Dona Florinda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Dona Florinda
Personagem fictícia de El Chavo del Ocho
Dona Florinda.jpg
Nome original Doña Florinda
Florinda Corcuera y Villalpando Viúva de Mátalas Callando
Língua original Espanhol
Outro(s) nome(s) Velha Coroca, Velha Burrona, Velha Rabugenta, Velha Coroca do 14, Velha Briguenta, Cara de Vela Derretida, Velha Carcomida, Valentona do 14 e O Monstro do Espaço.
Morada Casa nº 14 da vila
Idade Aproximadamente 40 anos
Origem  México
Sexo Feminino
Ocupação Dona de casa
Ex-dona de um restaurante (1979-1990, ela abandonou o restaurante com o episódio Quem Lê Sabe Mais)
Família Frederico (marido, falecido)

Quico (filho) Pópis (sobrinha)

Criado por Roberto Gómez Bolaños
Dublagem Brasil Marta Volpiani
Série(s) Chaves
Chespirito
Temporada(s) 1972 - 1980

1980 - 1991 2006 - 2014

Género(s) Comédia de situação
Primeira aparição Quem Canta Seus Males Espanca (1972)
O Patinete (1980) Os balões(2006)
Última aparição Antes Um Tanque Funcionando Que Uma Lavadora Encrencada (1980)
Chaves não quer tomar banho (1991)
Interpretado por Florinda Meza
Internet Movie Database IMDb

Doña Florinda (Dona Florinda, no Brasil) é uma personagem do seriado mexicano El Chavo del Ocho, conhecido no Brasil como Chaves. Interpretada por Florinda Meza, é uma mulher madura, vestida com avental e bóbis na cabeça, envelhecida pelo tempo, viúva de um comandante da Marinha, com o qual teve um único filho, Frederico, mais conhecido como Quico.[1] Seu nome completo é Florinda Corcuera y Villalpando viúva de Mátalas Callando.[2][3]

Personalidade[editar | editar código-fonte]

Dona Florinda se considera social, econômica e moralmente superior aos habitantes da vila. É extremamente arrogante e ardilosa com seus vizinhos, principalmente com o Seu Madruga, mesmo com um situação financeira não muito boa, porém, ainda considerada a melhor de toda a vila. Faz questão de manter a pose superior, sempre sugerindo a Quico que "não se misture (junte) com essa gentalha". Seu mau humor e aparência envelhecida lhe valem os apelidos de "velha coroca", "velha carcomida", "velha briguenta", entre outros. Por tal posição, Florinda é retratada como uma verdadeira hipócrita, pois apesar de dizer ao filho não ser juntar com a "gentalha", ela insiste em se meter em tudo que acontece com os outros, principalmente com Seu Madruga, agindo como se fosse a "dona da vila", e também por agir ao contrário do que significa ser mesmo decente (briguenta em vez de calma, mal humorada em vez de boa esportista, mal vestida em vez de bem arrumada, orgulhosa em vez de humilde,etc.), além de um completo desrespeito com os idosos, já que manda Seu Madruga fazer sabe-se lá o que com a avó dele.

Florinda superprotege Quico (a quem sempre chama de Tesouro e outros apelidos carinhosos), sendo capaz de dar uma bofetada no vizinho Seu Madruga, pelo qual tem uma profunda antipatia, uma vez que ele costuma beliscá-lo quando o garoto o irrita com suas brincadeiras cretinas. Em algumas ocasiões, mesmo quando Quico é agredido por outros personagens, ela faz questão de acusar Seu Madruga. Porém, em raras ocasiões, ela confessa ter orgulho de Seu Madruga, devido a famosos ensinamentos do mesmo, como "As pessoas boas devem amar seus inimigos" e "A vingança nunca é plena: mata a alma e a envenena".

