Edifício James A. Farley

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Edifício James A. Farley
Registro Nacional de Lugares Históricos
Marco Histórico de Nova Iorque
Edifício James A. Farley está localizado em: Nova Iorque
Localização do edifício em Nova Iorque
Localização: Oitava Avenida, entre as ruas 31 e 33, Nova Iorque
Coordenadas: 40° 45′ 04″ N, 73° 59′ 43″ O
Superfície: 8 acres
Construído/Fundado: 1912 (109 anos)
Arquiteto: McKim, Mead & White
Estilo(s): Beaux-Arts
Adicionado ao NRHP: 29 de janeiro de 1973 (48 anos)
Designado NYCL
17 de maio de 1966 (55 anos)
Registro NRHP: 73002257
Registro NYCL: 0232

O edifício James A. Farley é um prédio de uso misto em Midtown Manhattan, Nova Iorque, que serviu como a principal instalação do Serviço Postal dos Estados Unidos (USPS) na cidade. Projetado pela MacKim, Mead & White no estilo Beaux-Arts, o edifício foi construído entre 1911 e 1914, com um anexo sendo construído entre 1932 e 1935. O edifício Farley, na Oitava Avenida 421 entre a 31st Street e a 33rd Street em Midtown Manhattan, tem como vizinhos ao leste, a Pennsylvania Station e o Madison Square Garden.

A fachada principal do edifício Farley foi concebida como uma colunata coríntia fixada por dois pavilhões. Esse imponente projeto foi escolhido para combinar com a grandiosa colunata da Pennsylvania Station original. Um entablamento acima da colunata principal ostenta o lema informal do Serviço Postal dos Estados Unidos: "Nem a neve, nem a chuva, nem o calor, nem a escuridão da noite podem impedir estes mensageiros de rapidamente concluir as missões a que foram designados". As outras fachadas tem um projeto similar, mas com um estilo mais simples. No interior, há uma galeria com colunas coríntias e um teto decorado com brasões de 10 países importantes da época da conclusão do edifício. O interior abriga o Moynihan Train Hall, uma extensão da Penn Station, além de escritórios.

O edifício James A. Farley ficou conhecido como Terminal Pensilvânia até 1918, quando foi renomeado para edifício Geral do Correio. O prédio foi registrado como um marco histórico municipal de Nova Iorque em 1966 e foi adicionado Registro Nacional de Lugares Históricos em 1973. Foi oficialmente renomeado em 1982 em honra a James Farley, o 53º diretor-geral dos correios dos Estados Unidos. O USPS vendeu o edifício para o Governo Estadual de Nova Iorque em 2006 para abrir espaço para o Moynihan Train Hall, que foi aberto em 2021. Escritórios no edifício foram alugados ao Facebook em 2020.

Local[editar | editar código-fonte]

O edifício se situa no lado oeste da Oitava Avenida, de frente para a Pennsylvania Station e o Madison Square Garden. É o número 421 da Oitava Avenida do borough de Manhattan. O edifício é margeado pela Oitava Avenida a leste, pela 31st Street ao sul, pela Nona Avenida ao oeste e pela 33rd Street ao norte.[1] O edifício Farley ocupa dois quarteirões inteiros, com uma 8 acres de superfície acima dos trilhos do Corredor Nordeste e do Corredor Farley (sub-distrito D) no oeste de Midtown Manhattan.[2] O prédio ocupa um lote medindo 139 m ao longo da Oitava e Nona avenidas e 240 m ao longo da 31st Street e da 33rd Street. de acordo com o Departamento de Planejamento Urbano de Nova Iorque, o edifício tem uma área de 33.800 m2 e 128.032,0 m2 de área construída.[3]

Projeto[editar | editar código-fonte]

O edifício Farley consiste do antigo edifício do correio, concluído em 1914, e seu anexo ocidental, concluído em 1935. O edifício original foi projetado pela firma MacKim, Mead & White, que também projetou a Pennsylvania Station original no mesmo estilo Beaux-Arts.[4][5]:3[6] Willian Mitchell Kendall foi o arquiteto que liderou a elaboração do projeto.[7] A firma também projetou o anexo.[8]

Fachada[editar | editar código-fonte]

A detalhada colunata coríntia abaixo da inscrição do correio

A estrutura de quatro andares consiste em uma estrutura de aço revestida por pedras de granito trabalhado.[5]:2 A monumental fachada da Oitava Avenida foi concebida como uma colunata coríntia composta de 20 colunas de 16 m de altura. O imponente projeto foi escolhido para combinar com a força da colunata da Penn Station original, do outro lado da Oitava Avenida. Um lance de 31 degraus, se estendo por todo o comprimento da colunata, fornece acesso da rua para o andar principal do edifício.[4][5]:2 A colunata é escorada em suas extremidades por dois pavilhões quadrados, cada um com um domo, mostrados no exterior como uma pequena pirâmide.[5]:2

