Drew McIntyre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Drew McIntyre
Drew Galloway March 2017.jpg
McIntyre em 2017
Informações pessoais
Nome completo Andrew McLean Galloway IV[1]
Nascimento 6 de junho de 1985 (36 anos)
Ayr, Escócia[2]
Residência Tampa, Flórida
Cônjuge(s) Taryn Terrell (c. 2010; div. 2011)
Kaitlyn Frohnapfel (c. 2016)
Carreira na luta livre profissional
Nome(s)
de ringue
El Elegido[2]
El Ven Báilalo[2]
Drew Galloway[2]
Drew McIntyre[3]
Altura
anunciada
1,96 m[4]
Peso
anunciado
265 lb (120 kg)[4]
Anunciado
de
Ayr, Escócia[3][5]
Treinado
por
Colin[6]
James Tighe[6]
Justin Richards
Mark Sloan[6]
Spinner McKenzie[6]
Estreia 2001[7]

Andrew McLean Galloway IV (Ayr, 6 de junho de 1985)[2][8] é um lutador de luta livre profissional escocês, que atualmente trabalha para a WWE no programa Raw sob o nome Drew McIntyre.

Na WWE McIntyre conquistou por duas vezes o WWE Championship, uma vez o Intercontinental Championship e duas vezes o WWE (Raw) Tag Team Championship. Ele atuou como Drew Galloway fora da WWE de 2001–2007 e novamente de 2014–2017, mas notavelmente na Total Nonstop Action Wrestling (TNA), onde venceu uma vez o TNA World Heavyweight Championship e uma vez o Impact Grand Championship. Ele também lutou extensivamente no circuito independente . Ele venceu por duas vezes o ICW World Heavyweight Championship,[9] uma vez o Evolve Championship, uma vez o Open the Freedom Gate Championship, duas vezes o Evolve Tag Team Championship e uma vez o WCPW Championship.

Galloway voltou à WWE em abril de 2017 e juntou-se ao território de desenvolvimento da WWE, o NXT, onde venceu o NXT Championship no NXT TakeOver: Brooklyn III, tornando-se o primeiro homem a vencer o título em sua estreia no TakeOver e o primeiro lutador da WWE a segurá-lo depois de ter vencido anteriormente um título no plantel principal. Ao retornar ao escalão principal da WWE em 2018, ele ganhou o Raw Tag Team Championship com Dolph Ziggler. Em 2020 se tornou o vencedor do Royal Rumble e derrotou Brock Lesnar pelo WWE Championship no evento principal da WrestleMania 36. Ele é o primeiro campeão escocês da WWE, o primeiro campeão britânico da WWE e o trigésimo primeiro Campeão da Tríplice Coroa.

Carreira no wrestling profissional[editar | editar código-fonte]

Circuito independente (2001–2007)[editar | editar código-fonte]

Galloway começou a treinar a luta profissional aos 15 anos de idade[10] quando sua família se mudou para o sul da Inglaterra para Portsmouth.[11] Galloway também cita os lutadores consagrados da promoção ajudando nos treinos, incluindo Doug Williams, Paul Burchill e Alex Shane.[6]

Em 2003, Galloway fez sua estréia no show inaugural da British Championship Wrestling (BCW), operando na área da Grande Glasgow. Enquanto estava lá, ele aprimorou ainda mais suas habilidades de luta livre, treinando com Colin McKay e depois Spinner McKenzie[12] e desenvolvendo o personagem "Thee" Drew Galloway, um narcisista arrogante.[13] Sua primeira luta, que aconteceu em fevereiro no No Blood, No Sympathy: Night 1 , o viu perder para Stu Natt.[14] Ele obteve sua primeira vitória na segunda noite em uma luta de duplas ao lado de Wolfgang, derrotando Blade e Stu Pendous.[15] Em dezembro, Galloway foi gerenciado por Charles Boddington, que o ajudou em seu primeiro sucesso significativo e o gerenciaria pelos próximos quatro anos. Em 5 de dezembro, Boddington anunciou que o BCW Heavyweight Champion Spinner McKenzie havia sido demitido e perderia o título; Boddington então deu instantaneamente o título para Galloway.[16] Stevie Knight se opôs a isso e o desafiou para uma luta naquela mesma noite no Bad Tidings: Night 1 , vencendo o título.[17] Galloway conquistou uma vitória não-título sobre Knight no mês de fevereiro seguinte em 2004, no Night of The Fan[18] mas Knight se vingou ao tirar Galloway do torneio King of BCW.[19]

Mais tarde naquele ano, Galloway fez uma série de lutas contra veteranos americanos. Em junho, ele foi derrotado pelo The Honky Tonk Man[20] e mais tarde naquele mês perdeu em uma luta de duplas para Marty Jannetty e Highlander, com Sabotage ao seu lado.[21] Em novembro, no apropriadamente intitulado Lo Down, Galloway enfrentou no evento principal em uma luta de contagem dupla contra D'Lo Brown.[22] Ele então teve uma breve série de rivalidades, já que em março de 2005 ele derrotou Jay Phoenix[23] mas sua revanche em novembro, oficiada por Mick Foley, terminou em no contest.[24]  Em maio de 2006, após sua longa rivalidade na Irish Whip Wrestling, Galloway perdeu,[25] e depois venceu lutas sucessivas contra o rival de longa data Sheamus O'Shaunessy.[26]

Em novembro de 2006, Galloway se juntou a Lionheart no evento principal do Live in East Kilbride e derrotou o Campeão dos Pesos Pesados da ​​BCW Highlander, que estava com Wolfgang.[27] Isso o colocou na disputa pelo título no No Blood, No Sympathy IV em dezembro. A luta foi marcada como uma luta "I Quit" com Conscience como o árbitro convidado especial, com Galloway ganhando seu segundo BCW Heavyweight Championship.[28][29][30] Ele manteve o título durante a maior parte de 2007, com defesas bem-sucedidas sobre Martin Stone, Allan Grogan e Lionheart, antes de desocupá-lo[28] depois de se mudar para os Estados Unidos em setembro.[31]

Depois de ganhar força na Escócia, Galloway começou a lutar em encontros pela República da Irlanda com a Irish Whip Wrestling (IWW) continuando a usar "Thee" Drew Galloway como sua gimmick. Com Charles Boddington ainda em seu canto, ele competiu em três competições durante sua primeira aparição em 23 de julho de 2005 para a Whiplash TV.[32] Depois de perder para "SOS" Sheamus O'Shaunessy[33] ele encontrou um destino semelhante contra Mad Man Manson, iniciando uma rivalidade entre os dois.[32] Apesar dessas duas derrotas, seu status no exterior significava que ele já foi escalado em uma luta Ten-Man Gauntletpara determinar o principal candidato ao título principal. Galloway acabou perdendo para Vic Viper.[33] No dia seguinte no Gym Wars Manson estava ausente, então Galloway tentou vingar sua derrota com O'Shaunessy, mas terminou em uma dupla contagem. Ao longo dos próximos meses Galloway recrutados vários lutadores, inclusive seu gerente Boddington, em uma série de lutas tag team e até mesmo de handicap contra Manson e suas equipes.[34][35][36] Ele obteve sua primeira vitória em outubro contra Sean South em um aquecimento para a luta de trios do evento principal.[35] A rivalidade entre Galloway e Manson foi finalmente resolvida em novembro no show final da IWW no SFX Theatre. Sua brutal e sangrenta Street Fight viu Galloway ganhar respeito por sua tenacidade e resistência[37] mas sua seqüência de derrotas continuou.[38]

Galloway como Campeão Internacional dos Pesos Pesados da IWW

Com sua rivalidade contra Manson resolvida em uma Street Fight e apesar de ter vencido apenas uma luta com a empresa, Galloway teve uma chance pelo IWW International Heavyweight Championship devido a seu show roubando performances com Manson.[37] Em 28 de janeiro de 2006, ele recebeu sua primeira luta pelo título contra Sheamus O'Shaunessy, evoluindo sua rivalidade de batalhas anteriores.[39] A rivalidade rapidamente assumiu um sabor patriótico, com as cores azuis de Galloway da Escócia em confronto com as cores verdes de O'Shaunessy da Irlanda, espelhando o clássico do futebol Old Firm entre Glasgow Rangers e Glasgow Celtic, respectivamente.[37] Esta alusão ao futebol tornou-se especialmente proeminente quando os dois se encontraram novamente no Verona Football Club, mais uma vez pelo título, embora a luta tenha mudado para uma partida lumberjack, o resultado e o campeão permaneceram os mesmos.[40] Galloway permaneceu focado, provando seu domínio e determinação pelo título ao derrotar JC Williams e Brian Roche em uma luta handicap em 17 de março.[41] Esta luta rendeu a ele uma lutade duas quedas contra o campeão no dia seguinte, na qual O'Shaunessy venceu por duas quedas a um;[42] no dia seguinte produziu o mesmo resultado.[43] Mais uma vez, Galloway provou ser um competidor feroz, fazendo com que Vic Viper concordasse duas vezes em lutas "I Quit"em abril.[44][45] Com sua rivalidade se intensificando, o próximo desafio de Galloway com O'Shaunessy foi dado a estipulação de uma luta Last Man Standing. Mais uma vez, o irlandês manteve o título,[46] como também fez em junho com a mesma estipulação.[47]

Em 28 de agosto de 2006, Galloway finalmente conseguiu derrotar o irlandês reinante e venceu o IWW International Heavyweight Championship em uma luta individual.[48][49] Ele defendeu com sucesso o cinturão naquela noite contra Go Shiozaki.[37][46] Em novembro, Galloway levou o título para Londres, Inglaterra em novembro contra Jody Fleisch.[50][51] No entanto, Galloway não foi capaz de se comprometer a defender totalmente o título, devido a outras reservas em sua terra natal e seus estudos acadêmicos, ele foi forçado a renunciar ao título em janeiro de 2007.[37][52]

Enquanto a BCW se tornou sua promoção em casa e ele fez aparições regulares para a IWW, Galloway fez várias aparições em torno do circuito independente. Em 2004, ele apareceu para o incipiente International Pro Wrestling: Reino Unido (IPW: UK) em seu apropriadamente intitulado Show 2.[53] Apesar de perder para Aviv Maayan em sua primeira exibição,[54] no momento em que ele voltou em maio de 2005, sua reputação o tornou notório o suficiente para competir no evento principal Five Way Elimination para determinar o melhor dos pesos pesados ​​britânicos. Galloway foi eliminado primeiro por Andy Boy Simmonz com um small package.[55]

Entre os estudos, Gallow competiu em várias turnês da All Star Wrestling[10] contra competidores incluindo TJ Wilson, PN Neuz, Chad Collyer e Brody Steele durante 2006.[56] Em 15 de outubro de 2006, Galloway competiu na Insane Championship Wrestling (ICW) estreiando no show de Fear & Loathing, derrotando Darkside e Allan Grogan em uma luta three-way Irom Man de 30 minutos para se tornar o primeiro Campeão Peso Pesado da ICW. Ele manteve o título por 280 dias, perdendo-o no final das contas para Darkside em 22 de julho de 2007 em uma luta de eliminação de cinco homens que também envolveu Jack Jester, Wolfgang e Liam Thomson.

Apesar de ser sua única luta (ele foi usado duas vezes) pela NWA: Scottish Wrestling Alliance (NWA: SWA), Galloway representou a Equipe SWA contra a Equipe Sinner na luta principal do evento Clan Wars de março de 2006 , sendo eliminado primeiro por Highlander que foi usando as cordas.[57] No final do mês, ele apareceu no evento inaugural da Premier British Wrestling (PBW) ganhando uma chance de se tornar o primeiro Campeão Peso Pesado da PBW ao derrotar Allan Grogan, mas perder para Wolfgang no evento principal. Em outubro, ele tentou ganhar outra chance pelo título, mas foi derrotado por Dave Moralez.[58]

A reputação de Galloway continuou a precedê-lo, sendo colocado no torneio Real Quality Wrestling (RQW) Not Just For Christmas para coroar o Campeão Peso Pesado da RQW inaugural. Representando a IWW, tendo feito sua defesa do título IWW contra Fleisch no início do ano, Galloway enfrentou El Ligero da SAS Wrestling[59] indo para a semifinal perdendo para o Pac da One Pro Wrestling por contagem. Galloway continuou a aparecer em abril, levando sua rivalidade com 'SOS' Sheamus O'Shaunessy para Londres com uma contagem dupla[60] o que levou a uma revanche em junho, onde Galloway conquistou a vitória em um Street Fight. Mais tarde naquela noite, depois de fazer uma declaração com sua vitória sobre O'Shaunessy, Galloway atacou o Campeão dos Pesos Pesados ​​da RQW, Martin Stone, durante sua defesa de título contra Takeshi Rikio.[61] Este ataque levou à luta final de Galloway no Reino Unido no Summer Brawl de agosto. Apesar de ter atacado Stone no início da noite, Galloway não conseguiu a vitória e não conseguiu conquistar o título.[62] A última aparição de Galloway foi servir como árbitro para PBW em 15 de setembro em uma luta que viu Darkside derrotar Lionheart para se tornar o candidato ao título.[63]

Galloway apareceu no show inaugural da Insane Championship Wrestling promovido por um jovem Mark Dallas.[64] Galloway venceu uma luta Triple Threat sobre Darkside e Allan Grogan para se tornar o primeiro Campeão Peso Pesado da ICW.[65][66] Galloway manteve o título por 280 dias, retendo contra Wolfgang[67] e Allan Grogan,[68] antes de perder o título para Darkside em uma luta de cinco homens que também incluiu Jack Jester , Wolfgang e Liam Thomson.[69][70] Esta foi sua última aparição para a empresa até 2014.[71][72]

World Wrestling Entertainment / WWE[editar | editar código-fonte]

Primeiras aparições (2007-2008)[editar | editar código-fonte]

Galloway assinou com a WWE no final de 2007 e fez sua estreia oficial na WWE na edição de 12 de outubro de 2007 do SmackDown! sob o nome de ringue modificado para Drew McIntyre. Em sua luta de estreia, McIntyre, acompanhado por seu mentor Dave Taylor, derrotou Brett Major com um roll-up, estabelecendo-se como um heel.[73] Na semana seguinte, ele derrotou Brian Major com a ajuda de Taylor.[74] No início de 2008, McIntyre foi separado de Taylor e mudou-se para a marca Raw, fazendo sua estréia oficial em 6 de janeiro no episódio do Heat como um face, derrotando Charlie Haas.[75]

Florida Championship Wrestling (2007–2009)[editar | editar código-fonte]

Após sua curta passagem pela pantel da WWE, McIntyre foi transferido para o território de desenvolvimento da WWE, Florida Championship Wrestling (FCW). Ele reformou sua equipe com Stu Sanders, agora sob o nome de The Empire. Em abril, eles enfrentaram The Puerto Rican Nightmares (Eric Pérez e Eddie Colón), que venceram a luta e uma chance pelo FCW Florida Tag Team Championship,[76] que os The Nightmares venceram. The Empire receberam duas chances consecutivas de vencer o FCW Florida Tag Team Championship em 6 de maio.[77] Sua primeira defesa de título foi contra o antigo rival de McIntyre, Sheamus O'Shaunessy, mas seu parceiro "Sterling Jack" Gabriel acertou-os acidentalmente e o The Empire capitalizou para manter os títulos.[76] The Empire perdeu os títulos em 17 de julho para Joe Hennig e Gabe Tuft.[77] Em 16 de agosto, The Empire implodiu quando McIntyre enfrentou Sanders em uma luta que terminou em uma contagem dupla e sua revanche no final de setembro terminou em um empate por tempo limite.

McIntyre foi transferido para o território de desenvolvimento da WWE Florida Championship Wrestling em 2008, e venceu o FCW Florida Heavyweight Championship no ano seguinte.

Em 7 de outubro, McIntyre participou de uma disputa pelo FCW Florida Heavyweight Championship e derrotou Tuft para chegar à final, mas perdeu para Eric Escobar (o ex-Eric Peréz). McIntyre fechou o ano com uma tentativa malsucedida de ganhar o FCW Florida Heavyweight Championship em uma luta four-way, mas Escobar conquistou o título de O'Shaunessy.[78]

No início de 2009, McIntyre entrou em uma rivalidade com Joe Hennig, mas sua primeira luta em fevereiro terminou em uma contagem dupla. McIntyre interferiu na luta de Hennig na semana seguinte, custando-lhe a luta. Em 26 de fevereiro, Hennig derrotou McIntyre[79] e foi naquela noite para ganhar o FCW Florida Heavyweight Championship de Escobar. A rivalidade terminou abruptamente quando Hennig desocupou o título após uma lesão, fazendo com que McIntyre fosse elevado à posição de candidato ao título, derrotando Escobar pelo título vago em 19 de março. McIntyre defendeu regularmente o título até 11 de junho, quando Tyler Reks (o ex-Gabe Tuft) conquistou o título em sua segunda tentativa.[78] Mais tarde naquele mês, McIntyre não conseguiu vencer uma batalha real de 14 homens por uma chance de reconquistar o título. Em 25 de junho, McIntyre foi escalado para formar uma equipe com O'Shaunessy contra o retorno de Hennig e DJ Gabriel (o mencionado "Sterling Jack" Gabriel), mas como nenhuma das equipes trabalharia em conjunto uma luta four-way foi reservada, que O'Shaunessy venceu. McIntyre e O'Shaunessy não conseguiram reconquistar o FCW Florida Heavyweight Championship em meados de julho. McIntyre recebeu uma oportunidade no dia seguinte com o mesmo resultado.[79]

The Chosen One e Campeão Intercontinental (2009–2010)[editar | editar código-fonte]

McIntyre em uma luta contra Finlay.

