Unidos da Cova da Onça

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de ES Unidos da Cova da Onça)
Ir para: navegação, pesquisa
Cova da Onça
Fundação 16 de janeiro de 1970 (46 anos)[1]
Cores

Vermelho

Branco
Símbolo Onça
Bairro Boa Vista
Presidente José Carlos Zaccaro[2]
Carnavalesco Comissão de Carnaval[2]
Intérprete oficial Ito Melodia[2]
Diretor de carnaval Émerson Ortiz[2]
Diretor de harmonia Jean Souza[2]
Diretor de bateria Lukas[2]
Madrinha da bateria Carla Fernandes[2]
Mestre-sala e porta-bandeira Sidcley e Marcella Alves[2]
Coreógrafo Cristina Fernandez[2]
Desfile de 2017
Enredo Yes! Nós Temos Samba: Um Século de Emoção!

A Sociedade Recreativa e Cultural Escola de Samba Unidos da Cova da Onça é uma escola de samba da cidade de Uruguaiana. Sua sede, que é denominada como Alto do Bronze e esta situada na esquina das ruas Bento Martins e Marechal Deodoro, no Bairro Boa Vista é composta por um salão para reuniões e festas, bem como uma quadra aberta com capacidade para 5.000 pessoas.

Nos últimos anos, acompanhando o crescimento do Carnaval Fora de Época da cidade, a escola contou com grandes artistas e intérpretes. Muitos deles são celebridades reconhecidas do Carnaval do Rio de Janeiro e do Carnaval de Porto Alegre, como: Sandro Ferraz, Dominguinhos do Estácio, Wander Pires, Ito Melodia e Bruno Ribas; além da beleza e simpatia das passistas Clara Paixão e Marisa Furacão, da ex-madrinha de bateria da Mocidade e Mangueira: Thatiana Pagung e Renata Santos.[3]

História[editar | editar código-fonte]

A escola surgiu no bairro de mesmo nome à época, no final da década de 60, pelas mãos de famílias que viviam na rua 24 de maio (hoje Eustáquio Ormazabal), ao redor da Refinaria Riograndense de Petróleo, muitas delas oriundas da vizinha cidade de Quarai, como os Mathias Abreu. Essas pessoas, desde que chegaram a Uruguaiana, estavam bastante envolvidas com a arte da música e o meio musical da cidade. Uma delas, a Sra. Alice (a matriarca), por exemplo, não perdia oportunidade de envolver os vizinhos e familiares nas festas de finais de semana.

Outros personagens tais como Batista, Belela, Doloroso e Tajes, entre outras figuras locais, esquentavam tais reuniões. A musicalidade oriunda dali se acentuava no período de carnaval, quando participavam de encontros nos principais clubes da cidade. Foi então que o jovem Edson Mathias Abreu, o Mussum, resolveu reunir um grupo de meninos e meninas (em formato de bateria de samba mirim), para uma apresentação no dia 16 de janeiro de 1970, no programa de rádio chamado Quero-Quero Show, da Rádio São Miguel, e que era realizado no Salão Paroquial da Catedral de Sant'Ana de Uruguaiana. Esse programa tinha o objetivo de ser um show de revelação para talentos da cidade, naquela época.

Surgia então a ESU Cova da Onça, nome sugerido por Dalmiro Mathias Abreu (Tiquinho), trazendo em seu pavilhão as cores vermelha e branca, e tendo como símbolo maior a onça-pintada. Durante muito tempo após sua fundação, a escola de samba Os Rouxinóis, foi sua principal concorrente na disputa pelo título maior do Carnaval de Uruguaiana.

