Duque de Caxias Futebol Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Duque de Caxias
Duque de Caxias Futebol Clube.png
Nome Duque de Caxias Futebol Clube
Alcunhas Gigante Tricolor da Baixada[1]
Tricolor
Duque
Torcedor/Adepto Tricolor
Duquecaxiense[1]
Mascote Águia
Fundação 8 de março de 2005 (12 anos)
Estádio Marrentão
Capacidade 3 334
Localização Brasao-caxias.png Duque de Caxias, Rio de Janeiro RJ,  Brasil
Presidente Brasil Paulo César de Oliveira Sabino
Treinador Brasil Palinha
Material (d)esportivo Estados Unidos Wilson
Competição Futebol Masculino
Rio de Janeiro Série B1
Futebol Feminino
Brasil Série A2
Rio de Janeiro Campeonato Carioca
Ranking nacional Futebol Masculino
73º lugar, 971 pontos
Futebol Feminino
11º lugar, 8 532 pontos[2]
Website Site Oficial
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Duque de Caxias Futebol Clube é uma agremiação esportiva da cidade de Duque de Caxias na região metropolitana do Rio de Janeiro[3] fundada em 8 de março de 2005[3]. Suas cores são laranja, azul e branco. A equipe atualmente ocupa a 73ª colocação no Ranking Nacional de Clubes da CBF, com 971 pontos. Entre 2009 e 2011 disputou a Série B do Campeonato Brasileiro sendo sua melhor participação em 2009 quando terminou na oitava colocação. Disputou ainda a Copa do Brasil de 2014, por ter sido o campeão da Copa Rio[4][5] daquele ano, mas foi eliminado na primeira fase pela Caldense.

No Futebol Feminino, foi campeão da Copa Brasil em 2010[6] e do Campeonato Carioca em 2011[7], além de ter sido vice-campeão em outras quatro oportunidades (2010, 2012, 2013 e 2014). Atualmente ocupa a 11ª colocação no ranking da categoria com 8 532 pontos, sendo o melhor clube do Rio de Janeiro.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Antecendentes[editar | editar código-fonte]

Tamoio Futebol Clube (1957-2005)[editar | editar código-fonte]

Escudo do Tamoio Futebol Clube

O Tamoio Futebol Clube foi fundado no dia 22 de fevereiro de 1957 e era sediado no distrito duquecaxiense de Xerém. Sua antiga praças de esportes se chamava Neobey Brandão e seu espaço deu origem ao estádio atual, intitulado Romário de Souza Faria, o Marrentão.

Em 1994 o Tamoio muda de nome para Duque de Caxias Futebol Clube para a disputa do Campeonato Carioca da Terceira Divisão de 1994 com o intuito de criar uma identificação com com a população duques-caxiense. A ideia porém não deu certo e a equipe volta a se chamar Tamoio Futebol Clube.[8]

Em 2005 a equipe se extingue e as suas instalações serviram de base para a fundação do atual Duque de Caxias Futebol Clube.

2005 a 2007: Surgimento e acesso no Rio[editar | editar código-fonte]

Equipe profissional do Duque de Caxias, campeã da Copa Rio em 2013. Foto de Vitor Costa.

Em 8 de março de 2005, foi fundado o Duque de Caxias Futebol Clube. O clube foi formado a partir das instalações do Tamoio Futebol Clube.

Estreou o futebol profissional na disputa da Copa Rio de 2005 e sua primeira partida foi diante do Condor, onde foi derrotado por 1 a 0, no Louzadão, em Mesquita. A primeira vitória veio na terceira rodada contra o Esporte Clube Resende, no Estádio Mestre Telê Santana da Silva. O Duque de Caxias foi eliminado nas quartas de final para o Profute, terminando a competição em sexto lugar.

No ano seguinte, o Duque de Caxias conseguiu a vaga para a disputa da Segunda Divisão do Campeonato Carioca, depois de ser campeão invicto da seletiva que dava vagas na competição. No mesmo ano, disputou a Segunda Divisão, onde chegou à fase final. Entretanto, não conseguiu o acesso, pois ficou em sexto lugar.