Em 28 de agosto de 2009, McIntyre re-estreou na marca SmackDown, desconsiderando seu tempo anterior na televisão, e se estabeleceu como um vilão atacando R-Truth assim que ele entrou no ringue, usando seu novo golpe de finalização um duplo underhook DDT, o Scot Drop (logo renomeado como Future Shock ).[80] McIntyre continuou a atacar Truth nas semanas seguintes, alegando estar no show para lutar e não festejar como R-Truth.[81] Em 18 de setembro, enquanto Charlie Haas esperava para enfrentar R-Truth, McIntyre veio ao ringue para explicar que R-Truth havia se ferido nos bastidores e, em seguida, atacou Haas.[82] Em 25 de setembro, o presidente da WWE, Mr. McMahon apresentou McIntyre como um "futuro campeão mundial" que ele contratou pessoalmente, após o que Truth fez um ataque de retorno contra McIntyre.[83] Na semana seguinte no SmackDown , McIntyre continuou a travar festas fazendo um discurso na celebração de uma década do SmackDown até que R-Truth o jogou em uma mesa e no bolo de aniversário.[84] Isso tudo levou à primeira luta adequada de McIntyre desde seu retorno no Hell in a Cell, onde McIntyre derrotou R-Truth em menos de cinco minutos novamente usando seu finalizador DDT.[85][86]

McIntyre enfrentou R-Truth mais uma vez e venceu por contagem para representar o SmackDown no Bragging Rights,[87] mas no episódio antes do PPV a equipe inteira, capitães à parte, foi substituída, deixando McIntyre omitido do evento.[88][89] McIntyre brevemente rivalizou com Finlay da mesma maneira que Truth, com as lutas não propriamente começando[90][91] até que McIntyre ganhasse sua última luta em menos de dois minutos.[92] No Survivor Series em 22 de novembro, McIntyre teve um lugar na equipe de The Miz para a tradicional luta de eliminação do Survivor Series. McIntyre, The Miz e seu ex-rival Sheamus (anteriormente Sheamus O'Shaunessy) foram os membros sobreviventes de sua equipe vencedora; McIntyre eliminou Evan Bourne e Matt Hardy.[93]

McIntyre como Campeão Intercontinental em dezembro de 2009.

Sendo o único lutador do SmackDown a sobreviver contra o Team Morrison, McIntyre enfrentou e derrotou John Morrison algumas semanas depois,[94] colocando-o na rota do Intercontinental Championship de Morrison no TLC: Tables, Ladders & Chairs. Dias antes do evento, Morrison zombou da herança escocesa de McIntyre vestindo-se como um Braveheart - inspirando-se em William Wallace,[95] mas no TLC em 13 de dezembro, McIntyre conseguiu imobilizar Morrison após um polegar no olho para ganhar o título Intercontinental, seu primeiro título na WWE.[96] Ele manteve o título contra Morrison e depois contra Kane usando táticas dissimuladas.[97][98] Seu recorde de invencibilidade na televisão terminou em uma luta de qualificação Money in the Bank contra Kane em 26 de fevereiro no episódio do SmackDown,[99] mas Mr. McMahon forçou o gerente geral do SmackDown, Teddy Long, a eliminar a perda. A mesma coisa aconteceu novamente com Matt Hardy[100] antes de McIntyre finalmente se qualificar para a luta ao imobilizar um lutador local.[101] McIntyre então perdeu para The Undertaker em 19 de março[102] e também não conseguiu vencer a luta Money in the Bank em 28 de março na WrestleMania XXVI, sua primeira aparição na WrestleMania.[103] Semanas depois disso, McIntyre continuamente atacou Matt Hardy até que ele foi destituído de seu título em 7 de maio por Long e suspenso devido a storyline;[104] McMahon decretou que ele seria reintegrado como campeão na semana seguinte, minando a autoridade de Long, o que gerou tensão entre McIntyre e Long.[105]

Como resultado, McIntyre enfrentou Kofi Kingston - que havia vencido um torneio para determinar o novo campeão - no Over the Limit em 23 de maio e perdeu o título após 161 dias.[106] McIntyre, no entanto, ainda usou seu relacionamento com McMahon para intimidar Teddy Long, publicamente humilhando e forçando Long a se deitar por ele na luta.[107] No Fatal 4-Way em 20 de junho, McIntyre enfrentou Kingston em uma revanche pelo Intercontinental Championship. Durante a luta, Long assumiu como árbitro, mas se recusou a fazer a contagem de três quando McIntyre venceu a luta. Um vingativo Matt Hardy, em seguida, atacou McIntyre, levando Kingston a vencer a luta e reter o título.[108]

No episódio de 21 de junho do Raw , a facção Nexus atacou McMahon, que o removeu da televisão por um período prolongado e acabou com o tratamento preferencial de McIntyre.[109] Depois de perder para Matt Hardy no episódio de 25 de junho do SmackDown, Long informou a McIntyre que seu visto de trabalho havia expirado e que ele seria deportado de volta para a Escócia imediatamente.[110] Esta história teve uma base na realidade, já que o visto de Galloway realmente expirou e, como resultado, ele foi retirado da televisão.[111]

Equipe com Cody Rhodes e várias rivalidades (2010–2012)[editar | editar código-fonte]

McIntyre voltou duas semanas depois e foi reinstaurado depois de pedir a Long e se qualificou para a luta de mesmo nome no Money in the Bank ao derrotar Kofi Kingston.[112]  McIntyre então continuou sua rivalidade com Matt Hardy e o amigo de Hardy, Christian. Ao mesmo tempo, "Dashing" Cody Rhodes também se ofendeu com Matt Hardy e Christian, levando à formação de uma aliança. Em 19 de setembro, no Night of Champions, McIntyre e Rhodes conquistaram o WWE Tag Team Championship em uma luta turmoil de cinco equipes como os últimos participantes. Isso permitiu que eles aparecessem em ambas as marcas.[113] McIntyre e Rhodes então defenderam com sucesso seus títulos duas vezes contra The Hart Dynasty.[114][115] No Bragging Rights em 24 de outubro, McIntyre e Rhodes perderam os títulos para o The Nexus (John Cena e David Otunga) e dissolveram sua equipe.[116] Em 21 de novembro no Survivor Series, McIntyre participou da tradicional luta Survivor Series 5-contra-5 como membro do Team Del Rio contra o Team Mysterio. McIntyre seria o último homem restante em sua equipe antes de ser eliminado por Big Show. McIntyre participaria da luta Royal Rumble de 40 lutadores em 30 de janeiro, mas seria eliminado por Big Show.

No início de 2011, McIntyre fez parte de uma breve história com Kelly Kelly. Embora Kelly fosse uma personagem popular, McIntyre tentou cortejá-la, apesar de seu comportamento vilão. Ela se recusou a sair com ele, devido aos seus problemas de raiva que foram mostrados durante suas lutas contra Trent Barretta. Em fevereiro, ele participou da luta Elimination Chamber pelo World Heavyweight Championship, mas foi eliminado por Kane. Depois de ser continuamente rejeitado por Kelly, McIntyre se juntou a Vickie Guerrero em uma derrota contra Kelly e Edge no episódio de 22 de fevereiro do SmackDown.

Em 26 de abril, Drew McIntyre foi convocado para a marca Raw como parte do Draft de 2011 e fez sua estréia pela marca em uma derrota para Kofi Kingston.[117] McIntyre apareceu muito raramente no Raw e foi confinado a lutas dark e no Superstars, ele apareceu pela última vez na marca Smackdown em uma luta Blindfold contra Santino Marella, que ele perdeu.[118]

Em 15 de dezembro no episódio do Superstars, McIntyre finalmente venceu uma luta ao derrotar Justin Gabriel, que lhe rendeu um contrato com a SmackDown.[119] Ele mudou para a marca SmackDown em 30 de dezembro e retomou seu relacionamento tenso com o gerente geral Theodore Long. Long pressionou McIntyre para vencer lutas para justificar seu contrato e McIntyre posteriormente começou uma seqüência de oito derrotas consecutivas no início do ano,[120] após a última delas, Long demitiu McIntyre dentro da storyline.[121] Uma semana depois, McIntyre foi reintegrado pelo gerente geral convidado John Laurinaitis, onde finalmente terminou sua seqüência de derrotas ao derrotar Hornswoggle.[122] Ele foi posteriormente incluído na equipe de Laurinaitis na luta de 12 homens na WrestleMania XXVIII, ajudando Laurinaitis a ganhar o controle das marcas Raw e SmackDown. Durante a luta, Drew McIntyre machucou o ombro. Ele voltou no episódio 10 de maio do Superstars derrotando Ezekiel Jackson. Desde o retorno, seu booking permaneceu relativamente o mesmo. Ele continuou a perder a maioria das lutas e foi confinado ao Superstars e house shows. No entanto, ele foi capaz de fazer várias aparições no Raw e SmackDown , mas a maioria delas foram lutas squash contra lutadores como Brodus Clay.

Quando a WWE renomeou seu território de desenvolvimento de FCW, para NXT,[123] McIntyre foi inserido no Gold Rush Tournament para coroar o Campeão inaugural do NXT, onde perdeu para Seth Rollins nas quartas de final em 1 de agosto no episódio do NXT.[124] McIntyre também participou de uma luta fatal four-wai de eliminação em 7 de novembro no episódio de NXT , mas foi eliminado por Bo Dallas.[125]

3MB (2012–2014)[editar | editar código-fonte]

McIntyre como membro do 3MB.

No episódio de 21 de setembro do SmackDown, McIntyre e Jinder Mahal interferiram em uma luta entre Heath Slater e Brodus Clay atacando Clay, aliando-se a Slater.[126] O trio ficou conhecido como Three Man Band, ou 3 MB para abreviar.[127] Devido a uma lesão no pulso, McIntyre serbiu como manager de Slater e Mahal em combates de duplas.[128][129] McIntyre voltou ao ringue no episódio de 7 de dezembro do SmackDown, quando 3MB derrotou a equipe de The Usos e Brodus Clay.[130] No TLC: Tables, Ladders & Chairs, depois de serem convidados no Miz TV e ameaçarem o time espanhol de comentároios, o 3MB desafiou The Miz e Alberto Del Rio a encontrar um parceiro para uma luta de trios para mais tarde naquela noite. Miz anunciou que seu parceiro seria o Brooklyn Brawler, e eles derrotaram o 3MB.[131] Na noite seguinte no Raw , o 3MB foram derrotados por The Miz e Del Rio novamente, desta vez com Tommy Dreamer como parceiro.[132] Em 31 de dezembro no episódio do Raw , McIntyre e Slater desafiaram o Team Hell No (Daniel Bryan e Kane) pelo WWE Tag Team Championship mas eles foram derrotados.[133] McIntyre e Slater também competiram na primeira rodada do torneio pelo NXT Tag Team Championship para coroar os campeões inaugurais, mas foram derrotados por Adrian Neville e Oliver Gray no episódio de 23 de janeiro do NXT.[134]

3MB em 2014

No Royal Rumble de 2013, McIntyre competiu na luta Royal Rumble, onde foi eliminado por Chris Jericho. No episódio de 12 de abril do SmackDown, na tentativa de fazer um nome para si próprios, 3MB tentaram atacar Triple H, mas foram atacados pelo The Shield (Dean Ambrose, Seth Rollins e Roman Reigns). No episódio de 15 de abril do Raw, 3MB chamou o The Shield, mas quem apareceu foi Brock Lesnar que atacou o grupo.[135] No episódio de 29 de abril do Raw, 3MB atacaram o The Shield, mas o The Shield rapidamente viraria o jogo contra eles.[136] Isso resultou em o Team Hell No perseguindo o The Shield, antes de atacar o 3MB.  A partir do final de 2013, o 3MB começou a adotar novos nomes de ringue contra seus oponentes, embora seus infortúnios e perdas permanecessem os mesmos. Na WrestleMania XXX, McIntyre competiu no André the Giant Memorial Battle Royal, mas foi eliminado por Mark Henry. O 3MB então formou uma aliança com Hornswoggle para rivalizar com Los Matadores e El Torito. Em 12 de junho de 2014, a WWE anunciou que McIntyre foi dispensado de seu contrato com a WWE.[137]

Retorno à ICW (2014-2017)[editar | editar código-fonte]

Tendo voltado a usar seu nome verdadeiro, Galloway fez sua primeira aparição pós-WWE em 27 de julho de 2014, voltando a trabalhar para Mark Dallas na Insane Championship Wrestling (ICW) pela primeira vez em sete anos e começando uma rivalidade com Jack Jester.[138] Em 2 de novembro no evento "Fear & Loathing VII" da ICW em The Barrowlands, Galloway derrotou Jester no evento principal para se tornar duas vezes Campeão dos Pesos Pesados ​​do ICW.[139] Galloway fez sua primeira defesa em Glasgow em 7 de dezembro, derrotando Kid Fite no evento principal da ICW "Brush Your Goose".[140] Galloway fez sua primeira defesa internacional do título na Dinamarca em 20 de dezembro em uma luta triple threat valendo os dois títulos contra o campeão da Danish Pro Wrestling Michael Fynne e Chaos, onde manteve o campeonato da ICW e venceu o DPW Heavyweight Championship.[141] Galloway competiu em sua última luta de 2014 em uma aparição surpresa no ICW "Space Baws 5: Bill Murray Strikes Back", respondendo ao desafio de Lewis Girvan, que estava incitando Galloway para uma luta - Galloway derrotou Girvan para reter o ICW Heavyweight Championship. Após aluta, ele anunciou sua intenção de fazer do título um campeonato mundial, continuando a defendê-lo internacionalmente.[142]

Em 25 de janeiro de 2015 no evento "Square Go", Galloway derrotou o rival Chris Renfrew para manter o título. Em 9 de fevereiro, Galloway defendeu com sucesso seu título contra Matt Hardy em uma luta para a promoção Family Wrestling Entertainment em Nova York, posteriormente renomeando-o como ICW World Heavyweight Championship.[143] Galloway defendeu o título na Austrália pela primeira vez em 20 de março, derrotando Andy Phoenix na gravação do Outback Championship Wrestling TV.[144] Galloway fez sua primeira defesa na Escócia como "Campeão do Mundo" ao derrotar Joe Coffey na luta principal da BarraMania no dia 28 de março. Em 5 de abril, Galloway fez sua primeira defesa do título da ICW na Inglaterra derrotando Doug Williams em um show da Revolution Pro Wrestling (RPW)[145] e em 6 de abril, Galloway fez sua primeira defesa do título da ICW na Irlanda em um show da Pro Wrestling Ulster derrotando Joe Hendry, TRON e Luther Valentine em uma luta Four Way.[146] Em 11 de abril, Galloway derrotou Grado para reter o Campeonato Mundial, após a luta os dois homens foram atacados pelo ex-campeão Jack Jester.[147] Na noite seguinte, Galloway sofreu sua primeira derrota na ICW desde seu retorno, ao se unir a Grado em uma luta de duplas contra Jack Jester e Sabu, onde Grado foi imobilizado.[148] Em 18 de abril, Galloway derrotou Jack Jester e Grado em uma importante luta tripla para reter seu título novamente, antes de ter o título roubado após a luta por Sabu.[149] Na noite seguinte no "Alex Kidd in London" no KOKO, Galloway recuperou a posse do cinturão e reteve o título em uma Elimination Three Way Dance contra Sabu e Jack Jester.[150] Galloway fez sua 13ª bem-sucedida defesa do título mundial ao derrotar Tommy End em turnê com a ICW em Sheffield em 26 de abril de 2015. Galloway terminou a "Insane Entertainment Tour" derrotando Mikey Whiplash no evento principal da "Flawless Victory" em 2 de maio, para mais uma vez reter o ICW World Heavyweight Championship.

Em 18 de julho, Galloway voltou a Nova York para fazer sua 15ª defesa de título bem-sucedida do ICW World Heavyweight Championship, mantendo o título em uma luta Four-Way contra Joey Ace, Logan Black e Matt Macintosh em um show da Warriors of Wrestling.[151] Em 16 de outubro em um show da Max Wrestling na Alemanha, Galloway defendeu o ICW World Championship em uma trilpe threat contra Apu Singh e Chaos, em que o UEWA European Heavyweight Championship de Chaos também estava em jogo.[152]

Na Shug's Hoose Party 2, Galloway deu a volta por cima junto com Jack Jester e ICW GM Red Lightning enquanto se aliavam para formar o 'The Black Label'. Com a ajuda de Jester, ele defendeu com sucesso o título contra Big Damo no evento principal. Galloway continuaria a manter com sucesso seu Campeonato Mundial contra Rhino, Joey D e Kris Travis durante o resto do verão. Como parte da turnê "Road to Fear & Loathing", Galloway fez defesas de título da ICW contra Rampage Brown, Doug Williams, Matt Daly e Coach Trip, bem como vitórias fora do título sobre Rockstar Spud, Marty Scurll, Big Damoe Kenny Williams. Durante a turnê, Galloway também se juntou a Jack Jester, colega do Black Label, para desafiar a Polo Promotions pelo ICW Tag Team Championships, mas foram derrotados após a interferência de Grado.[153] Em 15 de novembro, Galloway perdeu o título contra Grado no Fear & Loathing VIII.