Florinda é apaixonada pelo Professor Girafales, professor das crianças da vila, que sempre lhe traz um ramo de flores e é convidado para tomar uma xícara de café. Por algumas vezes, além das flores, Girafales traz presentes para Quico, que, erroneamente, o chama de "pápi", desculpando-se rapidamente, devido à paixão de Florinda e Girafales.

Em certo ponto da história, quando Quico e Seu Madruga não fazem mais parte do seriado, Florinda abre um restaurante com seu nome, e Chaves começa a trabalhar com ela como garçom. Dona Florinda desse ponto da história torna-se mais branda no seu relacionamento com as pessoas, principalmente Chaves do qual apesar de ser seu subordinado no restaurante e ter certa desconfiança, o trata como uma pessoa próxima, não dando tantas broncas quando o mesmo rouba comida e aceitando oferecer um salário para Chaves ao invés de trabalhar de graça. Porém seu relacionamento com Chiquinha, Dona Clotilde, Seu Barriga e Professor Girafales continuam muito parecidos. Seu maior conflito vem da relação com Dona Neves principalmente após a mesma montar um grande protesto de trabalhadores em seu restaurante. Dona Florinda também desperta grande desconfiança de Jaiminho o Carteiro.

Bordões[editar | editar código-fonte]

  • "Vamos, Tesouro/Quico! Não se misture/junte com essa gentalha!" (quando acaba de agredir o Seu Madruga e se retira junto com seu filho)
  • "E da próxima vez vá… a/da/na sua avó!" (normalmente um tempo depois de agredir o Seu Madruga, volta e diz isto)
  • "Esta bem'" (quando ela permite que Seu Madruga se explique)
  • "O que foi Quico/Tesouro?" (quando o Quico chora ou grita)
  • "Vamos! Continue, continue!" (quando flagra o Seu Madruga beliscando o Quico)
  • "Cale essa Boca!" (quando o Seu Madruga tenta explicar algum motivo e ela o interrompe)
  • "Tesouro!" (A Dona Florinda chamando o Quico quando ele a insulta sem querer ou ela dá uma bofetada nele no lugar do Seu Madruga. Em troca, o Quico fala 'Mamãe!')
  • "Tesouro, por favor!" (quando chama a atenção de Quico)
  • "Aíiii!" (choro)
  • "Frederico!!!(Quando se chateia com o Quico.)
  • "Tesouro/Quico" (Quando chama o Quico.)

Quando vê o Professor Girafales[editar | editar código-fonte]

  • "Professor Girafales!" (sempre que vê o Professor Girafales, diz isso com um tom apaixonado)
  • "Que milagre o senhor por aqui!"
  • "Oh! São lindas!" (fala das flores dadas pelo professor)
  • "Não gostaria de entrar para tomar uma xícara de café/chá?" (às vezes,quando o Professor Girafales faz confusão ao chamá-la (ex: Dona Encanamento) Dona Florinda diz a ele Não gostaria de tomar um encanamento de café? ou uma xícara de água).
  • "Oh mas é claro que não! Entre!"

Relação com outros personagens[editar | editar código-fonte]

