Ed Davis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ed Davis
Ed Davis of Portland Trail Blazers.jpg
Davis in January 2017
Informações pessoais
Nome completo Edward Adam Davis
Data de nasc. 5 de junho de 1989 (29 anos)
Local de nasc. Washington, D.C.,  Estados Unidos
Altura 2,08 m
Peso 109 kg
Informações no clube
Clube atual Estados Unidos Portland Trail Blazers
Número 17
Posição Ala-pivô/Pivô
Clubes de juventude
2008–2010 North Carolina Tar Heels
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
2010–2013
2010
2013–2014
2014–2015
2015-presente
Canadá Toronto Raptors
Estados Unidos Erie BayHawks
Estados Unidos Memphis Grizzlies
Estados Unidos Los Angeles Lakers
Estados Unidos Portland Trail Blazers
176 (1354)[1]
2 (20)[2]
99 (542)[1]
79 (656)[1]
451 (1140)[1]


* Partidas e pontos pelo clube profissional
contam apenas os jogos da liga nacional e
e estão atualizados até 13 de maio de 2018.

Edward Adam Davis (nascido em 5 de junho de 1989) é um basquetebolista profissional americano que atualmente joga pelo Portland Trail Blazers da National Basketball Association (NBA). Ele jogou basquete escolar na Benedictine High School, em Richmond, Virgínia. Ele é o filho do ex-jogador da NBA Terry Davis, que jogou 10 temporadas (1989-2001) com o Miami Heat, Dallas Mavericks, Denver Nuggets e Washington Wizards.[3] Ele foi selecionado como a 13ª escolha geral no Draft da NBA de 2010 pelo Toronto Raptors.

Carreira no ensino médio[editar | editar código-fonte]

Davis passou seus dois primeiros anos do ensino médio jogando basquete na Hanover High School em Mechanicsville, Virginia, antes de se transferir para a Benedictine High School, em Richmond, Virgínia. Lá, ele levou a escola à conquista de dois campeonatos estaduais, tendo uma média de 22 pontos, 14 rebotes e 7 bloqueios em seu último ano.[3] Ele acompanhou os futuros companheiros de equipe no Tar Heels Tyler Zeller e Larry Drew II no McDonald's All-American Game e foi selecionado para a Jordan Brand All-American Team. Ele foi nomeado como Mr. Basketball da Virgínia em 2008, prêmio dado ao melhor jogador de basquete escolar do estado. Ele também recebeu o reconhecimento como co-jogador do ano em 2007.[3]

Considerado um recruta cinco estrelas pelo Rivals.com, Davis foi listado como o 4 ala-pivô e o 15º jogador no país em 2008.[4]

Carreira na universidade[editar | editar código-fonte]

Davis jogou em todos os jogos durante a temporada de 2008-09, começando a partida em dois deles. Ele teve uma média de 6,7 pontos, 7,0 rebotes, e 18,8 minutos por jogo em sua primeira temporada com os Tar Heels. Davis também liderou a equipe com 65 tocos, com uma média de 1,7 por jogo. Nas seis vitórias do North Carolina, durante o Torneio de Basquete da NCAA de 2009, Davis teve uma média de 8,2 pontos e 5,5 rebotes. No Jogo do Campeonato da NCAA de 2009, Davis saiu do banco para marcar 11 pontos e pegar 8 rebotes, recorde da equipe, ajudando os Tar Heels na vitória por 89-72 sobre o Michigan State.[5] Davis também foi nomeado para o 2009 All-Freshman Team e recebeu o prêmio de co-jogador que mais melhorou da equipe, juntamente com Wayne Ellington.[3]

Em abril de 2009, Davis anunciou que ele iria voltar para o North Carolina, após seu ano de calouro, em vez de ingressar no Draft da NBA.[5] Em fevereiro de 2010, ele sofreu uma fratura no pulso em uma derrota para a Duke, o que efetivamente acabou com a sua temporada. Em 2009-10, ele jogou 23 jogos, com média de 13,4 pontos, 9,6 rebotes, 1,0 assistências e 2,8 tocos por jogo.[6]

Em abril de 2010, Davis ingressou no Draft da NBA, abrindo mão de seus últimos dois anos de elegibilidade para a faculdade.[7] Ele assinou com o agente esportivo Rob Pelinka.[8]

Carreira profissional[editar | editar código-fonte]

