Farol de rodagem diurna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Drl)
Ir para: navegação, pesquisa
Farol de rodagem diurna de LED em um Audi A4.

O farol de rodagem diurna[1] (ou DRL, sigla em inglês para daytime running lamp ou daytime running light) é um dispositivo de iluminação automotiva posicionado na parte frontal de um automóvel. São instalados aos pares e ligados automaticamente com o acionamento do veículo. É um dispositivo de segurança que aumenta a visibilidade durante o dia.

Origem[editar | editar código-fonte]

Os faróis de rodagem diurna possivelmente tenham sido propostos pela primeira vez em 1961 nos Estados Unidos, em resposta à campanha de condução segura no estado do Texas.[2]

Provavelmente, a Suécia tenha sido o primeiro país a exigir a obrigatoriedade de DRLs em 1977.[3] Na época, a função era conhecida como varselljus ("luzes de percepção" ou "luz aviso").

Segurança[editar | editar código-fonte]

Vários estudos feitos em todo o mundo desde 1970 tenderam a concluir que os faróis de rodagem diurna melhoram a segurança.[4][5][6] No entanto, um estudo do NHTSA feito em 2008 analisou o efeito das DRLs em colisões frontais e laterais entre dois veículos e a colisão de um veículo com ciclistas, pedestres e motociclistas. A análise determinou que as DRLs não oferecem nenhuma redução estatisticamente significativa na frequência ou gravidade das colisões estudadas, com exceção de uma redução na participação caminhões leves e vans em acidentes entre dois veículos por uma porcentagem significativa de 5,7%.[7]

Os benefícios das DRLs são mais perceptíveis nos países nórdicos e na Escandinávia, países cujo Sol incide com menor intensidade e o inverno tem baixa luminosidade. Conforme a luminosidade do ambiente aumenta, os benefícios das DRLs ficam cada vez menores e sua força de iluminação precisa ser maior. Ou seja, em locais mais próximos à linha do equador, as DRLs precisam ser mais fortes e seus benefícios são estatisticamente menores.[8]

Impacto ambiental[editar | editar código-fonte]

Os faróis de rodagem diurna têm potência que variam de acordo com a implementação. As DRLs de LED, por terem maior eficiência energética, são de baixa potência (de 5 a 20W). Na Europa, está sendo estudado o equilíbrio entre os benefícios da DRL com o aumento de consumo de combustível, já que a potência necessária para ligar os faróis de rodagem diurna é produzida pelo motor, o que aumenta o consumo de combustível e aumenta a emissão de dióxido de carbono suficientemente para tornar-se mais difícil o cumprimento do protocolo de Quioto e aumentar o aquecimento global.[9] Por esta razão, luzes de baixa potência são encorajadas na Europa, onde os faróis halógenos comuns são proibidos para cumprir com a obrigatoriedade das DRLs.[10]

Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil sua regulamentação e dada pelo Art.1º § 1º da RESOLUÇÃO Nº 227, DE 09 DE FEVEREIRO DE 2007 que Estabelece requisitos referentes aos sistemas de iluminação e sinalização de veículos.

A nomenclatura adotada é “Farol de rodagem diurna” e apresenta suas especificações no anexo 14.

Referências

  1. «CONTRAN Resolução 227» (PDF) 
  2. Koornstra, Matthijs; Bijleveld, Frits; Hagenzicker, Marjan (1997). «The Safety Effects of Daytime Running Lights» (PDF). p. 3. SWOV Institute for Road Safety Research, The Netherlands. Consultado em 5 de outubro de 2007 
  3. «Lei que obriga uso de faróis durante o dia pode entrar em vigor já defasada». 3 de setembro de 2012. Consultado em 29 de julho de 2016 
  4. «A Review of Daytime Running Lights» (PDF). members.optusnet.com.au  PDF (1.7 MB)
  5. «Review of the Literature on Daytime Running Lights». www.infrastructure.gov.au 
  6. «IIHS: North American DRL studies». www.iihs.org 
  7. Wang, Jing-Shiarn (setembro de 2008). «The Effectiveness of Daytime Running Lights for Passenger Vehicles». NHTSA Technical Report. Washington. D.C.: National Highway Traffic Safety Administration. 116 páginas. Consultado em 4 de março de 2009  PDF
  8. «A Review of Daytime Running Lights» (PDF). members.optusnet.com.au  PDF (1.7 MB)
  9. «DRL fuel consumption calculations». auto.howstuffworks.com 
  10. «FIA Brussels report on costs & benefits of various DRL implementations». www.fiabrussels.org 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.