Por vários anos, Sergio Mathias Abreu, o Palhaço, foi o grande intérprete da escola, abrilhantando com timbre singular vários sambas que ficaram na história da escola. Ele, antes mesmo dos cantores do Rio de Janeiro terem iniciado a entoar suas "marcas registradas", que dão início aos desfiles de suas agremiações, tinha como grito de "guerra" na avenida: "Alô meu povão vermelho e branco". Com a onde de nome de baterias, sua bateria foi batizada de Furiosa, mesmo nome da bateria da Acadêmicos do Salgueiro e também trazendo da escola carioca Mestre Marcão, que utiliza o 40.2.[carece de fontes?]

Em 2011, com enredo sobre o arroz, a escola foi campeã do Carnaval da cidade, empatando em pontos vencendo no quarto desempate, no quesito harmonia. Após o resultado final, o presidente José Carlos Zaccaro dedicou a conquista a um ex-presidente, falecido no dia anterior.[4] Depois de 4 vitórias seguidas, em 2014, a escola conquista o 3° lugar, nesse ano a ganhadora foi Ilha do Marduque. Em 2015, com uma crise financeira estabelecida a escola novamente não ganha o carnaval e acaba ficando com o 4° lugar, em 2016 ainda com uma crise financeira, a escola foi à avenida com toda a garra de sua comunidade e conquistou o vice-campeonato.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
José Carlos Zaccaro ? - [5] [2]

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor de harmonia Mestre de bateria Ref.
2014 Jean de Souza Jean de Souza Eduardo Soares [6]
2015 Émerson Ortiz Júnior [5]
2016 Émerson Ortiz Jean Souza Lukas [2]

Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2007-presente Cristina Fernandez [2] [5]

Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2014 Sidcley e Gleyce Simpatia
2015-2016 Sidcley e Marcella Alves [5] [2]
2017

Corte de bateria[editar | editar código-fonte]

Ano Rainha Madrinha Ref.
2013 Viviane Araújo [7]
2014 Ana Regina Acosta Viviane Araújo
2015 Clara Paixão Viviane Araújo [5]
2015 Carla Fernandes [2]

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Cova da Onça
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Intérprete Ref.
1993 O cartola que deixou saudades - Manivela Diko [1]
1994 Deu Ziriguidum na História do Amor Jose Danova [1]
1995 Campeã Sonhando Sou Feliz [1]
1996 Campeã A face do disfarce Geja [1]
1999 Fogo, beleza e Paixão Diko [1]
2000 Da Criação do Universo a Imaginação do Futuro Guto [1]
2001 Deu Quibe no Samba [1]
2002 4º lugar Do Reino de Netuno à Magia do Samba [8]
2003 Vice-campeã Kizomba N'angola Janga - a Nobreza da Senzala Diko [1]
2004 Vice-campeã No Olho Mágico da Vida, Meu Coração é Vermelho Diko [1]
2005 Campeã Das lendas do Eldorado ao Ouro do Milênio Diko [1]
2006 5º lugar Espelho, espelho meu, alguém é mais vermelho do que eu? Diko [1]
2007 Campeã Uruguaiana homenageia o Imigrante Vencedor e mostra ao mundo sua etnia' Comissão de Carnaval [1]
2008 3º lugar Cova, Eu Sou a Luz Guilherme Xavier [1]
2009 3º lugar Carnaval Doce Ilusão, de um Sonho, Construo a Realidade Marcio Puluker
Carlos Carvalho
[9]
2010 Campeã Guerreiros da Vida. Protetores da Mãe Terra Comissão de Carnaval

(Marcos Koppke, Regina Koppke, Fernando Genuma)

[10]
2011 Campeã Arroz: do Império do Meio ao Pampa Gaúcho, o grão que vale ouro Marcos Koppke
Fernando Genuma
[11]
2012 Campeã Tem Kizomba na Avenida! Cova Canta Martinho, Show da Vila. Marcos Kopke [12]
2013 Campeã Especial Duas Paixões, Num Só Coração Marcos Kopke [13] [14]
2014 3º lugar Especial Era Uma Vez Marcos Kopke [15]
2015 4º lugar Especial Ogum Iê! Da Capadócia ao Alto do Bronze, Cova da Onça Festeja Seu Padroeiro Marcos Kopke Ito Melodia [5] [16] [17]
2016 Vice-campeã Especial Mancha y Gato - A Cova da Onça Conta a Saga do Cavalo Crioulo em Nossa História Comissão de Carnaval Ito Melodia [18] [2] [19]
2017 Especial Yes! Nós Temos Samba: Um Século de Emoção! [20]