No ano de 2007, a equipe novamente disputou a Copa Rio no primeiro semestre. Fez uma excelente campanha, terminando na sexta posição, que mais tarde lhe daria a vaga para a Série C do Brasileiro de 2008. No segundo semestre de 2007, o Duque de Caxias disputou a Segunda Divisão Carioca. A equipe terminou a competição em quinto lugar e, como nesse ano as cinco melhores equipes subiam para a primeira divisão, pois a FFERJ desejava que o Campeonato Carioca fosse aumentado para dezesseis times, a equipe garantiu o acesso inédito à elite do futebol carioca.

2008: Acesso nacional[editar | editar código-fonte]

Em 2008, o Duque de Caxias estreou no Campeonato Carioca e, na sua estreia, venceu o America por 5 a 2, na casa do adversário. Após isto, o Duque de Caxias fez uma campanha irregular e terminou a competição em 12º lugar. No segundo semestre, a equipe disputou a Copa Rio com um time muito desfalcado e, novamente, terminou na sexta colocação.

Com a desistência da Cabofriense, que disputaria a Série C do Campeonato Brasileiro por ter sido vice-campeã da Copa Rio de 2007, e, ainda com a recusa também de Bangu, Nova Iguaçu e Olaria (3º, 4º, e 5º lugares respectivamente), o Duque de Caxias ganhou a vaga para a Série C do Campeonato Brasileiro de 2008.

Na primeira fase, o Duque de Caxias se classificou na segunda posição do Grupo 11, empatado em número de pontos e saldo de gols com o terceiro colocado Paulista, porém, tinha feito mais gols (8 contra 6) e ficou com a vaga, junto com o América Mineiro. No Grupo 22, outra segunda colocação, desta vez com tranquilidade e se classificou junto com o Guaratinguetá. Na terceira fase, o Duque de Caxias novamente precisou dos gols marcados para avançar no torneio em segundo, na chave 27: empatou em pontos e saldo com o Guaratinguetá e fez 12 gols, contra 10 do adversário. No Octogonal Final da competição, o Duque de Caxias ficou na quarta colocação e garantiu o acesso inédito à Série B do Campeonato Brasileiro, também nos gols marcados: 27, contra 20 do Águia de Marabá, quinto colocado. O clube ainda perdeu um ponto, conquistado diante do Rio Branco-AC, no episódio conhecido como cai-cai,[9][10] na Arena da Floresta, pela segunda rodada da fase.

2009 a 2011: Série B[editar | editar código-fonte]

Em 2009, o Duque de Caxias disputou, pela primeira vez, a Série B do Campeonato Brasileiro. Após um bom início, com duas vitórias nos dois primeiros jogos, contra Campinense e Juventude, o time fez uma campanha irregular, mas fez uma boa reta final, com o comando de Gilson Kleina e terminou na oitava colocação, a melhor posição conquistada pelo Tricolor da Baixada na competição.

No ano seguinte, no Campeonato Carioca, o Duque de Caxias, por pouco, não foi rebaixado para a Série B, quando disputou, ao lado de Resende e Friburguense, o Grupo X, que definia o último time que sofreria o descenso. No fim, o Duque de Caxias terminou na liderança e, ao lado do Resende, escapou do rebaixamento. Na Série B do Campeonato Brasileiro, o mau início quase estragou os planos da permanência do time na Série B, porém, novamente com Kleina como treinador, o clube se recuperou e terminou na 11ª posição.

No último ano do Duque de Caxias na Série B, o Tricolor fez a pior campanha da história da competição,[11] vencendo apenas duas partidas em 38 disputadas, caindo para a Série C em 2012.

Primeiro título internacional[editar | editar código-fonte]

Simultaneamente à Série B de 2009, no mês de novembro, o time B do Duque de Caxias disputou um torneio internacional - a Number One BTV Cup, em sua nona edição - no Vietnã. O Duque de Caxias venceu os três jogos da fase inicial e passou para a grande final ao vencer o clube vietnamita Binh Duong, na casa do adversário, pelo placar de 3 a 0.