Galloway voltou a ICW em fevereiro de 2016 para a turnê do Reino Unido e Irlanda, marcando vitórias sobre Mark Coffey, Noam Dar e BT Gunn, mas sofrendo uma derrota em uma luta contra Chris Renfrew pelo ICW World Heavyweight Championship.[154] Permanecendo na disputa pelo título, Galloway perderia mais duas lutas pelo ICW Championship contra o novo campeão mundial Big Damo em março e abril.[154] Em 29 de maio de 2016, Galloway voltou às vitórias no evento principal do episódio de estreia da Fight Network no "ICW Friday Night Fight Club", juntando-se a Jester para derrotar The Local Fire (Joe Hendry & Davey Boy).[155] Galloway continuou fazendo parceria com o Black Label para vencer e perder esforços, bem como obter uma vitória sobre Grado em uma revanche do Fear & Loathing VIII.[156] Galloway ficou fora de ação de agosto até novembro devido a uma lesão nas costas, mas iria aparecer em programas da ICW em papéis não-wrestling após sua rivalidade com Mark Dallas. Em 19 de novembro, Galloway anunciou sua saída da ICW devido à gravidade de seus ferimentos, reconciliando-se com Mark Dallas antes de atacar Dallas e revelando ter sido um despertar.[157] Galloway então se juntou a Jack Jester para derrotar Chris Renfrew e Grado em uma importante luta de duplas.[158] No Eventing Fear & Loathing IX, Galloway e o resto do Team Black Label foram derrotados pelo Team Dallas em uma luta de quartetos por 100% de propriedade da ICW. Galloway foi eliminado por último por Chris Renfrew após interferência de Finn Bálor.[159] Foi anunciado em 1º de fevereiro de 2018 que Galloway seria introduzido ao Hall da Fama da ICW.[4]

Evolve (2014-2017)[editar | editar código-fonte]

Em 8 de agosto de 2014, Galloway estreou na Evolve, derrotando Chris Hero pelo Evolve Championship.[160] No dia seguinte, Galloway derrotou Anthony Nese para reter o título.[161] Sua primeira derrota na Evolve veio no Evolve 33, em uma luta Campeão vs Campeão contra o campeão da DGUSA Open The Freedom Gate, Ricochet. Galloway continuou a defender o título da Evolve nos Estados Unidos contra nomes como Caleb Konley, Stevie Richards, Devin Thomas, Jimmy Rave e Victor Sterling em eventos independentes nos EUA e Rich Swannno no Evolve 34, enquanto também defendia o título internacionalmente na Escócia contra Kid Fite, Johnny Moss, Big Damo e Andy Wild, bem como na Inglaterra, onde reteve por pinfall sobre o campeão mundial de duplas da NWA, Davey Boy Smith Jr.[162][163]

Após várias defesas de títulos internacionais, Galloway renomeou seu título para "Evolve World Championship" em 9 de janeiro de 2015.[164] Galloway fez sua primeira defesa bem-sucedida como Campeão do Mundo na noite seguinte no Evolve 37, derrotando Ricochet por pinfall.[165]

As defesas do título internacional continuaram em 20 de março de 2015, Galloway derrotou Andy Phoenix em uma luta pelo Triple Championship para a promoção australiana Outback Championship Wrestling, mantendo o Evolve e o ICW World Championships e vencendo o OCW Heavyweight Championship de Phoenix.[143]

Entre 26 e 28 de março de 2015, Galloway competiu em três dos shows da semana WWN Wrestlemania, no Evolve 39, Galloway manteve o Evolve Championship sobre PJ Black antes de uma vitória sem título sobre Uhaa Nation na noite seguinte no Evolve 40. Na terceira noite, no Mercury Rising 2015, Galloway derrotou Johnny Gargano pelo Dragon Gate USA Open the Freedom Gate Championship em uma luta Título vs Título, onde ele também manteve o Evolve Championship para se tornar o campeão duplo.[166]

Galloway fez uma série de defesas dos títulos Evolve e DGUSA entre 4 e 6 de abril de 2015 na Escócia, Inglaterra e Irlanda do Norte, derrotando Marty Scurll, Doug Williams e Joe Hendry, Tron e Luther Valentine em uma luta Four Way.[167]

Em 30 de maio no Evolve 43, Drew Galloway fez sua primeira defesa autônoma do DGUSA Open the Freedom Gate Championship, derrotando Biff Busick no evento principal por pinfall.[168] Na noite seguinte no Evolve 44, Galloway derrotou Roderick Strong para reter o título da Evolve e encerrar sua rivalidade.

Em 10 de julho, Galloway perdeu o Evolve World Championship e o Open the Freedom Gate Championship para Timothy Thatcher. Nesse momento Galloway era o campeão da Evolve com o maio reinado da história e havia estabelecido o recorde de defesas de título.[169] Na noite seguinte no Evolve 46, Galloway afirmou que não tinha problemas para "começar de baixo" novamente e derrotou Trent Barreta - após a luta, ele foi atacado por The Premiere Athlete Brand, onde se defendeu do ataque de Caleb Konley e Anthony Nese antes de atacar de forma incomum Andrea, ameaçando SoCal Val e agredir um árbitro. Após essas ações, Galloway mostrou remorso e recuou. Foi então anunciado que Galloway foi suspenso da EVOLVE.[170]

Após sua suspensão, Galloway voltou a Evolve em novembro de 2015 no Evolve 51, onde foi vitorioso sobre o Campeão Mundial de Pesos Pesados ​​da FIP Caleb Konley. Na noite seguinte no Evolve 52, ele teve uma revanche contra Thatcher pelo Evolve Championship, mas foi derrotado.[171][172]

Entre 22 e 24 de janeiro de 2016, Galloway e Johnny Gargano entraram em um torneio de três dias para coroar os Campeões de Duplas da Evolve inaugurais. No Evolve 53, eles derrotaram o Catch Point (Drew Gulak e TJ Perkins), no Evolve 54 eles derrotaram The Bravado Brothers e nas finais no Evolve 55, Galloway e Gargano derrotaram Chris Hero e Tommy End para vencerem o torneio e os títulos.[173] Eles perderam os títulos para Drew Gulak e Tracy Williamsem 2 de abril. Após a luta, Galloway começou a reclamar que passou todo o reinado do título como campeão da Evolve trazendo legitimidade para a Evolve apenas para a WWE e mais especificamente o NXT vir e esmagar tudo o que ele fez, ao mesmo tempo que afirmava que as empresas que trabalhavam com a WWE estavam comprometendo a luta independente. Galloway então se virou contra Gargano, atacando ele e Ethan Page.[174] No EVOLVE 60, Galloway derrotou Ethan Page. Nos meses seguintes, Galloway começou a se alinhar com outras estrelas da WWE, começando por Ethan Carter III que estreou para a promoção no Evolve 61 atacando Johnny Gargano durante sua luta contra Galloway. Continuando a rivalidade, Galloway e EC3 derrotaram Gargano e TJP no evento principal em uma Street Fight no Evolve 62 com a ajuda de Chris Hero, que se juntou ao grupo e alegou que Cody Rhodes também se juntaria ao grupo. Na noite seguinte no Evolve 63, Galloway derrotou Ethan Page em uma luta "Anything Goes".

No Evolve 64, uma luta entre Galloway e Drew Gulak foi remarcada como uma luta do evento principal pelo Evolve Tag Team Championship entre Catch Point e Galloway e o retorno de Chuck Taylor (agora lutando sob o nome de "Dustin"). Galloway e DUSTIN foram bem-sucedidos na captura dos títulos, fazendo de Galloway o primeiro duas vezes Campeão de Duplas da Evolve.[175] Na noite seguinte no evento principal do Evolve 65, Galloway derrotou Johnny Gargano, após dois Future Shock DDT, um Claymore Kick e três Tombstone Piledrivers.[176]

Dustin e Galloway fizeram sua primeira defesa do Evolve Tag Team Championship no Evolve 67 em 20 de agosto de 2016. Eles se uniram a EC3 contra Fred Yehi , TJP e Ethan Page (substituto de Tracy Williams) em um No DQ Six Man Tag onde se EC3 sofresse o pin resultaria em uma mudança de título. Neste show, Galloway também construiria uma rivalidade com seu ex-parceiro de duplas na WWE Cody Rhodes e o veterano locutor Joey Styles, após ambos recusarem seu convite para se juntarem à sua "cruzada".[177] Em 13 de novembro, enquanto Galloway estava lesionado, o substituto de Dustin e Galloway, Chris Hero, perdeu o Evolve Tag Team Championship.[178] No entanto, foi mais tarde anunciado que, apesar dos supostos campeões Catch Point segurando os cintos físicos, a Evolve continuaria a reconhecer Galloway e Dustin como os Campeões de Duplas da Evolve.

Retorno ao circuito independente (2014-2017)[editar | editar código-fonte]

Após seu despedimento na WWE, Galloway voltou ao circuito Independent. Ele teve alguns sucessos notáveis, mesmo fora da ICW, PWG e Evolve. Lutou em vários países diferentes, ganhando títulos na Austrália, Dinamarca, Escócia e outras regiões, enquanto desafia por vários outros.[179] Em 30 de agosto de 2014, a WrestleZone Scotland realizou sua luta anual "Battle of the Nations", que viu Galloway representar a Escócia em uma vitória sobre Andy Wilde, que representou a Inglaterra. O EVOLVE Championship também foi disputado neste encontro, com Galloway retendo.[180] Em novembro, Galloway na promoção de Tommy Dreamer a House of Hardcore no "HOH VII", onde foi derrotado por Austin Aries.[181]

Em 23 de janeiro de 2015, Galloway competiu em um torneio de uma noite pelo Campeonato Mundial da International Wrestling Federation (IWF). Ele derrotou Tommaso Ciampa para avançar para as finais, onde enfrentou Brian Cage, Chris Hero e Uhaa Nation em uma luta four-way de eliminação pelo título vago. Galloway eliminaria Hero por pinfall, mas não conseguiu vencer o título, pois foi o último homem eliminado após uma distração de Stu Stone que permitiu a Cage obter a vitória e o título.[182] Em 24 de abril, Galloway derrotou Doug Williams para vencer o Scottish Heavyweight Championship da Scottish Wrestling Alliance.[183] Ele fez sua primeira defesa bem-sucedida na noite seguinte, derrotando o Campeão de Duplas da SWA Mark Coffey no evento principal.[184] Em uma revanche em novembro, Coffey teve sucesso ao derrotar Galloway pelo título.

Em maio de 2015, Galloway estreou pela Lucha Libre AAA Worldwide (AAA), fazendo parceria com Angelico e El Mesias contra Matt Hardy, Mr. Anderson e Johnny Mundo.[185] Ele voltou ao México em novembro para o evento principal de uma série de shows afiliados a AAA, trabalhando em três combates de trios contra Rey Mysterio, Blue Demon e Dr. Wagner Jr., seus parceiros incluíam Matt Cross, Carlito e Brodus Clay.[185][186][187]

Em agosto de 2015, Galloway estreou na Preston City Wrestling (PCW). Ele começou uma rivalidade com Noam Dar, alternando vitórias e derrotas, incluindo uma aparição surpresa no "Supershow of Honor", um evento promocional realizado pela Ring of Honor (ROH) e PCW.[188] Galloway voltou a RPW em outubro, trabalhando em dois shows. Ele foi derrotado no evento principal por Will Ospreay na primeira noite e foi vitorioso sobre o campeão de duplas da RPW James Castle na segunda.[189] Galloway retornou a PCW em fevereiro de 2016, entrando no torneio "Road to Glory", derrotando com sucesso Martin Kirby, Mr. Anderson e Noam Dar, antes de perder para Rampage Brown nas finais.[190][191][192]

Em fevereiro de 2016, foi anunciado que Galloway entraria no Westside Xtreme Wrestling (wXw) "16 Carat Gold Tournament".[193] Galloway teve sucesso na primeira rodada, derrotando Silas Young por pinfall.[194] Na terceira noite do torneio, Galloway derrotou Angelico nas quartas-de-final antes de enfrentar imediatamente Axel Dieter Jr. nas semifinais, onde Galloway foi derrotado e eliminado do torneio. wXw anunciou que Galloway retornaria em setembro de 2016.[195]

Em 4 de junho, Galloway se tornou o desafiante número um ao PCW Heavyweight Championship ao vencer a "There Can Be Only One" Gauntlet. Ele derrotou Lionheart para se qualificar e sobreviveu a El Ligero , Dave Mastiff, James Davis, Roy Knight, Zak Knight, Rob Lynch, Alex Boylin, Dave Rayne e Sammy Smooth para vencer a luta Gauntlet.[196] Em 25 de junho, Galloway partipou do evento principal do primeiro iPPV HD na história do Wrestling europeu[197] quando voltou a PCW em seu show "Tribute to the Troops 3", onde recebeu sua oportunidade pelo título. Ele foi derrotado em uma luta triple threat pelo PCW Heavyweight Championship com Sha Samuels e Noam Dar, quando Dar fez com que Samuels se submetesse.[198]

Em 19 de agosto, Galloway estreou na promoção House of Glory (HOG) em Nova York, onde enfrentou um oponente surpresa de Low Ki que foi derrotado, depois que Low Ki respondeu ao pedido de Galloway de um oponente substituto para o ausente Chris Dickinson. Em 26 de agosto, Galloway retornou a BCW para o esgotado "Live in Kilmarnock", onde derrotou o ex-campeão de duplas da BCW Davey Blaze, antes de ser atacado após a luta pelo The Aggression (Kid Fite, Aaron Echo, Lou King Sharp e Davey Blaze).[199] Na noite seguinte na Scottish Wrestling Entertainment em Dundee, Galloway foi vitorioso em uma luta Fatal Four-Way No DQ contra Ethan Carter III, Jack Jester e Joe Hendry.[200]

Respondendo ao desafio aberto de Chris Hero, Galloway estreou na AAW: Professional Wrestling Redefined (AAW) mas foi derrotado em 1 de setembro no evento "Cero Miedo". Ele voltou para "Unstoppable 2016" 30 de dezembro para derrotar Jeff Cobb e declarar sua intenção de lutar pela AAW com mais frequência.[201][202] Retornando novamente em 20 de janeiro de 2017, Galloway foi bem-sucedido ao derrotar Silas Young, duas vezes Campeão dos Pesos Pesados da AAW, na luta de despedida de Young no evento "Don't Stop Believing".[203]

Galloway fez sua estreia na What Culture Pro Wrestling no dia 24 de agosto de 2016, no "WCPW Stacked", derrotando Doug Williams.[204] Ele derrotou Joseph Conners e Joe Hendry em uma luta triple threat em 30 de novembro para se tornar o novo campeão da WCPW.[205][206] Galloway manteve o título em defesas com nomes como Hendry, Will Ospreay, Bully Ray e Joe Coffey em ambos os eventos semanais "Loaded" do programa iPPV.[207] Após o anúncio de que Galloway assinou com o NXT, um Rumble de 30 homens foi anunciado pelo WCPW World Championship com Galloway defendendo e entrando com o número 1. Galloway seria o 28º homem eliminado da disputa, perdendo a luta e o título para Martin Kirby em 29 de abril de 2017.[208][209] Em 30 de abril, Galloway fez sua última aparição na WCPW na Pro Wrestling World Cup Mexican Qualifying, perdendo para Cody Rhodes.[210]

Galloway voltou ao ringue após lesão no evento Fear & Loathing IX da ICW em 20 de novembro como parte da Equipe Black Label na batalha pelo controle de 100% da empresa. [211] Em 26 de novembro para a Wrestlecade na Carolina do Norte. Ele derrotou PJ Black.[212]

Em 28 de janeiro, Galloway competiu em um evento 5 Star Wrestling em um torneio para o 5 Star Wrestling Championship. Ele derrotou Chris Masters, mas foi eliminado pelo ex-rival da WWE John Morrison.[213]

Permanecendo ativo na cena independente, após sua saída da Impact Wrestling, Drew Galloway retornou a AAW para o evento "Homecoming" em 17 de março de 2017. Ele derrotou Zema Ion antes de anunciar sua intenção de lutar pelo AAW Heavyweight Championship.[214] Na mesma semana, Galloway também retornou a IPW: UK pela primeira vez desde 2005, derrotando Rampage Brown em 19 de março de 2017 no evento "Supershow 7". Esta foi a primeira vitória de Galloway na competição IPW: UK.[215]

Total Nonstop Action Wrestling / TNA[editar | editar código-fonte]

The Rising (2015–2016)[editar | editar código-fonte]

Em 29 de janeiro de 2015, Galloway fez uma estreia surpresa na Total Nonstop Action Wrestling durante as gravações do "Impact Wrestling" como um face em Glasgow, Escócia, ajudando o vencedor da segunda temporada do TNA British Boot Camp Grado e entrando em feud com a Beat Down Clan.[216] Na noite seguinte, Galloway competiu pela primeira vez na TNA, respondendo um desafio da Beat Down Clan e vencendo Kenny King em Manchester.[217] Em 31 de janeiro, em Londres, Galloway venceu MVP por desqualificação após a Beat Down Clan interferir na luta. Durante as gravações do Impact Wrestling em 14 de março, ele formou o grupo The Rising com Eli Drake e Micah. Em 10 de abril, The Rising venceu BDC por desqualificação quando Homicide interferiu e atacou Galloway.

