Douglas Pereira dos Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde agosto de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Douglas
Douglas
Douglas no Barcelona
Informações pessoais
Nome completo Douglas Pereira dos Santos
Data de nasc. 6 de agosto de 1990 (28 anos)
Local de nasc. Monte Alegre de Goiás (GO), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,72 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Sivasspor
Número 20
Posição Lateral direito
Clubes de juventude
Goiás
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2009–2012
2012–2014
2014–
2016–2017
2017–2018
2018–
Goiás
São Paulo
Barcelona
Sporting de Gijón (emp.)
Benfica (emp.)
Sivasspor (emp.)
0078 0000(5)
0131 0000(6)
0008 0000(0)
0023 0000(3)
0011 0000(0)
0007 0000(1)
Seleção nacional3
2009 Brasil Sub-20 0007 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 30 de setembro de 2018.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 16 de outubro de 2009.

Douglas Pereira dos Santos (Monte Alegre de Goiás, 6 de agosto de 1990), é um futebolista brasileiro que atua como lateral-direito. Atualmente joga pelo Sivasspor, emprestado pelo Barcelona.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Goiás[editar | editar código-fonte]

Estreou no time principal pelo Goiás contra o Grêmio pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro de 2009, no estádio Olímpico Monumental, em um empate por 2–2.

Marcou seu primeiro gol pelo clube contra o Vitória, no Serra Dourada, pela 11ª rodada da Série B de 2011, na goleada alviverde por 4–1.

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Em 11 de fevereiro de 2012, transferiu-se para o São Paulo, assinando um contrato de três anos.[1]

Em 1 de maio, Douglas foi relacionado para o jogo contra a Ponte Preta pela Copa do Brasil, após se recuperar de uma lesão no púbis e poder estrear.[2] Marcou seu primeiro gol com a camisa tricolor no seu terceiro jogo, justamente contra o clube que o projetou no futebol.[3]

Apareceu no São Paulo como a solução para a lateral-direita, uma posição carente ao time do Morumbi desde a saída de Cicinho, que fizera história no clube. Porém, Douglas não conseguiu apresentar o bom futebol da época de Goiás e passou a ser muito criticado pela torcida tricolor, visto também que foi por repetidas vezes escalado no lado direito do ataque pelo técnico Ney Franco, lugar que ficara vago desde a saída de Lucas.

Na vitória por 3–2 sobre o Atlético Nacional, da Colômbia, pelas quartas-de-final da Copa Sul-Americana de 2013, completou seu jogo de número 100 pelo clube.

Em 26 de fevereiro de 2014, Douglas discutiu com Muricy Ramalho, após o treinador passar boa parte da etapa inicial cobrando um melhor posicionamento e que o atleta caprichasse mais nos passes. O treinador desejava que o time forçasse as jogadas pelo lado direito do ataque, para inibir o atacante rival. Na saída de campo, após o fim do primeiro tempo, Muricy gritou com Douglas, que também se irritou e retrucou. Os dois foram para os vestiários batendo boca. No retorno, o treinador justificou, mas manteve o lateral na etapa final. "Não dá para pedir 'por favor'", explicou Muricy. "Não dá para falar baixo. Acho que tínhamos de insistir mais com ele e com o Luís Ricardo. Falhamos um pouco mais nisso. O Douglas foi pouco porque ficou mais na marcação." Douglas minimizou o episódio: "É uma coisa normal no grupo, de duas pessoas que querem vencer. É assim que vamos buscar nosso melhor cada vez mais."

Barcelona[editar | editar código-fonte]

Em 26 de agosto de 2014, foi contratado pelo Barcelona por cinco temporadas, a um custo de quatro milhões de euros, com acréscimo de 1,5 milhão a depender da quantidade de partidas disputadas.[4] Na temporada 2014–15 conquistou a Liga espanhola e a Copa del Rey. E apesar de integrar o elenco que conquistou a Liga dos Campeões da UEFA, não é considerado campeão pelo regulamento da UEFA, por não ter entrado em nenhuma partida da competição.[5]

Sporting de Gijón[editar | editar código-fonte]

Com pouquíssimas oportunidades no Barcelona, Douglas foi emprestado ao Sporting de Gijón em 26 de agosto de 2016 para a temporada 2016–17.[6] O lateral começou a viver boa fase no novo clube, a despeito do mau momento que vivera atuando com a camisa do Barcelona.[7]

Benfica[editar | editar código-fonte]

Fora dos planos do Barcelona, em 31 de agosto de 2017 foi emprestado ao Benfica.[8]

Sivasspor[editar | editar código-fonte]

Em 23 de julho de 2018 foi emprestado novamente, desta vez ao Sivasspor da Turquia por uma temporada.[9]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Foi convocado para a disputa do Campeonato Sul-americano Sub-20, pela seleção brasileira, em 2009.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Goiás
São Paulo
Barcelona
Seleção Brasileira

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]