Ecosia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ecosia
Slogan The search engine that plants trees!
Tipo de sítio Motor de busca
Fundador(es) Christian Kroll
Receita €12.1M (2020)[1]
Requer pagamento? não
Cadastro sim
País de origem Alemanha
Idioma(s) Português e 26 outras
Usuários 15,000,000+
Lançamento 7 dezembro 2009; há 11 anos
Posição no Alexa 686 (Janeiro de 2019)[2]
Endereço eletrônico ecosia.org
Estado atual Ativo

A Ecosia é um mecanismo de busca da Web online, que doa pelo menos 80% de sua receita excedente a organizações sem fins lucrativos que se concentram em reflorestamento e conservacionismo. Com sede física em Berlim, na Alemanha, a Ecosia considera-se um negócio social, é neutra em relação ao dióxido de carbono (CO2),[3] afirma apoiar a total transparência financeira,[4] protege a privacidade de seus usuários, e é certificada pela B-Lab como uma corporação beneficente.[5]

O site mantém um contador de árvores plantadas.[6] De acordo com a Ecosia, 81,1 milhões de árvores foram plantadas com o seu apoio, a partir de janeiro de 2020.[7]

Mecanismo de Busca[editar | editar código-fonte]

O mecanismo de busca em seu lançamento originalmente oferecia uma combinação de resultados providos pelo Yahoo!, Bing e Wikipédia. Anúncios eram entregues pelo Yahoo!, como parte de um acordo de partilha de receitas com a Ecosia. O mecanismo de pesquisa também costumava fornecer pesquisas no Google, o que não gerava receita para a Ecosia.

O Microsoft Bing agora fornece à Ecosia seus resultados de pesquisa.[8] O navegador atualmente está disponível como na Web ou aplicativo mobile em dispositivos Android e iOS. O Ecosia exibe anúncios ao lado dos seus resultados de pesquisa. Uma única pesquisa na Ecosia arrecada aproximadamente meio centavo de euro (0,005 EUR).

Modelo de Negócios[editar | editar código-fonte]

A Ecosia usa 80% de seus lucros de receita de publicidade para apoiar projetos de reflorestamento. Em outubro de 2018, o fundador Christian Kroll anunciou que entregou parte de suas ações para a Purpose Foundation.[9] Como resultado, o co-proprietário da Ecosia, Tim Schumacher, desistiu do seu direito de vender a Ecosia ou de tirar qualquer lucro da empresa.[10]

História[editar | editar código-fonte]

A Ecosia foi lançada pela primeira vez em 7 de dezembro de 2009, para coincidir com as negociações climáticas da ONU em Copenhague.[11] Ao longo do tempo, a Ecosia apoiou vários programas de plantação de árvores. Até dezembro de 2010, os fundos da Ecosia foram para um programa da WWF Alemanha, que protegia o Parque Nacional do Juruena, na bacia amazônica. Para proteger esta área, os organizadores elaboraram e financiaram planos com companhias madeireiras e as comunidades locais.

Em 2011, o mecanismo de busca havia arrecadado mais de € 250.000.[12] Em 2013, cerca de 200.000 pessoas estavam usando Ecosia, e 116.000 mudas foram financiadas pelas doações da Ecosia.

De julho de 2013 a setembro de 2014, a Ecosia doou para o programa Plantar um Bilhão de Árvores,[13] dirigido pela The Nature Conservancy, cujo objetivo era restaurar a Mata Atlântica brasileira, plantando um milhão de árvores nativas até 2015.

Em 2015, a Ecosia começou a financiar o reflorestamento em Burkina Faso como parte do projeto da Grande Muralha Verde, apoiado pela União Africana e pelo Banco Mundial, que visa prevenir a desertificação.

De acordo com a B-Labs, em janeiro de 2015, "Ao doar 80% de sua receita publicitária, o mecanismo de busca levantou mais de US$ 1,5 milhão para proteção de florestas tropicais desde sua fundação em dezembro de 2009". Segundo a Ecosia, até 2015, o mecanismo de busca tinha quase 2,5 milhões de usuários ativos, e havia plantado mais de 2 milhões de árvores.