Uma entablamento acima da colunata ostenta o lema "Nem a neve, nem a chuva, nem o calor, nem a escuridão da noite podem impedir estes mensageiros de rapidamente concluir as missões a que foram designados". A frase foi retirada das Histórias de Heródoto (Livro 8, cap. 98) e descreve o confiável serviço do sistema postal pérsio da época de Xerxes I.[4][5]:2[7] Ele foi selecionado pelo Departamento do Tesouro dos Estados Unidos em 1912.[9] A inscrição é erroneamente indicada como o lema oficial do Serviço Postal dos Estados Unidos (USPS) e tem sido conhecida assim desde então.[10] No topo dos pavilhões das terminações, nomes de várias pessoas que foram consideradas importantes para a história dos serviços postais no mundo ocidental, como o Cardeal de Richelieu.[11][12][13]

As fachadas ao longo da 31st Street e da 33rd Street tem colunatas mais simples.[4] Estes lados são divididos em sete seções: um pavilhão central de três partes com arcos, flanqueado em ambos os lados por uma fileira de pilastras e um pavilhão de extremidades quadradas. O lado da Nona Avenida contém uma fileira semelhante de pilastras simples.[5]:2 Existem trem arcos no centro da fachada da Nona Avenida, que era usada para entregas de caminhão.[14] O telhado é em sua maioria plano, com exceção das pirâmides dos pavilhões das extremidades. Há um parapeito acima do terceiro andar.[5]:2 Até 1994, o quarto andar era coroado por uma cornija de pedra ornamentada.[15] O telhado do edifício está a aproximadamente 31 m acima da calçada.[16]

O andar principal, 6,7 m acima do nível do chão, é rodeado por um fosso seco que fornece luz e ar para os ambientes de trabalho abaixo.[4] Os fossos corriam ao longo da 31st e 33rd Street e nas quinas da Oitava Avenida; eles originalmente tinham claraboias de vidro acima dos trilhos. Os fossos foram substituídos com lajes de concreto no final do Século XX.[17]:20 Os fossos nas quinas da Oitava Avenida foram preenchidos. Em 2017, os antigos fossos se tornaram entradas para o saguão West End, abaixo do edifício Farley, do Moynihan Train Hall.[18]

Interior[editar | editar código-fonte]

Salão de recepção do correio

Há uma galeria de dois andares de altura paralela a fachada da colunata, dentro da entrada da Oitava Avenida. O piso da galeria eram originalmente feitos de mármore de várias cores, enquanto que as paredes eram feitas de mármore e gesso branco, com várias janelas em ambos os lados.[16] O teto de gesso pintado do salão de recepção é dividido em seção de 8,5 m cada.[16][19] Cada seção do teto é decorada com emblemas nacionais ou brasões de dez membros da União Postal na época da construção do edifício: os Estados Unidos, o Reino Unido, o Império Alemão, a Terceira República Francesa, o Império Russo, o Reino da Itália, o Reino da Espanha, a Bélgica, a Áustria-Hungria e os Países Baixos. A Terceira República Francesa foi representada pela cifra "R.F." para République Française na época da abertura do edifício, já que a república carecia de um emblema nacional.[20]

Elevadores ligavam o edifício Farley a maioria das plataformas da Penn Station. Já pelo fim do Século XX, apenas um dos elevadores para o trilho 12 era usado para serviços postais.[17]:20 Além disso, seis trilhos paralelos foram estendidos a oeste da Penn Station, abaixo do edifício Farley. Na época da conclusão da Penn Station original em 1910, esses trilhos podiam comportar 26 vagões de entregas postais. Haviam três níveis subterrâneos para transporte de cartas dentro do edifício: um porão 5,5 m abaixo do nível da rua, os trilhos a 15 m de profundidade e uma plataforma de caminhões a 22 m de profundidade. Esses níveis eram conectados com o nível de envio de cartas, que era acima do nível da rua. Rampas e esteiras transportadoras conectavam os níveis.[21]

Dentro do edifício está o Moynihan Train Hall, projetado pela Skidmore, Owings & Merril (SOM). Consiste em 23.700 m2 de espaço[22] abaixo de um teto de vidro de 28 m de altura.[23] O pavilhão também tem 11.000 m2 de espaços comerciais.[24] O Moynihan Train Hall dispõe de espaços para os passageiros da Amtrak, sua principal utilizadora, que incluem áreas de bagagens e compra de passagens, salões de espera, salas de conferência e um terraço 6,1 m acima do saguão.[25]