Toronto Raptors (2010-2013)[editar | editar código-fonte]

Davis foi selecionado pelo Toronto Raptors como a 13ª escolha geral no Draft da NBA de 2010. Em 6 de julho de 2010, Davis assinou com o Raptors.[9] Depois de um mês com o Raptors, Davis foi designado para o Erie BayHawks. Em 29 de novembro de 2010, Davis foi chamado de volta pelo Raptors. Em 1 de dezembro de 2010, Davis fez sua estreia na NBA, contra o Washington Wizards, marcando 11 pontos, 6 rebotes e 2 tocos. Em 5 de abril de 2011, Davis marcou o recorde de sua carreira, com 22 pontos contra o New York Knicks.

Memphis Grizzlies (2013-2014)[editar | editar código-fonte]

Em 30 de janeiro de 2013, Davis foi negociado para o Memphis Grizzlies, juntamente com Tayshaun Prince e Austin Daye do Detroit Pistons, em uma negociação envolvendo três times, que também enviou seu companheiro de equipe José Calderón para os Pistons, e Rudy Gay e Hamed Haddadi do Grizzlies para o Raptors.[10]

Em 30 de junho de 2014, os Grizzlies recusaram a oportunidade de propor uma oferta qualificada para Davis, tornando-o um agente livre irrestrito.[11]

Los Angeles Lakers (2014-2015)[editar | editar código-fonte]

Em 23 de julho de 2014, Davis assinou com o Los Angeles Lakers.[12]

Portland Trail Blazers (2015–presente)[editar | editar código-fonte]

Em 8 de julho de 2015, Davis assinou um contrato de US$20 milhões por um período de três anos com o Portland Trail Blazers.[13][14] Em 20 de novembro de 2015, ele registrou 17 pontos e 15 rebotes em uma vitória por 102-91 sobre o Los Angeles Clippers. Seus 15 rebotes incluíram um recorde em sua carreira, 10 rebotes ofensivos, o máximo para um Blazer desde Greg Oden em 10 de dezembro de 2009. Ele também se tornou o primeiro jogador do Blazers a ter pelo menos 15 pontos e 15 rebotes começando no banco desde Travis Outlaw, em 2006.[15]

Em 1 de março de 2017, foi anunciado que Davis não iria jogar durante o restante da temporada 2016–17, após passar por uma cirurgia artroscópica no seu ombro esquerdo, para reparar o seu labrum glenoidal, que estava machucado.[16]

Estatísticas de carreira na NBA[editar | editar código-fonte]

LEGENDA
 PJ  Partidas jogadas  PI  Partidas iniciadas  MPJ  Minutos por jogo  AP  Arremessos de quadra (%)
 3P  Arremessos de 3 pontos (%)  LL  Lances-livre (%)  RT  Rebotes por jogo  AS  Assistências por jogo
 BR  Roubos de bola por jogo  TO  Tocos por jogo  PPJ  Pontos por jogo  Negrito  Melhor da carreira

Temporada regular[editar | editar código-fonte]

Temporada Equipe PJ PI MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
2010–11 Toronto Raptors 65 17 24,6 ,576 ,000 ,555 7,1 ,6 ,6 1,0 7,7
2011–12 Toronto Raptors 66 9 23,2 ,513 ,000 ,670 6,6 ,9 ,6 1,0 6,3
2012–13 Toronto Raptors 45 24 24,2 ,549 ,000 ,647 6,7 1,2 ,6 ,8 9,7
2012–13 Memphis Grizzlies 36 4 15,1 ,517 ,000 ,569 4,4 ,2 ,4 1,3 5,1
2013–14 Memphis Grizzlies 63 4 15,2 ,534 ,000 ,528 4,1 ,4 ,3 ,7 5,7
2014–15 Los Angeles Lakers 79 24 23,3 ,601 ,000 ,487 7,6 1,2 ,6 1,2 8,3
2015–16 Portland Trail Blazers 81 0 20,8 ,611 ,000 ,559 7,4 1,1 ,7 ,9 6,5
2016–17 Portland Trail Blazers 46 12 17,2 ,528 ,000 ,617 5,3 ,6 ,3 ,5 4,3
2017–18 Portland Trail Blazers 78 0 18,9 ,582 ,000 ,667 7,4 ,5 ,4 ,7 5,3
Carreira 559 94 20,6 ,564 ,000 ,579 6,5 ,8 ,5 ,9 6,6

