Ecopista do Tâmega

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A ecopista na sua passagem pela estação de Celorico de Basto.
Viaduto de Matamá, as portas da estação de Mondim de Basto.
Apeadeiro do Gatão no km -17.

A Ecopista do Tâmega é uma ciclovia em Portugal que liga Amarante a Arco de Baúlhe passando por Celorico de Basto. Esta ciclovia foi construída aproveitando o canal do caminho-de-ferro da antiga Linha do Tâmega cuja circulação de comboios cessou em 1990.

Esta ecopista foi inaugurada em 30 de abril de 2011


Percurso[editar | editar código-fonte]

O percurso é praticamente plano, tem cerca de 39 km,[1] dos quais 9 km são no concelho de Amarante, 23 km no de Celorico de Basto e 7 km no de Cabeceiras de Basto. O percurso encontra-se totalmente ciclável com um pequeno troço de 5km em terra batida entre Chapa e Codeçoso.

A estação de Celorico de Basto é o ponto central da ecopista sendo assim considerada o KM 0. Nesta estação encontra-se um núcleo interpretativo, uma pousada de juventude e um ponto de aluguer de bicicletas. Foi aberto um núcleo museológico na estação do Arco de Baúlhe

A totalidade da ecopista situa-se na margem direita do rio Tâmega, às vezes seguindo o rio Tâmega mas também passando por paisagens urbanas e vinícolas.[2] Existem algumas obras particulares como o viaduto de Matamá ou o Túnel de Gatão.

Em direção a Norte, a estação de Mondim de Basto (Veade) sitaua-se no km 5.617, a estação de Canedo no km 10.841, e a estação do Arco de Baúlhe no km 17.245.

Em direção a sul, a estação de Codeçoso situa-se no km -8.767 e a estação de Amarante no km -21.857.

Alguns apeadeiros como o de Padredo (Canedo de Basto, km 8.880), o de Lourido (km -5.338), de Chapa (km -13.397) ou do Gatão (km -17) são pontos de descanso de refrescamento.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ecopista do Tâmega