Edgar Martins

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Edgar Martins
Informação geral
Nome completo Edgar Martins
Nascimento 30 de julho de 1929
Origem Pedreira, São Paulo, São Paulo
País  Brasil
Data de morte 16 de novembro de 2005 (76 anos)
Gênero(s) Música sacra, Música gospel
Ocupação(ões) Cantor, Pastor, Político, Missionário
Instrumento(s) Voz, Violão
Extensão vocal Tenor lírico
Período em atividade 1951 - 2005

Edgar Martins (30 de Julho de 1929 - São Paulo, 16 de Novembro de 2005) foi um pastor batista e cantor de música sacra cristã, sendo um dos pioneiros em gravações do gênero no Brasil, ao lado de cantores como Luiz de Carvalho, Feliciano Amaral, e Josué Barbosa Lira, dentre outros.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Membro da Igreja Batista de Represa Nova (bairro de Pedreira, São Paulo), onde depois tornou-se pastor,[1] o tenor iniciou sua carreira na década de 50, lançando discos de 78 rpm a partir de 1951.

Seu pai, Manoel Martins, foi um dos membros fundadores da 1º Igreja Batista em Santo Amaro. Na infância e na adolescência teve ocupações bastante humildes, das quais se orgulhou muito; entregou carnes para o açougue João de Luca na rua Direita. Entregou leite de casa em casa na região de Petrópolis e Floriano. Foi engraxate, e operário da durex.

Como membro da Igreja Batista em Santo Amaro conheceu a jovem Luzia Sinckewik. Em 1948 começaram a namorar. Seis anos depois casaram-se na Igreja Metodista em Santo Amaro.

Em 1955 formou-se em jornalismo, pela faculdade Cásper Líbero.

Em 1961 concluiu o curso de teologia na Faculdade de teologia do Colégio Batista Brasileiro.

Ainda em 1961 concluiu o curso de professor de aperfeiçoamento do ensino comercial.

Em 1971 terminou o curso de direito em Pouso Alegre-Sul de Minas.

Em 1974, na Faculdade Princesa Izabel, termina o curso superior de psicanálise.

Em sua primeira experiência política foi eleito deputado federal por São Paulo. Época em que fez curso na escola superior de guerra, na fortaleza de São João no Rio de Janeiro. Como deputado apresentou mais de trezentos projetos, muitos dos quais aprovados no governo João Figueiredo.

Como Pastor demonstrou seus conhecimentos bíblicos, participando no jogo "Poço dos milhões", no canal 4 TV TUPI - Programa Sílvio Santos, considerado na época um dos maiores prêmios da televisão brasileira.

Participou também do pleito eleitoral de 1982 pela vereança de São Paulo. Ficou   na suplência e depois ocupou a vaga deixada pelo professor Nelsom Guerra, no governo Jânio quadros. Como político foi agraciado com diversas medalhas e comendas.

Como evangelista levou a Palavra de Deus aonde foi chamado. Através da sua voz muitas pessoas foram alcançadas pelo Senhor Jesus.

Como cantor recebeu a medalha Carlos Gomes, uma das mais significativas honrarias do meio musical.

O Pastor Edgar Martins, como escritor era membro da APEL: Academia Paulista Evangélica de Letras.

É apreciado cantor de músicas sacras, tendo por cinco anos participado do programa "Palavra de vida", transmitido em todos os sábados pela TV Tupi em São Paulo. Levou a mensagem da Palavra de Deus para todas as regiões do Brasil, para a África, Europa, Estados Unidos, além de Paraguai, Uruguai e Argentina.

Na vida de pastor dirigiu as seguintes igrejas: Congregação da Igreja Batista de Vila Mariana no Planalto Paulista, Igreja Batista de Represa Nova, Igreja Batista do Calvário em Santos e a 1º Igreja Batista em Santo Amaro.

Em 1992 completou 30 anos de ministério, comemorado com um culto de ação de graças na 1° Igreja Batista em Santo Amaro. Tem vários LPs gravados.

Como radialista trabalhou na rádio América em São Paulo, apresentando o Programa "Madrugada com Deus." e na rádio Copacabana no Rio de Janeiro.

Devido a enfermidade, muitas vezes era impedido de participar das reuniões na APEL, mas sempre que podia lá estava com sua simpatia bondosa, com sua amabilidade presenteando os colegas com sua bela voz que, mesmo debilitada não se calava na sua missão de com requinte, louvar ao Senhor.[2]

Após ter lançado seu último CD em comemoração aos 50 anos de carreira, e com um legado de quase 30 discos, o cantor faleceu no dia 15 de novembro de 2005, vítima de um aneurisma cerebral.[3]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Gravações em 78rpm (compactos), pela Gravadora Boas Novas:

  • Orando Sempre
  • Com Cristo No Vale
  • Feliz Natal
  • Sublime Amor
  • Eu Avisto Uma Terra Feliz
  • 1960: Acampou Conosco
  • 1960: Word Of Life (Em Inglês)
  • 1967: Recordação (Pela Gravadora Secal)

Gravações em LP, K7 e CD:

  • 1958: Mais Perto: Músicas de Inspiração
  • 1962: Lírio dos Vales / Cantarei Com Meu Coração
  • 1963: Mocidade
  • 1968: Jesus Tão Belo
  • 1969: Belos Hinos Para Uma Linda Voz
  • 1970: Divina Graça
  • 1974: Trem da Salvação (Dueto com Luiz de Carvalho)
  • 1975: Lindos Hinos Evangélicos
  • 1976: Que Viagem
  • 1980: Especial
  • 1982: Cidade Santa
  • 1986: 25 Anos de Louvor
  • 1996: Sou Feliz
  • 2004: Saudade

Referências

  1. Pastor Edgar Martins - Belos Hinos Para Uma Linda Voz (1969) - GospelFree
  2. «Pr. EDGAR MARTINS». Recanto das Letras 
  3. SOUSA, Salvador de. História da Música Evangélica no Brasil. São Paulo: Ágape, 2011.


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.