anunciou sua saída do Aquecimento Trianon.

Atualmente, divide a apresentação do programa Paixão Lusa com Antônio Quintal e Claudia Alves, na Rádio Trianon e comanda a jornada esportiva da Rádio Nova Difusora.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

A alcunha de Don foi baseado no personagem Vito Corleone, do filme O Poderoso Chefão

Foi filiado ao Partido Progressista tendo sido membro ativo da Juventude do PP. Desligou-se oficialmente após o partido ter declarado apoio ao então candidato a prefeito, Fernando Haddad, do PT.

Pelo programa Record Esporte Motor, apresentado por Reinaldo Gottino, ele cobriu a morte do piloto Rafael Sperafico, em Interlagos. Foi sua última cobertura automobilística na carreira.

É padrinho de casamento da também jornalista Natalie Gedra, dos canais ESPN.

Referências

  1. «Ganhadores do Troféu Ford ACEESP». www.aceesp.org.br. Consultado em 10 de março de 2017 
  2. «Caso Heverton». Acervo da Bola (em inglês). 8 de dezembro de 2015 
  3. «GANHADORES DO XXXIII TROFÉU ACEESP – ACEESP». www.aceesp.org.br. Consultado em 10 de março de 2017 
  4. Barbiero, Adriano. «Rádio Trianon festeja premiação no Troféu Aceesp 2016». www.bastidoresdoradio.com. Consultado em 10 de março de 2017 
  5. admin. «Rádio Trianon festeja premiação no Troféu Aceesp 2016 | Imprensa e Mídia». www.imprensaemidia.com.br. Consultado em 4 de abril de 2017 
  6. «Rádio Trianon adere à campanha da Fundação Pró-Sangue - Portal Comunique-se». Portal Comunique-se