A final foi contra o também vietnamita Dong Tam Long An FC, time mais tradicional do Vietnã e bicampeão do mesmo torneio BTV Cup. O Tricolor venceu por 2 a 1, sagrando-se o grande campeão invicto e com 100% de aproveitamento[12], representando então o Brasil, ao lado do Matsubara e do Bangu, como os vencedores do torneio[12].

2012 e 2013: Série C[editar | editar código-fonte]

Assim como nos anos anteriores, o Duque de Caxias disputou, no primeiro semestre, o Campeonato Carioca, mas, desta vez, sem sustos. O foco foi o retorno à Série B do Campeonato Brasileiro, após a queda em 2011. No novo regulamento da Série C do Campeonato Brasileiro, os 20 times eram divididos em dois grupos, passando os quatro melhores.

Em 2012, o Duque de Caxias terminou a primeira fase na segunda colocação do Grupo B, atrás apenas do Macaé. Entretanto, nas quartas de final, o clube foi eliminado em pleno Estádio Marrentão para o Icasa[13] e ficando, assim, sem o retorno à Série B do Campeonato Brasileiro. No ano seguinte, o cenário foi contrastante. Após campanha bastante irregular, com poucas vitórias em casa, o Duque de Caxias escapou da zona de rebaixamento à Série D do Campeonato Brasileiro na última partida, ao vencer o Caxias[14] no Estádio Marrentão, garantindo a sétima colocação no Grupo B e a permanência na Série C do Campeonato Brasileiro.

O presidente de honra, Washington Reis, o capitão André Gomes, o presidente Luiz Carlos Arêas e goleiro Fernando após o título da Copa Rio 2013. Foto de Vitor Costa

Primeiro título estadual[editar | editar código-fonte]

Em meio à Série C do Campeonato Brasileiro de 2013, o Duque de Caxias iniciou a disputa da Copa Rio. Na primeira fase, o Duque de Caxias entrou com um time B, como fizera em 2011 e 2012, e conseguiu a classificação antecipada em segundo lugar no Grupo B, cujo líder foi o Volta Redonda.

Com o fim da Série C do Campeonato Brasileiro, o Duque de Caxias começou a segunda fase com o elenco que disputou a competição nacional e, também antecipadamente, garantiu a liderança do Grupo E, com 10 pontos, e passou, pela primeira vez, para as semifinais da competição. O segundo colocado foi o Boavista.

Nas semifinais, o Duque de Caxias enfrentou o Bangu. Na partida de ida, no Estádio Marrentão, o time goleou o por 4 a 1 e, na volta, em Moça Bonita, outra vitória: 1 a 0 e a classificação para a final. Na decisão, um reencontro com o Boavista. No primeiro jogo, o Duque de Caxias foi derrotado por 1 a 0, no Estádio de Los Larios e, na partida derradeira, vitória do Tricolor por 3 a 1, que conquistou seu primeiro título estadual da história, garantindo uma vaga inédita para a Copa do Brasil de 2014.

Duplo rebaixamento e atualmente[editar | editar código-fonte]

Em 2014, o Duque de Caxias fez uma campanha muito irregular no Campeonato Carioca, terminando na última colocação, sendo rebaixado para a Série B do ano seguinte, juntamente com o Audax Rio. Foram duas vitórias, três empates e dez derrotas, sendo o segundo pior ataque com 14 gols marcados e a pior defesa com 31 gols sofridos. Apesar da campanha ruim, um fato inusitado entraria para a história do clube naquele ano: Em um jogo contra o Flamengo o Lateral Janderson Rodrigues Bahia conhecido como Rodrigues do Duque de Caxias aos 27'/1T fez um gol olímpico no rival em pleno Maracanã.Foi o primeiro gol olímpico de uma equipe no estádio após a reforma para a Copa do Mundo de 2014 e o primeiro gol olímpico da história do Clube. A partida terminou empatada em 2 x 2. Em sua estréia na Copa do Brasil foi eliminado na primeira fase pela Caldense.O Duque apostava suas fichas na disputa da Série C para passar uma borracha na sua temporada, mas com uma parceria com a empresa Big e com um time muito limitado, o Tricolor da Baixada acabou sendo rebaixado para a Série D com três rodadas de antecedência,competição em que disputou pela primeira vez na história. Na Copa Rio participou do grupo D que tinha Bonsucesso, Friburguense e Resende na chave, porém não conseguiu repetir a boa campanha do ano passado quando conquistou o titulo.Com 3 empates, 3 derrotas, nenhuma Vitória e 3 pontos em 6 jogos o time terminou na Lanterna da Chave eliminado na primeira fase.

