Dove-OSCAR 17

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dove-OSCAR 17
Missão
Operação (Radioamadorismo)
Contratantes principais Brasil (Junior Torres de Castro (PY2BJO))
Tipo de missão Telecomunicação
Planeta orbitado Terra
Lançamento 22 de janeiro de 1990 às 01:44:35 UTC
Veículo de Lançamento União Europeia Ariane 40
Local do Lançamento Guiana Francesa Centro Espacial de Kourou, Guiana Francesa
Duração da missão pouco mais de 8 anos
Fim da missão Março de 1998
NSSDC/COSPAR ID 1990-005E
Massa 12,92 kg
Resultado Sucesso
Elementos Orbitais
Tipo Órbita heliossíncrona
Inclinação 98,7º
Apogeu 821 km
Perigeu 791 km
Período orbital 100,8 minutos
Excentricidade 0,00209

O Dove-OSCAR 17 (Digital Orbiting Voice Encoder) ou DO 17, foi o primeiro satélite brasileiro, lançado em 22 de janeiro de 1990.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O satélite Dove-OSCAR 17, foi um projeto desenvolvido pelo radioamador brasileiro Junior Torres de Castro (PY2BJO), um paulista de Botucatu. Seu mérito foi ter construído, com recursos próprios, o primeiro satélite artificial brasileiro, com fins educativos e humanitários ("dove" também significa "pomba" em inglês). Por esse e outros feitos, ele foi um dos poucos brasileiros que teve o nome inserido na galeria dos nomeados para o Prêmio Nobel da Paz.[1]

Características[editar | editar código-fonte]

O Dove-OSCAR 17, foi um nanossatélite da série AMSAT (também conhecido como BRAMSAT no Brasil, atual AMSAT-BR) posto em órbita no primeiro voo do Ariane 40 H10 como uma das cargas secundárias do lançamento do satélite SPOT-2, numa órbita síncrona com o Sol de 780 km altitude e 98 graus de inclinação.[2]

O satélite tinha a forma de um cubo de 150 × 150 × 150 mm, com quatro painéis solares pesando 12,92 kg. Parou de transmitir em Março de 1998.[2]

Carga útil[editar | editar código-fonte]

Ele tinha um sintetizador de voz digital Digital Orbiting Voice Encoder (DOVE), projetado para emitir mensagens de telemetria para instituições educacionais.[2]

Missão[editar | editar código-fonte]

Sua missão primária foi prover um sinal de áudio em FM para recepção por instituições educacionais. A telemetria, em frequência distinta, ocorria a 1.200 bauds no formato AFSK AX.25, decodificado com receptores e TNCs muito populares entre os radioamadores. [3]

Referências

  1. «DOVE 17 O primeiro satélite amador Brasileiro». PY1EO Luiz. 2011. Consultado em 27/4/2013. 
  2. a b c «DOVE (Oscar 17, DO 17)». Gunter's Space Page. Consultado em 27/4/2013. 
  3. «DOVE-OSCAR 17». Peter - OM3PV. 2002. Consultado em 27/4/2013. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]