Galloway no Bound for Glory em outubro de 2015

Galloway foi um dos cinco competidores na King of the Mountain do pay-per-view Slammiversary XIII, mas perdeu a luta. Em 24 de junho (transmitido em 1º de julho) a Beat Down Clan venceu The Rising forçando o grupo a se dissolver.

Em 15 de julho de 2015 Drew Galloway venceu uma battle royal para ter o direito de lutar contra Ethan Carter III pelo TNA World Heavyweight Championship naquele show, porém ele perdeu a luta após o antigo membro do The Rising Eli Drake atacá-lo. No show de 16 de setembro, Galloway fez parte do Team TNA composto também por Lashley, Eddie Edwards, Davey Richards e Bram, que venceram o Team GFW de Jeff Jarrett, Sonjay Dutt, Eric Young, Chris Mordetzky e Brian Myers em uma Lethal Lockdown Match quando Galloway fez o pinfall em Myers. Em 23 de setembro, Galloway se tornou o desafiante número um pelo TNA World Heavyweight Championship no Bound for Glory após vencer os outros membros do Team TNA.[218] No Bound for Glory, Galloway competiu em uma luta three-way pelo título, que foi vencido por Matt Hardy. Durante outubro e novembro, Galloway participou da TNA World Title Series pelo título vago, na qual ele venceu Bram, Grado e Rockstar Spud. No entanto, ele foi eliminado após perder para Lashley.

Galloway competiu no TNA One Night Only: Live pelo TNA World Tag Team Championship junto com Kurt Angle, em luta vencida pelos The Wolves. No episódio de 12 de janeiro, Galloway perdeu para Kurt Angle. Galloway ganhou uma futura oportunidade pelo TNA World Heavyweight Championship por vencer a luta Feast or Fired de 2016. Angle e Galloway fizeram uma em Manchester, no episódio de 9 de fevereiro, onde Galloway venceu Angle por submissão.

Campeão Mundial dos Pesos-Pesados da TNA e Campeão Grand Impact (2016–2017)[editar | editar código-fonte]

No episódio de 15 de março do Impact Wrestling, Galloway fez o cash in da Feast or Fired match para vencer Matt Hardy e ser pela primeira vez Campeão Mundia dos Pesos-Pesados da TNA. Galloway foi o primeiro escocês campeão mundial da TNA.[219] Isso também tornou Galloway o primeiro homem bem sucedido no cash in da Feast or Fired pelo TNA World Heavyweight Championship. Ele fez sua primeira defesa do título na noite seguinte durante uma gravação do Impact Wrestling, vencendo Jeff Hardy. Galloway venceu Matt Hardy na revanche pelo título na gravação de 17 de março.

Galloway participou de um torneio para determinar o primeiro Campeão Impact Grand da TNA, onde derrotou Braxton Sutter nas quartas de final e Eddie Edwards nas semifinais respectivamente. Ele estava agendado para enfrentar Aron Rex na final do toneio no Bound for Glory para coroar o primeiro Campeão Impact Grand, mas devido a uma lesão ele foi substituído por Edwards. No episódio do dia 8 de dezembro do Impact Wrestling, Galloway fez seu retorno interrompendo o Campeão Impact Grand da TNA Moose. Em 19 de janeiro de 2017, Galloway fez seu retorno em ringue na TNA, derrotando Moose para ganhar o Campeonato Impact Grand da TNA. Galloway manteria o título três vezes, derrotando Moose em uma revanche no Impact Wrestling: Genesis, Mahabali Shera no episódio do dia 9 de fevereiro do Impact Wrestling, e Rob Ryzin,[220] antes de perder o título para Moose via decisão dividida em uma segunda revanche.[221]

Em 26 de fevereiro de 2017, Drew Galloway anunciou sua saída da TNA.[222][223]

Pro Wrestling Guerrilla (2015–2016)[editar | editar código-fonte]

Galloway estreou na Pro Wrestling Guerrilla em agosto de 2015, competindo no torneio Battle of Los Angeles. Ele foi eliminado pelo eventual finalista "Speedball" Mike Bailey na Noite 2 antes de se juntar a Chuck Taylor, Aero Star, Drew Gulak e Trent em uma luta de dez homens na noite seguinte, contra Timothy Thatcher, Andrew Everett, Drago, Mark Andrews e Tommaso Ciampa.[224]

Galloway voltou a PWG em 2 de janeiro de 2016, no "Lemmy", onde conquistou sua primeira vitória individual na PWG sobre o ex-campeão mundial de duplas da PWG, Jack Evans. Galloway ganhou uma chance pelo título no "Bowie" em 12 de fevereiro de 2016, desafiando o ex-rival Roderick Strong pelo PWG World Championship, mas não teve sucesso.[225] Após a luta, Galloway foi atacado por Strong e Adam Cole até que Zack Saber Jr. apareceu em sua defesa.[226] Galloway retornaria a PWG em março para enfrentar Trent e Trevor Lee no "All Star Weekend 12", apesar de controlar a maior parte do ataque nessas lutas, Galloway perdeu as duas disputas.

Galloway voltou a vencer na PWG no "Prince" em 20 de maio de 2016, lançando um desafio aberto e derrotando Michael Elgin.[227]

Retorno para a WWE[editar | editar código-fonte]

Campeão do NXT (2017-2018)

Em 1 de abril de 2017, Galloway, mais uma vez anunciado como Drew McIntyre, foi mostrado na tela sentado na primeira fila do NXT TakeOver: Orlando.[228] Foi posteriormente confirmado em uma entrevista exclusiva com a ESPN que ele havia assinado novamente com a WWE e se apresentaria em seu território de desenvolvimento NXT.[229] No episódio de 12 de abril do NXT, McIntyre fez sua re-estreia no NXT como face, com nova música de entrada e exibindo maneirismos que havia desenvolvido no circuito independente, onde derrotou Oney Lorcan.[230] Em 19 de julho no episódio do NXT, McIntyre derrotou Killian Dain para se tornar o candidato número um ao NXT Championship, ganhando o direito de desafiar Bobby Roode no NXT TakeOver: Brooklyn III.[231] No evento de 19 de agosto, McIntyre derrotou Roode para vencer o NXT Championship.[232] Após a luta, McIntyre foi atacado por Bobby Fish, Kyle O'Reilly e o estreante Adam Cole.[233] No episódio de 4 de outubro do NXT, McIntyre conseguiu manter o título contra Roderick Strong.[234]

Nas semanas seguintes, McIntyre começou uma rivalidade com Andrade "Cien" Almas, que levou ao gerente geral William Regal a agendar uma luta pelo título no NXT TakeOver: WarGames.[235] Na noite anterior ao evento, McIntyre defendeu com sucesso seu título contra Adam Cole, com Shawn Michaels como o árbitro convidado especial em um show em San Antonio, Texas.[236][237][238] A defesa do título acabaria indo ao ar na WWE Network em 3 de janeiro de 2018.[239][240] Em 18 de novembro, no NXT Takeover: WarGames, McIntyre perdeu o NXT Championship para Almas, marcando sua primeira derrota no NXT.[241] Após a luta, foi revelado que McIntyre sofreu uma ruptura no bíceps no final da luta.[242]

Aliança com Dolph Ziggler e várias rivalidades (2018-2019)

Em 16 de abril de 2018, durante o Superstar Shake-up, McIntyre voltou de uma lesão no Raw, atacando Titus Worldwide (Titus O'Neil e Apollo Crews) e aliando-se a Dolph Ziggler, virando heel no processo.[243] Na semana seguinte, McIntyre e Ziggler derrotaram Titus Worldwide.[244] No episódio de 18 de junho do Raw, McIntyre ajudou Ziggler a vencer o Intercontinental Championship de Seth Rollins.[245] Na semana seguinte no Raw, Rollins derrotou Ziggler por desqualificação em uma revanche pelo título após interferência de McIntyre, permitindo que Ziggler retivesse o título.[246] Após a luta, Roman Reigns apareceu para ajudar Rollins a se defender de McIntyre e Ziggler.[247] Com Rollins definido para desafiar Ziggler pelo Intercontinental Championship no Extreme Rules em uma luta Iron Man, McIntyre enfrentou Rollins em 9 de julho no Raw para determinar se ele seria permitido ou não no ringue, onde McIntyre venceu.[248] No evento, a luta entrou em prorrogação de morte súbita, e McIntyre distraiu Rollins, permitindo que Ziggler retesse.[249] No episódio do Raw de 27 de agosto , McIntyre e Ziggler formaram uma aliança com Braun Strowman, depois que ele se voltou contra Roman Reigns em uma luta de duplas.[250] Na semana seguinte no Raw , McIntyre e Ziggler derrotaram The B-Team (Bo Dallas e Curtis Axel) para vencerem o Raw Tag Team Championship, começando seu primeiro reinado juntos e o segundo reinado de McIntyre individualmente.[251] McIntyre e Ziggler defenderam com sucesso os títulos contra Seth Rollins e Dean Ambrose no Hell in a Cell.[252] No Super Show-Down em 6 de outubro, McIntyre e Ziggler se uniram a Braun Strowman contra o The Shield (Dean Ambrose, Roman Reigns e Seth Rollins) mas foram derrotados.[253] No episódio de 22 de outubro do Raw, McIntyre e Ziggler perderam o Raw Tag Team Championship para Rollins e Ambrose, quando Braun Strowman atacou McIntyre.[254]
No Survivor Series em novembro, McIntyre competiu como membro do Team Raw na luta Survivor Series, onde ele, Bobby Lashley e Braun Strowman foram os únicos sobreviventes do Team Raw.[255] Na noite seguinte no Raw , McIntyre se juntou a Lashley e Baron Corbin em uma luta de trios contra Strowman, Finn Bálor e Elias, que terminou após McIntyre atacar Strowman com uma cadeira.[256] O trio continuou sua aliança na semana seguinte, com McIntyre e Lashley derrotando Finn Bálor e Elias em suas respectivas lutas.[257] No episódio de 3 de dezembro do Raw, McIntyre encerrou sua parceria com Dolph Ziggler após atacar Ziggler, dizendo que o estava usando apenas para fazer uma declaração, e Ziggler cumpriu seu papel para trazer McIntyre de volta ao topo, fazendo com que Ziggler interrompesse e, por fim, atacasse McIntyre, levando a um luta entre os dois, no qual Ziggler derrotou McIntyre após a interferência de Bálor, dando a McIntyre sua primeira derrota por pinfall desde seu retorno ao plantel principal.[258] No TLC: Tables, Ladders & Chairs, McIntyre perdeu para Bálor, devido à interferência de Ziggler.[259] No episódio de 31 de dezembro do Raw , McIntyre derrotou Ziggler em uma luta steel cage, encerrando sua rivalidade.[260] No Royal Rumble em 27 de janeiro de 2019, McIntyre não conseguiu vencer a luta Royal Rumble, após ser eliminado por Ziggler.[261]

Próximo ao Fastlane, McIntyre retomou sua rivalidade com o The Shield.[262] No Fastlane, McIntyre se juntou a Baron Corbin e Bobby Lashley contra o The Shield mas foram derrotados.[263] Na noite seguinte no Raw, McIntyre violentamente atacou Roman Reigns antes de sua luta agendada com Baron Corbin, o que levou a uma luta com Dean Ambrose mais tarde naquela noite, que McIntyre venceu.[264] No episódio de 18 de março do Raw, McIntyre desafiou Reigns para uma luta na WrestleMania 35, antes de derrotar Seth Rollins no evento principal.[265] Na próxima semana no Raw, Reigns aceitou o desafio de McIntyre antes dos dois começarem a brigar, McIntyre acabou levando a melhor e derrubou Reigns com o Claymore Kick.[266][267] Na WrestleMania, McIntyre perdeu para Reigns.[268] No episódio de 6 de maio do Raw , McIntyre interrompeu Reigns e exigiu uma revanche da WrestleMania, que Reigns aceitou e derrotou McIntyre por desqualificação.[269] Depois disso, McIntyre se aliou a Shane McMahon, tornando-se seu executor.[270] No Super ShowDown, McMahon derrotou Reigns com a ajuda de McIntyre.[271][272] Posteriormente, outra luta entre McIntyre e Reigns foi agendada para o Stomping Grounds, onde Reigns derrotou McIntyre, apesar da interferência de McMahon.[273] McIntyre e McMahon perderam para Reigns e The Undertaker em uma luta No Holds Barred de duplas no Extreme Rules, encerrando sua rivalidade.[274] Pouco depois do Extreme Rules, McIntyre terminou sua associação com McMahon e continuou sua carreira como um competidor individual.[275][276]

Em agosto, McIntyre competiu no torneio King of the Ring, mas foi eliminado na primeira rodada por Ricochet.[277] Depois de um breve hiato, McIntyre retornou em 21 de outubro no Raw, onde foi revelado como um membro de do Team Ric Flair para o Crown Jewel.[278] No evento, o Team Flair perdeu para o Team Hogan.[279] No mês seguinte no Survivor Series, McIntyre fez parte do Team Raw, que foi derrotado pelo Team SmackDown em uma luta Survivor Series 5-contra-5-contra-5, que também envolveu o Team NXT.[280]

Vencedor do Royal Rumble e Campeão da WWE (2020-presente)[editar | editar código-fonte]

No início de 2020, McIntyre iria embarcar em uma seqüência de vitórias, enquanto prometia vencer o próximo Royal Rumble e receber sua primeira oportunidade de título mundial.[281][282][283] No Royal Rumble em 26 de janeiro, McIntyre venceu a luta Royal Rumble ao eliminar Roman Reigns, o que lhe deu uma oportunidade de título na WrestleMania 36.[284] Na luta, McIntyre eliminou seis participantes, incluindo o Campeão da WWE Brock Lesnar.[285] Na noite seguinte no Raw, McIntyre anunciou que escolheu desafiar Lesnar pelo WWE Championship na WrestleMania 36, ​​tornando-se face pela primeira vez no plantel principal.[286] No evento principal da WrestleMania 36, ​​McIntyre derrotou Lesnar para vencerr o WWE Championship.[287]

McIntyre fez sua primeira defesa de título com sucesso contra Big Show na noite seguinte no Raw,[288] antes de entrar em uma rivalidade com Seth Rollins,[289] levando a uma luta pelo título entre os dois no Money in the Bank, que McIntyre venceu.[290] No episódio de 18 de maio do Raw , McIntyre começou uma rivalidade com Bobby Lashley depois que Lashley e MVP observaram a luta de McIntyre da stage.[291] No Backlash, ele defendeu com sucesso o título contra Lashley.[292][293] No The Horror Show at Extreme Rules, ele manteve o título contra Dolph Ziggler.[294][295]

McIntyre então manteve seu WWE Championship contra Randy Orton, primeiro no SummerSlam,[296] e novamente em uma luta de ambulância no Clash of Champions.[297] Na noite seguinte no Raw, McIntyre lançou um desafio aberto pelo WWE Championship, que foi respondido por Robert Roode, que McIntyre derrotou.[298] No episódio de 9 de outubro do SmackDown, McIntyre foi a escolha número um do draft e foi convocado para permanecer na marca Raw.[299] No pay-per-view Hell in a Cell em 25 de outubro, McIntyre foi derrotado por Orton em uma luta Hell in a Cell, terminando seu reinado em 202 dias.[300]

McIntyre reconquistou o WWE Championship na edição de 16 de novembro do Raw após derrotar Orton em uma luta sem desqualificação, tomando o lugar de Orton para enfrentar o atual Campeão Universal Roman Reigns no Survivor Series em uma luta sem título Campeão vs Campeão.[301][302] No evento em 22 de novembro, McIntyre perdeu para Reigns por submissão técnica após interferência de Jey Uso.[303][304] McIntyre defendeu com sucesso o título contra AJ Styles e The Miz, que uou seu contrato do Money in the Bank no TLC: Tables, Ladders & Chairs em uma luta Triple Threat Tables, Ladders and Chairs.[305][306] No episódio de 4 de janeiro do Raw, depois de defender com sucesso o WWE Championship contra Keith Lee, McIntyre foi confrontado por Bill Goldberg, que desafiou McIntyre para uma luta no Royal Rumble, que McIntyre aceitou na semana seguinte.[307] No Royal Rumble, McIntyre reteve com sucesso o WWE Championship contra Goldberg.[308] No episódio de 1º de fevereiro, durante sua promo sobre sua luta no Royal Rumble, ele foi interrompido pelo vencedor do Royal Rumble, Edge e seu amigo Sheamus. Sheamus, no entanto, se voltou contra McIntyre o atacando com um Brogue Kick. McIntyre então declarou que Sheamus poderia desafiá-lo a qualquer momento pelo seu título. No Raw de 8 de fevereiro, Shane McMahon e Adam Pearce anunciaram que no Elimination Chamber, McIntyre iria defender o WWE Championship em uma luta Elimination Chamber contra Randy Orton, Sheamus, Jeff Hardy, AJ Styles e The Miz. Mais tarde naquela noite, ele lutou contra Randy Orton em uma luta não válida pelo título. McIntyre perdeu a luta por desqualificação após Sheamus interferir e inadvertidamente atacar Orton com um Brogue Kick. Depois, McIntyre aplicou um Claymore Kick em Sheamus.[309] Em 21 de fevereiro, no Elimination Chamber, McIntyre defendeu o WWE Championship em uma luta Elimination Chamber. Depois de entrar em terceiro, ele iria vencer a luta depois de rebater um Phenomenral Forearm de AJ Styles em uma Claymore Kick no ar. Após a luta, Bobby Lashley atingiu McIntyre com um Spear. The Miz então apareceu e usou seu contrato do Money in the Bank, e aplicou um Skull-Crushing Finale para derrotar McIntyre e vencer o WWE Championship.[310]

Outras mídias[editar | editar código-fonte]

McIntyre é um personagem jogável nos videogames WWE SmackDown vs. Raw 2011, WWE 12, WWE 13 (DLC), WWE 2K14,[311] WWE 2K18 (DLC),[312] WWE 2K19,[313] WWE 2K20[314] e WWE 2K Battlegrounds.[315]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Galloway ficou noivo da lutadora profissional americana Taryn Terrell em julho de 2009,[316][317] e eles se casaram em Las Vegas em maio de 2010.[318][319] Eles se divorciaram em maio de 2011.[320] Galloway se casou com Kaitlyn Frohnapfel em 10 de dezembro de 2016, e eles residem em Tampa, Flórida.

