Ducado da Bretanha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dugelezh Breizh
Duché de Bretagne

Ducado da Bretanha

Ducado

Blank.png
939 – 1547 Pavillon royal de la France.svg
Flag Brasão
Bandeira Brasão
Lema nacional
Kentoc'h mervel eget bezañ saotret
Potius mori quam fœdari (latim)
Plutôt la mort que la souillure
A ma vie (variante)
Localização de Bretanha
Continente Europa
País Reino da França
Capital Nantes
Rennes
Vannes
Língua oficial Bretão, Galo, Latim, Francês, Poitevin
Governo Monarquia feudal
Duque
 • 1514-1524 Cláudia (última)
Legislatura Estados da Bretanha, Parlamento da Bretanha
História
 • 1ª de agosto de 939 Batalha de Trans-la-Forêt
 • 13 de agosto de 1547 União com a França
Moeda várias[1]

O Ducado da Bretanha foi um estado independente entre 841 e 1532, apesar de terem existido sempre influências de França ou Inglaterra. A independência da Bretanha foi declarada em 841, na sequência da revolta de Nominoe, Duque da Bretanha, senhor da Bretanha, contra o seu suserano, o rei Carlos I de França. Ao fim de cinco anos de guerra, a França reconhece a existência do ducado da Bretanha. Após a morte do duque Alan II em 952, a Bretanha entra numa crise dinástica onde as casas de Rennes e Nantes lutam pela posse do ducado. A situação será normalizada em 990 quando o conde Conan de Rennes pacifica o ducado sob o seu controlo. Em 1213, Pedro, Conde de Dreux torna-se duque da Bretanha após o casamento com Alice de Thouars, a herdeira do ducado. Os Dreux tinham fortes laços com a casa real francesa e marcaram presença não só na Bretanha, mas também na política europeia de então. Entre 1341 e 1364, a Bretanha viveu uma guerra de sucessão, que terminou com a vitória dos Montfort, um ramo júnior da casa de Dreux. Em 1488, o duque Francisco II morre na sequência de um acidente de cavalo, após uma série de conflitos com a coroa francesa. Tinha apenas uma filha, Ana da Bretanha, que foi forçada a casar com o rei Carlos VIII de França. Quando Ana morreu em 1514, a Bretanha foi anexada à coroa francesa. A partir de então, duque da Bretanha passa a ser apenas um título nominal.[2]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ducado da Bretanha

Referências

  1. Booton, Diane E. (2010). Manuscripts, Market and the Transition to Print in Late Medieval Brittany (em inglês) (Londres: Ashgate Publishing, Ltd.). p. 12. ISBN 0754666239. 
  2. Bachrach, Bernard S. (1993). Fulk Nerra the Neo-Roman Consul, 987-1040: A Political Biography of the Angevin Count (em inglês) (Oakland, CA: University of California Press). ISBN 0-520-07996-5.