Economia do Camboja

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Economia do Camboja
Vista aérea de Phnom Penh.
Moeda riel cambojano
Ano fiscal Ano calendário
Blocos comerciais OMC, ASEAN, AFTA
Estatísticas
PIB 36,64 mil milhões (2012) (108.º lugar)
Variação do PIB 6,6% (2012)
PIB per capita 2 400 (2012)
PIB por setor agricultura 34,7%, indústria 24,3%, serviços 27,3% (2010)
Inflação (IPC) 2,9% (2012)
População
abaixo da linha de pobreza
20% (2012)
Coeficiente de Gini 0,379 (2008)
Força de trabalho total 7,9 milhões (2012)
Força de trabalho
por ocupação
agricultura 55,8%; indústria 16,9%, comércio e serviços 27,3% (2010)
Desemprego 0% (2011)
Principais indústrias turismo, vestuário, construção civil, beneficiamento de arroz, pesca, madeira e derivados, borracha, extração de gemas, têxteis
Exterior
Exportações 6 148 milhões (2012)
Produtos exportados roupas, madeira, borracha, arroz, peixe, tabaco, calçados
Principais parceiros de exportação EUA 39,5%, Canadá 8,2%, Alemanha 7,8%, Reino Unido 7,5%, Vietnam 6%, Japão 4,3% (2011)
Importações 8 840 milhões (2012)
Produtos importados derivados de petróleo, cigarros, ouro, materiais de construção, máquinas, veículos motorizados, fármacos
Principais parceiros de importação Tailândia 24,6%, Vietnam 20,6%, República Popular da China 19,9%, Singapura 7,8%, Hong Kong 6% (2011)
Dívida externa bruta 3 992 milhões (2012)
Finanças públicas
Receitas 2 049 milhões (2012)
Despesas 2 704 milhões (2012)
Fonte principal: [[1] The World Factbook]
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$

O Camboja é um país predominantemente agrícola, com pouca industrialização, e baixa renda per capita. Seu principal produto agrícola e de quase todos os países do sudeste asiático é o arroz. O cultivo do arroz é praticado em vales fluviais de forma intensa, com elevada produtividade.

É a chamada agricultura de jardinagem, com intenso uso de mão de obra e aproveitamento do solo.

Outros produtos agrícolas importantes são: borracha, café, cana-de-açúcar, chá e pimenta-do-reino. Todos esse produtos são voltados principalmente para a exportação.

Entre 1980 e 1990, a economia do Camboja cresceu 5% ao ano. Foram taxas anuais de crescimento da economia superiores a média mundial, baseadas em investimentos estrangeiros. Mas a partir da segunda metade de 1990, esses investimentos começaram a escassear (eles foram para outras partes do globo), e essas taxas diminuíram.

Comércio exterior[editar | editar código-fonte]

Em 2019, o país foi o 75º maior exportador do mundo (US $ 21 bilhões).[2][3] Já nas importações, em 2020, foi o 78º maior importador do mundo: US $ 19,2 bilhões.[4]

Setor primário[editar | editar código-fonte]

Agricultura[editar | editar código-fonte]

O Camboja produziu, em 2019[5]:

Além de produções menores de outros produtos agrícolas.[6]

Pecuária[editar | editar código-fonte]

A pecuária do país é reduzida. O Camboja produziu, em 2019: 109 mil toneladas de carne suína; 56 mil toneladas de carne bovina; 17 mil toneladas de carne de frango; 10 mil toneladas de carne de pato; 24 milhões de litros de leite de vaca, entre outros.[7]

Setor secundário[editar | editar código-fonte]

Indústria[editar | editar código-fonte]

O Banco Mundial lista os principais países produtores a cada ano, com base no valor total da produção. Pela lista de 2019, o Camboja tinha a 89ª indústria mais valiosa do mundo (US $ 4,4 bilhões).[8]

Energia[editar | editar código-fonte]

Nas energias não-renováveis, em 2020, o país não produzia petróleo.[9] Em 2015, o país consumia 39 mil barris/dia (106º maior consumidor do mundo) [10][11][12]

Mineração[editar | editar código-fonte]

O país é um produtor relevante de safira e rubi.

Setor terciário[editar | editar código-fonte]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Em 2018, o Camboja recebeu 6,2 milhões de turistas internacionais. As receitas do turismo, neste ano, foram de US $ 4,3 bilhões.[13]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]