História[editar | editar código-fonte]

Construção[editar | editar código-fonte]

Um edifício geral do correio em Midtown Manhattan havia sido planejado desde o final da década de 1890.[26] Como parte do planejamento da Penn Station durante a primeira década de Século XX, a Pennsylvania Railroad (PRR) propôs que o Departamento de Correios dos Estados Unidos construísse um edifício dos correios na Oitava Avenida, em frente a estação. Em fevereiro de 1903, o governo dos Estados Unidos aceitou a proposta da PRR e fez planos para construir o que iria se tornar o edifício Farley.[27] Uma escritura foi preparada e publicada em 1905 para George B. Cortelyou, o diretor-geral dos correios dos Estados Unidos. A PRR iria construir os trilhos e as colunas de suporte abaixo do correio como parte de plano. O local enfrentou oposição de vários membros do Congresso dos Estados Unidos, que expressaram preocupações a cerca de que o governo dos EUA iria ser proprietário de apenas "um punhado de espaço no ar", falando sobre os direitos sobre o ar acima dos trilhos.[28] Preocupações também chamaram a atenção para o pátio interior que media 30 por 46 m, que poderia acabar se tornando um tubo de ventilação.[29] Não obstante, o terreno do correio foi adquirido em junho de 1906.[30] O governo dos Estados Unidos tomou posse do local em janeiro de 1907, com uma servidão administrativa permitindo que a PRR operasse os trilhos e as plataformas abaixo.[31]

O arquiteto foi selecionado através do ato Tarsney de 1893, que permitiu que a Supervisão Arquitetônica fizesse uma competição de projetos arquitetônicos para instalações do governo dos EUA.[32] Várias grandes firmas e arquitetos foram convidados para apresentar planos no início de 1908.[33] O arquiteto supervisor James Knox Taylor escolheu a Mckim, Mead & White no mesmo ano.[34][35] Naquela época, as estruturas de aço para os trilhos e plataformas já estavam em construção.[26] Inicialmente, o aporte para o edifício era de 2,5 milhões de dólares, mas em abril de 1910, o Congresso concedeu mais 1 milhão de dólares para a construção.[36] A construção da Pennsylvania Station do outro lado da rua estava progredindo mais rapidamente. O ainda inacabado edifício do correio da Penn Station viu sua primeira carta, entregue por meio da plataforma do correio, quando a estação foi oficialmente aberta em 27 de novembro de 1910.[37][38] Um contrato de 2,5 milhões de dólares para a construção do edifício Farley foi entregue à George A. Fuller Company em março de 1911.[39][40][41] Em dezembro de 1913, o edifício do correio já estava processando cartas de segunda, terceira e de quarta classe. O The New York Times chamou o edifício de "não apenas o maior, mas o mais fino do mundo" de seu tipo.[16]

Operação como correio[editar | editar código-fonte]

Abertura e primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Visto por volta de 1912

A monumental estrutura original foi oficialmente aberta em 5 de setembro de 1914.[42] Com isso, as operações postais da Long Island Rail Road foram movidas de Long Island City para o edifício.[43] Quando foi concluído, o edifício dos correios da Penn Station media 108 m ao longo da Oitava Avenida e 101 m ao longo das outras ruas, com 37.000 m2 de espaço no interior. O Times descreveu-o como a segundo maior edifício da cidade após a Penn Station original e a estação Grand Central. Com o edifício contendo 4.700 m3 de granito rosa, 18.000 toneladas de aço e 7 milhões de tijolos.[16] A construção do prédio estimulou a abertura de novas empresas do ramo da impressão nas proximidades.[44]

O edifício do correio ficou conhecido como Terminal Pensilvânia quando foi aberto; naquela época o correio geral da cidade era o Correio da Prefeitura em Lower Manhattan. A partir do dia 1º de julho de 1918, o edifício do correio oficialmente de tornou o correio geral da cidade de Nova Iorque.[45] No início dos anos 20, o edifício do correio estava congestionado e um relatório do Congresso de 1923 recomendou uma expansão.[46] O governo dos EUA anunciou sua intenção, em 1927, de comprar imediatamente o lote a oeste do edifício do correio.[47]

Expansão[editar | editar código-fonte]

