Douglas DC-6

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Douglas DC-6
Avião
Um Douglas DC-6 da British Eagle.
Descrição
Tipo / Missão Aeronave de transporte civil e comercial
País de origem  Estados Unidos
Fabricante Douglas Aircraft Company
Período de produção 1946–1958
Quantidade produzida 704
Primeiro voo em 15 de fevereiro de 1946 (73 anos)
Introduzido em março de 1947
Tripulação 3/4
Passageiros 48/89
Carga útil 12 786 kg (28 200 lb)
Especificações
Dimensões
Comprimento 32,18 m (106 ft)
Envergadura 35,81 m (117 ft)
Altura 8,66 m (28,4 ft)
Área das asas 135,9  (1 460 ft²)
Alongamento 9.4
Peso(s)
Peso vazio 25 110 kg (55 400 lb)
Peso máx. de decolagem 49 000 kg (108 000 lb)
Propulsão
Motor(es) 4 x Pratt & Whitney R-2800 radiais
Performance
Velocidade máxima 507 km/h (274 kn)
Alcance (MTOW) 7 600 km (4 720 mi)
Teto máximo 7 600 m (24 900 ft)
Razão de subida 3.3 m/s
Notas
Dados de: airliners.net[1]

O Douglas DC-6 foi um avião de motor a pistões construído pela Douglas Aircraft Company de 1946 a 1959.

Pretendido originalmente como um avião militar perto do fim da Segunda Guerra Mundial, foi modificado após a Guerra para competir com o Lockheed Super Constelation no mercado de transporte de longo alcance. Mais de 700 foram construídos, e muitos voam ainda hoje como cargueiros, nas Forças Armadas, no controle do de incêndios a florestas.

O DC-6 foi feito como o C-118 Liftmaster no serviço da Força Aérea dos Estados Unidos da América, e como o R6D no serviço da Marinha dos Estados Unidos América.

Projeto e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O projeto DC-6 nasceu em 1944 como o XC-112 para as Forças Aéreas do Exército dos Estados Unidos. As Forças Aéreas pretendiam uma versão aumentada e pressurizada do C-54, com motores aperfeiçoados. Contudo, na altura em que o XC-112 voou pela primeira vez a Segunda Guerra Mundial já tinha acabado e a Força Aérea deixou cair o seu pedido.

A Douglas converteu então, o seu protótipo num transporte civil (redesignado YC-112A, qual tinha diferenças significativas em relação aos subsequentes DC-6 de produção) e entregou o primeiro DC-6 de produção em Março de 1947. Contudo, uma série de misteriosos incêndios durante o voo (incluindo uma queda de uma aeronave da United Airlines) colocaram em terra toda a frota de DC-6. Depois de descoberta a causa, todos os DC-6 foram modificados de modo a corrigir-se o problema, voltando a frota a voar ao fim de quatro meses no solo.

A Pan Am usou aeonaves DC-6 na inauguração dos seus voos transatlânticos em classe turística, iniciados em 1952.

Em 1 de Novembro de 1955 uma bomba explodiu a bordo de um DC-6 matando 44 pessoas sobre Longmont nos Estados Unidos

A Força Aérea dos Estados Unidos passou a utilizar um versão do DC-6, denominada C-118 Liftmaster entre 1957 e 1975

Utilização no Brasil[editar | editar código-fonte]

O Douglas Dc-6 foi utilizado pela Panair do Brasil nas décadas de 50 e, começo, da década de 60, em seus voos internacionais, até a chegada definitiva dos novos aviões a jato Douglas DC-8

Versões[editar | editar código-fonte]

  • DC-6: versão básica inicial;
  • DC-6A: versão com maior capacidade, com maior autonomia e com uma porta de grandes dimensões, projectada para o transporte de carga;
  • DC-6B: versão com as características do DC-6A mas projetada para o transporte de passageiros;
  • DC-6C: versão convertível, semelhante às versões A e B, mas com capacidade tanto para carga como para passageiros;
  • C-118: versão militar do DC-6A para a United States Air Force;
  • VC-118: versão de transporte presidencial do C-118;
  • R6D: versão militar para a United States Navy

Uma versão aperfeiçoada do DC-6B deu origem ao Douglas DC-7.

Operadores[editar | editar código-fonte]

Operadores actuais[editar | editar código-fonte]

Passengeiros desembarcando de um DC-6 da SAS.
Douglas DC-6 3 view.svg

Além destes, ainda existem alguns DC-6 ao serviço de pequenas transportadoras aéreas na América do Sul.

Operadores históricos civis[editar | editar código-fonte]

Operadores históricos militares[editar | editar código-fonte]

O The Independence, Avião presidencial de Harry Truman.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. The Douglas DC-6. - airliners.net (em inglês) visitada em 8 de junho de 2015


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.