Douglinhas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Douglinhas
Informações pessoais
Nome completo Douglas Aguiar
Data de nasc. 8 de dezembro de 1959 (60 anos)
Local de nasc. São Paulo,  Brasil
Grito de guerra Alô xxx... Tá todo mundo aí?! Ah moleque!
E que a luz divina nos ilumine... no caminho da vitória!
Informações profissionais
Escola atual Águia de Ouro
Escolas de samba
Anos Escolas
1986-1988
1989-1990
1990
1991-2004
2002
2003-2004
2005
2005
2006
2006
2007-2013
2010-2011
2014
2015-
Pérola Negra
Tom Maior
Mocidade Alegre (apoio)
Águia de Ouro
Império da Tijuca (apoio)
Estácio (apoio)
Caprichosos (apoio)
Mancha Verde (apoio)
X-9 Paulistana
Sangue Jovem
Pérola Negra
Samuca
Samuca
Águia de Ouro

Douglas Aguiar, mais conhecido como Douglinhas (São Paulo, 8 de dezembro de 1959), é um intérprete do carnaval de São Paulo, desde 1986. Iniciou sua carreira como intérprete na escola de samba Pérola Negra, atualmente está na Águia de Ouro. Também já atuou como compositor de sambas.

Fora do Carnaval, Douglinhas também faz parte do grupo Quesito Melodia, onde canta com outros intérpretes: Carlos Júnior, Darlan Alves e Waguinho.

Seu grito de guerra é: "Tá todo mundo aí? Ahhh Muleque....E que a luz divina nos ilumine pro caminho da vitória!".

Carreira como intérprete[editar | editar código-fonte]

Após defender a Pérola entre 1986 a 1988, foi para a Tom Maior em 1989 e 1990. Em 1991, foi para a Águia de Ouro, onde permaneceu até 2004[1]. Neste último ano, cantou em parceria com o carioca Serginho do Porto, tanto na escola paulistana, como no Estácio de Sá, do Rio de Janeiro. Serginho e Douglinhas cantaram juntos no Rio e em São Paulo entre 2002 e 2004, sendo que em 2005 ambos estavam na Caprichosos. sendo que em 2001, esteve também no Império da Tijuca.

Enquanto esteve na Águia de Ouro, excursionou por diversos países: em 1994, fez um tour pelo Japão com a Companhia de Show. Em 1996, foi a Portugal com o Show Encantos Tropicais. Foi intérprete e compositor do primeiro samba da Mancha Verde também em 1996, mesmo, estando na Águia, o que era possível graças ao fato de ambas estarem em divisões diferentes na época. Em 1997, fez nova excursão a Portugal com a Companhia do Show.

Em 2001, além de atuar no Carnaval Paulista pela Águia de Ouro, foi um dos intérpretes da Império da Tijuca. Após o carnaval de 2004, saiu da Águia de Ouro e foi para a Mancha Verde, onde cantou no ano seguinte, mantendo porém a parceria com Serginho do Porto no Rio: ambos cantaram juntos na Caprichosos. Ainda no mesmo ano, Douglinhas cantou novamente na Pérola Negra, que estava no Grupo de acesso.

Em 2006, foi para a X-9 Paulistana, atuando também na Sangue Jovem de Santos. Ainda participou da disputa de sambas da Mancha, onde defendeu na quadra o samba vencedor. Retornou à Pérola Negra[2], sua escola de origem, em 2007, quando a agremiação retornou ao Grupo Especial, de onde estava fora desde 2001. Nos anos de 2010 e 2011, foi ainda intérprete da Samuca de Rio Claro.

Em 2013, durante a final da escolha do samba-enredo para o carnaval de 2014, Douglinhas, emocionado, anunciou seu desligamento da Pérola Negra devido à falta de tempo para participar de eventos da escola, além de outras questões pessoais[3].

Carreira como compositor[editar | editar código-fonte]

  • Em 1989, compôs o samba vencedor da Águia de Ouro, junto com Juquinha, Quinzinho, Carlinhos Barbosa e Silvinho.[1]
  • Ainda em 1989, venceu a disputa de samba enredo na Tom Maior.[1]
  • Em 1990 compôs o samba enredo da Mocidade Alegre.
  • Em 1991, novamente com Juquinha, Quinzinho, Cuca e Carlinhos Barbosa, venceu a disputa na Águia de Ouro. Compôs ainda para a escola os sambas de 1992 e 1993 (Identidade Brasil).[1]
  • Participou até 2004 da Ala dos Compositores da Águia de Ouro.

Referências

  1. a b c d Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. «GRES Águia de Ouro». Consultado em 26 de agosto de 2013 
  2. Programa no Mundo do Samba (19 de abril de 2011). «Douglinhas segue no Pérola». Consultado em 26 de agosto de 2013 
  3. SRZD-Carnaval/SP (26 de agosto de 2013). «Exclusivo: Douglinhas revela por que deixou a Pérola Negra». Consultado em 26 de agosto de 2013