O Departamento de Serviços Postais anunciou a expansão do edifício do correio geral em 1930. A parte ocidental do quarteirão iria conter um anexo para o edifício principal, além de uma parte do posto postal chamado de estação Morgan.[48][49] A Mckim, Mead & White foi contratada para projetar a extensão.[8] Em abril de 1931, a Pennsylvania Railroad vendeu a metade ocidental do quarteirão para o Departamento do Tesouro por 2,5 milhões de dólares.[50] O edifício foi expandido entre 1932 e 1934 sob a direção do então diretor-geral dos correios James A. Farley.[17]:25 As obras envolveram a instalação da maior viga da história da cidade até a época, uma viga de 138 toneladas que media 35 m de comprimento pelos trilhos da ferrovia.[51] A James Stewart & Co. foi contratada para construir a fundação, que estava praticamente concluída no início de 1933.[14]

O governo federal concedeu o contrato de 4,3 milhões de dólares para a construção para a James Stewart & Co. em fevereiro de 1934 após promover, sem êxito, a construção em três ocasiões nos anos anteriores.[52] Durante a construção do anexo, a firma de fornecimento de materiais de construção, a General Builders Supply Corporation, recebeu um contrato federal da administração Hoover para fornecer materiais de construção. Farley foi acusado pelo senador dos EUA Huey Long de receber tratamento preferencial da administração Rooselvelt, mas o Senado o inocentou de quaisquer más práticas, no que ficou conhecido como "o escândalo Long-Farley de 1935".[53][54] O anexo foi aberto em dezembro de 1935.[7][55] Em fevereiro de 1938, o Tesouro concedeu um contrato de 696.000 dólares para a O'Driscoll and Grove Inc. para renovar a porção original do edifício. O trabalho foi realizado em fases e foi concluído em 300 dias.[56]

Fim do Século XX[editar | editar código-fonte]

Durante o Século XX, o edifício sediou eventos de natal.[57] O edifício se tornou um marco histórico da cidade de Nova Iorque em 1966[4] e foi listado no Registro Nacional de Lugares Históricos em 1973.[5] Em 1982, o correio da Penn Station foi renomeado para edifício James A. Farley, em homenagem ao antigo diretor-geral dos correios dos Estados Unidos que expandiu o edifício na década de 1930.[7][58]

No início da década de 1990, o senador dos EUA Daniel Patrick Moynihan começou a defender um plano para construir uma réplica da histórica Penn Station, onde ele havia engraxado sapatos durante a Grande Depressão. Naquela época, as instalações da Penn Station estavam superlotadas e o USPS estava planejando realocar a maioria de suas operações para outras instalações.[59] Em 1994, a cornija foi retirada; estava tão deteriorada que pedaços de pedra tinham começado a cair na rua.[15] Partes da deteriorada estrutura de aço também foram substituídas.[17]:20

O edifício Farley foi fundamental para a manutenção dos serviços na Região Metropolitana de Nova Iorque após os ataques de 11 de setembro de 2011, quando serviu como a base de operações reserva para o posto postal da Church Street, do outro lado do complexo do World Trade Center.[60] Em outubro de 2002, o governo estadual de Nova Iorque se organizou para comprar o edifício Farley do USPS por 230 milhões de dólares, com o serviço deixando a maioria do prédio.[61][62] O edifício James A. Farley foi vendido para o governo estadual de Nova Iorque em 2006 com a esperança de que a visão de Moynihan fosse realizada.[63] Antes da Grande Recessão em 2009, o edifício Farley era o único posto dos correios da cidade que ficava aberto 24 horas por dia,[64] mas como resultado da recessão, suas janelas começaram a ser fechadas às 22:00.[65][66]

Reutilização[editar | editar código-fonte]

O Moynihan Train Hall em 2021
Ver artigo principal: Moynihan Train Hall

Partes do edifício Farley foram reutilizadas e convertidas em um novo saguão para a Penn Station, chamado de Moynihan Train Hall, que é servido pela Amtrak e pela Long Island Rail Road.[67][68] A primeira fase, consistindo em novas saídas, uma conexão para o metrô de Nova Iorque e a extensão de um saguão abaixo do edifício, começou a ser construída em 18 de outubro de 2010.[69][70][71] A primeira fase foi aberta em junho de 2017.[72] A construção da segunda fase, compreendendo um novo pavilhão ferroviário dentro do edifício Farley, se iniciou dois meses depois.[73] Foi aberto no dia 1º de janeiro de 2021.[74]