Playoffs[editar | editar código-fonte]

Temporada Equipe PJ PI MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
2013 Memphis Grizzlies 8 0 6,0 ,417 ,750 1,4 ,0 ,0 ,1 1,6
2014 Memphis Grizzlies 7 0 3,6 ,300 ,000 2,1 ,0 ,1 ,4 ,9
2016 Portland Trail Blazers 11 0 18,6 ,525 ,000 ,576 6,8 1,3 ,2 ,6 5,5
2018 Portland Trail Blazers 4 0 17,8 ,500 ,250 8,0 ,0 ,0 ,3 2,8
Carreira 30 0 11,6 ,472 ,000 ,548 4,4 ,5 ,1 ,4 3,0

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Davis é o filho de Angela Jones e Terry Davis.[3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d «Ed Davis Stats» (em inglês). Basketball Reference. Consultado em 13 de maio de 2018.. Cópia arquivada em 13 de maio de 2018 
  2. «Ed Davis Player Profile» (em inglês). RealGM. Consultado em 13 de maio de 2018.. Cópia arquivada em 13 de maio de 2018 
  3. a b c d e «Player Bio: Ed Davis» (em inglês). North Carolina Tar Heels. Consultado em 13 de maio de 2018.. Cópia arquivada em 13 de maio de 2018 
  4. «Ed Davis Recruiting Profile» (em inglês). Rivals.com. Consultado em 13 de maio de 2018.. Arquivado do original em 29 de janeiro de 2015 
  5. a b «Ed Davis To Return To UNC For Sophomore Season» (em inglês). North Carolina Tar Heels. 12 de abril de 2009. Consultado em 13 de maio de 2018.. Cópia arquivada em 13 de maio de 2018 
  6. «Ed Davis College Stats» (em inglês). Sports Reference. Consultado em 13 de maio de 2018.. Cópia arquivada em 13 de maio de 2018 
  7. «North Carolina's Ed Davis declares for NBA Draft» (em inglês). WRAL Sports Fan. 12 de abril de 2010. Consultado em 13 de maio de 2018.. Cópia arquivada em 22 de dezembro de 2015 
  8. Mullen, Liz (11 de maio de 2010). «Pelinka Signs Two Potential NBA Lottery Picks; Falk Inks Monroe» (em inglês). SportsBusiness Daily.com. Consultado em 13 de maio de 2018.. Cópia arquivada em 13 de maio de 2018 
  9. «Raptors Sign First-Round Pick Ed Davis» (em inglês). NBA.com. 6 de julho de 2010. Consultado em 13 de maio de 2018.. Cópia arquivada em 13 de maio de 2018 
  10. «Grizzlies acquire Tayshaun Prince, Austin Daye, Ed Davis and 2013 second round draft pick in three-team deal» (em inglês). NBA.com. 30 de janeiro de 2013. Consultado em 13 de maio de 2018.. Cópia arquivada em 13 de maio de 2018 
  11. Hipp, Bennett (30 de junho de 2014). «Grizzlies elect not to extend qualifying offer to Ed Davis; Team keeps options open» (em inglês). NBA.com. Consultado em 13 de maio de 2018.. Cópia arquivada em 13 de maio de 2018 
  12. «Lakers Sign Ed Davis» (em inglês). NBA.com. 23 de junho de 2014. Consultado em 13 de maio de 2018.. Cópia arquivada em 13 de maio de 2018 
  13. «Trail Blazers Sign Forward Ed Davis» (em inglês). NBA.com. 8 de julho de 2015. Consultado em 13 de maio de 2018.. Cópia arquivada em 13 de maio de 2018 
  14. Wojnarowski, Adrian (2 de julho de 2015). «Sources: Ed Davis agrees to $20 million deal with Trail Blazers» (em inglês). Yahoo! Sports. Consultado em 13 de maio de 2018.. Cópia arquivada em 13 de maio de 2018 
  15. Andrews, Malika (21 de novembro de 2015). «Blazers snap 7-game skid with 102-91 win over Clippers» (em inglês). NBA.com. Consultado em 13 de maio de 2018.. Cópia arquivada em 13 de maio de 2018 
  16. «Trail Blazers' Ed Davis to miss rest of season after surgery» (em inglês). NBA.com. 1 de março de 2017. Consultado em 13 de maio de 2018.. Cópia arquivada em 13 de maio de 2018