Economia das Antilhas Neerlandesas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Economia das Antilhas Neerlandesas
Willemstad, capital de Curaçao.
Moeda Florim das Antilhas Neerlandesas
Estatísticas
PIB 2,8 mil milhões(2004)
Variação do PIB 1% (2004)
PIB per capita 16 000 (2004)
Inflação (IPC) 3,0% (2007)
Força de trabalho total 83 600 (2005)
Força de trabalho
por ocupação
agricultura 1%, indústria 20%, serviços 79% (2007)
Desemprego 9% (2007)
Principais indústrias turismo, refino de petróleo, produção de bebidas alcoólicas, finanças[1] , extração de fosfato e sal marinho[2]
Exterior
Exportações N/D
Principais parceiros de exportação N/D
Importações N/D
Principais parceiros de importação Venezuela, México, Estados Unidos, Países Baixos[3]
Dívida externa bruta 2.68 mil milhões (2004)
Finanças públicas
Receitas N/D
Despesas N/D
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$

A economia das Antilhas Neerlandesas baseava-se fundamentalmente no turismo e na refinação de petróleo.

No grupo sul das Antilhas Holandesas encontravam-se vários portos naturais que dispõem de refinarias de petróleo que eram abastecidas pelos petroleiros vindos da Venezuela. A refinação de petróleo constituía, por isso, a principal base da economia, especialmente, de Curaçao.

Os incentivos fiscais por parte do governo encorajaram o desenvolvimento do turismo, que era o maior negócio de todas as cinco ilhas. A estabilidade política criou um território muito atrativo ao investimento estrangeiro. Willemstad, a capital, tornou-se no maior centro financeiro das Caraíbas.

A agricultura era limitada pela falta de chuva. A maior parte dos produtos alimentares eram importados e a água potável era conseguida por destilação. Os únicos recursos naturais do território eram o sal e fosfato.

Referências

  1. colonialvoyage.com. Antilhas Holandesas (Curaçao, Bonaire, Sint Maarten, Saba, Sint Eustatius). Consultado em 6 de abril de 2013
  2. Infopédia. Antilhas Holandesas. Consultado em 6 de abril de 2013
  3. Antilhas Holandesas - Country Facts. Consultado em 6 de abril de 2013

Ver também[editar | editar código-fonte]