Como parte do desenvolvimento do Moynihan Train Hall, a The Related Companies e a Vornado Realty Traust foram selecionadas para desenvolver os espaços comerciais do edifício.[75] As empresas assinaram um contrato em junho de 2017.[76] A Vornado e a Related alugaram o edifício por 99 anos, e em troca, contribuíram com 630 milhões de dólares para a construção do pavilhão.[76][77] No início de 2018, a Vornado e a Related começaram a considerar uma alteração nos espaços do edifício Farley que não estavam sendo ocupados pelo pavilhão ferroviário. Os desenvolvedores consideraram o uso do edifício por uma empresa de biotecnologia ou farmácia.[78] Em agosto de 2020, a Facebook, Inc. assinou um contrato para alugar todos os 68.000 m2 de escritórios no edifício Farley, seguida a uma aquisição similar que a empresa havia feito no Hudson Yards no ano anterior.[79][80] O arrendamento foi feito durante a pandemia de COVID-19, quando a maioria dos trabalhadores de escritórios de Manhattan estavam trabalhando remotamente, com a aquisição sendo vista como um sinal positivo no mercado de escritórios de Manhattan.[79][81]

Notas

Referências

  1. «"NYCityMap"». NYC.gov. New York City Department of Information Technology and Telecommunications. Consultado em 20 de abril de 2020 
  2. «"No. 7 Subway Extension-Hudson Yards Rezoning and Development Program"» (PDF). Cidade de Nova Iorque. Consultado em 26 de julho de 2020. Cópia arquivada (PDF) em 4 de março de 2016 
  3. «"372 9 Avenue, 10001"». New York City Department of City Planning. Consultado em 1 de janeiro de 2021 
  4. a b c d e f «"United States General Post Office"» (PDF). New York City Landmarks Preservation Commission. 17 de maio de 1966. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  5. a b c d e f g h «"National Register Information System – United States General Post Office (#73002257)"». National Register of Historic Places. National Park Service. 9 de julho de 2010 
  6. White, Norval; Willensky, Elliot; Leadon, Fran (2010). AIA Guide to New York City 5ª ed. Nova Iorque: Oxford University Press. p. 276. ISBN 978-0-19538-386-7 
  7. a b c d Diamonstein-Spielvogel, Barbaralee (2011). The Landmarks of New York. Albany, Nova York: State University of New York Press. p. 498. ISBN 978-1-4384-3769-9 
  8. a b «"Postoffice Architects.; Designers for New $7,000,000 Annex Have Been Chosen"». The New York Times. 17 de dezembro de 1930. ISSN 0362-4331. Consultado em 1 de janeiro de 2021 
  9. «HERODOTUS FOR POSTMAN.; Apt Quotation to Adorn Eighth Avenue Entrance to Post Office.». The New York Times (em inglês). 27 de outubro de 1912. ISSN 0362-4331. Consultado em 1 de janeiro de 2021 
  10. «"Frequently Asked Questions"». National Postal Museum. 5 de janeiro de 1978. Consultado em 31 de dezembro de 2020. Actually, the U.S. Postal Service does not have an official motto. The phrase which most people associate with the postal office is that which is engraved on the outside of the James A. Farley Post Office building... 
  11. «"Daily What?! Cardinal Richelieu's Name on the James A. Farley Post Office"». Untapped New York. 24 de julho de 2013. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  12. Schneider, Daniel B. (3 de junho de 2001). «F.Y.I.». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  13. The American Philatelist 48ª ed. [S.l.]: American Philatelic Association. 1934. p. 578. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  14. a b «PROPOSED ADDITION TO THE NEW YORK GENERAL POSTOFFICE.». The New York Times (em inglês). 2 de março de 1933. ISSN 0362-4331. Consultado em 4 de janeiro de 2021 
  15. a b Rothstein, Mervyn (23 de janeiro de 1994). «POSTINGS: Done In by the Elements; Post Office Will Restore A Crumbling Cornice». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  16. a b c d e «NEW POST OFFICE IS READY TO OPEN; Large Part of Christmas Mail Handled in $6,000,000 Granite Building. COVERS TWO CITY BLOCKS Has No Foundations, but Rests on Steel Beams Over Pennsylvania Railroad Tracks.». The New York Times (em inglês). 28 de dezembro de 1913. ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  17. a b c d Environmental Assessment Pennsylvania Station Redevelopment Project (PDF). 1. [S.l.]: Federal Railroad Administration; United States Department of Transportation. Agosto de 1999. Consultado em 1 de janeiro de 2021 
