Dwane Casey

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Dwane Casey
Dwane Casey
Dwane Casey e a esposa em 2017.
Informações pessoais
Data de nasc. 17 de abril de 1957 (62 anos)
Local de nasc. Indianapolis, Indiana,  Estados Unidos
Informações profissionais
Período como treinador 1979-presente
Times que treinou
Anos Clubes Jogos (V - D)
1979–1980
1980–1985
1985–1989
1989–1994
1989–1992
1992–1994
1994–2005
2005–2007
2008–2011
2011–2018
2018–presente
Kentucky (adjunto)
Western Kentucky (adjunto)
Kentucky (adjunto)
Japão (adjunto)
Sekisui Chemical
Isuzu Motors Lynx
Seattle SuperSonics (adjunto)
Minnesota Timberwolves
Dallas Mavericks (adjunto)
Toronto Raptors
Detroit Pistons







122 (53-69)

558 (320-238)
102 (48-54)

Dwane Casey (Indianapolis, 17 de Abril de 1957) é um treinador de basquetebol estado-unidense que actualmente é o treinador principal do Detroit Pistons da National Basketball Association (NBA). Casey é um ex-jogador e treinador de basquetebol da NCAA, tendo jogado e treinado lá por mais de uma década antes de passar para a NBA.[1]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Casey nasceu em Indianápolis, Indiana. No entanto, sua família mudou-se para Morganfield, Kentucky, quando ele tinha três anos de idade.[2] Casey formou-se na Union County High School, em 1975.[3]

Casey era um recruta de topo ao sair da escola. Ele tomou a decisão de se comprometer com a Universidade de Kentucky. Durante a temporada de 1977-78, Casey ajudou a guiar a equipa a uma vitória no Torneio da NCAA.

Ele formou-se na Universidade de Kentucky, com uma licenciatura em administração de empresas em 1979, recebendo também o prémio All-Academic de Kentucky no mesmo ano.[4]

Carreira de treinador[editar | editar código-fonte]

Início de carreira[editar | editar código-fonte]

Ele começou sua carreira de treinador universitário em 1979 devido a uma sugestão feita por seu treinador, Joe B. Hall. Casey passou uma temporada como auxiliar técnico de Hall em Kentucky. Na temporada seguinte, Casey mudou-se para Western Kentucky, onde passou as próximas cinco temporadas como auxiliar. Mais tarde, Casey retornou a Kentucky em 1985, onde assumiu o papel de assistente técnico e principal recrutador.[5]

No final de março de 1988, enquanto ainda atuava como assistente técnico de Kentucky, os funcionários da Emery Worldwide descobriram US $ 1.000 em dinheiro em um envelope que foi aberto acidentalmente. O envelope foi endereçado a Claud Mills, pai do recruta Chris Mills, e o remetente foi identificado como Casey.[6][7] A Universidade de Kentucky disse que as evidências coletadas durante a investigação eram inconclusivas e não provaram que Casey enviou o dinheiro. O escândalo resultou na renúncia de Casey mas depois a NCAA confirmou que ele não estava envolvido no envio do pacote.[8]

No exterior[editar | editar código-fonte]

Após sua demissão de Kentucky, Casey aceitou um cargo de treinador na Liga Japonesa de Basquete. Durante o tempo que passou lá, Casey treinou o Sekisui Chemical e o Isuzu Motors Lynx. Enquanto estava no Japão, Casey trabalhou como auxiliar da Seleção Japonesa.[9]

Casey durante um tempo com o Toronto Raptors.

No verão de 1998, a equipe jogou no Campeonato Mundial de Basquetebol Masculino de 1998, a primeira competição da equipe em mais de 30 anos.[10]

Retorno à NBA[editar | editar código-fonte]

Casey deixou a Liga Japonesa de Basquete em 1994, depois de oferta para ser assistente técnico do Seattle SuperSonics. Durante seu mandato em Seattle, a equipe conquistou quatro títulos de divisão.

