Duto excretor da glândula seminal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Duto excretor da glândula seminal
Gray1160.png
Próstata com vesículas seminais e ductos seminais, vistos de frente e de cima.
Prostate - Gray1153.png
Vesiculæ seminales e ampullæ de ductus deferentes, vistos de frente.
Latim Ductus excretorius glandulae vesiculosae

Cada vesícula seminal consiste em um único tubo, enrolado sobre si mesmo e emitindo vários divertículos cecais irregulares; as bobinas separadas, assim como os divertículos, são unidas por tecido fibroso. Quando desenrolado, o tubo tem aproximadamente o diâmetro de uma pena e varia em comprimento de 10 a 15 cm; termina posteriormente em um beco sem saída; sua extremidade anterior torna-se restrita a um duto reto estreito chamado duto excretor da glândula seminal (ou duto da vesícula seminal), que se une ao ducto deferente correspondente para formar o ducto ejaculatório.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Anatomy photo:44:08-0200 no Centro Médico SUNY Downstate - "The Male Pelvis: Structures Located Posterior to the Urinary Bladder"
  • Anatomy figure: 44:03-14 no Human Anatomy Online, SUNY Downstate Medical Center - "Lateral (A) and posterior (B) views of the bladder and associated structures."