Economia do Suriname

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

Alguns indicadores econômicos do Suriname:

PIB US$1,7 bilhão
Importações US$ 491 milhões
Exportações US$ 476 milhões
Inflação 13.81 %
Desemprego 15% (est. 2009)
Principais Setores na Composição do Produto Interno Bruto Comércio e serviços (65%), indústria (25%), agricultura (10%).
Pauta de exportação Alumina, alumínio, camarão, arroz, banana, óleo cru.
Pauta de importação Bens de capital, petróleo, alimentos, algodão, bens de consumo, matérias-primas.
Principais parceiros comerciais Estados Unidos, Países Baixos, Japão, Reino Unido, Brasil.
Principais produtos importados do Brasil Calçados, polainas e artefatos semelhantes e suas partes, máquinas, aparelhos e materiais elétricos, caldeiras, máquinas e instrumentos mecânicos, preparações alimentícias diversas, papel e cartão, obras de pasta celulósica.
Principais produtos exportados para o Brasil Combustíveis, óleos e ceras minerais.

O Suriname é um dos principais produtores mundiais de bauxita, tendo sua modesta economia baseada na exploração e no beneficiamento desse minério, do qual se produz alumínio. A Amazônia surinamesa, pouco explorada, é a fornecedora de matéria prima à indústria madeireira. No setor primário, as principais culturas são as de arroz e cana-de-açúcar. A utilização da extensa rede hidrográfica do país gera aproximadamente 50% de sua energia elétrica.

Bandeira do Suriname Suriname
Bandeira • Brasão • Hino • Cultura • Demografia • Economia • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Imagens