No início da temporada de 2005-06, Casey conseguiu seu primeiro emprego como técnico principal no Minnesota Timberwolves. O recorde geral de Casey com a equipe foi de 53-69 e ele foi demitido em 23 de janeiro de 2007, depois de apenas uma temporada e meia.[11]

Durante a temporada de 2008-09, Casey atuou como assistente técnico do Dallas Mavericks. Durante a temporada de 2010-11, os Mavericks derrotaram o Miami Heat nas finais da NBA de 2011 e venceu seu primeiro título da NBA. Mais tarde, LeBron James admitiu que os esquemas defensivos de Casey o ajudaram a melhorar seu jogo ainda mais depois daquela série.

Toronto Raptors[editar | editar código-fonte]

Dwane Casey foi nomeado o novo treinador do Toronto Raptors em 21 de junho.[12]

As duas primeiras temporadas de Casey nos Raptors envolveram pouco ou nenhum sucesso. A equipe não foi para os playoffs nas duas temporadas. Durante sua terceira temporada com a equipe, ele conseguiu estabelecer um novo recorde de mais vitórias em uma temporada, um título da Divisão Atlântica e sua primeira aparição nos playoffs em seis anos.

Em 6 de maio de 2014, um dia após ser eliminado dos playoffs, Casey e os Raptors concordaram em uma prorrogação de contrato de três anos.

Em 18 de março de 2016, ele se tornou o primeiro treinador dos Raptors a alcançar 200 vitórias com a franquia em uma vitória sobre o Indiana Pacers[13] e doze dias depois, em uma vitória contra o Atlanta Hawks, ele treinou os Raptors para a primeira temporada de 50 vitórias na história da franquia.[14]

Em 28 de janeiro de 2018, ele se tornou o primeiro treinador da história dos Raptors a ser selecionado para o NBA All-Star Game.[15] Em 11 de fevereiro de 2018, ele comemorou sua 300ª vitória como treinador dos Raptors.[16] Os Raptors de Casey estabeleceram recordes de franquia de vitórias e pontos na temporada regular, terminando em primeiro lugar na Conferência Leste.

Em 11 de maio de 2018, Casey foi demitido como treinador dos Raptors,[17] logo após ser nomeado treinador do ano pela NBCA.[18] Ele foi nomeado Treinador do Ano da NBA no NBA Awards de 2018.[19]

Ele terminou sua carreira de 7 temporadas nos Raptors com 320 vitórias em 558 jogos (ambos recordes da franquia).[20]

Detroit Pistons[editar | editar código-fonte]

Em 11 de junho de 2018, Casey foi nomeado treinador do Detroit Pistons, concordando com um contrato de cinco anos.[21][22]

Em 14 de novembro de 2018, Casey retornou à Scotiabank Arena pela primeira vez desde que foi demitido pelo Toronto Raptors, treinando os Pistons para uma vitória por 106-104 sobre seu antigo time.[23]

Nos playoffs, os Pistons foram eliminados na primeira rodada, enquanto o ex-time de Casey, Raptors, venceu as finais da NBA contra o Golden State Warriors.[24]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Casey e sua família têm uma casa em Seattle, Washington. Ele e sua esposa Brenda têm dois filhos: Zachary e Justine.[25] Durante o verão, Casey gosta de viajar para o Japão para ajudar com acampamentos de basquete e clínicas de treinamento.[26]

Recorde como treinador[editar | editar código-fonte]