Galloway é um torcedor do time de futebol escocês Rangers Football Club.[321]  Sua mãe, Ângela, morreu em 3 de novembro de 2012 com 51 anos de idade.[322]

No Wrestling[editar | editar código-fonte]

Títulos e prêmios[editar | editar código-fonte]

McIntyre como Campeão Floridense dos Pesos-Pesados.
  • Wrestlezone Scotland

Referências

  1. https://www.facebook.com/drewgalloway1314/photos/a.868030116542368.1073741829.868018389876874/1143476692331041/?type=3&theater
  2. a b c d e f Kamchen, Richard. «Slam! Sports Biography». Slam! Sports. Canadian Online Explorer. Consultado em 14 de outubro de 2009 
  3. a b «WWE Profile». World Wrestling Entertainment. Consultado em 23 de junho de 2012 
  4. a b c d [1] Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "wwe.com" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "wwe.com" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  5. «Drew Galloway». Total Nonstop Action Wrestling. Consultado em 24 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 24 de janeiro de 2016 
  6. a b c d e Schwan, Brett. «Ten Questions With... Drew Galloway». Wrestling Clothesline. Consultado em 16 de outubro de 2006  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "tenqs" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  7. «Online World of Wrestling Profile». Online World Of Wrestling. Consultado em 21 de março de 2008 
  8. «Las Vegas Wedding License». Consultado em 3 de dezembro de 2010. Arquivado do original em 11 de agosto de 2011 
  9. Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Titles Database " ICW World Heavyweight Championship " Title Reigns». Cagematch. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  10. a b Kamchen, Richard. «Slam! Sports Biography». Slam! Sports. Canadian Online Explorer. Consultado em 14 de outubro de 2009. Cópia arquivada em 31 de maio de 2020 
  11. Matheson, Shelley (10 de janeiro de 2009). «Scots WWE star Drew Galloway lands mum with huge food bill after visit home». Daily Record. Consultado em 9 de dezembro de 2009 
  12. Schwan, Brett. «Ten Questions With... Drew Galloway». Wrestling Clothesline. Consultado em 16 October 2006  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  13. Bullgod, The. «IwW promoter on WWE Superstar Drew McIntyre». Wrestler Ramblings. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2008 
  14. «Results: No Blood, No Sympathy (night 1)». British Championship Wrestling. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 11 de março de 2014 
  15. «Results: No Blood, No Sympathy (night 2)». British Championship Wrestling. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 11 de março de 2014 
  16. «BCW Heavyweight Championship». British Championship Wrestling. Consultado em 12 de agosto de 2008. Cópia arquivada em 8 de outubro de 2009 
  17. a b «Bad Tidings: Night 1». British Championship Wrestling. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 26 de fevereiro de 2010 
  18. «Results: Night of The Fan». British Championship Wrestling. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 11 de março de 2014 
  19. «Result: King of BCW». British Championship Wrestling. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 11 de março de 2014 
  20. «Results: No Blood, No Sympathy II (Night 1)». British Championship Wrestling. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 14 de julho de 2014 
  21. «Results: No Blood, No Sympathy II (Night 3)». British Championship Wrestling. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 14 de julho de 2014 
  22. «Results: Lo Down». British Championship Wrestling. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2013 
  23. «Results: New Beginnings (Night 2)». British Championship Wrestling. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2013 
  24. «Results: No Blood, No Sympathy III». British Championship Wrestling. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 14 de julho de 2014 
  25. «Results: Path of Glory (Night 1)». British Championship Wrestling. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 21 de maio de 2014 
  26. «Results: Path of Glory (Night 2)». British Championship Wrestling. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 21 de maio de 2014 
  27. «Results: Live in East Kilbride». British Championship Wrestling. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 14 de julho de 2014  Parâmetro desconhecido |url-status= ignorado (ajuda)
  28. a b «BCW Heavyweight Championship». British Championship Wrestling. Consultado em 12 de agosto de 2008. Cópia arquivada em 8 de outubro de 2009 
  29. Jones, Phil. «Weekend Results: 3CW, FWA:A, RDW, IPW:UK, BCW, X:S-W + More!». BritWres.com. Consultado em 27 de setembro de 2009 
  30. «Results: No Blood, No Sympathy IV (Night 1)». British Championship Wrestling. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2013 
  31. Kamchen, Richard. «Slam! Sports Biography». Slam! Sports. Canadian Online Explorer. Consultado em 14 de outubro de 2009. Cópia arquivada em 31 de maio de 2020 
  32. a b Bullgod, The. «IwW promoter on WWE Superstar Drew McIntyre». Wrestler Ramblings. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2008 
  33. a b «The Moat Theatre, Naas, County Kildare 23/07/05». Irish Whip Wrestling. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 15 de abril de 2008 
  34. «Trabolgan, County Cork 30/08/05». Irish Whip Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009 [ligação inativa]
  35. a b «The Forum, Waterford City 08/10/05». Irish Whip Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 17 de abril de 2008 
  36. «IWW Gym Baldoyle Industrial Estate, County Dublin 09/10/05». Irish Whip Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009 [ligação inativa]
  37. a b c d e Bullgod, The. «IwW promoter on WWE Superstar Drew McIntyre». Wrestler Ramblings. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2008 
  38. «SFX Theatre, Dublin City 20/03/05». Irish Whip Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 15 de abril de 2008 
  39. «Stillorgan, Dublin 28/01/06». Irish Whip Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 28 de fevereiro de 2007 
  40. «Verona Football Club, Blanchardstown, Co. Dublin 19/02/06». Irish Whip Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 30 de maio de 2006 
  41. «IwW Gym, Baldoyle Industrial Estate, County Dublin 17/03/06». Irish Whip Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 30 de maio de 2006 
  42. «St.Finbarr's GAA Club, Cabra, Dublin 18/03/06». Irish Whip Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 30 de maio de 2006 
  43. «Skerries Community Centre, Skerries, Dublin 19/03/06». Irish Whip Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 30 de maio de 2006 
  44. «Clonmel GAA Centre, Clonmel, Co. Tipperary 23/04/06». Irish Whip Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 30 de maio de 2006 
  45. «Community Centre, Rathdowney, Co. Laois 26/04/06». Irish Whip Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 30 de maio de 2006 
  46. a b «M.C.R. Community Centre, Sligo Town, Co. Sligo 27/04/06». Irish Whip Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 30 de maio de 2006 
  47. «Combined Community Centre, Balbriggan, Dublin 17/06/06». Irish Whip Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009 [ligação inativa]
  48. «Combined Community Centre, Balbriggan, Dublin 27/08/06». Irish Whip Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009 [ligação inativa]
  49. «Title History». Irish Whip Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 8 de junho de 2009 
  50. «"Rebirth" at the York Hall Bethnal Green, London». Real Quality Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 25 de janeiro de 2007 
  51. «TV Schedule». Real Quality Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 3 de janeiro de 2007 
  52. «TV Schedule». Real Quality Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 3 de janeiro de 2007 
  53. Burgan, Derek (7 de março de 2005). «DVD review: DVD DoubleShot with IPWUK Extreme Measures & Show 2 – Colt Cabana, Super Dragon». PWTorch. Consultado em 10 de dezembro de 2009 
  54. «Show 2!». International Pro Wrestling: United Kingdom. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 31 de janeiro de 2009 
  55. «Best of British 2». International Pro Wrestling: United Kingdom. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 31 de janeiro de 2009 
  56. Plummer, Russell (3 de outubro de 2006). «All Star Grapplevine». Big Time Wrestling. Internet Archive. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 15 de outubro de 2007 
  57. «SWA Clan Wars II (25th March 2006)». Scottish Wrestling Alliance. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 25 de março de 2009 
  58. «PBW Results 2006». Premier British Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009 
  59. «First round matches for Christmas tournament drawn». Real Quality Wrestling. Consultado em 11 de fevereiro de 2009. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2007 
  60. «April 20th Live Event Results». Real Quality Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 22 de agosto de 2007 
  61. «June 16th Live Event Results». Real Quality Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 22 de agosto de 2007 
  62. «Results from "Summer Brawl 2007"». Real Quality Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2007 
  63. «PBW Results 2007». Premier British Wrestling. Consultado em 10 de dezembro de 2009 
  64. «ICW Fear & Loathing I». Insane Championship Wrestling. Consultado em 17 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 6 de dezembro de 2016 
  65. «ICW: Drew Galloway». Insane Championship Wrestling. Consultado em 17 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 6 de dezembro de 2016 
  66. «ICW World Heavyweight Championship». Insane Championship Wrestling. Consultado em 17 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 23 de novembro de 2016 
  67. «ICW Stop! He's Already Dead!». Insane Championship Wrestling. Consultado em 17 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 8 de julho de 2016 
  68. «ICW Serious Assault». Insane Championship Wrestling. Consultado em 17 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 8 de julho de 2016 
  69. Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Titles Database " ICW World Heavyweight Championship " Title Reigns». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  70. Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Titles Database " ICW World Heavyweight Championship " Title Reigns». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  71. Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Wrestlers Database " Drew Galloway " Matches». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  72. «An Interview With ICW Owner Mark Dallas». Snapmare Necks. 27 de outubro de 2015. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  73. Lennie DiFino (12 de outubro de 2007). «Scottish invasion». WWE. Consultado em 17 de novembro de 2007 
  74. Lennie DiFino (19 de outubro de 2007). «One of our own». WWE. Consultado em 17 de novembro de 2007 
  75. «WWE.com HEAT archives». WWE. 4 de janeiro de 2008. Consultado em 5 de janeiro de 2008 
  76. a b «FCW Results 2008». Online World of Wrestling. Consultado em 11 de dezembro de 2009 
  77. a b c «Champions Roll Call». Florida Championship Wrestling. Consultado em 1 de janeiro de 2011. Cópia arquivada em 2 de janeiro de 2011 
  78. a b c «FCW Heavyweight Title History». Solie's Vintage Wrestling. Consultado em 11 de dezembro 2009 
  79. a b «FCW Results 2009». Online World of Wrestling. Consultado em 11 de dezembro de 2009 
  80. Keller, Wade (29 de agosto de 2009). «WWE SmackDown Report 8/28: Results, star ratings, thoughts, observations, nitpicks, quotebook». PWTorch. Consultado em 11 de dezembro de 2009 
  81. Tedesco, Mike (19 de setembro de 2009). «Smackdown Results – 9/18/09». Wrestle View. Consultado em 23 de outubro de 2009 
  82. Burdick, Michael (18 de setembro de 2009). «Consumed in controversy». World Wrestling Entertainment. Consultado em 11 de dezembro de 2009 
  83. Sidhu, Manraj (26 de setembro de 2009). «Smackdown: Punk escapes 'Taker's grasp». Slam! Sports. Canadian Online Explorer. Consultado em 11 de dezembro de 2009 
  84. Parks, Greg (2 de outubro de 2009). «WWE SmackDown Report 10/2: Ongoing "virtual time" coverage of the Decade of Smackdown celebration». PWTorch. Consultado em 11 de dezembro de 2009 
  85. Passeo, Mitch (4 de outubro de 2009). «McIntyre shows R-Truth what's up». World Wrestling Entertainment. Consultado em 4 de outubro de 2009. Cópia arquivada em 4 de março de 2016 
  86. Sokol, Chris; Sokol, Bryan (5 de outubro de 2009). «Title changes highlight Hell in a Cell». Slam! Sports. Canadian Online Explorer. Consultado em 11 de dezembro de 2009 
  87. Tedesco, Mike (17 de outubro de 2009). «Smackdown Results – 10/16/09». WrestleView. Consultado em 23 de outubro de 2009 
  88. Keller, Wade (23 de outubro de 2009). «WWE SmackDown Report 10/23: Punk vs. Undertaker with Long and Armstrong, Batista & Ray vs. Jericho & Big Show, final Bragging Rights hype». PWTorch. Consultado em 24 de outubro de 2009 
  89. Keller, Wade (23 de outubro de 2009). «WWE SmackDown Report 10/23: Punk vs. Undertaker with Long and Armstrong, Batista & Ray vs. Jericho & Big Show, final Bragging Rights hype». PWTorch. Consultado em 24 de outubro de 2009 
  90. Waldman, John (31 de outubro de 2009). «Smackdown: New feuds for end of month». Slam! Sports. Canadian Online Explorer. Consultado em 11 de dezembro de 2009 
  91. Burdick, Michael (13 de novembro de 2009). «Destruction before Survival». World Wrestling Entertainment. Consultado em 11 de dezembro de 2009 
  92. Parks, Greg (20 de novembro de 2009). «WWE SmackDown Report 11/20: Ongoing "virtual time" coverage of the show, including Jericho & Show vs. Undertaker & Kane». PWTorch. Consultado em 11 de dezembro de 2009 
  93. Donofrio, Tony (24 de novembro de 2009). «Hits & Misses – WWE Survivor Series: Shawn Michaels due for a title run, Batista in a solo heel role, Kofi pins two former champions, Divas match». PWTorch. Consultado em 11 de dezembro de 2009 
  94. Bishop, Matt (4 de dezembro de 2009). «Smackdown: Batista stays one step ahead». Slam! Sports. Canadian Online Explorer. Consultado em 14 de dezembro de 2009 
  95. Burdick, Michael (11 de dezembro de 2009). «Street Fight night». World Wrestling Entertainment. Consultado em 14 de dezembro de 2009 
  96. Caldwell, James (13 de dezembro de 2009). «WWE TLC PPV Report 12/13: Complete PPV report on Cena vs. Sheamus, DX vs. JeriShow, Taker vs. Batista». PWTorch. Consultado em 14 de dezembro de 2009 
  97. Burdick, Michael (1 de janeiro de 2010). «Time to Rumble». World Wrestling Entertainment. Consultado em 27 de fevereiro de 2010 
  98. Plummer, Dale; Tylwalk, Nick (22 de fevereiro de 2010). «Batista, Jericho and Michaels capitalize on Elimination Chamber opportunities». Slam! Sports. Canadian Online Explorer. Consultado em 27 de fevereiro de 2010 
  99. Parks, Greg (26 de fevereiro de 2010). «WWE SmackDown Report 2/26: Ongoing "virtual time" coverage of the show, including three Money-In-The-Bank Qualifying Matches». PWTorch. Consultado em 27 de fevereiro de 2010 
  100. Parks, Greg (5 de março de 2010). «WWE SmackDown Report 3/5: Ongoing "virtual time" coverage of the show, including Edge vs. Big Show». PWTorch. Consultado em 6 de março de 2010 
  101. Keller, Wade (12 de março de 2010). «WWE SmackDown Report 3/12: Jericho's Highlight Reel returns with Edge, Show vs. Morrison, Tiffany wrestles McCool, Punk confronts Rey's family». PWTorch. Consultado em 8 de abril de 2010 
  102. Passero, Mitch (19 de março de 2010). «Nine days until WrestleMania». World Wrestling Entertainment. Consultado em 8 de abril de 2010 
  103. «Undertaker ends Shawn Michaels' career in thrilling rematch to cap off Wrestlemania XXVI». Slam! Sports. Canadian Online Explorer. 29 de março de 2010. Consultado em 8 de abril de 2010 
  104. Keller, Wade (7 de maio de 2010). «WWE SmackDown Report 5/7: Drew McIntyre stripped of IC Title, four-man tournament to crowd new champ, Swagger vs. Kane». PWTorch. Consultado em 12 de maio de 2010 
