Duas Lâmpadas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde outubro de 2013). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Na obra Tolkieniana, as Duas Lamparinas dos Valar foram criadas quando a Terra-média necessitou de luz. Aulë construiu as duas enormes lamparinas a pedido de Yavanna, sua esposa, e Varda, a Rainha das Estrelas, as encheu. Manwë, chefe dos Valar as consagrou, e as lâmpadas foram colocadas sobre colunas muitíssimo altas, e elas iluminaram Arda.
A lamparina que ficava ao Norte da Terra-média era chamada Illuin, e a que ficava no Sul se chamava Ormal.
Illuin ficava alinhada Helcar, onde surgiria o Cuiviénen, uma espécie de baía de Helcar. As lâmpadas foram destruídas por Melkor, marcando o fim da chamada "Primavera de Arda", e os anos de sua existência são chamados de Anos das Lâmpadas

Ver também[editar | editar código-fonte]