  18. Brenzel, Kathryn (15 de junho de 2017). «"First phase of Moynihan Train Hall project opens on Eighth Ave"». The Real Deal New York. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  19. Upton, Harborough Desmond (1917). «Modern Decorative Plaster Work». The Architectural Forum. 26: 90 
  20. Young, Michelle (27 de julho de 2017). «"NYC Fun Facts: The Seals in the Ceiling of James A. Farley Post Office Across from Penn Station"». Untapped New York. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  21. «MAILS HANDLED FAST AT THE NEW STATION; Government Is Ready to Hook Up Mechanically with the Pennsylvania Station Here. SUBWAYS AND RAPID CHUTES Steel Cars Running to the Post Office and Special Elevators and Platforms for the Service.». The New York Times (em inglês). 22 de novembro de 1910. ISSN 0362-4331. Consultado em 1 de janeiro de 2020 
  22. Coburn, Jesse (28 de dezembro de 2020). «"NYC's Moynihan Train Hall a bright alternative to Penn Station in 2021"». Newsday. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  23. «"Moynihan Train Hall Set to Open December 31"». Spectrum News NY1. 27 de dezembro de 2020. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  24. «"Moynihan Train Hall will open this week after $1.6 billion renovation project, Cuomo announces"». New York Business Journal. 28 de dezembro de 2020. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  25. Chan, Justin (30 de janeiro de 2019). «"Amtrak Reveals Designs of Customer Space at Moynihan Train Hall by FXCollaborative"». Architectural Record. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  26. a b «ARCHITECTS' PLANS FOR NEW POST OFFICE; Structure Over Tracks of New Pennsylvania Station to be More Than 400 Feet Wide. CORINTHIAN IN DESIGN Massive Columns the Feature -- Architects McKim, Mead & White Drew the Plans.». The New York Times (em inglês). 12 de abril de 1908. ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  27. «POST OFFICE SITES SELECTED BY COMMISSION.; Offers of the Pennsylvania and New York Central Railroad Companies -- $2,000,000 Needed.». The New York Times (em inglês). 25 de fevereiro de 1903. ISSN 0362-4331. Consultado em 22 de maio de 2018 
  28. Times, Special to The New York (9 de março de 1906). «PENNSYLVANIA STATION POST OFFICE OPPOSED; Plan Held Up by Cortelyou for Concessions from the Road. CONGRESSMEN NICKNAME IT Call It a "Building on Stilts," and the Government's Purchase a "Chunk of Air."». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  29. «WILLCOX, TOO, AGAINST PROPOSED POST OFFICE; Local Officials Oppose Site Offered by the Pennsylvania. A FLUE FOR TUNNEL DUST Provision for an Interior Court Would Also Hinder Handling of Mails, It Is Said.». The New York Times (em inglês). 10 de março de 1906. ISSN 0362-4331. Consultado em 1 de janeiro de 2021 
  30. Times, Special to The New York (29 de junho de 1906). «TERMINAL POST OFFICE PURCHASE COMPLETED; Cortelyou Approves the Plans for a Site in Eighth Avenue. WILL EXTEND TWO BLOCKS Property Will Adjoin the New Pennsylvania Station -- Government Secures Privileges.». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  31. «GETS CHECK FOR $1,660,000.; Pennsylvania Road Paid by Government for New Post Office Site.». The New York Times (em inglês). 29 de janeiro de 1907. ISSN 0362-4331. Consultado em 1 de janeiro de 2021 
  32. Lee, Antoinette J. (20 de abril de 2000). Architects to the Nation: The Rise and Decline of the Supervising Architect's Office. Nova Iorque: Oxford University Press. ISBN 978-0-19-512822-2 
  33. «"Plans for the New Post Office Building"». The Real Estate Record: Real Estate Record and Builders' Guide. 81 (2080). 1372 páginas. 25 de janeiro de 1908 – via columbia.edu 
  34. «"White's Firm Selected.: New York Architects Win Competition for Post-office Building"»Subscrição paga é requerida. The Washington Post. 11 de abril de 1908. p. 2. ISSN 0190-8286. Consultado em 1 de janeiro de 2021 – via ProQuest 
  35. «"Post Office Demonstrates Governmental Expression"». The Real Estate Record: Real Estate Record and Builders' Guide. 81 (2096). 910 páginas. 16 de maio de 1908 – via columbia.edu 
  36. «ENLARGE NEW POST OFFICE.; Additional $1,000,000 for Building at Pennsylvania Terminal in This City.». The New York Times (em inglês). 7 de abril de 1910. ISSN 0362-4331. Consultado em 1 de janeiro de 2021 
  37. «PENNSYLVANIA OPENS ITS GREAT STATION; First Regular Train Sent Through the Hudson River Tunnel at Midnight.». The New York Times (em inglês). 27 de novembro de 1910. ISSN 0362-4331. Consultado em 23 de maio de 2018. Cópia arquivada em 11 de abril de 2018 
