Dove-OSCAR 17

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dove-OSCAR 17
Descrição
Tipo/Missão Radioamadorismo
Operador(es) Brasil BRAMSAT
Estados Unidos AMSAT
NSSDC ID 1990-005E
SATCAT no. 20440
Missão
Contratante(s) França Arianespace
Data de lançamento 22 de janeiro de 1990, 01:44:35 UTC
Veículo de lançamento Ariane 40 H10
Local de lançamento Guiana Francesa Centro Espacial de Kourou
Fim da missão Março de 1998
Duração da missão 8 anos
Especificações
Fabricante(s) Brasil Junior Torres de Castro
Plataforma CubeSat
Massa 12,92 kg
Altura 21 cm
Largura 23 cm
Comprimento 23 cm
Geração de energia Painéis solares fotovoltaicos
Energia 4 watts
Especificações orbitais
Referência orbital Helio-síncrona
Regime orbital Terrestre baixa
Perigeu 791 km
Apogeu 821 km
Inclinação orbital 98,7º
Período orbital 100,8 minutos
Observações
Notas As informações podem ser divergíveis, devido a pouca informação a respeito do satélite.


O Dove-OSCAR 17 (Digital Orbiting Voice Encoder) ou DO 17, foi o primeiro satélite radioamador brasileiro, lançado em 22 de janeiro de 1990 em um foguete Ariane 40 H10, lançado a partir do Centro Espacial de Kourou, localizado na Guiana Francesa.

O satélite foi um projeto desenvolvido pelo radioamador brasileiro Junior Torres de Castro (PY2BJO), um paulista de Botucatu. Seu mérito foi ter construído, com recursos próprios, o primeiro satélite artificial radiamador brasileiro, com fins educacionais e humanitários. Por esse e outros feitos, ele foi um dos poucos brasileiros que teve o nome inserido na galeria dos nomeados para o Prêmio Nobel da Paz.[1] "DOVE" significa pomba em inglês.

Características[editar | editar código-fonte]

O Dove-OSCAR 17, foi um microssatélite da série AMSAT (também conhecido como BRAMSAT no Brasil, atual AMSAT-BR). Possuía o formato de um paralelepípedo de 21 × 23 × 23 centímetros, 16 pequenos painéis solares, 5 antenas de telemetria e um sintetizador de voz digital denominado "Digital Orbiting Voice Encoder" (abreviado como DOVE), projetado para emitir mensagens de telemetria para instituições educacionais.[2] O satélite tinha uma massa total de 12,92 kg.

Lançamento e missão[editar | editar código-fonte]

O satélite foi posto em órbita no primeiro voo do Ariane 40 H10, como uma das cargas secundárias do lançamento do satélite SPOT-2, em uma órbita baixa e hélio-síncrona de 780 km altitude e 98 graus de inclinação.[2]

Sua missão primária foi prover um sinal de áudio em FM para recepção por instituições educacionais. A telemetria, em frequência distinta, ocorria a 1.200 bauds no formato AFSK AX.25, decodificado com receptores e TNCs muito populares entre os radioamadores.[3]

O satélite operou até março de 1998, quando devido a uma falha em sua bateria, parou de transmitir dados de telemetria. Entretanto, o mesmo possuí painéis solares ainda funcionais, e quando estes estão alinhados ao sol, o satélite volta a transmitir dados de telemetria.

Referências

  1. «DOVE 17 O primeiro satélite amador Brasileiro». PY1EO Luiz. 2011. Consultado em 27 de abril de 2013 
  2. a b «DOVE (Oscar 17, DO 17)». Gunter's Space Page. Consultado em 27 de abril de 2013 
  3. «DOVE-OSCAR 17». Peter - OM3PV. 2002. Consultado em 27 de abril de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]