  • Chaves (El Chavo) - Por Chaves ser pobre e inconveniente, Dona Florinda refere-se a ele como parte da gentalha, assim como se refere ao Seu Madruga, à Chiquinha e aos demais vizinhos, e costuma proibir seu filho (Quico) de ter amizade com o Chaves, alegando que o garoto é um mau exemplo. Costuma repreender o garoto, sempre que o encontra em sua casa (terminando por expulsá-lo) ou comendo algum determinado alimento sem permissão, assim como se irrita com ele com facilidade(semelhante aos demais personagens em relação ao Chaves quando este comete alguma besteira). Mesmo assim, a Dona Florinda ora costuma se compadecer da situação do pobre garoto e procura ajudá-lo, e em alguns episódios estabelece uma relação com ele semelhante a de mãe e filho (sendo que Chaves uma hora ou outra menciona a Dona Florinda como a mãe que gostaria de ter, isso é o resultado da ausência do Quico em 1979), essa relação é ainda mais evidente nos episódios no restaurante, onde o Chaves é funcionário de Dona Florinda.
  • Quico - Os dois tem uma boa relação de mãe e filho, sendo Dona Florinda extremamente cuidadosa com o filho e sempre pronta para defendê-lo, sendo que costuma exagerar no cuidado e no dengo que tem para com ele, mimando-o até demais, sendo que dá razão para o filho, mesmo que este esteja errado, sendo que raramente pune o garoto, dando a ele tudo o que quer. Quico costuma chamar sua mãe para defendê-lo em quase todas as situações, inclusive costuma ameaçar seus agressores dizendo que contará a sua mãe tudo o que lhe for feito. E geralmente é o Seu Madruga quem leva a culpa de tudo o que ocorre ao mimado garoto. Apesar de tudo, a Dona Florinda costuma ser um tanto severa e direta ao punir seu filho, e costuma chamá-lo de Frederico (seu nome verdadeiro) quando está zangada, além de proibi-lo de fazer ou comer algo.
  • Seu Madruga (Don Ramón) - O grande inimigo da Dona Florinda, além de ser o principal alvo de repulsa da mesma, a qual o xinga de gentalha constantemente, devido à condição social deste e aos abusos e invasões (segundo a Dona Florinda). Madruga é sempre acusado (sendo culpado ou inocente) pela Dona Florinda em tudo o que ocorre a Quico, sendo punido geralmente com tapas no rosto, às vezes a Dona Florinda exagera e costuma bater fortemente nele a ponto deste acabar engessado ou com muletas. Apesar disso, em alguns poucos momentos, os dois têm uma relação um tanto amistosa e costumam ajudar-se, sendo que a Dona Florinda refere-se ao Seu Madruga como um exemplo, elogiando o por sua lição neste episódio ou por uma boa ação feita por ele. Apesar de considerá-lo como uma gentalha, algumas vezes, Dona Florinda, fica com pena da situação do pobre homem.
  • Chiquinha (La Chilindrina) - A relação entre as duas é a mesma do Seu Madruga com o Quico. Florinda mostra antipatia em relação a Chiquinha, semelhante ao que faz com Seu Madruga, sendo que também considera a menina uma gentalha, e proíbe Quico de ser amigo desta, assim como faz para com o Chaves. O Seu Madruga geralmente é punido pelo que a Chiquinha faz contra o Quico, no que a Dona Florinda costuma alegar: "Tal pai, tal filha!", a Chiquinha de contrapartida, costuma defender seu pai, xingando a Dona Florinda de velha briguenta, velha coroca, etc. E a Dona Florinda a odeia também pelo fato da Chiquinha ser extremamente travessa e por incomodá-la com brincadeiras de mau gosto e apelidos, o que faz a Dona Florinda considerá-la como "o próprio demônio". É muito raro ver as duas cooperando.
  • Professor Girafales - Florinda e Girafales têm um relacionamento um tanto indefinido, já foram citados como noivos, mas ele sempre hesita em propor casamento. Acredita-se que sejam apenas namorados. A reação dela ao encontrá-lo é um tanto estranha, e ao mesmo tempo cômica. Os dois se entreolham, encantados por se encontrarem, e repetindo sempre o mesmo diálogo, ignorando por completo tudo e todos em volta(até mesmo Quico, quando este está com algum problema, não sendo ouvido). A cena costuma ser ridicularizada por Seu Madruga, que costuma imitar o casal, em tom de gracejo e desprezo. Girafales tenta defender Florinda a todo custo, sendo agressivo com quem faz apelidos e piadas para com ela como também com algum outro homem que pareça estar paquerando-a(geralmente repreendendo Chaves e outras crianças, e sendo grosseiro com os adultos, às vezes chegando a bater em alguns homens como Madruga e Barriga). Em outros momentos, tenta acalmar Dona Florinda, principalmente quando esta está agressiva para com Seu Madruga. Mesmo assim, ainda há desavenças e brigas entre o casal.