  38. «"Big Tubes To-day Connect Brooklyn With Entire Country"»Registo grátis requerido. Brooklyn Daily Eagle. 27 de outubro de 1910. p. 27. Consultado em 1 de janeiro de 2021 – via newspapers.com 
  39. «ALL READY FOR WORK ON NEW POST OFFICE; Contract Let to George A. Fuller Company and Building to be Done in 23 Months.». The New York Times (em inglês). 11 de março de 1911. ISSN 0362-4331. Consultado em 24 de maio de 2018 
  40. «"New Post Office for New York"»Registo grátis requerido. Wall Street Journal. 11 de março de 1911. p. 16. ISSN 0099-9660. Consultado em 1 de janeiro de 2021 – via newspapers.com 
  41. «"New Postoffice Uptown: Contract Awarded for Building Opposite Pennsylvania Station"»Registo grátis requerido. New-York Tribune. 11 de março de 1911. p. 5. Consultado em 4 de janeiro de 2021 – via newspapers.com 
  42. «MORGAN MOVES INTO NEW POST OFFICE; Transfer Completed After Dark and Building to be Opened for Business Today. CLOSES BRANCH STATION E Postmaster's Old Quarters to be Made Over Into Quarters for the United States Courts.». The New York Times (em inglês). 6 de setembro de 1914. ISSN 0362-4331. Consultado em 1 de janeiro de 2021 
  43. «"Long Island Railroad Mail: To be Handled From the Pennsylvania Railroad Station, Meaning Quicker Transfer"»Registo grátis requerido. Wall Street Journal. 1 de agosto de 1914. p. 5. ISSN 0099-9660. Consultado em 1 de janeiro de 2021 – via newspapers.com 
  44. «PRINTING TRADES AROUND PENN. ZONE; Post Office a Contributing Factor in Creating New Business Centre.». The New York Times (em inglês). 29 de junho de 1913. ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  45. «NEW GENERAL POST OFFICE.; Thirty-first Street Building Designated as Main Station.». The New York Times (em inglês). 29 de junho de 1918. ISSN 0362-4331. Consultado em 1 de janeiro de 2021 
  46. Times, Special to The New York (24 de fevereiro de 1923). «TO DOUBLE MAIN POST OFFICE HERE; Congress Committee Recommends Use of Pennsylvania Site for $6,000,000 Building.». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 1 de janeiro de 2021 
  47. «GOVERNMENT TO ADD TO MAIN POSTOFFICE; Authorities Announce Plan to Take Over Adjoining Plot in Ninth Avenue.». The New York Times (em inglês). 10 de março de 1927. ISSN 0362-4331. Consultado em 4 de janeiro de 2021 
  48. «"Postoffice Lists $42,000,000 in Expansion Here: 8th Ave. Annex, Remodeling in Brooklyn, Bronx Concentration Station Named"»Subscrição paga é requerida. New York Herald Tribune. 4 de março de 1930. p. 1. Consultado em 1 de janeiro de 2021 – via ProQuest 
  49. «$42,000,000 OUTLAY TO SPEED CITY'S MAIL; Brown Promises Manhattan 2 New Buildings in Program for Metropolitan Area». The New York Times (em inglês). 4 de abril de 1930. ISSN 0362-4331. Consultado em 4 de janeiro de 2021 
  50. «BUY PLOT FOR ANNEX TO POSTOFFICE HERE; Federal Officials Present Check for $2,500,000 for Deed to Ninth Avenue Realty. RAILROAD SELLS GROUND Architects for $7,000,000 Building Named and Will Start Plans on Word from Washington.». The New York Times (em inglês). 3 de abril de 1931. ISSN 0362-4331. Consultado em 1 de janeiro de 2021 
  51. «"Midnight Hoist To Set Up City's Biggest Girder: 152-Ton Beam Up Tomorrow at New Postoffice Over 'Pennsy's Electric Rails Mammoth Girder Awaiting Its Final Move"»Subscrição paga é requerida. New York Herald Tribune. 4 de dezembro de 1932. p. 26. Consultado em 1 de janeiro de 2021 – via ProQuest 
  52. «Stewart Company to Build Postoffice Annex; Starts in Six Weeks on $4,287,700 Contract». The New York Times (em inglês). 27 de fevereiro de 1934. ISSN 0362-4331. Consultado em 1 de janeiro de 2021 
  53. «"The Congress: Political Feud"»Subscrição paga é requerida. Time. 25 de fevereiro de 1935. Consultado em 5 de maio de 2010. Cópia arquivada em 18 de março de 2012 
  54. Jones, Terry L. «An Administration under Fire: The Long-Farley Affair of 1935» 1ª ed. Louisiana History: The Journal of the Louisiana Historical Association. 28: 5-17. JSTOR 4232557 
  55. «Penn Station Now Using Greatest Mail Facilities». The New York Times (em inglês). 2 de dezembro de 1935. ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  56. «GETS POSTOFFICE WORK; New York Concern Will Renovate Eighth Avenue Building». The New York Times (em inglês). 18 de fevereiro de 1938. ISSN 0362-4331. Consultado em 1 de janeiro de 2021 
