Echinacea purpurea

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Campo com equináceas-púrpuras

A Echinacea purpurea é uma planta da família das Echinaceas cujo extrato tem propriedades antibacteriana, antiviral, anti-inflamatória, imunoestimulante e antioxidante.[1] Originária da América do Norte, a planta é da mesma família do girassol.

Nomes populares[editar | editar código-fonte]

Popularmente, é conhecida como flor-de-cone, púrpura, equinácea-púrpura e rudbéquia.[1]

Utilização[editar | editar código-fonte]

Cientistas e famacêuticos reputam à planta o poder de auxiliar no tratamento de gripes e resfriados, infecções respiratórias, infecção urinária, candidíase, dor de dente e gengiva, artrite reumatóide e doenças virais ou bacterianas, visto que ela fortalece o sistema imunológico.[1]

Um estudo americano divulgado em 2007 confirmou que a planta é de fato um potente medicamento contra infecções virais como gripe e resfriados.[2] Dados da pesquisa, realizada por cientistas da Universidade de Connecticut, mostraram que a erva pode reduzir em até 58% as chances de se contrair uma gripe, por exemplo.[2] Recentemente, cientistas têm pesquisado seus possíveis efeitos no combate ao coronavírus.[3]

A primeira preparação de Echinacea, conhecida como “Purificador de Sangue Meyers”, chegou ao mercado por volta de 1880, com reumatismo, neuralgia e picadas de cascavel como indicações.[4]

A planta não deve ser usada sem prescrição médica, tendo em vista seus efeitos em pacientes com males como esclerose múltipla, aids, doenças autoimunes, entre outros.[1]

Referências

  1. a b c d Redatores da On Line Editora (2017). Volume 1 de Enciclopédia Especial: Plantas em Casa. [S.l.]: On Line Editora. 177 páginas. B07646HMB2 
  2. a b Da redação (8 de agosto de 2007). «Equinácea contra a gripe». Revista IstoÉ. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  3. James Hudson et. al. (2011). «Echinacea—A Source of Potent Antivirals for Respiratory Virus Infections». US National Library of Medicine. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  4. Committee on Herbal Medicinal Products (HMPC) (24 de novembro de 2014). «Assessment report on Echinacea purpurea (L.) Moench., herba recens» (PDF). European Medicines Agency. Consultado em 14 de setembro de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre farmácia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.