Em 2015 o Duque de Caxias disputa a série B do Campeonato Carioca. No Primeiro turno (Taça Santos Dumont) no grupo B o Duque não faz uma campanha de destaque, terminando na modesta sétima colocação. Já no segundo turno (Taça Corcovado) a equipe melhora de rendimento e termina como líder de seu grupo com 20 pontos.Em 8 jogos foram 6 Vitórias 2 empates e nenhuma derrota, avançando assim para a fase seguinte. Porém nas semifinais o Duque foi eliminado pelo Americano nos pênaltis por 4 x 3 após cada equipe ter vencido uma partida por 2 x 0. Em sua primeira participação na série D do campeonato Brasileiro o Duque caiu no grupo A6, juntamente com Botafogo SP, CRAC, Gama e Villa Nova MG.Com uma campanha de 2 vitórias 1 empate 5 derrotas e 7 pontos conquistados em 8 jogos a equipe não consegue avançar de fase terminando na quarta colocação, ficando assim sem divisão nacional.

Em 2016 volta a fazer campanha ruim no Campeonato Carioca série B não se classificando nem para as semifinais da Taça Santos Dumont nem para as semifinais da Taça Corcovado e só escapou de um novo rebaixamento a terceira divisão do Estado porque o Angra do Reis perdeu 17 pontos por ter escalado Luiz Felippe e Vitor, dois jogadores supostamente irregulares, em quatro jogos da competição.

Em 2017 a divisão passa a ser denominada série B1. Na taça (Taça Santos Dumont) o Duque se classifica em segundo lugar no Grupo mas novamente é eliminado na semifinais pelo Audax Rio após perder por 2 x 0

Elenco[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 18 de abril de 2017

Goleiros
Jogador
Brasil Jaime
Brasil Bernardo
Brasil Leandro
Defensores
Jogador Pos.
Brasil Talis Z
Brasil Pedro Henrique Z
Brasil Thiago Eleutério Z
Brasil Júlio César Pit Z
Brasil Oziel LD
Brasil Carlinhos LD
Brasil Flavinho LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
Brasil Darlan V
Brasil Sassá Capitão V
Brasil Jackson V
Brasil Ronan V
Brasil Marques M
Brasil Marcelo Cabral M
Brasil Igor Claudiano M
Brasil Ramon M
Brasil Bruninho M
Brasil Vitinho M
Atacantes
Jogador
Brasil Nathan
Brasil Léo Guerreiro
Brasil Alex Alcântara
Brasil Igor Leandro
Brasil Dudu
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Orlando Brandão T
Brasil Jefferson Madeira AS
Brasil Luciano Sousa PF
Brasil Ricardo Schimel TG
Brasil Eduardo Cardoso FT

Treinadores[editar | editar código-fonte]

Jogadores destacados[editar | editar código-fonte]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais
Competição Títulos Temporadas
Rio de Janeiro Copa Rio 1 2013
Rio de Janeiro Torneio Seletivo 2ª Divisão 1 2006
Outros
Competição Títulos Temporadas
Flag of Vietnam.svg Number One BTV Cup 1 2009

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Equipe profissional do Duque de Caxias que conquistou o acesso à elite em 2007. Foto: Paulo Roberto Rodrigues.

