Duque de Sussex

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Coat of Arms of Augustus Frederick, Duke of Sussex.svg
Duque de Sussex
Pariato  Reino Unido
Criação Jorge III do Reino Unido
27 de novembro de 1801
Ordem Nobreza Titulada
Tipo Hereditário
1.º Titular Augusto Frederico
Linhagem Casa de Hanover
Títulos Subsidiários Barão Kilkeel
Conde de Dumbarton
Herdeiro Archie Mountbatten-Windsor
Actual Titular Henrique, Duque de Sussex

Duque de Sussex foi um título criado no Pariato do Reino Unido. Foi conferido a 27 de novembro de 1801 para o príncipe Augusto Frederico, o sexto filho de Jorge III do Reino Unido. Ele foi feito Barão Arklow e Conde de Inverness, ao mesmo tempo, também no Pariato do Reino Unido. Uma vez que ele não tinha descendência legítima, os títulos foram extintos em sua morte, em 1843.[1]

Em 1999, durante o período que antecedeu o casamento do príncipe Eduardo, o filho mais novo de Isabel II, os especialistas haviam sugerido o ducado de Sussex ou Cambridge como o mais provável a ser concedido a ele. Em vez disso, o príncipe Eduardo foi criado Conde de Wessex, e foi anunciado que ele iria suceder ao título Duque de Edimburgo, atualmente ocupado por seu pai. [carece de fontes?]

Houve novamente a especulação de que ao príncipe Guilherme de Gales poderia ser dado o título na ocasião de seu casamento, em abril de 2011, com Catarina Middleton, mas ele foi criado, em vez disso, Duque de Cambridge. No mesmo ano, o príncipe Henrique de Gales foi relatado como um potencial beneficiário do título.[carece de fontes?]

Em 19 de maio de 2018, a rainha Isabel II concedeu o ducado a seu neto Henrique de Gales, antes de seu casamento com Meghan Markle.[1][2][3][4]

Titulares[editar | editar código-fonte]

Primeira criação - 1801[editar | editar código-fonte]

Segunda criação - 2018[editar | editar código-fonte]

Referências