Dureza Brinell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ensaio Brinell

O método Brinell é um método de medição da dureza, utilizado principalmente nos materiais metálicos. Este método foi proposto em 1900, pelo engenheiro sueco Johan August Brinell. É o primeiro ensaio de dureza normatizado e amplamente utilizado na engenharia e metalurgia.

O teste típico consiste em um penetrador de formato esférico com 10 mm de diâmetro, feito de aço de elevada dureza ou de carbeto de tungstênio.

A carga aplicada varia entre 500 e 3000 kgf e, durante o teste, a carga é mantida constante por um período entre 10 e 30 segundos.

O número Brinell de dureza (HB) é função da carga aplicada e do diâmetro da impressão resultante e pode ser obtido através da seguinte relação:

HB= \frac{2P}{\pi D (D - \sqrt{D^2 - d^2})}

onde “P” é o valor da carga aplicada (em kgf), “D” é o diâmetro do penetrador e “d” é o diâmetro da impressão resultante, ambos em milímetros.

Uma das grandes desvantagens do ensaio Brinell é o tamanho do penetrador, que muitas vezes causa danos consideráveis à peça analisada.

Para garantir um bom resultado, a medição do diâmetro da impressão deve ser feita em pelo menos duas direções. Além disso, é necessário manter a relação  \frac{P}{D^2} constante para obter resultados adequados.

A dimensão da dureza Brinell é MPa e a uma das normas que a rege é a ASTM E10 (Standard Test Method for Brinell Hardness of Metallic Materials).

Ver também[editar | editar código-fonte]