Edson Gomes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Edson Gomes
Informação geral
Nascimento 3 de julho de 1955 (60 anos)
Origem Cachoeira, Bahia
País  Brasil
Gênero(s) Reggae
Período em atividade 1972-Presente

Edson Gomes (Cachoeira, Bahia, 3 de julho[1] de 1955) é um cantor de reggae brasileiro.[2] [3] [4] [5]

É considerado por alguns o maior nome desse gênero no país.[6] Suas músicas que falam de desigualdade social, violência, pobreza, mazelas, corrupção e do cotidiano brasileiro.[1] A primeira grande influência musical de Edson Gomes foi Tim Maia, ele gostava tanto de imitar o Tim Maia que acabou ficando conhecido na cidade como "Tim Maia de Cachoeira".[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido no município de Cachoeira, na juventude desejava ser jogador de futebol. No ano de 1972, fez sua primeira apresentação como músico, participando do Festival de Música Estudantil no Colégio Estadual de Cachoeira, quando obteve a primeira colocação.[1] Aos 16 anos de idade, após ganhar um festival de música em sua cidade, resolveu seguir a carreira artística. Nesse período ele ainda não tinha ainda uma definição musical, era letrista e intérprete. Após aprender harmonia começou a fazer composições e criar letras, melodias e acordes. Depois de participar de outros Festivais de Música Estudantil locais, em 1977 participou do Festival de Inverno de Cachoeira, no qual também ganhou em primeiro lugar, nessa época ele já tinha um prestígio e profissionalismo maior que os apresentados nos fstivais anteriores.[1]

Em 1982, Edson viaja para São Paulo, e arranja um emprego na área da construção civil. Foi escolhido como o melhor intérprete do Festival Canta Bahia, com a música "Rasta"; recebeu também o Troféu Caymmi e gravou um compacto. Retornando para Cachoeira em 1985, participou do festival de música da cidade de Feira de Santana, Bahia, que era a segunda maior cidade do interior do nordeste, nesse festival ele foi premiado com o segundo lugar como melhor intérprete.[1]

Em 1988, gravou o álbum Reggae Resistência lançado pela gravadora EMI de onde saiu o seu primeiro sucesso a canção Samarina, com seu estilo já definido como um roots reggae engajado, influenciado por Bob Marley e Jimmy Cliff.

No ano de 1990, foi lançado o disco Recôncavo. Em 1992 foi lançado o álbum Campo de Batalha, e seu sucesso se espalha pela região nordeste e por todo o país. Em 1996 Edson foi convidado para abrir o show de Alpha Blondy, em Salvador. Tocou para 22 mil pessoas que cantaram as suas músicas, sendo o maior evento de reggae da Bahia naquele ano.

O quarto disco de Edson intitulado Resgate Fatal, lançado em 1995, o álbum foi um sucesso de vendas e tem como destaque a canção "Isaac". No ano de 1999 lançou o álbum Apocalipse, deste destacam-se "Camelô", "O País é Culpado" e "Apocalipse". Ainda em 1999 Edson deixa a gravadora EMI, que lança uma coletânea intitulada Meus Momentos que resgata seus sucessos antigos.[carece de fontes?]

Em 2001 lançou o seu primeiro trabalho independente, o nome do álbum é Acorde, Levante e Lute, esse nome também e nome de uma faixa do próprio álbum. Em dezembro de 2005 Edsom Gomes gravou o seu primeiro CD, DVD ao vivo, a gravação aconteceu no parque aquático Wet'n Wild que fica em Salvador, Bahia. O DVD foi lançado em 4 de janeiro de 2006.[1]

Edson Gomes compôs a música "Ovelha Negra" para ele mesmo, ainda na época em que vivia na casa de seus pais, por volta dos vinte anos de idade.[7]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g site ritmomelodia (02/05/2006). "Entrevista com Edson Gomes". Arquivado desde o original em 09/01/2015. 
  2. I Bahia. "República do Reggae traz Edson Gomes para show em Salvador". Consult. 01/01/2016. 
  3. Já é Notícia. "Edson Gomes não se apresenta e show de reggae acaba em tumulto e confusão m Maceió". Consult. 01/01/2016. 
  4. Leia Já. "Dezarie e Edson Gomes em noite majestosa de reggae". Consult. 01/01/2016. 
  5. Correio 24 Horas. "Edson Gomes leva reggae consciente ao festival de verão". Consult. 01/01/2016. 
  6. "Bem Brasil - Edson Gomes & Adão Negro". Tvcultura.com.br. 
  7. bahianoticias.com.br (18 de Julho de 2013). "Entrevistas com Edson Gomes". 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]