Dr. Fausto da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Dr. Fausto da Silva é uma peça de teatro do dramaturgo brasileiro Paulo Pontes, encenada em 1973 no Rio de Janeiro sob a direção de Flávio Rangel e com Jorge Dória no papel central. "Versão tropical, grotesca e mesquinha da imortal personagem de Goethe". Nesta frase, utilizada pelo autor em forma de crítica jornalística paga pelo concorrente, em uma importante passagem da encenação, encontra-se a essência da peça. Assim como o Dr. Fausto das lendas germânicas na forma em que foram retratado no estilo poético-dramático pelo maior poeta alemão Goethe representa o resumo de sua época e de seu mundo, o Dr. Fausto da Silva (bem a propósito), conforme elaborado por Paulo Pontes, fornece a síntese do mundo das emissoras de televisão, "que não é nada diferente daquele de seu escritório, de sua loja, de sua cátedra".