Temporada regular Playoffs
Time Ano J V D % Classificação J V D % Resultado
Minnesota 2005–06 82 33 49 .402 3° na Divisão Noroeste Não foi aos playoffs
Minnesota 2006–07 40 20 20 .500 (Despedido)
Toronto 2011–12 66 23 43 .348 4° na Divisão do Atlântico Não foi aos playoffs
Toronto 2012–13 82 34 48 .415 5° na Divisão do Atlântico Não foi aos playoffs
Toronto 2013–14 82 48 34 .585 1° na Divisão do Atlântico 7 3 4 .429 Eliminado na primeira rodada
Toronto 2014–15 82 49 33 .598 1° na Divisão do Atlântico 4 0 4 .000 Eliminado na primeira rodada
Toronto 2015–16 82 56 26 .683 1° na Divisão do Atlântico 20 10 10 .500 Perdeu nas Finais de Conferência
Toronto 2016–17 82 51 31 .622 2° na Divisão do Atlântico 10 4 6 .400 Perdeu nas Semi-finais de Conferência
Toronto 2017–18 82 59 23 .720 1° na Divisão do Atlântico 10 4 6 .400 Perdeu nas Semi-finais de Conferência
Detroit 2018–19 82 41 41 .500 3° na Divisão Central 4 0 4 .000 Eliminado na primeira rodada
Carreira 762 414 348 .543 55 21 34 .382

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Dwane Casey Still Roots for Kentucky, for Whom He Took a Fall.». The New York Times. 25 de março de 2012 
  2. «UK basketball notebook: Dwane Casey leads Raptors' Bluegrass quartet». kentucky 
  3. «Union County High School» 
  4. NBA.com Dwane Casey, NBA.com
  5. Rhoden, William C. (25 de março de 2012). «Dwane Casey Still Roots for Kentucky, for Whom He Took a Fall». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331 
  6. «Topic Galleries - Orlando Sentinel». www.orlandosentinel.com. Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  7. «Kentucky Loves Its Basketball, but Not at Any Price». Los Angeles Times (em inglês). 11 de dezembro de 1988. Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  8. Sterling, Kent (23 de março de 2011). «Dwane Casey Didn't Do It, the Cautionary Tale of a Post Gone Wrong». KentSterling.com (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  9. «SONICS: Casey's Skills Honed in the Land of the Rising Sun». web.archive.org. 2 de outubro de 2003. Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  10. «1998 World Championship for Men | ARCHIVE.FIBA.COM». archive.fiba.com. Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  11. «Wolves Relieve Head Coach Dwane Casey of Coaching Duties». Minnesota Timberwolves (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  12. «Raptors Name Dwane Casey Head Coach». Toronto Raptors (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  13. Murphy, Blake (18 de março de 2016). «Dwane Casey becomes first Raptors coach to reach 200 wins». Raptors Republic (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  14. «Atlanta Hawks vs Toronto Raptors - March 30, 2016 - Game Preview, Play by Play, Scores and Recap on NBA.com». web.archive.org. 2 de abril de 2016. Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  15. «Raptors thump Lakers and punch coach Casey's all-star ticket | The Star». thestar.com (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  16. «Dwane Casey earns 300th win as Raptors blow out Hornets - Sportsnet.ca». www.sportsnet.ca. Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  17. «Toronto Raptors fire head coach Dwane Casey | The Star». thestar.com (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  18. «Dwane Casey Named Recipient of 2018 Michael H. Goldberg NBCA Coach of the Year Award | The Official Website of The NBA Coaches Association» (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  19. «Casey takes NBA Coach of the Year honors». ESPN.com (em inglês). 26 de junho de 2018. Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  20. «Toronto Raptors Coaches». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  21. «Pistons' Casey eyes expanded role for Griffin». ESPN.com (em inglês). 11 de junho de 2018. Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  22. «Detroit Pistons Name Dwane Casey as Head Coach». Detroit Pistons (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  23. «Pistons' Casey beats ex-team in Toronto return». ESPN.com (em inglês). 15 de novembro de 2018. Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  24. «How the Pistons confused the Raptors on Reggie Bullock's game-winner». www.sportingnews.com (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  25. «Raptors coach Dwane Casey: On love, regrets and crying at movies | The Star». thestar.com (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  26. «One-On-One With Dwane Casey - Part Two». Toronto Raptors (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2019