Douglas Pereira dos Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde agosto de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Douglas
Douglas
Douglas no Barcelona
Informações pessoais
Nome completo Douglas Pereira dos Santos
Data de nasc. 6 de agosto de 1990 (27 anos)
Local de nasc. Monte Alegre de Goiás (GO), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,72 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Barcelona
Número TBA
Posição Lateral-direito
Clubes de juventude
Goiás
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2009–2012
2012–2014
2014–
2016–2017
2017–2018
Goiás
São Paulo
Barcelona
Sporting de Gijón (emp.)
Benfica (emp.)
0078 0000(5)
0131 0000(6)
0008 0000(0)
0023 0000(3)
0010 0000(0)
Seleção nacional3
2009 Brasil Sub-20 0007 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 13 de maio de 2018.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 16 de outubro de 2009.

Douglas Pereira dos Santos (Monte Alegre de Goiás, 6 de agosto de 1990), é um futebolista brasileiro que atua como lateral-direito. Atualmente, joga pelo Barcelona.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Goiás[editar | editar código-fonte]

Estreou no time principal pelo Goiás contra o Grêmio pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro de 2009, no estádio Olímpico Monumental, em um empate por 2–2.

Marcou seu primeiro gol pelo clube contra o Vitória, no Serra Dourada, pela 11ª rodada da Série B de 2011, na goleada alviverde por 4–1.

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Em 11 de fevereiro de 2012, transferiu-se para o São Paulo, assinando um contrato de três anos.[1]

Em 1 de maio, Douglas foi relacionado para o jogo contra a Ponte Preta pela Copa do Brasil, após se recuperar de uma lesão no púbis e poder estrear.[2] Marcou seu primeiro gol com a camisa tricolor no seu terceiro jogo, justamente contra o clube que o projetou no futebol.[3]

Apareceu no São Paulo como a solução para a lateral-direita, uma posição carente ao time do Morumbi desde a saída de Cicinho, que fizera história no clube. Porém, Douglas não conseguiu apresentar o bom futebol da época de Goiás e passou a ser muito criticado pela torcida tricolor, visto também que foi por repetidas vezes escalado no lado direito do ataque pelo técnico Ney Franco, lugar que ficara vago desde a saída de Lucas.

Na vitória por 3–2 sobre o Atlético Nacional, da Colômbia, pelas quartas-de-final da Copa Sul-Americana de 2013, completou seu jogo de número 100 pelo clube.

Em 26 de fevereiro de 2014, Douglas discutiu com Muricy Ramalho, após o treinador passar boa parte da etapa inicial cobrando um melhor posicionamento e que o atleta caprichasse mais nos passes. O treinador desejava que o time forçasse as jogadas pelo lado direito do ataque, para inibir o atacante rival. Na saída de campo, após o fim do primeiro tempo, Muricy gritou com Douglas, que também se irritou e retrucou. Os dois foram para os vestiários batendo boca. No retorno, o treinador justificou, mas manteve o lateral na etapa final. "Não dá para pedir 'por favor'", explicou Muricy. "Não dá para falar baixo. Acho que tínhamos de insistir mais com ele e com o Luís Ricardo. Falhamos um pouco mais nisso. O Douglas foi pouco porque ficou mais na marcação." Douglas minimizou o episódio: "É uma coisa normal no grupo, de duas pessoas que querem vencer. É assim que vamos buscar nosso melhor cada vez mais."

Barcelona[editar | editar código-fonte]

Em 26 de agosto de 2014, foi contratado pelo Barcelona por cinco temporadas, a um custo de quatro milhões de euros, com acréscimo de 1,5 milhão a depender da quantidade de partidas disputadas.[4] Na temporada 2014–15 conquistou a Liga espanhola e a Copa del Rey. E apesar de integrar o elenco que conquistou a Liga dos Campeões da UEFA, não é considerado campeão pelo regulamento da UEFA, por não ter entrado em nenhuma partida da competição.[5]

Sporting de Gijón[editar | editar código-fonte]

Com pouquíssimas oportunidades no Barcelona, Douglas foi emprestado ao Sporting de Gijón em 26 de agosto de 2016 para a temporada 2016–17.[6] O lateral começou a viver boa fase no novo clube, a despeito do mau momento que vivera atuando com a camisa do Barcelona.[7]

Benfica[editar | editar código-fonte]

Fora dos planos do Barcelona, em 31 de agosto de 2017 foi emprestado ao Benfica.[8]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Foi convocado para a disputa do Campeonato Sul-americano Sub-20, pela seleção brasileira, em 2009.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Nacional/Liga Copa Internacional¹ Estadual Outros² Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
São Paulo 2012 33 1 5 1 6 0 0 0 0 0 44 2
2013 38 2 0 0 17 0 15 0 5 0 63 2
2014 10 1 4 0 0 0 9 1 1 0 24 2
Total 69 4 9 1 23 0 24 1 6 0 131 6
Barcelona 2014–15 2 0 3 0 0 0 0 0 5 0
2015–16 1 0 2 0 0 0 0 0 3 0
Total 3 0 5 0 0 0 0 0 8 0
Sporting Gijón 2016–17 21 3 2 0 23 3
Total 21 3 2 0 23 3
Benfica 2017–18 5 0 3 0 3 0 0 0 11 0
Total 5 0 3 0 3 0 0 0 11 0

Atualizado até 13 de maio de 2018.

¹Em competições continentais, incluindo jogos e gols da Copa Libertadores, Copa Sul-Americana, Recopa Sul-Americana e Copa Suruga Bank.
²Em outros, incluindo jogos e gols em amistosos oficiais.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Goiás
São Paulo
Barcelona
Seleção Brasileira

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]