EUMETSAT

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Logotipo da EUMETSAT

EUMETSAT (European Organisation for the Exploitation of Meteorological Satellites) é uma organização intergovernamental criada por meio de uma convenção internacional formada atualmente por um total de 30 Estados membros europeus: Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Islândia, Itália , Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Noruega, Países Baixos, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Romênia, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Suécia, Suíça e Turquia. Esses Estados financiam os programas da EUMETSAT e são os principais usuários dos sistemas. A EUMETSAT também tem um Estado Cooperante. Acordos de cooperação com a Sérvia entraram em vigor. A convenção estabelecedora da EUMETSAT foi aberta à assinatura em 1983 e entrou em vigor em 19 de junho de 1986.

  Estados membros
  Estado Cooperante

As atividades da EUMETSAT contribui para formar um sistema mundial de satélite meteorológico de observação a navegação espacial coordenado com outras nações.

Observações de satélite são um contributo essencial para inúmeros sistemas de previsão do tempo e também auxiliar a previsão, no diagnóstico da evoluções meteorológicas potencialmente perigosas. De importância crescente é a capacidade de satélites meteorológicos para recolher medições a longo prazo a partir do espaço para apoio a estudos de mudanças climáticas.

A EUMETSAT não faz parte da União Europeia, mas tornou-se signatário da Carta Internacional sobre Espaço e grandes catástrofes em 2012, proporcionando, assim, o uso global de caridade de seus recursos espaciais.[1]

Objetivo[editar | editar código-fonte]

O principal objetivo da EUMETSAT é estabelecer, manter e explorar e operar os sistemas europeus de satélites meteorológicos. A EUMETSAT é responsável pelo lançamento e operação dos satélites e para o fornecimento de dados de satélite para usuários finais, bem como contribuir para o monitoramento operacional do clima e a detecção de mudanças climáticas globais.

Membro e Estados cooperantes[editar | editar código-fonte]

As contribuições obrigatórias nacionais dos Estados membros são proporcionais à sua renda nacional bruta. No entanto, os países cooperantes contribuem apenas metade da taxa do que eles pagam na plena adesão.

País Estado Data da assinatura
da convenção
Contribuição
financeira 2013
Organização representativa dos serviços meteorológicos nacionais Web site oficial
 Alemanha Membro Março de 1986 19.20% Deutscher Wetterdienst (DWD) www.dwd.de
 Reino Unido Membro Maio de 1985 15.62% Met Office www.metoffice.gov.uk
 França Membro Fevereiro de 1985 14.70% Météo-France www.meteo.fr
 Itália Membro Junho de 1986 12.04% Ufficio Generale Spazio Aereo e Meteorologia (USAM) - Reparto Meteorologia www.meteoam.it/
Flag of Spain.svg Espanha Membro Fevereiro de 1985 7.56% Agencia Estatal de Meteorología (AEMET), Ministerio de Agricultura, Alimentación y Medio Ambiente www.aemet.es
 Países Baixos Membro Março de 1984 4.38% Koninklijk Nederlands Meteorologisch Instituut (KNMI) www.knmi.nl
Suíça Membro Julho de 1985 2.75% MeteoSchweiz / MétéoSuisse / MeteoSvizzera www.meteoschweiz.ch
 Bélgica Membro Outubro de 1985 2.57% Institut Royal Météorologique de Belgique (IRM) / Koninklijk Meteorologisch Instituut van België (KMI) www.kmi.be
 Suécia Membro Janeiro de 1984 2.53% Sveriges meteorologiska och hydrologiska institut (SMHI) www.smhi.se
 Turquia Membro Agosto de 1984 2.27% Remote Sensing Division, Devlet Meteoroloji İşleri Genel Müdürlüğü (DMİGM) www.meteor.gov.tr
 Áustria Membro Dezembro de 1993 2.05% Zentralanstalt für Meteorologie und Geodynamik (ZAMG) www.zamg.ac.at
 Noruega Membro Abril de 1985 2.03% Meteorologisk institutt (met.no) www.met.no
 Polônia Membro Junho de 2009 1.95% Instytut Meteorologii i Gospodarki Wodnej (IMGW) www.imgw.pl
 Dinamarca Membro Janeiro de 1984 1.78% Danmarks Meteorologiske Institut (DMI) www.dmi.dk
 Grécia Membro Junho de 1988 1.65% Εθνική Μετεωρολογική Υπηρεσία (HNMS) www.hnms.gr
 Finlândia Membro Dezembro de 1984 1.35% Ilmatieteen laitos / Meteorologiska institutet (FMI) www.fmi.fi
Portugal Portugal Membro Maio de 1989 1.23% Instituto de Meteorologia (IM) www.meteo.pt
 Irlanda Membro Junho de 1985 1.17% Met Éireann www.met.ie
 República Tcheca Membro Maio de 2010 0.80% Český hydrometeorologický ústav (CHMI), Družicové Oddělení www.chmi.cz
 Hungria Membro Outubro de 2008 0.69% Országos Meteorológiai Szolgálat (OMSZ) www.met.hu
 Romênia Membro Novembro de 2010 0.57% National Meteorological Administration of Romania meteoromania.ro
 Eslováquia Membro Janeiro de 2006 0.32% Slovenský hydrometeorologický ústav (SHMU) www.shmu.sk
 Croácia Membro Dezembro de 2006 0.25% Državni hidrometeorološki zavod (DHMZ) www.meteo.hr
 Eslovênia Membro Fevereiro de 2008 0.23% Agencija Republike Slovenije za Okolje (ARSO) www.arso.gov.si
 Luxemburgo Membro Julho de 2002 0.21% Administration de la navigation aérienne www.aeroport.public.lu
 Letônia Membro Maio de 2009 0.10% Latvijas Vides, ģeoloģijas un meteoroloģijas aģentūra (LVGMA) www.meteo.lv
 Lituânia Membro Janeiro de 2014 0.16% Lietuvos hidrometeorologijos tarnyba (LHS), prie Aplinkos ministerijos www.meteo.lt
 Islândia Membro Janeiro de 2014 0.10% Veðurstofa Íslands www.vedur.is
 Estônia Membro Junho de 2013 0.09% Keskkonnaagentuur (KAUR) www.emhi.ee
 Bulgária Membro Abril de 2014 0.18% Национален институт по метеорология и хидрология (INMH) www.meteo.bg
 Sérvia Cooperante Novembro de 2009 0.18% Republic Hydrometeorological Service of Serbia www.hidmet.gov.rs
Última atualização publicada em 2014