Participações[editar | editar código-fonte]

Participações em 2017
Competição Temporadas Melhor campanha Estreia Última P Aumento R Baixa
Rio de Janeiro Série A 7 10º colocado (2011) 2008 2014 1
Série B 5 4º colocado (2015) 2006 2017 1
Copa Rio 8 Campeão (2013) 2005 2014
Brasil Série B 3 8º colocado (2009) 2009 2011 1
Série C 4 4º colocado (2008) 2008 2014 1 1
Série D 1 30º colocado (2015) 2015 2015
Copa do Brasil 1 1ª Fase (2014) 2014 2014

Temporadas do Duque de Caxias Futebol Clube[editar | editar código-fonte]

Duque de Caxias Futebol Clube
Brasil Nacionais Rio de Janeiro Estaduais
Ano Campeonato Brasileiro Copa do Brasil Campeonato Carioca Copa Rio
Div. Pos. J V E D GP GC Fase Máxima Div. Pos. Pos.
2005 C Não classificado
2006 C Não classificado B
2007 C Não classificado B
2008 C 32 14 6 12 55 54 A 12º
2009 B 38 15 9 14 55 55 A 13º
2010 B 11º 38 15 5 18 46 56 A 13º
2011 B 20º 38 2 11 25 32 84 A 10º 10º
2012 C 20 9 3 8 23 25 A 11º 19º
2013 C 15º 18 4 7 7 19 22 A 13º
2014 C 20º 18 1 4 13 10 32 1F A 16º 16º
2015 D 30º 8 2 1 5 10 11 B
2016 D Não classificado B 15º
2017 D Não classificado B1
2018 D Não classificado B1 a disputar


Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

Masculino[editar | editar código-fonte]

Ranking atualizado em dezembro de 2016

  • Posição: 73º
  • Pontuação: 971 pontos[18]

Feminino[editar | editar código-fonte]

Ranking atualizado em novembro de 2016

  • Posição: 11º
  • Pontuação: 8 532 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol para pontuar todos os clubes do Brasil[19].

Futebol Feminino[editar | editar código-fonte]

Time campeão da Copa do Brasil Feminina em 2010. Foto: Vitor Costa

A partir de 2010, o Duque de Caxias firmou uma parceria com o CEPE-Caxias para disputar a Copa do Brasil Feminina. Com uma campanha espetacular, o clube conquistou o título, após vencer o Foz do Iguaçu por 1 a 0, no Marrentão. É único título nacional da equipe feminina do Duque, que em 2011 foi um dos representantes brasileiros na Libertadores Feminina.[20].

No ano seguinte, a parceria conquistou seu segundo título, ao se sagrar campeão do Campeonato Estadual Feminino de forma invicta. Ainda em 2011, disputou a Libertadores. Porém, o Duque de Caxias somou apenas quatro pontos na primeira fase e acabou sendo eliminado após perder para o Colo-Colo.[21].

A partir de 2012, com o fim da parceria com o CEPE-Caxias, Duque de Caxias manteve o departamento de futebol feminino, absorvendo todas as jogadoras e comissão técnica do CEPE-Caxias. No ano, a equipe ficou com o vice-campeonato estadual ao perder para o Vasco da Gama e foi eliminado na primeira fase da Copa do Brasil, para o Centro Olímpico. Em 2013, novamente foi vice-campeão Estadual e foi eliminado nas quartas de final pelo São José.

Campeonato Brasileiro 2013 - 2014[editar | editar código-fonte]

Em 2013, a CBF, em parceria com a Caixa Econômica Federal, lançou a primeira edição do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino, com a presença das 20 melhores equipes do Ranking da CBF. Com isso, o Duque de Caxias participou da competição, mas foi eliminado logo na primeira fase, ficando em 3º no Grupo 1, atrás de Centro Olímpico e Rio Preto.

Em 2014, a CBF anunciou a segunda edição do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino em uma nova parceria com a Caixa Econômica Federal. As meninas do Tricolor da Baixada estão no Grupo 3, ao lado do São Francisco, Vitória das Tabocas, Sport e Bahia.

