Embraer Lineage 1000

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de EMBRAER Lineage 1000)
Ir para: navegação, pesquisa
Embraer Lineage 1000
Picto infobox aircraft.png
Lineage 1000 durante Dubai Airshow em 2009.
Descrição
Tipo / Missão Avião executivo
País de origem  Brasil
Fabricante Embraer
Primeiro voo em 26 de outubro de 2007 (7 anos)
Especificações
Dimensões
Comprimento 36,20 m (119 ft)
Envergadura 28,70 m (94,2 ft)
Altura 10,60 m (34,8 ft)
Peso(s)
Peso vazio 55 000 kg (121 000 lb)
Propulsão
Motor(es) 2x GE CF 34-10E7
Performance
Velocidade máxima 900 km/h (486 kn)
Velocidade máx. em Mach 0.80 Ma
Teto máximo 12 496 m (41 000 ft)
Notas
Em produção

Embraer Lineage 1000 é um avião executivo "ultra-large" da fabricante brasileira Embraer, lançado em 2 de maio de 2006. É uma variante da linha Embraer 190.

Aeronave[editar | editar código-fonte]

Cabine de comando do Lineage 1000

Sua espaçosa cabine de 115.7 m³ pode ser dividida em cinco áreas e acomodar até 19 passageiros, além da tripulação. Salas de estar, refeições, reuniões e uma zona de descanso privativa, com a opção de instalação de ducha, são algumas das configurações oferecidas pela Embraer.

Além disso, é possível o acesso em voo a amplo bagageiro, além da opção para 3 lavatórios. A versão mais luxuosa do Lineage 1000 acomoda 8 passageiros e possui, entre outras comodidades, sala de jantar, escritório e suíte com cama "queen-​size".[1] O avião está equipado com tecnologia Wi-Fi e acesso à Internet em voo. A Embraer oferece o interior do Lineage acabado, completo de fábrica, ao contrário da maioria dos competidores, que deixam o acabamento a cargo do cliente. Possui uma fuselagem maior, quando comparado a outros jatos executivos, como o Gulfstream V e o Bombardier Global Express. Apenas os aviões da linha Boeing Business Jet e Airbus A319 CJ, variantes das linhas Boeing 737 NG e Airbus A32x, têm maior espaço disponível.

Sala de estar do Lineage 1000

Uma das maiores mudanças a partir do Embraer 190 foi o uso de parte do deck de carga como tanque de combustível, o que praticamente duplicou o alcance.

O sistema aviônico Honeywell Primus Epic, com cinco telas de controle multi-funcionais em cristal líquido e os EFBs (Electronic Flight Bags) fizeram do Lineage 1000 uma aeronave "paperless" desde seu primeiro voo. Conta ainda com os sistemas HUD (Head-Up Display) e EVS (Enhanced Vision System).

Uso presidencial[editar | editar código-fonte]

O governo brasileiro possui duas unidades, designadas como "FAB VC-2", utilizadas pelo Presidente da República.[2]

Especificações[editar | editar código-fonte]

  • Tripulação técnica = 2 ou 3 - piloto, copiloto e comissária de bordo (opcional)
  • Passageiros = 19 (8)
  • Comprimento = 36,24 m
  • Altura = 10,28 m
  • Envergadura = 28,72 m
  • Alcance = 8.334 km (4.500 nm, 5.179 mi)
  • Teto de operação = 12.496 m (41.000 ft)
  • Motores = 2x GE CF 34-10E7
  • Empuxo = 20.000 lbs
  • Velocidade Máxima = 890 km/h (481 nós, Mach 0.82)
  • Pista p/ decolagem = 1.869 Metros (MTOW, SL, ISA)
  • Peso max. decolagem = 55.000 kg

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Lineage 1000 Projeto. Visitado em 10 de abril de 2013.
  2. FAB incorpora nova aeronave Embraer 190, o VC-2 Força Aérea Brasileira, 17 de janeiro de 2010
Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.