Programas de satélites[editar | editar código-fonte]

A EUMETSAT possui três grupo de satélites em órbitas distintas (órbita geoestacionária, órbita polar e órbita circular), enquanto satélites geoestacionários proporcionam uma visão contínua do disco da Terra de uma posição estacionária no espaço, os instrumentos em satélites de órbita polar, voando a uma altitude muito menor, fornecem detalhes mais precisos sobre os perfis de temperatura e umidade da atmosfera, embora com cobertura global menos frequentes.

A falta de cobertura observacional em certas partes do mundo, particularmente o Oceano Pacífico e continentes do hemisfério sul, levou ao papel cada vez mais importante para os dados de satélites de órbita polar em previsão numérica do tempo e monitoramento do clima.

Satélites geoestacionários[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Meteosat

O programa Meteosat é constituído por uma série de satélites meteorológicos geoestacionários desenvolvidos para a Agência Espacial Europeia (ESA) e operados pela EUMETSAT, que permitem a observação contínua e precisa de uma porção específica da superfície terrestre, que seja objeto de estudo no momento.

Esse programa vem sendo muito bem sucedido. Em 2007, completou 30 anos de operação contínua.[2]

Satélites polares[editar | editar código-fonte]

EUMETSAT Polar System[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: MetOp

Formando o segmento espacial do EUMETSAT Polar System (EPS), o programa MetOp consiste em três satélites Metop de órbita polar, que será usado sucessivamente por mais de 14 anos. O primeiro, MetOp-A, foi lançado por um foguete russo Soyuz-2.1a a partir do Cosmódromo de Baikonur no dia 19 de outubro de 2006,[3] às 22:28 hora de Baikonur (16:28 UTC). O MetOp-A foi inicialmente controlado pelo ESOC até o LEOP, fase imediatamente após o lançamento, com controle entregue à EUMETSAT após 72 horas da decolagem. Primeiros comandos da EUMETSAT para o satélite foram enviadas às 14:04 UTC em 22 de outubro de 2006.

O segundo satélite EPS, o MetOp-B, foi lançada de Baikonur em 17 de setembro de 2012,[3][4] com o terceiro satélite, o MetOp-C, com lançamento previsto para 2016.[3]

Satélite de órbita circular[editar | editar código-fonte]

Jason[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Ocean Surface Topography Mission

A Ocean Surface Topography Mission (OSTM) conduzida sobre o satélite Jason-2[5] é uma parceria internacional entre várias organizações, incluindo EUMETSAT, CNES, e as agências estadunidenses NASA e NOAA.

O Jason-2 foi lançado ao espaço com sucesso a partir da Base da Força Aérea de Vandenberg a bordo de um foguete Delta-7320-10C no dia 20 de Junho de 2008,[6] às 07:46 UTC.

Referências

  1. (PDF) (em inglês) http://www.disasterscharter.org/c/document_library/get_file?p_l_id=23109&folderId=172718&name=DLFE-4704.pdf. Consultado em 13 de outubro de 2014  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  2. «Thales Alenia Space va fêter les 30 ans de Meteosat» (em inglês). WebTime Media. Consultado em 14 de outubro de 2014 
  3. a b c «METOP A, B, C» (em inglês). Gunter's Space Page. Consultado em 14 de outubro de 2014 
  4. «EUMETSAT Metop-B Launch Event» (em inglês). Consultado em 14 de outubro de 2014 
  5. «OSTM/Jason-2» (em inglês). NASA/JPL. Consultado em 14 de outubro de 2014 
  6. «Jason 2, 3 (OSTM)» (em inglês). Gunter's Space Page. Consultado em 14 de outubro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre EUMETSAT