  105. Keller, Wade. «WWE SmackDown Report 5/14: McIntyre returns after Kofi beats Christian in IC Finals, Mysterio vs. Punk, Swagger shows off trophies». Pro Wrestling Torch. Consultado em 22 de maio de 2010 
  106. Bishop, Matt (23 de maio de 2010). «Batista quits to end disappointing Over The Limit». Slam! Sports. Canadian Online Explorer. Consultado em 24 de maio de 2010 
  107. Parks, Greg. «PARKS' WWE SMACKDOWN REPORT 6/18: Ongoing "virtual time" coverage of the show, including McIntyre vs. Teddy Long». Pro Wrestling Torch. Consultado em 7 de janeiro de 2012 
  108. Keller, Wade. «WWE FATAL 4-WAY PPV RESULTS: Keller's complete report on Cena vs. Sheamus vs. Orton vs. Edge, Swagger vs. Rey vs. Show vs. Punk». Pro Wrestling Torch. Consultado em 7 de janeiro de 2012 
  109. «Seven deadly sinners». WWE. 21 de junho de 2010. Consultado em 30 de dezembro de 2011 
  110. Martin, Adam (26 de junho de 2010). «Smackdown Recap – 6/25/10». WrestleView. Consultado em 29 de junho de 2010. Cópia arquivada em 30 de junho de 2010 
  111. Gerweck, Steve (29 de junho de 2010). «Two WWE superstars having work visa issues». WrestleView. Consultado em 29 de junho de 2010. Cópia arquivada em 5 de julho de 2010 
  112. Parks, Greg (9 de julho de 2010). «Parks' WWE SmackDown report 7/9: Ongoing "virtual time" coverage of the show, including another Big Show vs. Swagger match». Pro Wrestling Torch. Consultado em 16 de julho de 2010 
  113. Tylwalk, Nick (20 de setembro de 2010). «Few gimmicks, more title changes at Night of Champions». Slam! Sports. Canadian Online Explorer. Consultado em 20 de setembro de 2010 
  114. Parks, Greg. «PARKS' WWE SMACKDOWN REPORT 9/24: Ongoing "virtual time" coverage of the show, including Kane's challenge to the Undertaker». Pro Wrestling Torch. Consultado em 7 de janeiro de 2012 
  115. Caldwell, James. «CALDWELL'S WWE RAW RESULTS 9/27: Complete "virtual time" coverage of Raw leading to Hell in a Cell PPV – Randy Orton vs. Chris Jericho». Pro Wrestling Torch. Consultado em 7 de janeiro de 2012 
  116. Caldwell, James (24 de outubro de 2010). «Caldwell's WWE Bragging Rights PPV Results 10/24: Ongoing "virtual time" coverage of live PPV – Orton vs. Barrett, Kane vs. Taker, Raw vs. Smackdown». Pro Wrestling Torch. Consultado em 25 de outubro de 2010 
  117. «Complete 2011 WWE Draft results». WWE. Consultado em 26 de abril de 2011 
  118. Tedesco, Mike (21 de janeiro de 2012). «WWE Smackdown Results 1/20/12». Smackdown results. WrestleReview. Consultado em 21 de janeiro de 2012 
  119. Elusive, Mark (15 de dezembro de 2011). «411's WWE Superstars Report 12.15.11». 411 Mania. Consultado em 19 de janeiro de 2012 
  120. «3/2 WWE SmackDown Box Score: Snapshot of Friday's show – match times, title implications, Star Ratings, Win/Loss Records». Pro Wrestling Torch. TDH Communications. 3 de março de 2012. Consultado em 5 de março de 2012 
  121. Burdick, Michael (2 de março de 2012). «Kane crushes Orton's quest for payback». SmackDown results. WWE. Consultado em 3 de março de 2012 
  122. «PWTorch.com - PARKS' WWE SMACKDOWN REPORT 3/9: Ongoing "virtual time" coverage of the show, including John Laurinaitis running the episode». www.pwtorch.com 
  123. «WWE News: FCW name being phased out». Wrestling Observer. Consultado em 14 de agosto de 2012 
  124. James, Justin. «JAMES'S WWE NXT RESULTS 8/1: NXT Title tournament begins with Rollins, Steamboat, McIntyre». Pro Wrestling Torch. Consultado em 9 de agosto de 2012 
  125. James, Justin. «JAMES'S WWE NXT REPORT 11/7 – Week 20: Four-Way #1 contender match, Brodie Lee debuts, Vickie's bounty, Overall Reax». Pro Wrestling Torch. Consultado em 12 de janeiro de 2013 
  126. Tedesco, Mike. «Smackdown Results – 9/21/12». Consultado em 8 de dezembro de 2012. Cópia arquivada em 30 de outubro de 2012 
  127. Stephens, David. «Raw Results – 10/15/12». Wrestleview. Consultado em 9 de dezembro de 2012. Cópia arquivada em 22 de dezembro de 2012 
  128. Caldwell, James. «CALDWELL'S WWE SURVIVOR SERIES PPV REPORT 11/18: Complete "virtual time" coverage of live PPV – Punk-Cena-Ryback». Pro Wrestling Torch. Consultado em 9 de dezembro de 2012 
  129. Caldwell, James. «CALDWELL'S WWE SURVIVOR SERIES PPV REPORT 11/18: Complete "virtual time" coverage of live PPV – Punk-Cena-Ryback». Pro Wrestling Torch. Consultado em 9 de dezembro de 2012 
  130. Parks, Greg. «PARKS' WWE SMACKDOWN REPORT 12/7: Complete coverage of the Friday night show, including Sheamus vs. Alberto Del Rio, Randy Orton vs. Wade Barrett». Pro Wrestling Torch. Consultado em 9 de dezembro de 2012 
  131. Caldwell, James. «CALDWELL'S WWE TLC PPV RESULTS 12/16: Complete "virtual-time" coverage of final 2012 PPV – Cena vs. Ziggler main event, Shield makes a statement». Pro Wrestling Torch. Consultado em 16 de dezembro de 2012 
  132. Caldwell, James. «CALDWELL'S WWE RAW RESULTS 12/17: Complete "virtual-time" coverage of live Raw – The strangest show of the year concludes with the debut of a new monster heel; Ric Flair returns». Pro Wrestling Torch. Consultado em 17 de dezembro de 2012 
  133. Caldwell, James. «CALDWELL'S WWE RAW RESULTS 12/31: Complete "virtual-time" coverage of New Year's Eve episode – Champion's Choice Night ends with Cena dressing down Ziggler». Pro Wrestling Torch. Consultado em 31 de dezembro de 2012 
  134. James, Justin. «JAMES'S WWE NXT RESULTS 1/23: Tag Tournament begins, HBK appearance, Big E. in main event». Pro Wrestling Torch. Consultado em 25 de janeiro de 2013 
  135. Caldwell, James. «CALDWELL'S WWE RAW RESULTS 4/15: Complete "virtual-time" coverage of live Raw – Lesnar returns, Punk walks away, WM29 fallout, new U.S. champion, more». Pro Wrestling Torch. Consultado em 15 de abril de 2013 
  136. Caldwell, James. «CALDWELL'S WWE RAW RESULTS 4/29 (Hour 2): Ongoing "virtual-time" coverage of live Raw – Shield's message, Champ vs. Champ, Tug of War sponsored by Dominos». Pro Wrestling Torch. Consultado em 29 de abril de 2013 
  137. «WWE releases Superstars». WWE. 12 de junho de 2014. Consultado em 12 de junho de 2014 
  138. «Drew Galloway returns to ICW!». 28 de julho de 2014 – via YouTube 
  139. «Insane Championship Wrestling 'Fear & Loathing VII' Results *NEW CHAMPION*». Wrestle Ropes. 2 de novembro de 2014. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  140. «Insane Championship Wrestling 'Brush Your Goose' Results». Wrestle Ropes. 7 de dezembro de 2014. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  141. Kreikenbohm, Philip. «DPW Hardcore X-Mas 8». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  142. «ICW Spacebaws – Bill Murray Strikes Back Review». wordpress.com. 6 de janeiro de 2015. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  143. a b «ICW: ICW WORLD HEAVYWEIGHT CHAMPIONSHIP TO BE DEFENDED IN NEW YORK!». insanewrestling.co.uk. Consultado em 9 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 17 de janeiro de 2016 
  144. a b Kreikenbohm, Philip. «OCW Supershow». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  145. Kreikenbohm, Philip. «RPW At Our Best». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  146. Kreikenbohm, Philip. «PWU Super Show 6». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  147. Kreikenbohm, Philip. «ICW Insane Entertainment System Tour - The Princess Is in Another Castle». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  148. Kreikenbohm, Philip. «ICW Insane Entertainment System Tour - Boom Shakalaka (He's On Fire)». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  149. «Insane Championship Wrestling 'Paperboy' FULL Results». Wrestle Ropes. 18 de abril de 2015. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  150. Kreikenbohm, Philip. «ICW Insane Entertainment System Tour - Alex Kidd in London». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  151. «Warriors of Wrestling 07/18/15 Ultimate Survival Results». PWPonderings.com. Consultado em 9 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 17 de janeiro de 2016 
  152. Kreikenbohm, Philip. «Maximum Wrestling». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  153. Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Wrestlers Database " Drew Galloway " Matches». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro 2016 
  154. a b Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Wrestlers Database " Drew Galloway " Matches». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  155. Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Wrestlers Database " Drew Galloway " Matches». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  156. «Matches " Drew McIntyre " Wrestlers Database " CAGEMATCH - The Internet Wrestling Database». www.cagematch.net 
  157. «Drew Galloway fools Mark Dallas and the ICW crowd» – via www.youtube.com 
  158. «ICW Fight Club Live " Events Database " CAGEMATCH - The Internet Wrestling Database». www.cagematch.net 
  159. «ICW Fear & Loathing IX " Events Database " CAGEMATCH - The Internet Wrestling Database». www.cagematch.net 
  160. a b Radican, Sean (8 de agosto de 2014). «Radican's iPPV report – Evolve 31 in Ybor City, Fla.: Galloway/McIntyre captures Evolve Title from Hero, plus Sydal/Bourne vs. Gargano». Pro Wrestling Torch. Consultado em 9 de agosto de 2014 
  161. «COMPLETE EVOLVE 32 REPORT: MATT SYDAL VERSUS RICOCHET; DREW GALLOWAY'S FIRST EVOLVE TITLE DEFENSE; AND MORE - PWInsider.com». pwinsider.com. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  162. Kreikenbohm, Philip. «Title Reigns " EVOLVE Championship " Titles Database " CAGEMATCH - The Internet Wrestling Database». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  163. Kreikenbohm, Philip. «BCW No Blood, No Sympathy XII - Tag 2». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  164. Trinfo, Richard (9 de janeiro de 2015). «Evolve 36 report: Strong versus Galloway; Gargano faces a swerve; Ronin returns tomorrow night; and more». Pro Wrestling Insider. Consultado em 10 de janeiro de 2015 
  165. Kreikenbohm, Philip. «EVOLVE 37». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  166. a b Carapola, Stuart (28 de março de 2015). «Complete WWNLive Mercury Rising supershow 2015 coverage: the Evolve and DGUSA titles are unified, Hero and Thatcher tear down the house, the women of Shine and Shimmer continue the WrestleMania weekend tradition, and much more». Pro Wrestling Insider. Consultado em 28 de março de 2015 
  167. Kreikenbohm, Philip. «Title Reigns " Open The Freedom Gate Championship " Titles Database " CAGEMATCH - The Internet Wrestling Database». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  168. Kreikenbohm, Philip. «EVOLVE 43». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  169. Radican, Sean (10 de julho de 2015). «Radican's Evolve 45 iPPV report 7/10: WWNLive blows up the card & delivers huge main event title match - Galloway vs. Thatcher, Strong vs. Sabre, Jr., Chris Hero, So Cal Val's faction, more». Pro Wrestling Torch. Consultado em 11 de julho de 2015 
  170. «411MANIA - Evolve 46 iPPV Results 7.11.15». Evolve 46 iPPV Results 7.11.15. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  171. Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Wrestlers Database " Drew Galloway " Matches». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  172. «365 Days: Drew Galloway». 22 de janeiro de 2016 – via YouTube 
  173. a b c Trionfo, Richard (24 de janeiro de 2016). «Complete Evolve 55 iPPV report: first Evolve tag champions crowned, Style Battle concludes, who is the next challenger for Timothy inThatcher?». Pro Wrestling Insider. Consultado em 24 de janeiro de 2016 
  174. Caldwell, James (2 de abril de 2016). «4/2 Evolve 59 iPPV Results – Ricochet vs. Ospreay main event, big title change & angle, USA vs. Europe, Kota Ibushi, more leading into WWN Supershow». Pro Wrestling Torch. Consultado em 2 de abril de 2016 
  175. a b Williams, Justin (16 de julho de 2016). «Evolve 64 results: Timothy Thatcher vs. Marty Scurll, Matthew Riddle vs. Roderick Strong». Wrestling Observer Newsletter. Consultado em 16 de julho de 2016 
  176. Radican, Sean (17 de julho de 2016). «7/17 EVOLVE 65 iPPV Results – RADICAN'S In-Person Report on Galloway vs. Gargano main event, EVOLVE Title match, Sabre, Jr. vs. Nese, more». Pro Wrestling Torch. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  177. Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Events Database " EVOLVE 67». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  178. Currier, Joseph (13 de novembro de 2016). «Evolve 73 recap: Chris Hero vs. Matt Riddle III». Wrestling Observer Newsletter. Consultado em 14 de novembro de 2016 
  179. Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Wrestlers Database " Drew Galloway " Titles». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  180. a b «Drew Galloway». WrestleZone Scotland. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  181. «HOH ON TV? COMPLETE HOUSE OF HARDCORE VII COVERAGE - PWInsider.com». pwinsider.com. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  182. «PWTorch.com - SHOW RESULTS - 1/23 IWF in Mesa, Ariz.: Galloway, Hero, Uhaa & Cage compete for first IWF Title, plus Young Bucks, Joey Ryan». pwtorch.com. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  183. «#Results: SWA (@swaonline) "Rebirth: Night 1" *Two Titles Change Hands* – Hashtag Wrestling». Hashtag Wrestling. 24 de abril de 2015. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  184. Kreikenbohm, Philip. «SWA Rebirth 2015 - Tag 2». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  185. a b Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Wrestlers Database " Drew Galloway " Matches». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  186. Kreikenbohm, Philip. «Que Viva El Rey Tour de Mexico - Morelia». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  187. Kreikenbohm, Philip. «Que Viva El Rey Tour de Mexico - Queretaro». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  188. Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Wrestlers Database " Drew Galloway " Matches». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  189. Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Wrestlers Database " Drew Galloway " Matches». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  190. «Preston City Wrestling 'Road To Glory 2016' Show One FULL Results». Wrestle Ropes. 5 de fevereiro de 2016. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  191. Daly, Wayne (7 de fevereiro de 2016). «PCW Results: Road To Glory 2016 Show 2 – Preston, England (2/6)». Wrestling News. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  192. Daly, Wayne (7 de fevereiro de 2016). «PCW Results: Road To Glory 2016 Show 3 – Preston, England (2/6)». Wrestling News. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  193. Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Events Database " wXw 16 Carat Gold 2016 - Tag 1 " Card». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  194. Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Events Database " wXw 16 Carat Gold 2016 - Tag 1». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  195. «wXw Germany on Twitter: Plus: @GallowaySpeaks is announced for the friday and saturday of the World Tag Team League! #wXwFan». 27 de agosto de 2016. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  196. a b «Preston City Wrestling 'There Can Only Be One' FULL Results». Wrestle Ropes. 4 de junho de 2016. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  197. Docking, Neil (22 de junho de 2016). «Preston City Wrestling goes global with Europe's first HD internet pay-per-view». Daily Mirror. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  198. Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Events Database " PCW Tribute to the Troops 3». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  199. Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Events Database " BCW Live in Kilmarnock». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  200. Kreikenbohm, Philip. «CAGEMATCH " Events Database " SWE Hell For Lyrca 2016». cagematch.net. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  201. «Matches " Drew McIntyre " Wrestlers Database " CAGEMATCH - The Internet Wrestling Database». www.cagematch.net 
