EcoRV

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sequência de reconhecimento da EcoRV. A linha verde representa o local de corte.
Estrutura cristalina da EcoRV complexada com dupla cadeia de ADN

EcoRV é uma endonuclease de restrição do tipo II, isolada de certas estirpes de Escherichia coli. O seu nome alternativo é Eco32I.

Em biologia molecular é uma enzima de restrição de uso comum. A enzima reconhece a sequência palindrómica de 6 bases 5'-GAT|ATC-3' e provoca um corte na linha vertical- A sequência complementar é então 3'-CTA|TAG-5'.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

EcoRV foi já cocristalizada com a sequência que normalmente corta. Este criatal foi usado para resolver a estrutura [1] do complexo.

O núcleo da enzima é composto por 5 folhas beta flanquadas por hélices alfa. O núcleo é conservado em todas as outras endonucleases de restrição de tipo II. Tem também um subdomínio de dimerização N-terminal formado por uma pequena hélice alfa, uma folha antiparalela de duas cadeias e uma hélice alfa longa. Este subdomínio é encontrado na EcoRV e na PvuII.1

Usos[editar | editar código-fonte]

A EcoRV é muitas vezes usada para abrir um vector plamidial para inserir um gene de interesse durante a clnagem genética. A enzima é fornecida por muitos fabricantes e requer albumina de soro bovino para funcionar correctamente.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Pingoud A, Jeltsch A. (2001). "Structure and function of type II restriction endonucleases". Nucleic Acids Research 29 (18): 3705–3727. DOI:10.1093/nar/29.18.3705. PMID 11557805.