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • Campeã em Uruguaiana: 1972, 1974, 1976, 1977, 1983, 1984, 1985, 1987, 1995, 1996, 2005, 2007, 2010, 2011, 2012 e 2013.

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n «Unidos da Cova da Onça». Portal Brasil Carnaval. Arquivado desde o original em 11 de fevereiro de 2009. Consultado em 29 de março de 2011. 
  2. a b c d e f g h i j k l m n o «Ficha técnica das escolas do Grupo Especial 2016 de Uruguaiana». Samba Sul. Consultado em 29 de fevereiro de 2016. 
  3. «Renata Santos é apresentada como rainha de bateria em Uruguaiana». Terra. 20 de março de 2011. Consultado em 23 de março de 2011. 
  4. «Cova faz o grande desfile do Carnaval 2011». Zero Hora / Porto Alegre. 27 de março de 2011. Consultado em 27 de março de 2011. 
  5. a b c d e f «Ficha técnica das escolas do Grupo Especial 2015 de Uruguaiana». Samba Sul. Consultado em 8 de março de 2015. 
  6. Setor 1 RS. «Perfil Eduardo Soares». Consultado em 28/05/2015. 
  7. http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2013/03/pela-4-vez-seguida-cova-da-onca-e-campea-do-carnaval-de-uruguaiana.html
  8. «Disputa começa hoje em Uruguaiana». Correio do Povo. 9 de fevereiro de 2002. Consultado em 7 de março de 2010. 
  9. «Escolas do Grupo Especial 2009». Arquivado desde o original em 18 de fevereiro de 2009. Consultado em 18 de março de 2011. 
  10. «Cova da Onça é campeã com luxo, criatividade e muita emoção». Portal Uruguaiana. 9 de março de 2010. Consultado em 21 de março de 2014. 
  11. «Cova da Onça comemora mais de quatro décadas». Portal Uruguaiana. 6 de janeiro de 2011. Consultado em 21 de março de 2014. 
  12. Glaucio Guterres (26 de outubro de 2011). «Cova da Onça realiza lançamento do enredo para buscar o Tri no Carnaval 2012». Samba Sul. Consultado em 26 de outubro de 2011. 
  13. Glaucio Guterres (5 de dezembro de 2012). «Cova da Onça lançou enredo para o Carnaval 2013». Samba Sul. Consultado em 5 de janeiro de 2013. 
  14. Arthur Bitencourt (3 de março 2013). «Cova da Onça é tetracampeã do Carnaval de Uruguaiana». Samba Sul. Consultado em 3 de março de 2013. 
  15. «Cova da Onça remarca lançamento do seu enredo para 2014». Samba Sul. 19 de novembro de 2013. Consultado em 19 de novembro de 2013. 
  16. «Cova da Onça lança seu enredo para 2015». Samba Sul. Consultado em 17 de dezembro de 2014. 
  17. «Bambas da Alegria conquista seu primeiro título!». Samba Sul. Consultado em 8 de março de 2015. 
  18. «O enredo da Cova da Onça para o carnaval 2016». Samba Sul. Consultado em 2 de dezembro de 2015. 
  19. «Os Rouxinóis é a campeã do Carnaval de Uruguaiana 2016». Samba Sul. Consultado em 6 de março de 2016. 
  20. «Conheça aqui o enredo da Cova da Onça para 2017». Samba Sul. 23 de maio de 2016. Consultado em 23 de maio de 2016. 


Ícone de esboço Este artigo sobre carnaval, integrado ao Projeto Carnaval é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.