Em maio de 2015, a Ecosia foi selecionada para o The Europas, o Prêmio Europeu de Startups de Tecnologia, sob a categoria Melhor Startup Europeia para a Melhoria da Sociedade.[14]

A partir de abril de 2016, a Ecosia passou a estar no top 2 start-up da Alemanha no StartupRanking.[15] Em julho de 2017, contava com 5,5 milhões de usuários ativos e 10 milhões de árvores plantadas. Em janeiro de 2018, eram 20 milhões de árvores plantadas. Em outubro de 2018, alcançou 7 milhões de usuários ativos por mês, com a Alexa classificando a Ecosia como o 127º maior site da Alemanha.[16][2] Em 20 de dezembro de 2018, a organização atingiu 45 milhões de árvores plantadas.

A partir de janeiro de 2020, a Ecosia se encontrava com mais de 15 milhões de usuários e mais de 80 milhões de árvores plantadas.

Impacto[editar | editar código-fonte]

A Ecosia trabalha com várias organizações, como a Eden Reflorestation Projects, a WeForest e vários parceiros locais, para plantar árvores em 15 países em todo o mundo. A Ecosia diz que eles se concentram em plantar árvores onde são mais necessárias: "hotspots de biodiversidade", que são áreas com grande número de espécies únicas, e regiões com comunidades pobres que não conseguem lidar com o plantio de árvores em larga escala por conta própria. Há múltiplos benefícios ambientais das árvores: elas absorvem dióxido de carbono e, assim, diminuem o aquecimento global; impedem a desertificação, e mantêm o solo fértil; e eles fornecem habitats seguros para os animais que habitam a floresta. Além disso, a Ecosia alega que eles apoiam as comunidades locais, criando uma renda estável para o plantio e o cuidado das árvores, fornecendo alimentos e renda para a colheita das árvores, melhorando a agricultura do solo reabastecido por árvores e, finalmente, levando à estabilidade econômica e política da pobreza.[17][18][19]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Ecosia business reports/Financial Reports & Tree Planting Receipts» 
  2. a b «ecosia.org Competitive Analysis, Marketing Mix and Traffic». www.alexa.com. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  3. «Ecosia - Crunchbase Company Profile & Funding». Crunchbase (em inglês). Consultado em 12 de janeiro de 2019 
  4. «Transparência Financeira». Consultado em 12 de janeiro de 2019 
  5. «Ecosia GmbH | Certified B Corporation». Bcorporation. Consultado em 12 de janeiro de 2019 
  6. «Ecosia - the search engine that plants trees». www.ecosia.org (em inglês). Consultado em 12 de janeiro de 2019 
  7. «40 million more trees in the world!». The Ecosia Blog (em inglês). 18 de outubro de 2018. Consultado em 12 de janeiro de 2019 
  8. «Where do Ecosia's search results come from?» (em inglês). Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  9. Tönnesmann, Jens (24 de outubro de 2018). «Good bye, Frau Merkel». www.zeit.de (em alemão). Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  10. Köhn-Haskins, Josefine; Thomas, Jan (9 de outubro de 2018). «Ecosia- Gründer Christian Kroll ist ein Überzeugungstäter». Berlin Valley (em alemão). Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  11. Donoghue, Andrew (4 de dezembro de 2009). «Microsoft-Backed Green Search Engine Attacks Google». Silicon UK (em inglês). Consultado em 25 de setembro de 2021 
  12. «Green search engine means you click and save the rainforest». The Guardian. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  13. «Plant a Billion Trees program». Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  14. «The Shortlist Is Out — Vote Now In The Europas Awards For European Tech Startups». TechCrunch (em inglês). Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  15. «Germany Top Startups - Contentful, EyeEm, Blinkist». StartupRanking (em inglês). Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  16. «ecosia.org Traffic Statistics». Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  17. «Reporte Financeiro». Consultado em 13 de janeiro de 2019 [ligação inativa] 
  18. «Where does Ecosia plant trees?». Ecosia. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  19. «Why does Ecosia plant trees». Ecosia. Consultado em 13 de janeiro de 2019