  202. «Drew Galloway Sounds Off | AAW Pro Wrestling» – via www.youtube.com 
  203. «AAW Don't Stop Believing " Events Database " CAGEMATCH - The Internet Wrestling Database». www.cagematch.net 
  204. «WCPW Stacked». Cagematch. Consultado em 3 de outubro de 2017 
  205. «WCPW Title». What Culture Pro Wrestling. Consultado em 3 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 9 de outubro de 2017 
  206. «WCPW Delete WCPW». Cagematch. Consultado em 3 de outubro de 2017 
  207. «Matches " Drew McIntyre " Wrestlers Database " CAGEMATCH - The Internet Wrestling Database». www.cagematch.net 
  208. «WCPW Title». What Culture Pro Wrestling. Consultado em 3 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 9 de outubro de 2017 
  209. «WCPW No Regrets». Cagematch. Consultado em 3 de outubro de 2017 
  210. «WCPW Pro Wrestling World Cup - Mexican Qualifying Round». Cagematch. Consultado em 3 de outubro de 2017 
  211. «ICW Fear and Loathing IX». Insane Championship Wrestling. Consultado em 17 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 20 de dezembro de 2016 
  212. «Drew Galloway on Twitter: Both our first singles post injury & think we d go easy....Not me & @darewolf333 We brought our best & finished him w/ a Canadian Destroyer». Twitter. 27 de novembro de 2016. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  213. «MORRISON, GALLOWAY, MYSTERIO, MOOSE & MORE: COMPLETE FIVE STAR WRESTLING 'DOMINANT WRESTLING' SPIKE UK SPECIAL RESULTS». Pro Wrestling Insider. Consultado em 4 de fevereiro de 2017 
  214. «AAW Homecoming 2017 " Events Database " CAGEMATCH - The Internet Wrestling Database». www.cagematch.net 
  215. «IPW:UK Supershow 7 « Events Database « CAGEMATCH - The Internet Wrestling Database». www.cagematch.net 
  216. «Breaking News: Drew Galloway Debuts in TNA in Glasgow!» 
  217. JSO. «TNAsylum: IMPACT Taping Results from Manchester, England». tnasylum.com. Consultado em 28 de março de 2016 
  218. McMahon, Mike (23 de setembro de 2015). «MCMAHON'S TNA IMPACT REPORT 9/23: ECIII defends TNA Title, #1 contender match, Hardy "quits" servanthood, two more title matches, more; Overall Reax». Pro Wrestling Torch. Consultado em 28 de março de 2016 
  219. «Cópia arquivada». Consultado em 28 de março de 2016. Arquivado do original em 19 de março de 2016 
  220. a b «411MANIA | TNA Impact Taping Results 1/12 & 1/19 (SPOILERS)». TNA Impact Taping Results 1/12 & 1/19 (SPOILERS) (em inglês). Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  221. Kreikenbohm, Philip. «Title Reigns « IMPACT Grand Championship « Titles Database « CAGEMATCH - The Internet Wrestling Database». www.cagematch.net. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  222. «Drew Galloway on Twitter». Twitter 
  223. «Backstage News On If The Hardys Will Leave Impact Wrestling, Drew Galloway - TNA Update | PWMania». PWMania (em inglês) 
  224. Philip Kreikenbohm. «PWG Battle Of Los Angeles 2015 - Tag 3». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  225. «PWG Bowie " Events Database " CAGEMATCH - The Internet Wrestling Database». www.cagematch.net 
  226. «PWG "Bowie" Results (2/12): Solomon Crowe, Drew Galloway, Roderick Strong, Dalton Castle, Chris Hero». Wrestling Inc. 14 de fevereiro de 2016 
  227. «5/20 PWG "Prince" Results - TNA Hvt. & X Division champions in action, Elgin wrestles twice, Strong vs. Callihan main event, Hero, Scurll, Cole -». 21 de maio de 2016 
  228. Powell, Jason (1 de abril de 2017). «4/1 Powell's NXT Takeover: Orlando Live Review – Bobby Roode vs.Shinsuke Nakamura for the NXT Title, Authors of Pain vs. DIY vs. The Revival for the NXT Tag Titles, Asuka vs. Ember Moon for the NXT Women's Title». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 1 de abril de 2017 
  229. «Drew McIntyre confirms NXT signing». ESPN. 2 de abril de 2017 
  230. «WWE NXT #243 " Events Database " CAGEMATCH - The Internet Wrestling Database». www.cagematch.net 
  231. «NXT results, July 19, 2017: McIntyre tops Beast of Belfast, cinches NXT Title showdown with Roode». WWE 
  232. «Bobby Roode's NXT Title reign comes to a Glorious end». WWE 
  233. Zimmerman, Zack (19 de agosto de 2017). «8/19 Zim's NXT Takeover: Brooklyn III live review – Bobby Roode vs. Drew McIntyre for the NXT Title, Asuka vs. Ember Moon for the NXT Women's Title, Authors of Pain vs. Sanity for the NXT Tag Titles, homecoming». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 19 de agosto de 2017 
  234. «NXT Champion Drew McIntyre def. Roderick Strong». WWE 
  235. «Drew McIntyre and Andrade "Cien" Almas make their TakeOver: Houston NXT Title Match official». WWE 
  236. «The dream match becomes a reality when NXT Champion Drew McIntyre defends against Adam Cole in San Antonio on Friday, Nov. 17» – via www.wwe.com 
  237. «HBK to ref McIntyre vs. Cole NXT Title Match in San Antonio on Nov. 17». WWE 
  238. «WWE NXT Live " Events Database " CAGEMATCH - The Internet Wrestling Database». www.cagematch.net 
  239. «Special Guest Referee Shawn Michaels' Sweet Chin Music helped decide McIntyre vs. Cole». WWE 
  240. «1/3 NXT TV REPORT: 2017 Year-in-Review with Drew McIntyre vs. Adam Cole for NXT Title with Shawn Michaels as special referee -». 4 de janeiro de 2018 
  241. Moore, John. «11/18 Moore's NXT Takeover: WarGames live review – The Undisputed Era vs. Authors of Pain and Roderick Strong vs. Sanity in a WarGames match, Ember Moon vs. Kairi Sane vs. Nikki Cross vs. Peyton Royce for the NXT Women's Title, Drew McIntyre vs. Andrade Cien Almas for the NXT Title». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 18 de novembro de 2017 
  242. «Drew McIntyre provides injury update». WWE 
  243. «Dolph Ziggler and Drew McIntyre attacked Titus Worldwide». WWE.com. Consultado em 16 de abril de 2018 
  244. Benigno, Anthony. «Dolph Ziggler & Drew McIntyre def. Titus Worldwide». WWE.com. Consultado em 23 de abril de 2018 
  245. Benigno, Anthony. «Dolph Ziggler def. Seth Rollins to become the new Intercontinental Champion». WWE.com. Consultado em 18 de junho de 2018 
  246. Powell, Jason (25 de junho de 2018). «Powell's WWE Raw Live TV Review: Dolph Ziggler vs. Seth Rollins for the Intercontinental Championship, the build to Extreme Rules continues». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 27 de junho de 2018 
  247. Benigno, Anthony. «Seth Rollins def. Intercontinental Champion Dolph Ziggler via Disqualification». WWE.com. Consultado em 25 de junho de 2018 
  248. Benigno, Anthony. «Drew McIntyre def. Seth Rollins». WWE.com. Consultado em 9 de julho de 2018 
  249. Benigno, Anthony. «Intercontinental Champion Dolph Ziggler def. Seth Rollins (30-Minute WWE Iron Man Match)». WWE. Consultado em 15 de julho de 2018 
  250. Powell, Jason (27 de agosto de 2018). «8/27 Powell's WWE Raw Live TV Review: Braun Strowman wants Roman Reigns alone in the ring after last week's attack by The Shield, Baron Corbin's first night as temporary general manager, the build to Hell in a Cell continues». Pro Wreslting Dot Net. Consultado em 28 de agosto de 2018 
  251. Benigno, Anthony. «Intercontinental Champion Dolph Ziggler def. Seth Rollins (30-Minute WWE Iron Man Match)». WWE.com. Consultado em 15 de julho de 2018 
  252. Benigno, Anthony. «Raw Tag Team Champions Dolph Ziggler & Drew McIntrye def. Dean Ambrose & Seth Rollins». WWE. Consultado em 24 de setembro de 2018 
  253. Pappolla, Ryan. «The Shield def. Braun Strowman, Drew McIntyre & Dolph Ziggler». WWE. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  254. Powell, Jason (22 de outubro de 2018). «10/22 Powell's WWE Raw Live TV Review: Roman Reigns announces he has leukemia, forfeits the WWE Universal Championship, Drew McIntyre and Dolph Ziggler vs. Seth Rollins and Dean Ambrose for the Raw Tag Titles, Ronda Rousey and Nikki Bella contract signing for WWE Evolution, Triple H and Shawn Michaels appear». Pro Wreslting Dot Net. Consultado em 22 de outubro de 2018 
  255. Benigno, Anthony. «Braun Strowman, Drew McIntyre and Bobby Lashley survive as Team Raw def. Team SmackDown (Men's Survivor Series Match)». WWE. Consultado em 18 de novembro de 2018 
  256. Powell, Jason (19 de novembro de 2018). «11/19 Powell's WWE Raw Live TV Review: The night after Survivor Series, Braun Strowman finds out when he'll get his matches with Brock Lesnar and Baron Corbin, the build to WWE TLC begins». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 20 de novembro de 2018 
  257. «WWE RAW Results – 11/26/18 (Seth Rollins issues Open Challenge, RAW Tag Team Titles)». WrestleView. 26 de novembro de 2018. Consultado em 27 de novembro de 2018 
  258. «WWE Raw Results – December 3, 2018». Consultado em 3 de janeiro de 2020 
  259. Beningo, Anthony. «Finn Bálor def. Drew McIntyre». WWE. Consultado em 16 de dezembro de 2018 
  260. Keller, Wade (31 de dezembro de 2018). «12/31 WWE Raw Results: Keller's report on New Year's Eve edition including Lashley, Seth, Rousey, Crews, Drew, Dolph, Sasha all in action». Pro Wrestling Torch. Consultado em 25 de fevereiro de 2019 
  261. Powell, Jason (27 de janeiro de 2019). «Powell's WWE Royal Rumble 2019 live review: Men's and Women's Royal Rumble matches, Brock Lesnar vs. Finn Balor for the WWE Universal Championship, Daniel Bryan vs. AJ Styles for the WWE Championship, Ronda Rousey vs. Sasha Banks for the Raw Women's Championship». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 27 de janeiro de 2019 
  262. Powell, Jason (4 de março de 2019). «3/4 Powell's WWE Raw TV Review: Triple H's response to Batista attacking Ric Flair, Charlotte Flair wants Vince McMahon to name her the Raw Women's Champion, SNL Weekend Update hosts appear, final hype for WWE Fastlane». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 5 de março de 2019 
  263. Powell, Jason. «Powell's WWE Fastlane 2019 live review: Becky Lynch vs. Charlotte Flair, Daniel Bryan vs. Kevin Owens for the WWE Championship, The Shield vs. Drew McIntyre, Bobby Lashley, and Baron Corbin, The Usos vs. Shane McMahon and The Miz for the Smackdown Tag Titles». Pro Wreslting Dot Net. Consultado em 10 de março de 2019 
  264. Powell, Jason (11 de março de 2019). «3/11 Powell's WWE Raw TV Review: The Shield's farewell, Batista and Triple H, Finn Balor vs. Bobby Lashley for the Intercontinental Championship, all roads lead to WrestleMania coming out of WWE Fastlane». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 12 de março de 2019 
  265. Powell, Jason (18 de março de 2019). «3/18 Powell's WWE Raw TV Review: Kurt Angle reveals his WrestleMania opponent, Seth Rollins vs. Drew McIntyre, Ronda Rousey vs. Dana Brooke for the Raw Women's Championship, Bobby Lashley and Lio Rush vs. Finn Balor and a partner of his choosing». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 19 de março de 2019 
  266. Powell, Jason (25 de março de 2019). «3/25 Powell's WWE Raw TV Review: Ronda Rousey, Becky Lynch, and Charlotte Flair face Riott Squad in Beat The Clock Challenge matches, Kurt Angle vs. Samoa Joe, the penultimate edition before WrestleMania 35». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 26 de março de 2019 
  267. Burdick, Michael. «Roman Reigns vs. Drew McIntyre». WWE. Consultado em 25 de março de 2019 
  268. «WWE WrestleMania 35 at MetLife Stadium wrestling results - Internet Wrestling Database». www.profightdb.com 
  269. Powell, Jason (6 de maio de 2019). «5/6 WWE Raw Results: Powell's review of Roman Reigns returning to Raw, the build to Money in the Bank continues». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 6 de maio de 2019 
  270. Powell, Jason (6 de maio de 2019). «5/6 WWE Raw Results: Powell's review of Roman Reigns returning to Raw, the build to Money in the Bank continues». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 6 de maio de 2019 
  271. Powell, Jason (7 de junho de 2019). «WWE Super ShowDown results: Powell's live review of Undertaker vs. Goldberg, Seth Rollins vs. Baron for the WWE Universal Championship, Kofi Kingston vs. Dolph Ziggler for the WWE Championship, Triple H vs. Randy Orton, Roman Reigns vs. Shane McMahon». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 7 de junho de 2019 
  272. Powell, John (7 de junho de 2019). «Titans clash badly, no cash-in sadly at WWE Super ShowDown». Slam! Sports. Canadian Online Explorer. Consultado em 7 de junho de 2019 
  273. Powell, Jason (7 de junho de 2019). «WWE Super ShowDown results: Powell's live review of Undertaker vs. Goldberg, Seth Rollins vs. Baron for the WWE Universal Championship, Kofi Kingston vs. Dolph Ziggler for the WWE Championship, Triple H vs. Randy Orton, Roman Reigns vs. Shane McMahon». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 7 de junho de 2019 
  274. Benigno, Anthony. «The Undertaker & Roman Reigns def. Shane McMahon & Drew McIntyre (No Holds Barred Match)». WWE. Consultado em 14 de julho de 2019 
  275. Barnett, Jake (15 de julho de 2019). «7/15 WWE Raw Results: Barnett's live review of the Battle Royal to determine Brock Lesnar's challenger at SummerSlam, Alexa Bliss vs. Naomi vs. Carmella vs. Natalya for a shot at the Raw Women's Championship at SummerSlam, Extreme Rules fallout». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 16 de julho de 2019 
  276. Powell, Jason (29 de julho de 2019). «7/29 WWE Raw Results: Powell's review of The Revival vs. The Usos vs. Luke Gallows and Karl Anderson for the Raw Tag Titles, Ricochet vs. Rey Mysterio vs. Cesaro vs. Sami Zayn vs. Andrade in a gauntlet match for a U.S. Title match at SummerSlam, Seth Rollins vs. Dolph Ziggler». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 29 de julho de 2019 
  277. Powell, Jason (26 de agosto de 2019). «8/26 WWE Raw Results: Powell's review of Ricochet vs. Drew McIntyre and Baron Corbin vs. The Miz in first round King of the Ring tournament matches, Smackdown Women's Champion Bayley vs. Nikki Cross, the build to Clash of Champions continues». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 27 de agosto de 2019 
  278. Powell, Jason (21 de outubro de 2019). «10/21 WWE Raw Results: Powell's review of Seth Rollins explaining why he torched the Firefly Funhouse, The Street Profits vs. Luke Gallows Karl Anderson, Ric Flair revealing the final member of his team, Andrade vs. Sin Cara». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 21 de outubro de 2019 
  279. Powell, Jason. «WWE Crown Jewel results: Powell's live review of Brock Lesnar vs. Cain Velasquez for the WWE Championship, Seth Rollins vs. Bray Wyatt in a Falls Count Anywhere match for the WWE Universal Championship, Braun Strowman vs. Tyson Fury, Lacey Evans vs. Natalya». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 31 de outubro de 2019 
  280. Laboon, Jeff (24 de novembro de 2019). «Team SmackDown def. Team Raw & Team NXT (Men's Survivor Series Elimination Triple Threat Match)». WWE. Consultado em 24 de novembro de 2019 
  281. Powell, Jason (30 de dezembro de 2019). «12/30 WWE Raw Results: Powell's review of the Bobby Lashley and Lana wedding, Aleister Black vs. Buddy Murphy, the final Raw of 2019». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 31 de dezembro de 2019 
  282. Powell, Jason (6 de janeiro de 2020). «01/06 WWE Raw Results: Powell's review of Brock Lesnar's return, Andrade vs. Rey Mysterio for the U.S. Championship, The Viking Raiders vs. The Street Profits vs. Luke Gallows and Karl Anderson in a Triple Threat for the Raw Tag Titles, first show of 2020». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 7 de janeiro de 2020 
  283. Powell, Jason (20 de janeiro de 2020). «01/20 WWE Raw Results: Powell's review of Andrade vs. Rey Mysterio in a ladder match for the U.S. Championship, Rusev and Liv Morgan vs. Bobby Lashley and Lana, WWE Champion Brock Lesnar, Royal Rumble developments». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 22 de janeiro de 2020 
  284. Garretson, Jordan (26 de janeiro de 2020). «Drew McIntyre won the 30-man Royal Rumble Match». WWE. Consultado em 26 de janeiro de 2020 
