Edifício-monumento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Edifício-monumento
Fachada principal do Edifício-monumento
Arquiteto Tommaso Gaudenzio Bezzi
Início da construção 1885
Fim da construção 1890
Inauguração 7 de setembro de 1895
Função atual Museu
Website www.mp.usp.br
Geografia
País Brasil
Cidade São Paulo
Coordenadas 23° 35' 07" S 46° 36' 35" O

O Edifício-monumento, conhecido por abrigar o acervo do Museu do Ipiranga, é uma construção histórica localizada na cidade brasileira de São Paulo, mais precisamente no Parque da Independência e que, juntamente com o Museu Republicano, integra o conjunto de acervos e museus conhecido como Museu Paulista da Universidade de São Paulo.[1] Desde 2013, o edifício está interditado para visitas, em função das obras de restauro e modernização, muito embora o Parque da Independência siga em funcionamento.[2]

Projetado pelo arquiteto e engenheiro italiano Tommaso Gaudenzio Bezzi, o edifício foi inaugurado em 7 de setembro de 1895.[1] Durante as construções, em 1889, o monumento foi citado como o "o edifício mais importante e a mais bela obra de arquitetura do Brasil", pelo geógrafo Élisée Reclus em seu trabalho La nouvelle Géographie Universelle, conferindo visibilidade internacional a Bezzi.[3]

Em 13 de Janeiro de 1999, o edifício-monumento foi tombado como patrimônio arquitetônico de valor histórico pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).[3]

Eixo-monumental[editar | editar código-fonte]

Vistas da escadaria e do saguão central, no Eixo-monumental do Museu Paulista, em fotografia de Guilherme Gaensly. No detalhe, nas escadas, Tommaso Bezzi.

O saguão central, com a escadaria, é comumente chamado Eixo-monumental. É onde estão algumas das principais obras do museu, ligadas ao Programa Decorativo de Affonso Taunay, incluindo os objetos:[4][5]

Também no Eixo-monumental estão os seguintes quadros:

Referências

  1. a b «Museu do Ipiranga | Museu Paulista». www.mp.usp.br. Consultado em 13 de setembro de 2018 
  2. «Museu Paulista em Obras | Museu Paulista». mp.usp.br. Consultado em 13 de setembro de 2018 
  3. a b Oliveira Filho, José Costa de (2003). «O Monumento à Independência: registros de arquitetura». Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material. 10-11 (1): 127–147. ISSN 0101-4714. doi:10.1590/S0101-47142003000100008 
  4. «Affonso d'E. Taunay e a construção da memória bandeirante - IHGB - Instituto Histórico Geográfico Brasileiro». ihgb.org.br. Consultado em 3 de fevereiro de 2019 
  5. Junior, Carlos Rogerio Lima (29 de novembro de 2018). «Da pena ao pincel: o passado paulista (re)criado nas encomendadas de Afonso Taunay a Oscar Pereira da Silva». Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material. 26: e34–e34. ISSN 1982-0267. doi:10.1590/1982-02672018v26e34 
Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.