Duque de Coimbra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde março de 2014). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Duque de Coimbra
Armas duques coimbra.png
Brasão de armas do Duque de Coimbra
No cargo
Infanta Maria Francisca of Portugal

desde 4 de Julho de 2018
Duração Vitalício
Criado em 1415
Primeiro titular D. Pedro

O título Duque de Coimbra foi criado pelo rei D. João I de Portugal em 1415, na sequência da conquista de Ceuta, nesse ano, a favor do seu segundo filho D. Pedro, Infante de Portugal. Juntamente com o título Duque de Viseu, criado na mesma altura para o Infante D. Henrique, é o mais antigo ducado de Portugal. Depois da morte de D. Pedro na batalha de Alfarrobeira o título não foi herdado pelos seus filhos, sendo atribuído de novo apenas no fim do século XV ao filho ilegítimo de D. João II de Portugal.

Duques de Coimbra[editar | editar código-fonte]

1.ª criação (João I, 1415)[editar | editar código-fonte]

2.ª criação (Manuel I, 150)[editar | editar código-fonte]

3.ª criação (Luís I, 1875)[editar | editar código-fonte]

Reivindicações pós-monarquia[editar | editar código-fonte]

Reivindicaram, também, o título de Duque/Duquesa de Coimbra:

  • D. Maria Pia de Saxe-Coburgo Gotha e Bragança, como pretendente ao trono (alegada filha natural do rei D. Carlos I)
  • Henrique João de Bragança, filho de S.A.R o Senhor Dom Duarte Nuno de Bragança e de S.A.R a Senhora Dona Maria Francisca de Orleans e Bragança, Princesa do Brasil, bisneto do rei D. Miguel I, pretendente também ao título de Infante de Portugal (1949–2017).
  • Infanta Maria Francisca Isabel de Herédia e Bragança, filha de S.A.R o Senhor Dom Duarte Pio de Bragança e de S.A.R a Senhora Dona Isabel de Herédia.

Ver também[editar | editar código-fonte]