  • Senhor Barriga - Como adultos, Florinda e Barriga têm uma boa relação e se tratam com respeito, uma vez em que Barriga procura ser gentil para com as damas que moram na vila, e Florinda o respeita pelo fato dele ter a posição de dono da vila, e também por ser um homem culto e bem instruído(diferente do Seu Madruga, de quem ela parece ter repulsa e só pensar o pior). Ainda assim, há desavenças e mal entendido entre os dois, principalmente em situações em que Barriga parece se aproximar demais de Florinda (sugerindo segundas intenções, o qual ela tenta evitar), ou mesmo quando ele mostra sua autoridade como dono da vila, geralmente negando resolver algum determinado problema caso o aluguel não esteja em dia, e também costuma ser desafiado por Florinda quando esta impõe uma ordem sem que Senhor Barriga saiba, gerando atrito entre os dois. Barriga também é alvo das indiretas(ou mesmo, diretas) e piadas em relação ao seu peso, mesmo por Florinda.
  • Dona Clotilde - As duas possuem uma boa relação como adultas e vizinhas mas às vezes tem alguns atritos, como dividir o tanque para lavarem suas roupas, quando Clotilde parte em defesa de Seu Madruga e principalmente por causa do cachorrinho de Clotilde, chamado satanás, pelo fato de Florinda não gostar de animais na vila.
  • Pópis - Florinda trata a Pópis bem pelo fato de ser tia dela, é uma das únicas crianças que Florinda não considera parte da gentalha. Ás vezes costuma mimá-la, semelhante ao que faz para com Quico, já que geralmente a trata como a filha que nunca teve.
  • Glória e Paty - Quase não se interagem ou conversam, porém Florinda reconhece a beleza e juventude de Glória e até fala bem desta para Dona Clotilde, o que deixa a irritada, já com Patty, chega a dizer algumas palavras, porém mostra não ter antipatia pela menina, ao contrário da Dona Clotilde que vê as duas como suas inimigas. Parece torcer para que Patty seja a namorada de seu filho Quico, e isso é mais enfatizado na série animada.
  • Jaiminho - Seu relacionamento com Jaiminho é marcado com grande estranheza entre os dois, apesar de Dona Florinda despertar grande alegria quando Jaiminho resolve almoçar em seu restaurante. Porém, Dona Florinda não gosta da desculpa de evitar a fadiga dada pelo carteiro, ao aguardar para que o mesmo entregue suas cartas.
  • Dona Neves - Sua relação com Dona Florinda não e das melhores principalmente porque os poucos momentos de contato entre as duas são marcados por grande atrito, como por exemplo quando Dona Florida lava as roupas no "tanque da vila" e Dona Neves retira as roupas sujas de Dona Florinda para lavar as suas primeiro. Ou quando e denominada como louca por Dona Neves, e ainda quando recebe indiretas da mesma no restaurante. Porém, sua maior briga ocorre no protesto de trabalhadores armado por Dona Neves no restaurante de Dona Florinda por motivo de vingança.

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Dona Florinda foi citada no Jô Soares Onze e Meia, durante uma entrevista de Carlos Villagrán, intérprete de Quico. O apresentador Jô Soares, durante a entrevista, chegou a se referir a Dona Florinda.
  • No filme Kung Fusão de Stephen Chow a personagem Tia Fei de interpretada pela Yuen Qiu uma senhora que comanda o beco dos chiqueiro dos porcos, faz referência da Dona Florinda.

Referências

  1. Vila do Chaves. «Personagens de Chaves». Vila do Chaves. Consultado em 23 de dezembro de 2014 
  2. Nome mencionado no episódio "Nasce Uma Bisavó" (1979).
  3. Chaves - a História Oficial Ilustrada. [S.l.]: Universo dos Livros. 2012. p. 109. ISBN 9788579303333  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda); |coautores= requer |autor= (ajuda)