Saltar para o conteúdo

Duas Igrejas (Miranda do Douro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Portugal Portugal Duas Igrejas (português)
Dues Eigreijas (mirandês)
 
  Freguesia  
Freguesia de Duas Igrejas, em Portugal
Freguesia de Duas Igrejas, em Portugal
Freguesia de Duas Igrejas, em Portugal
Símbolos
Bandeira de Duas Igrejas (português) Dues Eigreijas (mirandês)
Bandeira
Brasão de armas de Duas Igrejas (português) Dues Eigreijas (mirandês)
Brasão de armas
Localização
Duas Igrejas (português) Dues Eigreijas (mirandês) está localizado em: Portugal Continental
Duas Igrejas (português)
Dues Eigreijas (mirandês)
Localização de Duas Igrejas (português)
Dues Eigreijas (mirandês) em Portugal
Coordenadas 41° 28' 23" N 6° 21' 29" O
Região Norte
Sub-região Terras de Trás-os-Montes
Distrito Bragança
Município Miranda do Douro
(Miranda de l Douro)
Código 040604
Administração
Tipo Junta de freguesia
Características geográficas
Área total 49,26 km²
População total (2021) 558 hab.
Densidade 11,3 hab./km²
Código postal 5210
Outras informações
Orago Nossa Senhora do Monte
Sítio http://www.cm-mdouro.pt/frontoffice/pages/121?poi_id=10

Duas Igrejas (em mirandês Dues Eigreijas) é uma povoação portuguesa sede da Freguesia de Duas Igrejas do Município de Miranda do Douro, freguesia com 49,26 km² de área[1] e 558 habitantes (censo de 2021)[2], tendo, por isso, uma densidade populacional de 11,3 hab./km².

A freguesia é composta por quatro aldeias:

  • Duas Igrejas (Dues Eigreijas)
  • Cércio (Cércio)
  • Vale de Mira (Bal de Mira)
  • Quinta de Cordeiro (Quinta de Cordeiro)

Localização[editar | editar código-fonte]

A Freguesia de Duas Igrejas situa-se no Município de Miranda do Douro, no Distrito de Bragança, em Portugal.

Duas Igrejas está inserida na região do Norte (NUTS II) e na sub-região de Terras de Trás-os-Montes (NUTS III),[3] correspondendo à antiga província de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Esta freguesia está limitada a Norte pela freguesia de Malhadas, a nordeste pela Freguesia de Miranda do Douro, a sul pela Freguesia de Vila Chã de Braciosa, a sudoeste pela Freguesia de Palaçoulo e a oeste pela Freguesia de Silva e Águas Vivas.

Localização de Duas Igrejas no Município de Miranda do Douro.

História[editar | editar código-fonte]

Os primeiros vestígios conhecidos de habitação do povo em Duas Igrejas remetem ao século XVIII com a construção de habitações feitas em pedra, na maioria com 1 piso ou 2 pisos. Um bom exemplo é a Igreja de Santa Eufémia, construída no mesmo século. Desde este tempo que a agricultura e a pecuária, produções bastante utilizadas na Idade Média, tiveram um enorme sustento da região, permitindo o desenvolvimento através destes dois tipos de produção.

Com o passar dos anos, já no início do século XX, construiu-se a linha ferroviária pública, financiada pelo estado português, a Linha do Sabor, o que permitiu um bom desenvolvimento da região ao longo das décadas deste século. Hoje a linha encontra-se desativada desde o ano do seu encerramento, em 1986.

No mesmo século, em 1959, construiu-se a Igreja da Nossa Senhora do Monte, o que permitiu que esta freguesia tenha duas igrejas que poderá suceder na origem do nome.

Tradições[editar | editar código-fonte]

Possui duas importantes igrejas: A Igreja de Santa Eufémia,[4] e a Igreja da Nossa Senhora do Monte[5] de onde faz o orago desta freguesia.

Esta freguesia possui maior movimento no mês de Agosto onde é habitualmente celebrada as Festas em Honra da Nossa Senhora do Monte. É também notável um aumento do movimento nos meses de Dezembro, devido à celebração do Natal. e no mês de onde é celebrado as festividades religiosas da Páscoa, normalmente entre os meses de março e abril. O motivo é a visita dos emigrantes de França , de Espanha e ainda da saída em férias dos portugueses das grandes aglomerações urbanas (como Lisboa e Porto) para este local.

Ensino[editar | editar código-fonte]

Antiga escola primária, hoje encerrada, localizada em Duas Igrejas.

No século XX chegaram a existir até 3[6] escolas de ensino inseridas dentro do aglomerado urbano da freguesia. A boa prova foi o grande aumento da população que se fez sentir nesta freguesia, principalmente durante o início do século XX. Uma das escolas (a da imagem em baixo) foi construída por ordem de Salazar.

Com a diminuição do número de estudantes nesta freguesia, as escolas encerraram, passando a ser possível estudar nos locais vizinhos de Sendim e Miranda do Douro.

