Edson Vieira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Edson Vieira
Informações pessoais
Nome completo Edson Roberto Vieira
Data de nasc. 9 de outubro de 1965 (54 anos)
Local de nasc. São João (PR), Brasil
Altura 1,73m
Apelido Maradoninha[1]
Informações profissionais
Equipa atual sem clube
Posição treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)


















Londrina
Matsubara
Botafogo
Mogi Mirim
Atlas
Comercial
Botafogo-SP
Ponte Preta
Once Caldas
Unión Magdalena
Noroeste
Edessaikós
Fortaleza
Santa Cruz
Portuguesa Londrinense
Rio Preto
Ceará
Millonarios
Universidad Guadalajara
Seleção nacional

1983
Brasil (Sub-16)
Brasil (Seleção de novos)
Times/Equipas que treinou
2001
2002
2002
2002
2003
2003
2003
2004
2004
2004
2004
2005
2005
2006
2006
2006
2006
2007
2007
2007
2007–2008
2008
2008–2009
2009
2009
2010
2010
2010–2011
2011–2012
2012
2012–2013
2014
2014
2014
2015
2015
2015-2016
2016-2016
2017-2018
2018
2019
2019
Portuguesa Londrinense
PSTC
Universidad Guadalajara (assistente)
Portuguesa Londrinense
Atlas (assistente)
Nacional-PR
Goiás (assistente)
Benfica (assistente)
Sporting CP (assistente)
Barreirense (assistente)
Águias de Maringá
Itararé
Comercial
Caxias-SC
Londrina
Itararé
Portuguesa Londrinense
União São João
São Carlos
Atlético Sorocaba
União Barbarense
União São João
União Barbarense
XV de Piracicaba
União São João
Lemense
Gama
São Carlos
Sertãozinho
Taubaté
São Bento
Matonense
Rio Branco
Olímpia
Taubaté
Maringá
Flamengo de Guarulhos
Inter de Bebedouro
São Carlos
Hercílio Luz
Comercial
Rio Claro

Edson Roberto Vieira, mais conhecido como Edson Vieira (São João, 9 de outubro de 1965), é um técnico e ex-futebolista brasileiro que atuava como meio-campista. Atualmente está sem clube.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Começou no Londrina e depois passou por Matsubara, Botafogo e Mogi Mirim.

Foi para o México, onde defendeu o Atlas de Guadalajara.

Retornou ao Brasil, onde defendeu a Ponte Preta e Botafogo-SP.

Após isso, foi para a Colômbia, onde atuou pelo Once Caldas e Unión Magdalena.

Teve uma passagem pelo Noroeste.

Defendeu ainda o Edessaikós, da Grécia.

Ainda esteve em Fortaleza, Santa Cruz, Portuguesa Londrinense, Rio Preto e Ceará, antes de retornar a Colômbia e México, onde, respectivamente, atuou por Millonarios e Universidad Guadalajara.

Como técnico[editar | editar código-fonte]

Após encerrar a carreira de jogador, Edson passou a ser treinador e auxiliar de grandes treinadores no Brasil, e também na Europa e México.

Iniciou sua nova trajetória pela Portuguesa Londrinense e não parou mais. Teve passagens por Nacional-PR, Itararé, Comercial, Caxias-SC, Londrina, União São João, Atlético Sorocaba, União Barbarense, XV de Piracicaba, Lemense, Gama[3], Sertãozinho, São Carlos e Taubaté.

Anteriormente, seu nome foi especulado no Once Caldas, mas Edson optou ficar em seu país, e foi para o comando do São Bento[4], onde deixou no meio de outubro.

Entre suas idas e vindas como treinador e assistente, dentro e fora do Brasil, ainda foi auxiliar-técnico de Universidad Guadalajara, Atlas, Goiás, Benfica e Sporting CP.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

165 gols marcados

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Universidade Guadalajara
  • Copa Marlboro: 1990
Milionários
Ceará
Rio Preto

Como técnico[editar | editar código-fonte]

Nacional-PR
São Bento

Referências

  1. *Terceiro Tempo. «ÉDSON VIEIRA». Consultado em 9 de novembro de 2019 
  2. *Jornal Cidade. «EXCLUSIVO: Edson Vieira não é mais o técnico do Rio Claro FC». 19 de setembro de 2019. Consultado em 9 de novembro de 2019 
  3. Superesportes (27 de abril de 2010). «Gama escolhe Edson Vieira para liderar o clube na Série C». Consultado em 16 de junho de 2012 
  4. Grande Área - Futebol Interior. «Ex-treinador de Taubaté e Sertãozinho é confirmado no São Bento». Consultado em 1 de agosto de 2012. Arquivado do original em 26 de janeiro de 2013