  57. «CHRISTMAS TREE LIT; 600 View Ceremony in Lobby of General Postoffice». The New York Times (em inglês). 20 de dezembro de 1945. ISSN 0362-4331. Consultado em 4 de janeiro de 2021 
  58. Carroll, Maurice (25 de maio de 1982). «FARLEY HAILED BY RENAMING OF POSTAL SITE». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  59. Dao, James (13 de maio de 1992). «Amtrak's Envious Look at Post Office». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  60. Dunlap, David W. (11 de outubro de 2001). «Penn Station Faces Delay Of Expansion». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  61. «"LIRR line may end at new Penn Station by 2009"». TimesLedger. 16 de outubro de 2002. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  62. Bagli, Charles V. (8 de outubro de 2002). «Deal Revives Delayed Plan For Train Hub». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  63. Bagli, Charles V. (4 de julho de 2007). «New Grandeur for Penn Station in Latest Plan». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 6 de março de 2019 
  64. «"James A. Farley Post Office"». NYC: The Official Guide. Consultado em 28 de novembro de 2019 
  65. Molnar, Phil; Burke, Kerry (16 de março de 2009). «"James A. Farley Post Office to close 24-hour window"». New York Daily New. Consultado em 7 de agosto de 2011 
  66. D'Anna, Eddie (17 de março de 2009). «"New York City's main post office stops 24-hour service"». Staten Island Advance. Consultado em 5 de maio de 2009 
  67. Tangel, Andrew; West, Melanie Grayce (8 de janeiro de 2016). «"New Name for Revamped Penn Station Surprises Moynihan Officials, Sparks Debate"»Subscrição paga é requerida. The Wall Street Journal. Consultado em 6 de março de 2019 
  68. Hardt, Bob (7 de janeiro de 2016). «"NY1 ItCH: Let's Not Rename Moynihan Station"». Spectrum News NY1. Consultado em 6 de março de 2019 
  69. «"New York Penn Station expansion to finally see light of day"». Trains. 18 de outubro de 2010. Consultado em 20 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 19 de março de 2011 
  70. «"Work to begin on massive Penn Station expansion"». Long Island Business News. Associated Press. 9 de maio de 2012. Consultado em 9 de maio de 2012 
  71. «"3 contractors picked for Penn Station overhaul"». CNBC. Associated Press. 27 de setembro de 2016. Consultado em 28 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 2 de outubro de 2016 
  72. Warerkar, Tanay (15 de junho de 2017). «"Penn Station's West End Concourse finally opens to the public"». Curbed NY. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  73. Nasa, Rahima; Blain, Glenn (17 de agosto de 2017). «"Cuomo touts $1.6B train hall project next to Penn Station"». New York Daily News. Consultado em 6 de setembro de 2017 
  74. Coburn, Jesse (28 de dezembro de 2020). «"NYC's Moynihan Train Hall opens Friday to LIRR commuters"». Newsday. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  75. Bagli, Charles V. (27 de setembro de 2016). «Cuomo's Vision for Revamped Penn Station: New Home for Amtrak and L.I.R.R.». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 28 de setembro de 2016 
  76. a b Brenzel, Kathryn (16 de junho de 2017). «"Vornado, Related and Skanska finalize deal to build $1.6B Moynihan Train Hall"». The Real Deal New York. Consultado em 1 de janeiro de 2021 
  77. Goldbaum, Christina (30 de dezembro de 2020). «New Train Hall Opens at Penn Station, Echoing Building's Former Glory». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  78. Morris, Keiko (1 de abril de 2018). «Vornado and Related Venture Hoping to Create Research Center at Farley Building». Wall Street Journal (em inglês). ISSN 0099-9660. Consultado em 4 de janeiro de 2021 
  79. a b Haag, Matthew (3 de agosto de 2020). «Facebook Bets Big on Future of N.Y.C., and Offices, With New Lease». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 4 de agosto de 2020 
  80. Gross, Elana Lyn (3 de agosto de 2020). «Facebook Leases Large Space At Manhattan's Farley Building, Signaling Confidence In The City And Office Buildings». Forbes (em inglês). Consultado em 4 de agosto de 2020 
  81. Geiger, Daniel (3 de agosto de 2020). «"Facebook just reached a blockbuster deal to lease the massive Farley Building in NYC as a tech and engineering hub. Here's why it's a huge win for a shaken office market"». Business Insider. Consultado em 4 de agosto de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre edifício James A. Farley