Demografia[editar | editar código-fonte]

A população registada nos censos foi:[2]

População da freguesia de Duas Igrejas[7]
AnoPop.±%
1864 778—    
1878 891+14.5%
1890 952+6.8%
1900 1 009+6.0%
1911 1 109+9.9%
1920 1 079−2.7%
1930 1 084+0.5%
1940 1 334+23.1%
1950 1 499+12.4%
1960 1 542+2.9%
1970 1 138−26.2%
1981 990−13.0%
1991 860−13.1%
2001 744−13.5%
2011 599−19.5%
2021 558−6.8%
Distribuição da População por Grupos Etários[8]
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 68 94 376 206
2011 39 47 287 226
2021 38 30 210 280

Clima[editar | editar código-fonte]

Neve em Duas Igrejas.

O clima nesta freguesia é o habitual de toda a região transmontana, com Verões quentes e secos e Invernos frios e chuvosos. Ou seja, é o clima do tipo mediterrânico com influência de um Clima continental, isto é devido à possibilidade ocorrerem temperaturas negativas abaixo do 0 °C que faz provocar precipitações de neve.

Normalmente, no Inverno costuma de ocorrer fenómenos naturais como a formação de geada, neblina e possibilidade de acontecer precipitações de granizo e neve, esta última devido ao tipo de clima existente nesta zona e também à grande altitude que está presente acima dos 700 m. No Verão as temperaturas podem ser superiores a 30 °C nos dias mais quentes do ano.

A humidade neste local costuma de ser bastante inferior ao normal, nomeadamente devido distância de regiões marítimas, que sucede em valores quase nulos no Verão.

Personalidades Ilustres[editar | editar código-fonte]

Património[editar | editar código-fonte]

Figura zoomórfica de um berrão (porco)[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2020 foi descoberto uma figura zoomórfica que representa um berrão (porco) e que os arqueólogos datam entre os séculos IV e I a.C.. A figura tem um comprimento de 1,60 metros e cerca de 80 centímetros de altura por 30 de espessura. A escultura pesa cerca de uma tonelada, sendo esculpida em granito[9].

Ligação ferroviária[editar | editar código-fonte]

Antiga estação de Duas Igrejas, hoje sem serviço.
Estação de Duas Igrejas, na Linha do Sabor.

No século XX existiu uma ligação ferroviária que começava no Pocinho e terminava em Duas Igrejas (Miranda do Douro). Na altura a principal ligação entre as regiões transmontanas era o comboio e por isso chegou-se a construir uma ligação ferroviária que ajudasse a fazer uma ligação a estas regiões com o objetivo de desenvolver mais este tipo de locais e regiões e de permitir também uma melhor ligação entre o planalto Mirandês e o Douro, ou até mesmo para a cidade (Porto). O nome da ligação ferroviária era denominada como Linha do Sabor.

Com os anos construíram-se estradas e desenvolveram-se ligações rodoviárias e assim o comboio começou a perder valor cuja consequência foi o abandono e término das ligações ferroviárias neste tipo de regiões que veio a acontecer em 1988. Desde esse ano que a principal ligação para estas regiões é a rodoviária que continua em constante crescimento até aos dias de Hoje, como o surgimento de vias-rápidas rodoviárias como o IC5 (Itinerário Complementar 5) e a recém popularmente utilizada durante várias décadas a estrada nacional 221.

Festividades[editar | editar código-fonte]

  • Nossa Senhora do Monte (5 a 15 de agosto)
  • Santo Estêvão (26 de dezembro)
  • São João (27 de dezembro)

Procissões religiosas[editar | editar código-fonte]

  • Procissão dos Passos (Bianualmente, no Domingo anterior ao Domingo de Páscoa)
  • Procissão de Santa Bárbara (Maio)
  • Procissão em Honra da Nossa Senhora do Monte (15 de Agosto)
  • Procissão em Honra de Santo Estêvão (26 de Dezembro)
  • Procissão em Honra de São João (27 de Dezembro)

Acessos[editar | editar código-fonte]

Rodoviários[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Carta Administrativa Oficial de Portugal CAOP 2013». descarrega ficheiro zip/Excel. IGP Instituto Geográfico Português. Consultado em 10 de dezembro de 2013. Arquivado do original em 9 de dezembro de 2013 
  2. a b Instituto Nacional de Estatística (23 de novembro de 2022). «Censos 2021 - resultados definitivos» 
  3. Região Norte de Portugal, que compreende 86 municípios
  4. Igreja de Santa Eufémia, localizada no Google Maps - https://goo.gl/maps/zFzU4TV67eJ2
  5. Igreja da Nossa Senhora do Monte, localizada no Google Maps - https://goo.gl/maps/uSLhKDxL4jv
  6. Localização de uma das três escolas no Google Maps - https://goo.gl/maps/HCjeNi4s1eR2
  7. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  8. INE. «Censos 2011». Consultado em 11 de dezembro de 2022 
  9. «Figura em pedra com mais de dois mil anos descoberta em Miranda do Douro» 

Ligações úteis[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Duas Igrejas (Miranda do Douro)
Localizações


Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.