  285. Powell, Jason (26 de janeiro de 2020). «WWE Royal Rumble results: Powell's live review of the Royal Rumble matches, "The Fiend" Bray Wyatt vs. Daniel Bryan in a strap match for the WWE Universal Championship, Becky Lynch vs. Asuka for the Raw Women's Championship». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 26 de janeiro de 2020 
  286. Powell, Jason (27 de janeiro de 2020). «01/27 WWE Raw Results: Powell's review of Edge's return, Royal Rumble winners Drew McIntyre and Charlotte Flair, Seth Rollins and Buddy Murphy vs. Samoa Joe and Kevin Owens for the Raw Tag Titles, Liv Morgan vs. Lana». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 28 de janeiro de 2020 
  287. Powell, Jason (5 de abril de 2020). «WrestleMania 36 results: Powell's live review of Night Two featuring Brock Lesnar vs. Drew McIntyre for the WWE Championship, John Cena vs. "The Fiend" Bray Wyatt in a Firefly Funhouse match, Edge vs. Randy Orton in a Last Man Standing match, Rhea Ripley vs. Charlotte Flair for the NXT Women's Championship». Pro Wreslting Dot Net. Consultado em 5 de abril de 2020 
  288. Powell, Jason (6 de abril de 2020). «4/6 WWE Raw Results: Powell's live review of the night after WrestleMania 36 edition featuring new WWE Champion Drew McIntyre, what's next for Edge, Seth Rollins, Becky Lynch, and Shayna Baszler». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 7 de abril de 2020 
  289. Powell, Jason (13 de abril de 2020). «4/13 WWE Raw Results: Powell's live review of Drew McIntyre and Becky Lynch appearances, Money in the Bank qualifying matches featuring Asuka vs. Ruby Riott, Kairi Sane vs. Nia Jax, and Sarah Logan vs. Shayna Baszler». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 13 de abril de 2020 
  290. Garretson, Jordan (10 de maio de 2020). «WWE Champion Drew McIntyre def. Seth Rollins». WWE. Consultado em 10 de maio de 2020 
  291. Powell, Jason (18 de maio de 2020). «5/18 WWE Raw Results: Powell's live review of WWE Champion Drew McIntyre vs. King Corbin in a non-title match, Alexa Bliss and Nikki Cross vs. The IIconics for the WWE Women's Tag Titles, Edge's response to Randy Orton, the axe-tossing contest between the Street Profits and Viking Raiders». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 18 de maio de 2020 
  292. Garretson, Jordan (14 de junho de 2020). «WWE Champion Drew McIntyre def. Bobby Lashley». WWE. Consultado em 14 de junho de 2020 
  293. Powell, Jason (14 de junho de 2020). «WWE Backlash results: Powell's review of Edge vs. Randy Orton, Drew McIntyre vs. Bobby Lashley for the WWE Championship, Asuka vs. Nia Jax for the Raw Women's Championship, Braun Strowman vs. The Miz and John Morrison for the WWE Universal Championship, Jeff Hardy vs. Sheamus». Pro Wreslting Dot Net. Consultado em 14 de junho de 2020 
  294. Garretson, Jordan (19 de julho de 2020). «WWE Champion Drew McIntyre def. Dolph Ziggler». WWE. Consultado em 19 de julho de 2020 
  295. Powell, Jason (19 de julho de 2020). «WWE Extreme Rules results: Powell's review of Seth Rollins vs. Rey Mysterio in An Eye For An Eye match, WWE Universal Champion Braun Strowman vs. Bray Wyatt in a non-title Swamp Fight, Asuka vs. Sasha Banks for the Raw Women's Championship, Drew McIntyre vs. Dolph Ziggler for the WWE Championship». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 19 de julho de 2020 
  296. Powell, Jason (23 de agosto de 2020). «WWE SummerSlam results: Powell's review of Drew McIntyre vs. Randy Orton for the WWE Championship, Braun Strowman vs. The Fiend for the WWE Universal Championship, Mandy Rose vs. Sonya Deville in a No DQ, loser leaves WWE match, Asuka challenges for two titles». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 23 de agosto de 2020 
  297. Garretson, Jordan (27 de setembro de 2020). «WWE Champion Drew McIntyre def. Randy Orton (Ambulance Match)». WWE. Consultado em 27 de setembro de 2020 
  298. «WWE Monday Night RAW #1427». Cage Match. Consultado em 26 de outubro de 2020 
  299. «Drew McIntyre set to continue wild year on Raw: WWE Network Exclusive». WWE.com (em inglês). 9 de outubro de 2020. Consultado em 26 de outubro de 2020 
  300. Lambert, Jeremy (25 de outubro de 2020). «Randy Orton Win WWE Championship From Drew McIntyre At WWE Hell In A Cell | Fightful Wrestling». www.fightful.com (em inglês). Consultado em 26 de outubro de 2020 
  301. Powell, Jason (16 de novembro de 2020). «11/16 WWE Raw Results: Powell's live review of Randy Orton vs. Drew McIntyre for the WWE Championship, Kofi Kingston and Xavier Woods vs. Cedric Alexander and Shelton Benjamin for the Raw Tag Titles, Team Raw vs. Retribution, the final push for Survivor Series». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 17 de novembro de 2020 
  302. «Raw results, Nov. 16, 2020: Drew McIntyre slays Randy Orton to reclaim WWE Title ahead of Survivor Series». WWE. 16 de novembro de 2020. Consultado em 22 de novembro de 2020 
  303. Powell, Jason (22 de novembro de 2020). «WWE Survivor Series results: Powell's review of Undertaker's Final Farewell, Drew McIntyre vs. Roman Reigns, Asuka vs. Sasha Banks, Kofi Kingston and Xavier Woods vs. The Street Profits, Bobby Lashley vs. Sami Zayn in champion vs. champion matches, Team Raw vs. Team Smackdown in Survivor Series elimination matches». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 22 de novembro de 2020 
  304. Garretson, Jordan (22 de novembro de 2020). «Universal Champion Roman Reigns def. WWE Champion Drew McIntyre». WWE. Consultado em 22 de novembro de 2020 
  305. Powell, Jason (20 de dezembro de 2020). «WWE TLC results: Powell's review of Roman Reigns vs. Kevin Owens in a TLC match for the WWE Universal Championship, Drew McIntyre vs. AJ Styles in a TLC match for the WWE Championship, The Fiend vs. Randy Orton in a Firefly Inferno Match». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  306. Garretson, Jordan (20 de dezembro de 2020). «WWE Champion Drew McIntyre def. AJ Styles and The Miz (Tables, Ladders & Chairs Triple Threat Match)». WWE. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  307. Powell, Jason (4 de janeiro de 2021). «1/4 WWE Raw Results: Powell's live review of Drew McIntyre vs. Keith Lee for the WWE Championship and Raw Legends Night headline the first show of 2021». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 5 de janeiro de 2021 
  308. Clapp, John (31 de janeiro de 2021). «WWE Champion Drew McIntyre def. Goldberg». WWE. Consultado em 31 de janeiro de 2021 
  309. Powell, Jason (31 de janeiro de 2021). «WWE Royal Rumble results: Powell's live review of the Royal Rumble matches, Drew McIntyre vs. Goldberg for the WWE Championship, Roman Reigns vs. Kevin Owens in a Last Man Standing match for the WWE Universal Championship, Sasha Banks vs. Carmella for the Smackdown Women's Championship». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 31 de janeiro de 2021 
  310. Powell, Jason (21 de fevereiro de 2021). «WWE Elimination Chamber results: Powell's live review of Drew McIntyre vs. Sheamus vs. Randy Orton vs. Kofi Kingston vs. AJ Styles vs. Jeff Hardy in an Elimination Chamber match for the WWE Championship, Roman Reigns faces an Elimination Chamber match winner for the WWE Universal Championship». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 21 de fevereiro de 2021 
  311. «'WWE 2K14' full roster revealed». WWE. 19 de setembro de 2013. Consultado em 30 de janeiro de 2017 
  312. «WWE 2K18 roster: Meet the Superstars joining the list of playable characters». WWE. 27 de setembro de 2017. Consultado em 4 de novembro de 2017 
  313. Wilson, Ben (11 de julho de 2018). «WWE 2K19 roster: every confirmed wrestler, plus 20+ rumoured new faces». GamesRadar+. Consultado em 17 de julho de 2018 
  314. Artus, Matthew. «Becky Lynch, Roman Reigns unveiled as WWE 2K20 cover Superstars». WWE.com (em inglês). Consultado em 18 de agosto de 2019 
  315. «Drew McIntyre - Wrestling Games». Cage Match. Consultado em 27 de setembro de 2020 
  316. Ritchie, Gayle (28 de março de 2010). «Scots wrestling champ Drew McIntyre to marry ex-Playboy model». Daily Record. Consultado em 16 de maio de 2010 
  317. Meltzer, Dave (9 de janeiro de 2010). «Sat. update: Doc funeral, Southern star passes away; wrestling wedding & engagement; Lesnar; Foley». Wrestling Observer/Figure Four Online. Consultado em 10 de janeiro de 2010. WWE performers Tiffany (Taryn Terrell) and Drew McIntyre (Drew Galloway) are now engaged. 
  318. Larkin, Mike (26 de setembro de 2010). «Playboy bunny wife of Scots wrestling ace is cleared of assault charges». Daily Record. Consultado em 27 de setembro de 2010 
  319. Oliver, Greg (16 de julho de 2010). «McIntyre guarantees Smackdown Money in the Bank match will be tops». Slam! Sports. Canadian Online Explorer. Consultado em 18 de julho de 2010 
  320. Caldwell, James (24 de maio de 2011). «WWE News: Former WWE Diva Tiffany announces divorce from current star Drew McIntyre». Pro Wrestling Torch. Consultado em 24 de maio de 2011 
  321. Online, Record Sport (11 de novembro de 2019). «WWE star Drew McIntyre sports Rangers shirt ahead of Glasgow show». dailyrecord. Consultado em 3 de janeiro de 2020 
  322. «WWE News: Drew McIntyre announces death of his mother». Pro Wrestling Torch. Consultado em 15 de abril de 2014 
  323. a b c «Irish Whip Wrestling Profile». Irish Whip Wrestling. Consultado em 1 de dezembro de 2009. Arquivado do original em 17 de abril de 2008 
  324. a b c Sibley, Adam (24 de maio de 2007). «Brits Abroad». The Sun. Consultado em 9 de dezembro de 2009 
  325. Parks, Greg (29 de janeiro de 2010). «WWE SmackDown Report 1/29: Ongoing "virtual time" coverage of the show, including Morrison vs. McIntyre, no-DQ match for the IC Title». PWTorch. Consultado em 2 de fevereiro de 2010 
  326. Meltzer, Dave (13 de dezembro de 2009). «WWE Tables, Ladders and Chairs PPV live coverage». Wrestling Observer Newsletter. Consultado em 24 de maio de 2011 
  327. Melchor, Michael (10 de fevereiro de 2009). «411's FCW TV Report 02.08.09». 411Mania. Consultado em 1 de dezembro de 2009 
  328. a b Parks, Greg (22 de janeiro de 2010). «Parks' WWE SmackDown Report 1/22: Ongoing "virtual time" coverage of the show, including Mysterio calling out Undertaker». PWTorch. Consultado em 18 de fevereiro de 2010 
  329. Parks, Greg (5 de fevereiro de 2010). «Parks' WWE SmackDown report 2/5: Ongoing "virtual time" coverage of the show, including Undertaker on the Cutting Edge». PWTorch. Consultado em 18 de fevereiro de 2010 
  330. James, Justin. «James WWE Superstars Report 12/16: Tag champs in main event, Riley vs. Swagger, Haku's son debuts». Pro Wrestling Torch. Consultado em 31 de dezembro de 2011 
  331. a b c Tedesco, Mike. «Smackdown Results - 8/6/10». WrestleView. Consultado em 31 de dezembro de 2011. Arquivado do original em 26 de abril de 2012 
  332. Tedesco, Mike (17 de abril de 2010). «Smackdown Results - 4/16/10». WrestleView. Consultado em 24 de maio de 2011 
  333. Tedesco, Mike (26 de junho de 2010). «Smackdown Recap - 6/25/10». WrestleView. Consultado em 24 de maio de 2011 
  334. Parks, Greg. «Parks' WWE SmackDown report 3/5: Ongoing "virtual time" coverage of the show, including Edge vs. Big Show». Pro Wrestling Torch. Consultado em 31 de dezembro de 2011 
  335. Parks, Greg. «Parks' WWE SmackDown report 12/30: Complete coverage of the Friday night show, including Randy Orton vs. Wade Barrett, Falls Count Anywhere». Pro Wrestling Torch. Consultado em 31 de dezembro de 2011 
  336. Tedesco, Mike. «Smackdown Results - 4/22/11». WrestleView. Consultado em 31 de dezembro de 2011 
  337. Grimaldi, Michael C. (13 de outubro de 2008). «WWE Developmental TV Recap – Week 2: Ricky Ortiz, Manu, Evan Bourne, Jericho, Kelly Kelly, Colon». PWTorch. Consultado em 18 de fevereiro de 2010 
  338. Tait, James. «Tait's WWE SmackDown report 4/15: Alt. perspective review of Edge's farewell, Tait's Overall Show Break Down». Pro Wrestling Torch. Consultado em 31 de dezembro de 2011 
  339. Cupach, Michael. «Cupach's WWE SmackDown report 3/11: Alt. perspective review of this week's Smackdown, Booker's commentary, Did You Know Check». Pro Wrestling Torch. Consultado em 31 de dezembro de 2011 
  340. Tait, James. «Tait's WWE SmackDown report 2/4: Alt. perspective review of Rumble fall-out, Booker T's commentary debut, Kelly's prominent role, Best & Worst of the night». Pro Wrestling Torch. Consultado em 31 de dezembro de 2011 
  341. Caldwell, James (16 de abril de 2010). «Chris Jericho says he could walk away from WWE; why he's sticking around». PWTorch. Consultado em 16 de abril de 2010 
  342. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome sd1210
  343. Shaman's Harvest (22 de fevereiro de 2010). «New Drew McIntyre theam song for WWE». MySpace. Consultado em 3 de março de 2010. Arquivado do original em 4 de março de 2010 
  344. «Broken Dreams (Drew McIntyre) by Shaman's Harvest». Apple Inc. 30 de novembro de 2010. Consultado em 7 de dezembro de 2010 
  345. «BCW Heavyweight Championship». British Championship Wrestling. Consultado em 12 de agosto de 2008. Arquivado do original em 21 de junho de 2012  |urlmorta= e |datali= redundantes (ajuda)
  346. «DPW Heavyweight Championship». CAGEMATCH. Consultado em 14 de fevereiro de 2015 
  347. «ICW Awards Night 2014 Review». wordpress.com. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  348. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome iwwtitle
  349. «ocwaus.com». ocwaus.com. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  350. «"PWI 500": 1–100». Pro Wrestling Illustrated. 30 de julho de 2010. Consultado em 31 de julho de 2010 
  351. http://www.profightdb.com/pwi-500/2016.html
  352. «Pro Wrestling Illustrated (PWI) 500 for 2020». The Internet Wrestling Database. Consultado em 28 de agosto de 2020 
  353. «Timeline Photos - Scottish Wrestling Alliance - Facebook». facebook.com. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  354. Philip Kreikenbohm. «Scottish Heavyweight Championship». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  355. http://wrestlingdata.com/index.php?befehl=titles&titel=933
  356. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome 411mania.com
  357. «Joker's Wild 2016 event results» 
  358. «UEWA - BREAKING NEWS: Drew Galloway is the new European... - Facebook». facebook.com. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  359. Philip Kreikenbohm. «European Heavyweight Championship». cagematch.net. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  360. «WCPW Title». What Culture Pro Wrestling. Consultado em 3 de outubro de 2017. Arquivado do original em 9 de outubro de 2017 
  361. http://www.cagematch.net/?id=1&nr=171452
  362. https://www.wwe.com/superstars/drew-mcintyre
  363. https://www.wwe.com/shows/raw/2018-12-03/article/dolph-ziggler-def-drew-mcintyre-drew-mcintyre-appreciation-night
  364. «NXT Championship». WWE. Consultado em 19 de agosto de 2017 
  365. Powell, Jason (26 de janeiro de 2020). «WWE Royal Rumble results: Powell's live review of the Royal Rumble matches, "The Fiend" Bray Wyatt vs. Daniel Bryan in a strap match for the WWE Universal Championship, Becky Lynch vs. Asuka for the Raw Women's Championship». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 26 de janeiro de 2020 
  366. «WWE Championship». WWE. Consultado em 26 de março de 2020 
  367. Kreikenbohm, Philip (26 de março de 2020). «WWE Championship». Cagematch.net. Consultado em 20 de outubro de 2020 
  368. «Intercontinental Championship - Drew McIntyre». Cópia arquivada em 10 de novembro de 2013 
  369. Kreikenbohm, Philip (13 de dezembro de 2009). «WWE Intercontinental Championship». Cagematch.net. Consultado em 20 de outubro de 2020 
  370. «WWE World Tag Team Championships - Drew McIntyre & "Dashing" Cody Rhodes». Cópia arquivada em 19 de outubro de 2013 
  371. Kreikenbohm, Philip (19 de setembro de 2010). «WWE (Raw) Tag Team Championship». Cagematch.net. Consultado em 20 de outubro de 2020 
  372. https://oswtv.wordpress.com/2016/08/08/adams-top-10-wrestlezone-battle-of-the-nations-moments/
  373. http://www.aberdeenperformingarts.com/events/wrestlezone-presents-battle-of-the-nations-2014

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Drew McIntyre