Nacionais
Competição Títulos Temporadas
CBF Brazilian Cup.png Copa do Brasil 1 2010
Estaduais
Competição Títulos Temporadas
Rio de Janeiro Campeonato Carioca 1 2011

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Últimas dez temporadas[editar | editar código-fonte]

Duque de Caxias Futebol Clube - Futebol Feminino
Brasil Nacionais Flags of South American Conmebol Members.gif Continentais Rio de Janeiro Estaduais
Ano Campeonato Brasileiro Copa do Brasil Libertadores Campeonato Carioca
Div. Pos. J V E D GP GC Fase Máxima Fase Máxima Pos.
2010 C
2011 1F 1F
2012 1F
2013 A 13º 4 1 1 2 5 11 QF
2014 A 10 4 2 4 21 17 R16
2015 A 19º 4 0 0 4 3 28 1F
2016 A 18º 4 0 0 4 2 10
2017 A2 11º 7 2 1 4 9 8 A disputar


Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Classificado à Copa Libertadores da América
     Classificado à Copa Sul-Americana ou Copa do Brasil
     Rebaixamento
     Acesso

Futebol Society[editar | editar código-fonte]

No final do ano de 2010, o Duque de Caxias confirmou a sua participação no Futebol de 7, conhecido também como futebol society. O clube jogou o Campeonato Carioca de 2011 em parceria com o Exata Futebol Society, clube tradicional nesta categoria.[22]. No entanto, foi eliminado nas semifinais.

No início de 2012, o Duque de Caxias venceu o Torneio Rio Solidário e garantiu vaga na Copa do Brasil da categoria no ano de 2013, além da participação do Torneio Rio-São Paulo.

Título[editar | editar código-fonte]

  • Rio de Janeiro Torneio Rio Solidário (2012) [23]

Estádio[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Estádio Romário de Souza Faria

Torcida[editar | editar código-fonte]

Infernizada Tricolor, no Marrentão, em 2009.

Referências

  1. a b «Esportes Terra - Duque de Caxias» 
  2. a b «Ranking Nacional de Clubes do Futebol Feminino» (PDF) (pdf) 
  3. a b «História do Duque de Caxias Futebol Clube» 
  4. Globoesporte.com (23 de novembro de 2013). «Duque reverte vantagem, vence o Boavista em casa e leva a Copa Rio» 
  5. «Duque de Caxias é campeão da Copa Rio». 23 de novembro de 2013 
  6. Bola na Área. «Copa do Brasil Feminina de 2010» 
  7. ogol.com.br. «Campeonato Carioca de Futebol Feminino de 2011» 
  8. Cacellain. «Duque de Caxias Futebol Clube – Duque de Caxias (RJ): Disputou a Terceirona de 1994». Consultado em 4 de junho de 2017 
  9. Agência Notícias do Acre (24 de outubro de 2008). «Duque de Caxias é punido pelo "cai-cai" no jogo contra o Rio Branco» 
  10. Zero Hora/Clic RBS (6 de novembro de 2008). «STJD alivia pena do Duque de Caxias-RJ pelo cai-cai na Série C» 
  11. UOL (5 de outubro de 2011). «Com pior campanha e piores públicos, Duque de Caxias entra para história negativamente» 
  12. a b «Definidas as semifinais da BTV Cup 2009» 
  13. «Icasa segura o empate com o Duque de Caxias e garante acesso à Série B». 9 de novembro de 2012 
  14. «Duque de Caxias 1 x 0 Caxias - Vitória no sufoco livra Tricolor da degola» 
  15. «Duque de Caxias apresenta Amilton Oliveira como novo treinador» 
  16. «Ex-auxiliar de Luxa, Júnior Lopes é o novo treinador do Duque de Caxias» 
  17. Site Oficial do Duque de Caxias Futebol Clube. «Alexandre Gama não é mais técnico do Duque de Caxias» 
  18. RNC - RANKING NACIONAL DOS CLUBES 2015 Confederação Brasileira de Futebol - acessado em 11 de dezembro de 2014
  19. Cruzeiro lidera o Ranking Nacional de Clubes 2015 CBF
  20. «É campeão! Meninas de ouro conquistam o Brasil» 
  21. «Duque joga mal, perde para o Colo Colo e está fora da Libertadores.» 
  22. «Duque de Caxias oficializa participação no Futebol F7 Society» 
  23. «Duque de Caxias vence Torneio Rio Solidário»